Arquivo da tag: senior

Nutren Senior ganha versão Zero Lactose Baunilha

O lançamento de Nutren Senior que teve a melhor performance da categoria agora se expande em versão saborizada

Para satisfazer uma necessidade de seus consumidores, Nutren Senior – complemento alimentar da Nestlé desenvolvido especialmente para quem tem mais de 50 anos – expande mais uma vez seu portfólio de produtos e anuncia o lançamento da versão zero lactose com sabor de baunilha.

Desenvolvido pela Nestlé Health Science (NHSc), unidade da Nestlé voltada para o desenvolvimento de soluções de saúde e nutrição, o novo sabor do produto foi resultado do sucesso de vendas que a versão zero lactose sem sabor obteve, desde seu lançamento em julho de 2020.

Dados de uma análise da IQVIA (uma das responsáveis por auditar a performance de mercado do varejo farmacêutico no Brasil) demonstram que as vendas da categoria aumentaram cerca de 22,5%, no período compreendido entre maio de 2020 e maio de 2021.

Com a intolerância à lactose atingindo uma grande parte da população adulta, a versão zero lactose encontrou espaço junto ao consumidor e alcançou a melhor performance de Nutren Senior dentro da categoria. “Baseado no sucesso do lançamento do ano passado, que superou nossas expectativas, desenvolvemos este ano a versão baunilha, que é o sabor mais vendido da categoria”, diz a gerente de marca, Vivian Beppu..

O novo sabor baunilha está disponível em latas de 740g, podendo ser encontrado nas principais redes farmacêuticas de todo o país.

Fonte: Nutren Senior

A startup Labora dá match entre empresas e candidatos acima de 50 anos

Objetivo da nova HR tech é não apenas preencher vagas, mas também atuar junto às empresas para a criação de posições para os mais velhos

Em um cenário no qual o número de idosos vai ultrapassar o de jovens nos próximos 20 anos, a Labora é a primeira HR tech (startup de RH) do Brasil que surge com o objetivo de criar vagas de trabalho para o público sênior.

Por trás da iniciativa está o especialista em longevidade Sergio Serapião, reconhecido pela rede de empreendedores sociais Fellow Ashoka, e que há mais de cinco anos lidera o movimento LAB 60+, com o intuito de redefinir a longevidade e diminuir a desigualdade social. “Nós queremos transformar a experiência de vida dos seniores num ativo valioso, sendo que nosso propósito é auxiliar para que usufruam de seu maior patrimônio — seu tempo de vida”, afirma Serapião.

Ao criar oportunidades de trabalho para seniores, a Labora promove a reintegração dessas pessoas à sociedade, produzindo enorme impacto social. Além de proporcionar renda complementar, o trabalho para a pessoa 50+, segundo o CEO da Labora, melhora a qualidade de vida, a saúde e o bem-estar.

Serapião explica que a Labora nasceu a partir da observação das três principais dores na maturidade, que são a preocupação financeira, o medo de ficar doente e o isolamento social. A startup busca atacar os três problemas de forma integrada.

mulher meia idade laptop pixabay

A ideia da Labora é inserir o sênior numa situação de trabalho adequada às suas habilidades e, ao mesmo tempo, auxiliar para que este profissional contribua de maneira determinante para o desenvolvimento das organizações e de toda a sociedade.

As empresas que contratam os talentos seniores também ganham. A diversidade geracional rende bons frutos e pode ser um motor e tanto para transformar negócios. “Ao integrar o público mais velho à corporação, os indicadores de resultados melhoram”, comemora Serapião.

De acordo com o empreendedor, o público sênior tem competências particularmente aderentes às áreas de relacionamento com o consumidor em setores como turismo, educação, comunicação, bancos e lojas. “Pessoas maduras tendem a performar melhor quando é necessário criar empatia com o público e promover acolhimento, por exemplo”, diz.

Profissões do futuro

Entre as frentes de atuação da Labora está aumentar as oportunidades de trabalho para 50+ dentro das organizações – as chamadas profissões do futuro para seniores. “Sabemos que as posições disponíveis foram desenhadas para pessoas com até 40 anos”, conta ele. “O que fazemos é desenvolver posições de trabalho condizentes com as competências e limitações de pessoas acima de 50, 60 ou 70 anos, que podem, de forma inovadora, responder aos desafios e às dores da empresa.”

Valores alinhados

mulher madura trabalho celular

Antes de ser introduzido no mercado de trabalho, o sênior passa por um programa de certificação, que valoriza habilidades e competências construídas por toda sua vida. “Na verdade, os idosos já possuem essas soft skills; a Labora apenas coloca luz a cada uma delas”, explica Serapião.

O passo seguinte é conectar os seniores – já então certificados — com as empresas, mas sempre com o cuidado de “dar matching” de acordo com propósito dos profissionais. “Na idade madura, mais do que fazer algo que sabe, o desejo do sênior é trabalhar com uma causa que ele ama”, explica.

