Arquivo da tag: startup

Quatro dicas para aliar alimentação e energia no trabalho

Os hábitos alimentares têm um papel central nas questões de saúde, em particular em relação a riscos a longo prazo de doenças cardiovasculares. No entanto, no curto prazo, o estilo de alimentação também impacta o nível de energia ao longo do dia de trabalho, a capacidade de concentração e a qualidade de vida.

Para garantir o nível de energia necessário no trabalho e nos outros momentos do cotidiano, Armelle Champetier, diretora da Yogist Brasil, startup que desenvolve um método exclusivo de Yoga Corporativo, traz algumas dicas:

Cuide da digestão

colica intestinbal sii peq

Uma boa digestão é a garantia de uma boa saúde. O que você come influencia no nível de energia, no humor, no sono, nas dores e até na criatividade. Intestinos congestionados e gases podem causar dores nas costas, deixando a pessoa irritada.

Alguns exemplos de boas práticas:
– Ao acordar, antes de comer qualquer coisa, ajude o corpo a eliminar as toxinas, tomando um copo de água morna com meio limão espremido;
– À noite, fuja dos pratos pesados e dos legumes crus. Privilegie os alimentos cozidos e de fácil digestão.

Evite alimentos com glicemia elevada

mulher comendo chocolate

Ao ingerir alimentos ricos em açúcar – ou de alto nível de glicemia -, o nível de açúcar no sangue sobe de repente. Em resposta, o pâncreas – responsável pelo regulamento do sangue no organismo – libera doses altas de insulina, diminuindo rapidamente o nível de açúcar no sangue, além do nível normal. O resultado é uma queda na concentração, cansaço, sono e vontade de consumir mais açúcar.

Na medida do possível, fique longe de alimentos, como: farinhas e cereais “refinados” (pão branco, arroz e massa não integral), produtos industriais (bolachas, balas, bolos…), refrigerantes, açúcar adicionado (em sucos, café…).

Coma quando realmente precisa

mulher comendo macarrão

Além de diminuir o consumo de alimentos (bom para o seu bolso, e para o planeta!), deixar de comer em excesso reduz as inflamações, melhora a digestão, diminui as toxinas no corpo e aumenta o nível de energia.

Saber diferenciar a fome e a vontade de comer é crucial. Evite, na medida do possível, comer sob efeito do estresse, ou de fazer da comida a recompensa sistemática do esforço ou uma fonte de reconforto no fim de um longo dia.

Veja algumas situações em que essa dica entra em jogo:

banana

Perto da hora do almoço, no trabalho: fique atento aos sinais de fome do seu corpo e não coma porque “deu o horário”, e também não espere estar esfomeado para almoçar (isso aumenta o risco de você se jogar em qualquer comida que tiver na sua frente).

Se você é daqueles que sentem fome ao longo do dia, tenha sempre um lanche saudável (uma banana, uma porção de castanhas) para degustar às 11 horas da manhã ou das 4 da tarde. Não é porque está com “muita fome” que precisa comer “muito”!

Posturas que facilitam a digestão

postura.png

As posturas de torsão, onde o eixo do busto fica perpendicular ao eixo inferior do corpo, servem para torcer os músculos da coluna vertebral, mas também para incentivar a digestão: na torsão, a pessoa comprime os órgãos responsáveis pela digestão, como se fosse uma massagem. Dessa forma, o fluxo sanguíneo na direção do fígado está estimulado e a digestão fica mais suave.

Mas, cuidado! Pratique de barriga vazia, ou, pelo menos, duas horas depois da última refeição.

Sobre a Yogist:

Fundada na França, em 2015, a Yogist tem o objetivo de levar o yoga às empresas, com foco na saúde e bem-estar das equipes, combatendo o estresse no trabalho e os distúrbios osteomusculares. A empresa desenvolveu um método exclusivo que pode ser praticado em qualquer ambiente, sem vestuário ou materiais específicos, sem movimentos difíceis ou identificação com símbolos esotéricos. A filial brasileira é a primeira fora da França.

