Arquivo da tag: sem glúten

Massa sem glúten: aprenda a substituir o ingrediente sem prejudicar o sabor

Namu Cursos em parceria com a chef Renata Monteiro lança curso que ensina receitas de deliciosas massas sem glúten

O glúten é uma proteína encontrada no trigo e em alguns cereais, como a cevada, centeio, bulgur, espelta e kamut. Ele está presente em muitos alimentos do nosso dia a dia, inclusive na preparação das diferentes massas que consumimos.

Muitas pessoas, no entanto, têm optado pela sua retirada do cardápio, seja por restrições alimentares ou mesmo por estilo de vida. A doença celíaca é um dos exemplos. Ela corresponde a um distúrbio autoimune inflamatório do intestino delgado, causando uma série de desconfortos que impede a pessoa de consumi-lo.

Pensando nessas pessoas, o Namu Cursos, plataforma de videoaulas voltada exclusivamente para o bem-estar, convidou a chef Renata Monteiro para desenvolver o curso “Massas frescas sem glúten”, no qual mostra que a vida sem glúten é possível e pode ser deliciosa.

De acordo com Renata, quando se trabalha com alimentos livres de glúten, é preciso lançar mão de estratégias, técnicas e combinações de ingredientes que proporcionem elasticidade e homogeneidade à massa. “O ideal é procurar aprender mais sobre farinhas, como usar gomas da forma correta e, sem dúvida, testar em casa diferentes receitas. A cozinha sem glúten é um laboratório, como qualquer outra. A dificuldade está na adaptação do paladar e de entender quais são os melhores ingredientes e técnicas para fazer as substituições”, explica.

Segundo a chef, para uma correta substituição, é necessário utilizar ingredientes com uma estrutura física e química semelhantes ao glúten. “É o caso das gomas xantana e guar. Quando queremos resultados mais delicados, usamos a goma xantana. Já, quando desejamos uma base mais consistente, como as de pães, massas frescas e massas que precisam ser esticadas, optamos por combinar as duas gomas. Nestes casos, os resultados finais são mais interessantes quando as gomas são misturadas e isso é comprovado quimicamente”, explica Renata.

No curso “Massas frescas sem glúten”, a professora ensina desde o conceito de restrições alimentares e a diferença entre elas até dicas de substituições, seleção farinhas sem glúten, como escolher cada uma para diferentes receitas e como evitar contaminações cruzadas. Além disso, a chef ensina receitas de diferentes tipos de massas para serem preparadas no dia a dia. O curso sai por R$ 286,00 a vista ou em até 12 parcelas de R$ 23,83 no cartão. 

E, para finalizar, o Namu Cursos separou uma receita retirada do curso para mostrar que a vida sem glúten pode ser descomplicada e muito deliciosa:

Nhoque tradicional

nhoque

Ingredientes
– 500g de purê de batata
– 2 ovos
– 100g de farinha de arroz
– 2 colheres de sopa de azeite
– 1 colher de chá de sal

Modo de preparo
1. O purê de batata deve descansar até todo o vapor sair;
2. Despeje o purê, os ovos, o sal, o azeite em uma vasilha e misture levemente;
3. Coloque a farinha de arroz na mistura e volte a mexer;
4. Polvilhe a bancada com um pouco de farinha e despeje a massa em cima;
5. Misture a massa com as mãos até chegar ao ponto final (acrescente mais farinha, se necessário);
6. Lave as mãos para remover o que restou da massa e continue a preparação;
7. Corte um pedaço da massa e enrole até chegar na espessura do nhoque ideal;
8. Caso prefira, arredonde o nhoque levemente com as mãos.
9. Coloque os nhoques em uma forma (levemente untada com farinha de arroz) e cubra-os para que não ressequem;
10. Leve uma panela com água e sal ao fogo. Após iniciar fervura, coloque os nhoques e deixe-os cozinhar por 2 a 3 minutos.

Molho pesto

Ingredientes
– 300g de manjericão fresco
– 1/2 dente de alho
– 200g de nozes pecã
– Azeite
– 50g de parmesão ralado
– 200g de nhoque para 100g de molho

Modo de preparo
1. Coloque o manjericão, as nozes, o alho, o parmesão e o azeite no liquidificador e bata bem;
2. Caso os ingredientes estejam com dificuldade de se misturar no liquidificador, mexa com uma colher e, se necessário, despeje mais azeite;
3. Quando a mistura estiver homogênea, coloque uma pitada de sal e volte a bater;
4. Reserve o molho;
5. Para finalizar, coloque o molho por cima do nhoque.