Jornadas de trabalho adaptáveis

Horários flexíveis são ponto de honra na Labora. “Seniores não querem ficar no quadradinho de uma função. Desejam ter jornadas de trabalho flexíveis. Por isso, o sistema Labora permite que escolham o dia e o horário da semana em que querem trabalhar, a cada quinzena”, conta Serapião.

Processo completo

mulher madura usando celular grisalha stocksy united
Stocksy United

As performances dos seniores nas empresas são monitoradas diária e mensalmente, assim como os reflexos do trabalho na saúde deles. O app Labora verifica como a volta ao trabalho impacta os relacionamentos e, ainda, os aspectos psicológicos e sociais do indivíduo. “Se o trabalho não for um fator de fortalecimento da saúde e do bem estar do sênior, não recomendamos”, diz Serapião.

E os resultados consolidados auxiliam a empresa a solucionar seus desafios. “Os seniores registram cada atendimento no app e a empresa passa a compreender melhor seu público, especialmente no que diz respeito ao cliente 50+, que frequentemente é atendido por outro sênior”, complementa o empreendedor.

Informações: Labora

Cresce 57% o número de empreendedores com mais de 50 anos no Brasil

Empreendedores seniores também são os que mais empregam no país, segundo estudo feito pelo Sebrae; donos de negócios com mais de 54 anos contratam pelo menos seis profissionais

A geração de empreendedores seniores brasileiros – com idade de 54 a 65 anos – reforça a propulsão da atividade do empreendedorismo no país, de acordo com estudo feito pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Segundo dados da instituição, a partir da pesquisa GEM, o Brasil tem a 33ª proporção de Empreendedores Iniciais nesta faixa etária (aqueles que – nos últimos 12 meses – fizeram alguma ação para ter um negócio próprio ou estão à frente de empreendimento com menos de 42 meses de existência). Esses empreendedores são os que apresentam maior rendimento mensal (14% ganham cinco salários mínimos ou mais), além de ser a faixa etária que mais emprega, em termos relativos.

É o que também aponta o último levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE): em 13 anos, o número de empreendedores entre 50 e 59 anos cresceu 57% (2001- 2014).

Para os especialistas, isso ocorre principalmente em razão das condições impostas pelo mercado de trabalho, que prioriza a juventude em detrimento da experiência. Trata-se da “hora da virada” – especialmente para quem já se encontra estabilizado financeiramente e pode, agora, investir em algo novo. São aqueles que tiveram de adiar um sonho por anos, mas que entendem que, finalmente, chegou o momento certo para concretizar um trabalho com propósito.

“Atendi uma profissional que fez toda sua carreira no mercado financeiro e chegou a ser diretora de banco. Porém, aos 50 anos ela me procurou para se preparar para atuar na área que sempre quis, o terceiro setor. Fez cursinho, prestou vestibular, estudou pedagogia e, hoje, atua em uma ONG, sem ganhar nada. Isso só foi possível porque ela se preparou financeiramente, por anos, para fazer aquilo que realmente lhe daria prazer”, conta Edson Moraes, executive coach do Espaço Meio.

Empreender nesta nova etapa da vida nem sempre significa mudar de área, mas de posição. Muitos executivos, por exemplo, partem para a área da consultoria, mas dentro do mesmo tema que dominam. É o que aponta pesquisa da Maturijobs, plataforma que reúne oportunidades voltadas a profissionais maduros, que aponta que 20% dos 1.047 entrevistados, a maioria na faixa dos 50 anos, são consultores (freelancers ou autônomos).

Maturidade e conhecimento

mulher trabalho empreendedora nasirkhan-morguefile

Empreender, no entanto, continua sendo um dos caminhos preferidos dos maduros. Na mesma pesquisa, 15% dos entrevistados se apresentaram como empreendedores e 9% estão se planejando para ser.

Moraes frisa que, independente da idade, um empreendedor deve possuir características e competências específicas. Por exemplo: atitude positiva, resiliência, habilidade de comunicação, conhecimento do negócio, capacidade de observação do mercado, dos concorrentes e das necessidades dos clientes. Disposição para planejar o futuro do negócio, pois a estagnação compromete a continuidade do empreendimento. Se não tiver algumas dessas competências, o melhor é desenvolvê-las ou delegá-las.

Para o Sebrae, essa preferência ocorre porque uma pessoa, aos 50 anos, costuma ter mais tranquilidade, conhecimento e segurança. Além disso, tem menos medo dos riscos e busca mais realização pessoal que rentabilidade. Nesta faixa etária predomina chefes de família. Segundo o estudo do Sebrae, o principal fator que motiva esses donos de pequenos negócios a abrir a própria empresa é conseguir uma fonte de renda adicional.