Dicas para não descuidar das finanças no Carnaval

Muita gente conta os dias para a chegada do Carnaval e se divertir nos bloquinhos, mas há quem prefira aproveitar os dias de folga para viajar. No entanto, para isso é preciso colocar tudo na ponta do lápis e saber quanto será possível gastar com passagens, hospedagem, passeios e alimentação. Quando falta organização financeira, as contas podem sair do controle e se transformar em dívidas atrasadas que são uma verdadeira bola de neve.

Neste ano o Carnaval será nos dias 4 e 5 de março e ainda há tempo para se programar. Deixar de se divertir por estar sem dinheiro não é mais desculpa, pois existem fintechs que fazem empréstimos a partir de 200 reais de forma rápida, sem burocracia e 100% online, como é o caso da Ferratum. A startup libera o dinheiro na conta em até 24 horas permitindo curtir o Carnaval de forma organizada, sem apertos financeiros. Veja algumas dicas para aproveitar ao máximo o feriado mais aguardado do ano:

1 – Estabeleça um limite de gastos

calculadora cartões

Existe a velha máxima: ‘Nunca dê um passo maior do que as pernas’. Com dinheiro é a mesma coisa: não gaste mais do que tem. Crie uma planilha com os gastos mensais fixos como aluguel, condomínio, luz e até cartão de crédito e faça um controle mensal do que é possível diminuir e até cortar. Assim você saberá quanto sobra para gastar com lazer e se programa para não extrapolar com a viagem do Carnaval.

2 – Pesquise antes de fechar negócio

Precipitar-se comprando a primeira oferta que aparece nunca é um bom negócio para o bolso. Muitas vezes uma passagem pode sair pela metade do preço em outra companhia aérea ou em um horário com menor procura. Isso também vale para hotéis, hostels e pousadas. Deixar para comprar em cima da hora também não é boa ideia, pois tudo fica muito mais caro. O ideal é se planejar e comprar passagens e reservar hotel com antecedência de pelo menos dois meses.

3 – Aproveite para conhecer destinos menos badalados

paisagem5

No Carnaval e em outros feriados, as pessoas geralmente optam por viajar para cidades famosas pelas festas como Rio de Janeiro, Salvador, Olinda e Recife, o que encarece bastante o valor de passagens e hospedagem destes lugares. Mas em um país tão grande quanto o Brasil, existe um sem número de destinos interessantes e bem mais em conta para conhecer, basta procurar. Existem opções de locais para amantes da natureza, para quem quer curtir praia, se refugiar na montanha e até mesmo passear no shopping. O melhor de tudo é que será bem mais barato!

4 – Viaje com um grupo de amigos

Transporte, alimentação, gasolina, diária de hotel são apenas algumas das despesas que temos quando viajamos. Aproveite a animação do carnaval para convidar os seus amigos e familiares para a viagem. Neste caso, quanto mais pessoas viajarem, melhor, pois será mais economia para o seu bolso. Isso sem contar que a diversão será muito maior, não é mesmo?

5 – Curta os blocos e festas da sua cidade

carnaval-de-rua

Se você fez as contas e a viagem está fora de cogitação, aproveite as atrações de sua própria cidade. Muitas promovem festas e blocos que garantem a diversão em todos os dias de festa. Claro que ainda haverá gastos com drinques, fantasias, locomoção e uns lanches, mas no final sairá muito mais em conta do que viajar e o melhor: as finanças ficarão sob controle.

Sobre a Ferratum

Ferratum é uma fintech multinacional fundada em 2005 na Finlândia, foi uma das primeiras empresas no mundo a oferecer crédito online com tecnologia inovadora. No Brasil oferece uma plataforma 100% online para solicitar empréstimos de forma rápida e sem burocracia.

Startup CatMyPet resgata mais de 2.000 gatos em dois anos

Gatos pretos são mais vulneráveis a maus-tratos devidos a superstições e rituais

Além de criar uma série de produtos para atender as necessidades dos gatos, a CatMyPet, startup fundada em 2015, também desenvolve projetos de resgate dos animais que se encontram em situações de risco por meio de parcerias com ONGs como Projeto Segunda Chance, Projeto PetVan, Adote um Gatinho, SOS Gatinho, Mundo Gato, Confraria dos Miados e Latidos, Gaama ONG, Meu Anjo Peludo e Ammar (Associação Mundo Melhor para os Animais de Rua).