Sobre Renata Monteiro

banner_massas.jpg
Mestre em gastronomia formada pela FCT/UNL Lisboa e especialista em cozinha inclusiva pelo ICIF Itália. Foi uma das participantes da edição do Masterchef Portugal 2015 e é mãe de três crianças alérgicas a leite, ovos e trigo.

Sobre o Namu Cursos
Namu Cursos é uma startup com foco em qualidade de vida. É a primeira plataforma de videoaulas voltada exclusivamente para o bem-estar. O objetivo da empresa é contribuir para a evolução das pessoas por meio de conteúdos para uma vida mais equilibrada. Os cursos são completos e contam com os melhores professores de yoga, pilates, fitness e alimentação saudável. São adquiridos por meio do site e podem ser acessados pelo computador, celular ou tablet.

Confira receita do Bolo Mármore sem glúten

Ideal para acompanhar o café, tradicional receita ganha sua versão sem glúten

Simples, prático e saboroso: que tal apostar no clássico Bolo Mármore, nesta versão sem glúten? Com apenas 15 minutos de preparo e de fácil dificuldade, a receita promete agradar o paladar de crianças e adultos. Confira o passo-a-passo e anote os ingredientes:

Bolo Mármore

Ingredientes
400 gramas de farinha sem glúten – Multiuso Schär
250 gramas de manteiga
250 gramas de açúcar
3 ovos
1 colher de sopa de rum
1 pitada de sal
1 colher de café de fermento em pó químico
125 ml de leite
3 colheres de sopa de cacau em pó
2 colheres de sopa de açúcar
2 colheres de sopa de leite

Modo de preparo
Na batedeira, misture a manteiga e o açúcar até formar um creme uniforme. Adicione as gemas de ovo, rum e sal. Alternadamente adicione a farinha previamente misturada com o fermento em pó e leite, em seguida, bata bem para obter uma massa lisa e compacta. Bata as claras em neve e misture delicadamente. Coloque 2/3 da massa em uma forma de bolo. Adicione ao 1/3 que restou o cacau em pó, 2 colheres de sopa de açúcar e 2 colheres de sopa de leite. Misture bem e coloque na forma de bolo.
Para obter o padrão de mármore, coloque o garfo delicadamente dentro da massa e dê uma volta de 360º. Asse no forno preaquecido a 200ºC durante cerca de 60 minutos.

bolo marmore.jpg

Tempo de preparo: 15 minutos
Tempo de descanso: 1 hora
Temperatura: 200ºC
Dificuldade: fácil

Fonte: Schär

Torta de Frango sem glúten e lactose é novidade no Na Tortinha

Para quem busca opções mais saudáveis, o Na Tortinha lança mais um sabor para seu cardápio A novidade na casa é a torta de frango sem glúten e sem lactose, feita com massa de grão de bico com gergelim e creme de milho, o que deixa o recheio ainda mais suculento.

Além disso, agora o Na Tortinha possui delivery das 11h30 às 22h de segunda a sábado. A fatia custa R$ 23,00, acompanhada de salada sai por R$ 33,00 ou torta tamanho pequeno R$ 52,00 e grande por R$ 105,00 para encomenda.

É necessário consultar o cardápio do dia.

torta frango.jpg

Na Tortinha: Rua José Otaviano Soares, 71 – Brooklin Paulista, São Paulo

Vida Veg lança novos leites vegetais

A Vida Veg, maior produtora de produtos lácteos veganos do Brasil, anuncia a chegada de uma nova linha de leites vegetais frescos nos sabores de coco, amêndoas e castanha-de-caju. A nova fórmula oferece ao consumidor a experiência de um produto mais fresco, cremoso e natural, além de entregar três gramas de proteína em um copo de 200 ml.

Os leites vegetais são muito mais saudáveis, pois não contém lactose – que causa intolerância – e caseína – que é inflamatória e causa alergia –, entretanto são ricos em cálcio, vitaminas B6 e B12, sem conservantes, glúten e nem adição de açúcares.

“Esta é uma linha que vai revolucionar o mercado de leites animal e vegetal no Brasil por ser mais natural (vem da terra), saudável, saboroso e porque será mais acessível em relação aos outros leites vegetais do mercado”, afirma Anderson Rodrigues, diretor executivo da Vida Veg.