O caminho das pedras

estudante laptop computador

O Sebrae lembra que, para empreender, são quesitos básicos elaborar um bom plano de negócios, estudar o mercado e buscar capacitação. A entidade recomenda:

Busque ajuda: consulte especialistas para conseguir ajuda no amadurecimento da sua ideia e de sua viabilidade, além de saber por onde deve começar.

Invista em capacitação: o conhecimento e as competências adquiridas durante a vida profissional devem estar afiados, mas não dispense mais conteúdo. Especialize-se na área de interesse do negócio. Faça cursos, participe de seminários, feiras e exposições.

Inove: observe o que há de novidade no mercado para oferecer produtos ou serviços diferenciados. Inovação implica não só investir em tecnologia, mas buscar soluções que tornem a sua empresa sustentável.

Seja dedicado: investir em um negócio exige determinação em qualquer idade. Há muitas pessoas com ideias, mas é preciso ter coragem e determinação para colocá-las em prática. Não ter medo de errar é uma característica de empreendedores de sucesso.

Mulheres empreendedoras buscam propósito

mulher estudando wiseGEEK

“Nos nossos eventos, percebemos o aumento no número de mulheres acima de 50 que buscam empreender. Hoje, quase metade dos micros e pequenos negócios são liderados por mulheres”, afirma Ana Lúcia Fontes, 52 anos, fundadora da Rede Mulher Empreendedora, que tem mais de 57 mil participantes em todo o país.

Ela explica que, diferentemente das mulheres que começam a empreender depois da maternidade para ter mais tempo com os filhos, as da faixa dos 50 anos buscam empreender como forma de se manter vivas, na ativa e fazer algo com o propósito que acreditam. Elas não têm mais filhos pequenos para cuidar, não querem mais o modelo tradicional de emprego ou ter de lidar com situações adversas dentro das empresas.

“A principal motivação não é dinheiro. Elas estão no auge da capacidade profissional. Além da experiência no mundo corporativo, têm experiência de vida e resiliência. Sabem lidar melhor com frustrações, possuem mais capacidade de perder, cair, levantar e superar dificuldades. Porque empreender tem muitos altos e baixos, e é preciso saber lidar com isso”, conclui Ana.

Ingerir vitaminas engorda?

Um dos principais mitos que envolvem os suplementos vitamínicos é sobre o ganho de peso. É comum as pessoas associarem, erroneamente, a ingestão de nutracêuticos a alterações no peso, mas, de acordo com especialistas, trata-se de um mito. “Os suplementos vitamínicos reúnem nutrientes e vitaminas sem valor energético e, por isso, não contribuem para o aumento de peso”, informa Helaine de Lima, farmacêutica da Liteé Farma do Brasil.

O fato de não influenciar no peso, entretanto, não quer dizer que o consumidor não deva procurar pelo suplemento mais adequado para suas necessidades específicas.

As embalagens trazem recomendações de doses diárias dentro das faixas de segurança estabelecidas para vitaminas e minerais, mas é aconselhável uma avaliação nutricional completa ou uma conversa com um médico, antes de usar qualquer suplemento, pois é importante não apenas abordar a ingestão adequada de micronutrientes como também assegurar a combinação com um consumo energético adequado.

Vale ainda lembrar que os suplementos vitamínicos não substituem a alimentação. Eles devem ser utilizados de maneira complementar, conforme necessidades de cada organismo.

Abaixo você confere exemplos de suplementos vitamínicos e suas indicações para complementar a alimentação:

liteeaz

· Liteé Vit A/Z: polivitamínico rico em vitaminas e minerais fundamentais para o bom funcionamento do organismo, como Ferro, Manganês, Zinco e vitaminas: A, B1, B6, B12, C e D. Com 100% das principais vitaminas, aumenta o bem-estar e a imunidade. É recomendado para qualquer pessoa. Ele não contém glúten, lactose ou açúcar, não engorda e deve ser ingerido uma vez ao dia, de preferência acompanhado de uma refeição.

mulher

· Liteé Vit Mulher: possui todas as vitaminas fundamentais para o organismo feminino. Como o corpo da mulher é diferente do corpo do homem, suas necessidades se diferem um pouco. Além de conter as principais vitaminas para as mulheres, ainda contém Biotina que é ótimo para a pele, cabelo e unha. Não contém glúten, lactose ou açúcar e também não engorda.

senior

· Liteé Vit Senior: possui todas as vitaminas e minerais necessários para pessoas com mais de 50 anos de idade. A partir dessa idade, o organismo passa por importantes mudanças físicas e nutricionais e, de acordo com especialistas, a massa muscular e óssea tende a diminuir e a gordura corporal aumentar, o que implica na necessidade de mais atenção à nutrição. Ele ainda contém uma dose extra de Zinco, um mineral ótimo para a memória. Assim como os outros, não contém glúten, açúcar e lactose.

Fonte: Litee Farma do Brasil