A empresa tem uma base de seguidores grande e fiel nas redes sociais (84 mil no Instagram e 55 mil no Facebook) e usa isso para potencializar as buscas por gatos perdidos, a procura de novos donos para animais resgatados e para promover ações mensais nas quais parte do faturamento é direcionado para projetos de ajuda aos animais.

Destacam-se entre os resgates as histórias envolvendo gatos pretos, muito suscetíveis por serem tidos como animais “mágicos”: um exemplo marcante é o da Vicky, resgatada logo após uma sexta-feira 13 com uma faca atravessada na barriga, que, por sorte, não feriu nenhum órgão vital. Acredita-se que ela tenha sido vítima de um ritual de magia.

A Cat My Pet teve o suporte da ONG Miados Urbanos para resgatá-la e, por meio de uma campanha nas redes, levantou fundos para a cirurgia e encontrou uma família para cuidar da gatinha.

vicky miados

Informações: Cat My Pet

Startup lança plataforma para mercado pet com serviços disponíveis 24 horas

Há apenas dois anos no mercado e 200 mil de investimentos, Qualvet já tem cerca de 1.500 prestadores de serviços para aproximadamente 10.000 usuários na plataforma

O Brasil é o segundo país no mundo em quantidade de animais de estimação. Portanto, nada mais justo do que facilitar a vida dos tutores e fazer com que os pets tenham um tratamento de primeira linha. Foi por isso que a startup Qualvet resolveu inovar e lançou, há dois anos, um marketplace completo de serviços do mercado pet. Os clientes podem encontrar, no site e no aplicativo, informações sobre diversas atividades direcionadas aos cuidados com os animais de estimação.

Na plataforma estão cadastrados pet shops, cuidadores de animais e veterinários, além de serviços como banho e tosa, dog walker, pet sitter, pet hotel e pet táxi, com disponibilidade 24h. Disponível gratuitamente, o app tem versões para Android e iOS e permite várias ações. Uma delas é filtrar os serviços por preços (que variam de R$ 0,00 a R$ 1.000,00), disponibilidade (muitos serviços funcionam 24h), condições de atendimento local e a domicilio, além da localização exata do prestador no Google Maps.

Os usuários também podem inserir dados sobre o seu animal como nome, data de nascimento, pelagem, temperamento, peso, tamanho e sexo e número de microchip. Além disso, podem verificar como os profissionais são avaliados por outros clientes, marcar as consultas e agendar os serviços, e pagar pelas atividades por meio de cartão de débito ou de crédito diretamente no aplicativo.

Os clientes visualizam, na plataforma, o histórico de consultas agendadas, canceladas e concluídas do prestador de serviço. Eles ainda podem favoritar os estabelecimentos ou profissionais, o que facilita a próxima consulta.

WhatsApp Image 2018-10-16 at 07 24 00

Facilidade

Na avaliação dos fundadores da startup, Mário Oliveira e Felipe Rosas, a plataforma se destaca por valorizar empresas e profissionais do setor pet que atuam de maneira séria e ética, facilitando assim o contato das empresas com novos clientes. A ideia de lançar esse serviço surgiu no começo de 2016 por causa de um problema pessoal.

“Certa vez minha gata passou mal de madrugada e tive bastante dificuldade em encontrar veterinários com atendimento 24h. A partir daí, surgiu a ideia de criar um aplicativo onde as pessoas pudessem ter diversos serviços com facilidade e seriedade. Principalmente porque estamos no segundo maior país do mundo em população de cães e gatos”, relata Mário Oliveira, CEO da Qualvet.

Lançada em 2016, a Qualvet tem cerca de 1.500 prestadores de serviços para, aproximadamente, 10.000 usuários, e está presente no Rio de Janeiro, em São Paulo, Belo Horizonte, Fortaleza, Ceará, Brasília e Rio Grande do Sul. Em 2019, o objetivo é ter 18 mil prestadores de serviços, 50 mil usuários e estar ativa em quase todos os estados do Brasil.

De acordo com as avaliações dos clientes, o prestador de serviço pode ganhar mais credibilidade para ser escolhido pelo usuário que procura o seu serviço nas buscas da plataforma.