Segundo ele, o produto também é diferenciado do ponto de vista ambiental, uma vez que a produção de cada litro de leite de amêndoas ou de coco demanda 70% menos água em comparação ao leite de vaca – além de não precisar explorar nenhum animal. O lançamento foi feito durante a feira Natural Tech 2019 e a expectativa é que o leite chegue aos supermercados no início de agosto.

vida veg.jpg

Alta tecnologia e leite fresco

A tecnologia de ponta usada na produção da nova linha de leites vegetais Vida Veg conta com processo diferenciado, resultando em um produto mais fresco, natural e mais acessível para o consumidor. Para Anderson, esta é a primeira etapa de uma revolução que está chegando ao mercado de lácteos veganos do Brasil. De acordo com ele, a Vida Veg está prestes a inaugurar a maior e mais moderna fábrica de substitutos lácteos do país, o que irá causar um grande impacto no segmento de produtos veganos, nos próximos anos.

Informações: Vida Veg

Libre proporciona inclusão alimentar com salgados sem glúten e lactose

Promover a inclusão alimentar, oferecendo alimentos saborosos e artesanais para consumidores que possuem alergias e restrições alimentares, é a proposta da Libre, empresa especializada na produção de salgados e doces isentos de glúten, lácteos e açúcares.

Desenvolvidos especialmente para celíacos, pessoas intolerantes à lactose e que não podem ingerir açúcares, alguns produtos Libre também podem ser consumidos por vegetarianos, veganos e consumidores que fazem dietas restritivas ou buscam uma alimentação saudável, evitando a ingestão desses ingredientes.

Hoje, estima-se que uma em cada três pessoas é alérgica a algum alimento e que no mundo, 1 bilhão de pessoas sofrem deste mal. A perspectiva é de que em 2050 este índice alcance 4 bilhões de alérgicos. Só no Brasil, a alergia alimentar atinge cerca de 6% das crianças e 3,5% dos adultos. Estima-se que hoje, são mais 2 milhões de brasileiros celíacos e cerca de 70% da população adulta possui algum tipo de intolerância à lactose.

Para atender a esses públicos, a Libre lança uma linha de Empadas elaboradas com uma massa supermacia, à base de farinha de arroz e fécula de mandioca, sem manteiga, que derrete na boca. Produzidas nas versões Palmito, Escarola e Frango. As Empadas Libre são recheadas com ingredientes naturais, como o frango, que leva o selo da Ecocert, garantindo que as aves foram criadas livres de hormônios e antibióticos.

“Criamos a Libre para ajudar consumidores a se alimentar melhor, inclusive as pessoas que têm alguma restrição ao glúten e à lactose, para que elas encontrem esses produtos com mais facilidade e atender a demanda por esses alimentos que vem aumentando muito nos últimos anos. Queremos proporcionar a inclusão alimentar ao levar nossos produtos mais perto de todos, para que as pessoas tenham sempre uma opção sem alergênicos perto de casa ou do trabalho”, explica Calimério de Carvalho, diretor da empresa.

empada palmitomockup_empada_palmito_sem_fundo

Disponíveis em embalagens de 350g, as Empadas Libre são pré-assadas, ultracongeladas e de fácil preparo. Basta aquecer em forno convencional ou Airfryer a 18ºC por 15 minutos para que fiquem prontas.

mockup_empada_frango_sem_fundoempada_de_frango_libre_2

Ideais como opção de lanche, para uma refeição mais leve ou para festas, as Empadas Libre já estão disponíveis em empórios, lojas especializadas e em redes de varejo.

Informações: Libre

Confraria Gourmet: lugar de comida saudável

A chef Jennifer Kreibich, 31 anos, nasceu em Florianópolis, se formou em gastronomia pela UNISC em Santa Cruz do Sul e, depois de ter comandado um café durante um ano e meio, veio para São Paulo.

Por aqui trabalhou com catering, fez vários eventos sempre com sua proposta de comida saudável; assim como eram seus deliveries que fizeram tanto sucesso que a chef resolveu abrir, em 6 de novembro de 2018, o seu Confraria Gourmet.

Em uma esquina das ruas Herculano de Freitas e São Miguel no bairro da Bela Vista, Jennifer criou um ambiente aconchegante e intimista com 26 lugares, mesas com toalhas de rústicas, quadros na parede, porta talheres de juta, mesas na calçada, assim é Confraria Gourmet.