WhatsApp Image 2018-10-16 at 07 24 01 (1)

“Também damos a opção de o prestador de serviço pagar uma taxa mensal de R$ 39,90, que é um pouco maior que a convencional, de R$ 2,50 por transação, e ficar em destaque nas buscas. A nossa meta é de, em 2019, cadastrar 18 mil estabelecimentos, ter 50 mil usuários, obter 30 mil downloads do aplicativo e fazer 35 mil transações mensais. Considero isso viável, porque as empresas e os donos dos pets avaliam muito bem os nossos serviços”, afirma Oliveira.

Informações: Qualvet

 

Brasileiros envelhecem mais e a criação de rede de cuidado se torna fundamental

Atualmente, o Brasil conta com cerca de 30,2 milhões de idosos. Em dez anos, a previsão é de que chegará a 38,5 milhões (17,4% do total de habitantes), segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Até 2060, um quarto da população deverá ter mais de 65 anos.

As informações vão de acordo com as Tábuas de Mortalidade, também divulgadas pelo IBGE, já que ao longo do tempo a expectativa do brasileiro vem aumentando: a pessoa que nascia em 1940 vivia, em média, 45,5 anos; em 1970, 57,6 anos, chegando a mais de 75 anos a partir de 2015.

Embora o brasileiro esteja vivendo mais, isso não quer dizer que esses anos serão vividos de forma saudável. Dados do Estudo Sabe, pesquisa sobre Saúde, Bem-estar e Envelhecimento, 60% dos idosos possuem alguma doença crônica e 46% apresentam dificuldade para alguma atividade instrumental da vida diária (fazer compras, cozinhar, gerenciamento financeiro etc) e perto de 30% para atividades simples de autocuidado.

“Com o aumento da longevidade, as famílias e a sociedade devem se planejar para o momento em que os idosos precisarem de auxílio. Naturalmente, com o avanço da idade, as limitações para as atividades do dia a dia aparecem, ainda mais se entendermos que as pessoas estão vivendo 80, 90 e até mesmo 100 anos.”, explica Monica Perracini, especialista e pesquisadora na área de Gerontologia e uma das fundadoras da plataforma Plug and Care, especializada no acolhimento de familiares cuidadores e idosos.

Rede de cuidado ao idoso

plug and care 2

É importante destacar que há uma preocupação em todo o mundo sobre o impacto dos anos vividos com limitações e com doenças crônicas sobre a qualidade de vida dos idosos e sobre o impacto nos custos com a saúde. Dessa maneira, chama a atenção entre os dados recentes que os brasileiros entre 65 e 69 anos, considerados idosos mais jovens, também enfrentam sérias dificuldades: apenas cerca de 40% não se encontram em situação de fragilidade, ou seja, uma condição que engloba a baixa atividade física, lentidão para caminhar, emagrecimento, redução da força, além de fadiga.

“Esse dado pode significar que parte destes idosos vai precisar de ajuda por mais tempo e os familiares são os principais cuidadores. Cuidar de quem cuida, entender suas necessidades e oferecer soluções é primordial. A rede do cuidado deve ser ainda mais fortalecida para atender essa nova realidade”, conclui Monica.

Levantamentos demográficos são de extrema importância para compreender que a saúde e o bem estar de pessoas idosas passa pela forma como planejamos os cuidados ao longo da vida e particularmente na velhice. O envelhecimento populacional e seus desafios já são uma realidade e novas tecnologias foram criadas para acolher e auxiliar no cuidado ao idoso e de sua família.

“Atentos às necessidades que enfrentamos, desenvolvemos uma plataforma para conectar pessoas que dedicam seu tempo ao bem estar do idoso, aliando informação, produtos e ferramentas que otimizam o planejamento na rotina de cuidados. Afinal, sabemos que é necessária uma visão integral no cuidar, englobando as necessidades do idoso e de seu familiar cuidador”, acrescenta a especialista.

Plug and Care

plug and care.jpg

A Plug and Care foi criada por experientes profissionais da área de Gerontologia para solucionar as necessidades dos familiares cuidadores de idosos. É uma plataforma inovadora que conecta, em rede, todos os envolvidos na promoção do bem estar e da saúde dos idosos, e também proporciona acolhimento aos seus familiares. A Plug and Care desenvolve conteúdos qualificados, disponibiliza um e-commerce totalmente voltado ao cuidado e oferece um aplicativo exclusivo para planejar, dividir tarefas e garantir excelência no tratamento do idoso. Em 2018, foi selecionada pela Aging 2.0 como uma das 10 startups inovadoras na Chamada de Negócios da Longevidade.