São sete meses levando para as mesas dos comensais pratos recheados de sabores, mas livre de glúten e lactose, um caminho que hoje é muito procurado e muito necessário por quem tem restrições alimentares ou procura uma alimentação mais saudável.

Uma reeducação alimentar é a proposta

“Os problemas do mundo giram em torno da alimentação” diz a chef, “Você muda a vida de uma pessoa por meio da comida, mas sem extremismos, tire tal alimento de sua vida e pronto! Não é assim. Você tem que buscar um substituto para isso, buscar um equilíbrio”.

Para ela, as indústrias são as principais causadoras de muitos problemas da humanidade: “As pessoas estão viciadas, em contrapartida, se o mundo virar 100% vegano, haverá um desiquilíbrio e impacto negativo para a economia”, ela reconhece.

feijoada vegana
Feijoada vegana
moqueca vegana
Moqueca vegana
nhoque vegano
Nhoque vegano
yakisoba com frango
Yakisoba com frango
petit gateau vegan
Petit gateau vegan

Na Confraria Gourmet é oferecida comida vegana, mas também pratos com uma fonte de proteína. A chef trabalha com carnes brancas, peixes e frangos orgânicos, No almoço o cardápio é executivo, no valor de R$ 34,00 e, à noite, serve à la carte. Além disso, há uma carta de vinhos, drinques e águas aromatizadas.

Fotos: reprodução Facebook

Confraria Gourmet: Rua Herculano de Freitas, 300 – Bela Vista – Horário de funcionamento – de terça-feira a domingo: almoço, das 11h30 às 15h. Jantar: das 19h às 22h

Festa Junina: aprenda cinco receitas fit dos quitutes típicos da época

A festa junina chegou ao Brasil com os Portugueses e, ainda hoje, celebramos o dia em homenagem a três santos católicos: São Pedro , Santo Antônio e São João. Sua essência é multicultural, observando que as populares vestes de quadrilha são semelhantes a roupas usadas por caipiras portugueses e brasileiros. As decorações com que se enfeitam os arraiais vieram da Ásia, tais como enfeites de papel e balões.

A festa junina brasileira é típica da Região Nordeste. Por ser uma região árida, sua população agradece anualmente a São João Batista e São Pedro, pelas chuvas caídas nas lavouras. O nome junino se refere ao mês de junho, que em razão da época celebra também a colheita do milho, ingrediente essencial para várias receitas tradicionais.

Conhecida também pelas deliciosas guloseimas, a Festa Junina é uma data aguardada ansiosamente por todo o país. Mas, e quem quer curtir a data sem sair da dieta? Não se preocupe! Caroline Guerreiro, nutricionista consultora da Naiak, ensina como fazer cinco quitutes da época adaptados para receitas fit. Confira:

Curau Saudável

curau

Ingredientes:
8 espigas de milho
1 litro de leite de coco
5 colheres (sopa) de amido de milho
400g de coco ralado
Canela em pó a gosto
Adoçante a gosto

Modo de preparo:
Cozinhe os milhos na panela de pressão. Separe os grãos do sabugo com o auxílio de uma faca. Bata no liquidificador 500 ml de leite de coco e os milhos até que todos os grãos estejam bem batidos. Em seguida coe, dispense a poupa, devolva o liquido ao liquidificador e inclua os outros ingredientes, incluindo os outros 500 ml de leite de coco. Depois de bater, coloque a mistura em uma panela e leve ao fogo, deixando cozinhar em fogo médio e mexendo continuamente durante 30 minutos. Após esse tempo o curau estará pronto e você poderá colocar na travessa e levar à geladeira;
Sirva gelado ou quente, bom apetite.

Canjica do bem

canjica.jpg

Ingredientes:
250 g de milho para canjica
4 cravos-da-índia
2 canelas em pau
7 xícaras de chá de água
1 xícara de chá de leite vegetal
1 xícara de chá de leite vegetal em pó
1 vidro de leite de coco light
1 colher de sopa de manteiga ghee
Adoçante a gosto

Modo de preparo:
Coloque o milho em uma tigela e cubra com água fria. Deixe na geladeira até o dia seguinte. Retire da geladeira e escorra a água. Transfira o milho para uma panela e acrescente o cravo, a canela em pau, as 7 xícaras de água, o leite vegetal desnatado, o leite vegetal em pó, o leite de coco e a manteiga ghee. Mexa até ficar homogêneo. Leve ao fogo baixo e cozinhe a canjica até o milho ficar macio e formar um caldo grosso. Retire do fogo, adicione o adoçante e mexa bem. Sirva como preferir, quente ou frio.