PlayPet lança “comedouro inteligente” para cães e gatos

A PlayPet, pioneira no segmento de produtos inteligentes para pets no Brasil, nasceu em Curitiba e hoje está presente em todo território nacional

Quem tem animais de estimação sabe o quanto é difícil conciliar os afazeres do dia a dia com os cuidados necessários que gatos e cachorros exigem e merecem. E com o empreendedor e engenheiro eletricista Rafael Souza, não é diferente. Foi na dificuldade para manter uma rotina de cuidados com a alimentação do Boss, seu cachorro, alinhada com a rotina agitada, que ele viu uma oportunidade: o “Comedouro Inteligente”, que pode ser acionado à distância. Surgia aí a PlayPet, primeira startup brasileira voltada para o segmento produtos inteligentes para pets.

O mercado pet passa por uma grande expansão no Brasil, que ocupa o terceiro lugar no ranking mundial do segmento. Só no ano de 2017, o mercado nacional movimentou mais de R$ 20 bilhões segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet). Hoje, o Brasil conta com uma população de 52 milhões de cachorros e 22 milhões de gatos. E a PlayPet surgiu como uma das empresas mais inovadoras desse mercado efervescente.

PlayPet 12PlayPet 11PlayPet 7PlayPet 3PlayPet 8

“Nosso trabalho é focado em produtos inteligentes para promover cuidados e entretenimento para os pets, enquanto eles ficam sozinhos em casa. Nessa linha desenvolvemos o comedouro, nosso ‘carro chefe’, que hoje é um sucesso em todo país”, comenta Rafael Souza.

A PlayPet foi pioneira ao lançar o primeiro comedouro inteligente do Brasil, após anos de desenvolvimento e muitos testes. O comedouro, que funciona conectado à uma rede sem fio wi-fi, tem capacidade para até 2 quilos de ração. O alimento é liberado em tempo real, de qualquer lugar, ou de acordo com os horários pré-programados pelo usuário no aplicativo, que funciona em celulares Android e iOS. Para quem quer matar a saudade do animal de estimação durante o dia e acompanhar ele se alimentando, a PlayPet oferece, ainda, uma câmera, fruto de uma parceria com a Intelbras, com imagens ao vivo que podem ser acompanhadas pelo aplicativo.

“Além de ser uma novidade no mercado brasileiro, tivemos muito cuidado com a escolha dos materiais utilizados na fabricação, tudo para termos um produto adequado para acondicionar alimentos. A parte dos componentes eletrônicos também é muito avançada, tudo para garantir a excelência do produto e a segurança para os pets. Desenvolvemos parcerias com indústrias e startups para o lançamento de novos produtos. Assim, buscamos sempre aquelas que possuem ótimos padrões de qualidade”, comenta Rafael sobre o processo de produção cauteloso, baseado em muitos testes.

PlayPet 10PlayPet 9Play_Pet 4PlayPet 1

Novidades

Para os próximos meses, a PlayPet está preparando uma série de novidades, com o lançamento de mais produtos. “Com a expertise que ganhamos com os primeiros produtos, estamos preparados para facilitar ainda mais a vida de quem ama cachorros e gatos. Estamos desenvolvendo várias soluções que têm tudo para continuar revolucionando o mercado. Já captamos investimento anjo, estamos construindo uma base qualificada de clientes e hoje estamos prospectando investidores para uma expansão mais sólida por todo o país”, completa Rafael.

Os produtos PlayPet estão disponíveis nos principais petshops do Brasil e, também, no site da startup.

Informações: PlayPet

Doação de sangue deve ser feita antes da vacinação

A Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo será realizada pelo Ministério da Saúde a partir do dia 6 de agosto com o objetivo de imunizar a população diante do aparecimento de casos da doença no Brasil. A orientação é para que todas as crianças, adolescentes e adultos de até 29 anos recebam duas doses da vacina e adultos com idade entre 30 e 49 anos recebam uma dose.