Paçoca Funcional

paçoca

Ingredientes:
250g de amendoim torrado sem casca e sem sal;
100g de farelo de aveia;
2 colheres de sopa de manteiga ghee;
4 colheres de sopa de açúcar demerara;
1 pitada de sal.

Modo de preparo:
Junte todos os ingredientes em um processador. Processe até formar uma mistura homogênea. Sirva como preferir, em formato de farofa ou bolinhas.

Bolo de milho sem glúten

bolo de milho

Ingredientes:
3 espigas de milho
3 ovos
1 xícara de leite de coco
1 xícara de coco ralado
1 caixinha de iogurte natural destanado
1 colher (sopa) de fermento em pó químico
3 colheres (sopa) de stevia culinário

Modo de preparo:
Bata todos os ingredientes no liquidificador até obter uma mistura homogênea;
Despeje a massa em uma forma de silicone e asse em banho-maria (água já fervente) por 50 minutos a 160ºC. Verifique se está consistente, espere esfriar e desenforme.

Pé de moleque light

pé de moleque.jpg

Ingredientes:
1/2 xícara (chá) de açúcar de coco
1/2 xícara (chá) de melaço de cana-de-açúcar
1 xícara (chá) de amendoim torrado sem sal e sem casca
1 xícara (chá) de água
1 xícara (chá) de castanha-do-pará
1 colher (sopa) óleo de coco

Modo de preparo:
Em uma panela coloque o açúcar, o melaço de cana-de-açúcar e a água e leve ao fogo baixo. Mexa durante 10 minutos até formar uma calda. Em seguida, acrescente os demais ingredientes e mexa até a mistura soltar da panela. Unte uma forma com óleo de coco e despeje tudo nela. Espalhe a mistura na fôrma e aperte bem. Leve à geladeira por 30 minutos. Para servir, corte o pé de moleque em pedaços de acordo com o tamanho que desejar.

*Fonte: Caroline Guerreiro – nutricionista consultora da Naiak 

Vittadely lança novo POPLev sabor queijo vegano

Sempre em busca de novidades para o mercado nutricional, a Vittadely lança seu novo sabor da linha POPLev, o Queijo Vegano. O produto alia equilíbrio, praticidade e crocância em um único snack e é ideal para veganos, celíacos e pessoas que buscam um estilo de vida mais saudável.

Composto por extrato de levedura nutricional e farinhas integrais (arroz, ervilha, sorgo e grão de bico), o novo POPLev Queijo Vegano é rico em fibras e com alta qualidade de micronutrientes. Assim como todos os outros sabores da linha, o produto é fonte de proteínas, não possui adição de lactose ou açúcar e é livre de glúten.

Indicado para qualquer momento do dia, é considerado um lanche intermediário nutricionalmente completo e equilibrado.

Sobre o mercado vegano

De acordo com a Sociedade Vegetariana Brasileira e a pesquisa IBOPE mais recente, o vegetarianismo está deixando de ser uma escolha restrita de parte da população, para ocupar posição central na mesa dos brasileiros. Essa pesquisa, realizada em 2018, levantou um crescimento rápido no interesse das pessoas por produtos livres de qualquer ingrediente de origem animal, onde mais da metade dos entrevistados declarou o consumo frequente de itens veganos na alimentação.

Os produtos isentos de ingredientes de origem animal são normalmente compostos por uma diversidade de ingredientes advindos da natureza, como grãos, sementes e vegetais. Um componente que está cada vez mais presente na composição de alimentos veganos é a levedura nutricional. As leveduras são importantes na elaboração de alimentos fermentados. Além disso, estão presentes na microbiota do sistema gastrointestinal, desempenhando papel protetor e regulador no organismo. A Levedura Nutricional é o nome dado ao suplemento com o fungo Saccharomyces cerevisiae inativado, microrganismo que se prolifera em ambiente contendo uma concentração suficiente de carboidratos para atuar como seu substrato energético.

Como principal característica, a levedura nutricional promove um sabor azedinho aos alimentos, semelhante ao queijo.

Em relação à sua composição nutricional, Karla Maciel, nutricionista consultora da Vittadely, destaca alto teor de fibras, capazes de auxiliar no funcionamento intestinal, e também seu baixo teor de sódio. Para os adeptos ao vegetarianismo e veganismo, além de promover um sabor semelhante ao queijo, é considerado um complemento vitamínico, graças à alta concentração de vitaminas, especialmente a B12. Ainda, conta com proporção diferenciada de proteínas por ser um componente de origem vegetal, oferecendo em torno de 7,0 gramas em uma porção de 15g gramas da levedura.

popleve.png

Preço Sugerido: R$ 5,49

Informações: Vittadely

 

Sem glúten: aprenda a receita do Pão de Castanha-de-caju

Que tal surpreender com uma nova receita de pão para o café da manhã ou lanche da tarde? Sem glúten e sem adição de ingredientes de origem animal, a receita do Pão de Castanha-de-caju é a opção ideal para quem quer uma opção diferente no café da manhã ou lanche da tarde. Confira o passo a passo:

Pão de Castanha-de-caju

Ingredientes
400 gramas de farinha sem glúten – Multiuso Schär
100 gramas de farinha de castanha de caju
10 gramas de sal marinho
50 ml de azeite de oliva
300 ml de água morna
7 gramas de fermento biológico seco
50 gramas de castanha de caju

Modo de preparo
Misture a farinha de castanha, a farinha sem glúten, o sal e o azeite em uma tigela. Dissolva o fermento em água, adicione os outros ingredientes e amasse tudo junto durante 5 minutos. Finalmente, adicione as castanhas de caju quebradas.
Coloque em uma forma de pão de forma, cubra e deixe crescer em temperatura ambiente até dobrar de volume. Pincele com um ovo batido (opcional). Assar no centro de um forno pré-aquecido (180ºC) durante aproximadamente 45 minutos.

pao de castanha de caju.jpg

Dica: para prevenir que a massa fique ressecada, coloque uma tigela com água no forno enquanto o pão assa.
Tempo de preparo: 1 hora
Tempo de descanso: 45 minutos
Temperatura: 180º C
Dificuldade: Média
Rendimento: 1 porção

Fonte: Schär

Que tal uma pizza deliciosa e sem glúten?

Que tal experimentar uma pizza diferente e que ainda é perfeita para quem não pode consumir glúten? A chef Ivy Oliveira, da Cozinha Experimental Camil preparou uma receita de minipizza com massa de grão de bico, ótima para um lanche ou pare um jantar informal.

Fácil de preparar, pode ser feita com o grão-de-bico da linha pronto Camil, que já vem cozido e não conta com adição de aditivos e conservantes. Confira abaixo e mãos na massa!

Minipizza com massa de grão-de-bico

Ingredientes
2 unidade de Grão-de-bico Pronto Camil
1 xícara (chá) de água
4 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 colher (chá) de sal
15 gramas de fermento biológico fresco
3 xícaras (chá) de farinha de aveia
1/2 xícara (chá) de amido de milho
1 unidade de molho de tomate pronto
250 gramas de queijo muçarela ralado grosso
200 de presunto picado
Azeitona verde picada
Azeite de oliva para untar
Orégano seco para polvilhar

Modo de fazer
Bata no liquidificador o Grão de Bico Camil, a água, o azeite e o sal. Em uma tigela grande, adicione fermento, a farinha de aveia, o amido de milho e a mistura do liquidificador e amasse até soltar das mãos. Coloque a massa em uma superfície enfarinhada e sove até obter uma massa lisa e elástica. Cubra e deixe descansar por cerca de 30 minutos ou até dobrar de volume. Preaqueça o forno em temperatura média (180°C). Divida a massa em 10 porções e em uma superfície enfarinhada, abra cada porção no formato de um círculo com cerca de 15 cm de diâmetro. Distribua os discos em 2 assadeiras grandes untadas com azeite e preasse por cerca de 15 minutos ou até dourar o fundo ligeiramente. Espalhe o molho de tomate sobre os discos de massa, distribua a muçarela, o presunto, regue com azeite e polvilhe orégano e volte ao forno por mais 10 minutos ou até derreter o queijo. Sirva a seguir.

mini pizza com massa de grÆo de bico tif.png

Dica: você pode variar o recheio, substituindo o presunto por calabresa moída, frango desfiado, abobrinha etc…

Tempo de preparo: 1 hora e 15 minutos
Rendimento: 10 unidades

Fonte: Camil