As vacinas são impeditivos temporários para a doação de sangue – o tempo varia entre 48 horas e cinco anos. No caso do sarampo, o período de espera é de 30 dias. Por isso, o Time do Sangue faz um apelo para que os voluntários doem sangue antes da imunização. “Os hemocentros não podem ficar tanto tempo sem receber doações, especialmente nesta época do ano em que os estoques costumam estar abaixo do ideal. Por esse motivo, recomendamos que os voluntários façam as suas doações antes da campanha de vacinação”, alerta Juliana Aguiar, diretora da startup.

doação de sangue pixabay
Pixabay

Sobre o Time do Sangue

Time do Sangue é uma startup do bem, que tem o objetivo de facilitar o processo de doação de sangue por meio do agendamento via aplicativo. O Time do Sangue conecta hemocentros e doadores e pode, inclusive, ser utilizado em campanhas de doação para atender demandas de emergência. Para o usuário, o diferencial é que o app significa uma melhoria no atendimento, evitando filas de espera.

Criado em 2017, o Time do Sangue está disponível gratuitamente para as plataformas IOS e Android. Por meio do app, o usuário tem acesso a informações pertinentes e recebe lembretes para que possa voltar a doar sangue assim que possível. Já os hemocentros têm a possibilidade de conhecer a demanda de doação e preparar seus colaboradores para receber os doadores de acordo com os horários de agendamento. O Time do Sangue tem como missão atingir os níveis ideais de doação no Brasil, tornando a doação de sangue um hábito.

Glovo oferece R$ 35,00 de desconto na hamburgueria Johnny Rockets

Promoção se estende por todo o final de semana e é válida para novos usuários

Recém-chegada ao Brasil, a Glovo, startup espanhola de entregas rápidas, promete agitar o final de semana nas cidades de São Paulo, Curitiba, Campinas e Fortaleza. Quem ainda não fez nenhuma compra no aplicativo vai poder aproveitar a grande promoção do final de semana: R$ 35,00 de desconto nos pedidos do Johnny Rockets.

O desconto é válido das às 22 horas de segunda-feira, 21 de maio. O objetivo da ação, além de ser um convite irrecusável, é mostrar aos novos usuários a versatilidade da Glovo.

“Muito além do lanche no final de semana, a Glovo possibilita aos usuários pedir qualquer coisa, desde produtos de supermercado, itens de farmácia, conveniência e até documentos. Nosso objetivo é oferecer rapidez, qualidade, entrega dentro do prazo e confiança”, garante o Country Manager da Glovo no Brasil, Bruno Raposo.

Assim que baixarem o app, os usuários precisam fazer o cadastro, buscar pela hamburgueria Johnny Rockets e seguir todos os passos para efetuar a compra. Antes de fechar o pedido, o desconto já ficará visível para os clientes, que poderão solicitar que a entrega aconteça assim que possível ou agendar para consumir o produto no momento mais conveniente.

johnny rockets

Sobre a Glovo

Fundada em Barcelona em 2015, a Glovo é um aplicativo que promove agilidade e eficiência, permitindo ao usuário comprar, retirar e entregar qualquer produto em poucos minutos dentro de uma mesma cidade. Disponível em países europeus como Espanha, França, Itália e Portugal, além de Argentina, Peru, Chile e Brasil.

 

Puppyfi: a rede que ajudou mais de 3.500 animais a voltarem para casa

O Brasil acaba de ganhar uma rede social de ajuda para pets. A Puppify será um espaço para quem adora animais e tem uma proposta diferente das centenas de comunidades e aplicativos que apenas divulgam e ajudam a localizar animais perdidos.

De acordo com o CEO da startup, Alexandre Roa, na Puppify será possível cadastrar informações, notificar desaparecimento – inclusive criar anúncios para ampliar as buscas e imprimir cartazes – receber avisos de comentários e compartilhamentos via rede, celular e e-mail, discutir temas, entre outras opções.

“Nossa rede social será exatamente como as redes já conhecidas e consagradas, com direito a curtidas, comentários, publicação de fotos, atualização de status. Mas a Puppify tem uma missão maior que apenas mostrar os pets. Nós queremos ajudar a encontrar animais perdidos, localizar lares para adotar os abandonados e reunir aqueles que tratam e cuidam dos pets deixados nas ruas e precisam de medicação, dinheiro etc.”, conta Alexandre, que aposta na missão das pessoas como agentes transformadores da sociedade.

“A maioria das redes mostra o perfil, fotos que tirou. Mas estar na Puppyfi diz quem a pessoa é! Mostra que ela se importa em ajudar o próximo, ou seja, fala de valores”, completa o CEO.

A Puppify funcionará da seguinte forma:

1) O usuário faz um cadastro gratuito e coloca também o nome do seu pet, com foto, informações, telefones de contato;
2) Se ele está interessado nas discussões, ou em ajudar na localização de animais perdidos, ele pode navegar e notificar que está “na missão”;
3) Se ele quer encontrar seu animal perdido, ele pode colocar informações de contato, descrever o que houve, comprar destaque (assim com os banners de internet) e compartilhamentos na página do Facebook;
4) Se o pet foi encontrado, é possível notificar “Pet final feliz”, com direito a depoimento e agradecimentos;
5) Se a pessoa encontrou um animal abandonado e quer ajudá-lo a encontrar um lar, ele pode fazer o cadastro com descrições e contatos, caso alguém se interesse;
6) Pessoas físicas e ONG’s poderão se cadastrar para pedir ajuda financeira, ou medicamentos e outros itens necessários para manter os animais recolhidos.

História

A Puppify vem de um projeto anterior, que ajudou a localizar animais perdidos em vários países do mundo. Chamado Cães Achados & Perdidos, o site foi criado de forma despretensiosa. “Em 2013, um cliente perdeu seu pet e pediu para que eu ajudasse a divulgar fotos para tentar encontrá-lo. Eu não quis misturar com a página do meu estabelecimento e criei a página Cães Achados & Perdidos. Além de publicar a foto desse animalzinho desaparecido, comecei a divulgar na página todos os animais da cidade que se encontravam na mesma situação. Em pouco tempo, o negócio tomou uma grande proporção, com engajamento de famílias inteiras, grupos de apoio etc.”, conta Alexandre, que é veterinário e possui um hotel para cães em Curitiba, no Paraná.

Puppyfi

O sucesso foi tão grande que a comunidade reuniu mais de 40 mil seguidores e mais 1800 usuários ativos no site oficial. Nesses anos de atuação, mais de 3500 cães e mil gatos foram localizados e centenas de pets foram adotados. “A aceitação foi tão grande que expandimos para 10 países e chegamos a mais de 47 páginas”, completa Alexandre, que fez o MVP (mínimo produto viável) com a possibilidade das pessoas comprarem o destaque e os anúncios dos pets perdidos. Os resultados foram imediatos e a ideia da Puppify ganhou forma.

A expectativa agora é chegar aos 300 mil usuários já no primeiro ano de funcionamento, com crescimento totalmente orgânico. O faturamento virá da venda de anúncios e destaques e, no futuro, de espaços publicitários. “Nosso projeto é pear to pear. O conteúdo vem das pessoas, nós oferecemos o ambiente para isso acontecer”, aponta o CEO.

Puppyfi 2

Ajuda para pets

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem hoje mais de 50 milhões de cães e 22 milhões de gatos de estimação. Metade dos tutores desses animais consideram seus pets como membros da família. E de acordo com a Organização Mundial de Saúde, outros 30 milhões estão abandonados vivendo nas ruas. Esses dados apontam a relevância de uma rede capaz de auxiliar tanto na localização dos que fogem, ou se perdem após algum descuido, e situação de maus tratos à espera de um lar.

“As pessoas se envolvem e se colocam a disposição para ajudar nestes casos. O nosso modelo é totalmente colaborativo neste sentido, onde é possível fazer parte de uma causa nobre, algo traz uma sensação de pertencimento”, avalia Alexandre.

Informações: Puppyfi

Startup se destaca no segmento de serviço médico domiciliar

Formada por uma equipe multidisciplinar de profissionais da saúde, empresa aposta na tecnologia, podendo ser acionada por app ou pelo portal, e personalização do atendimento como diferenciais

Fundada em 2015, a Easy Care Saúde é uma startup que oferece seus serviços no local onde o paciente estiver: em casa, no trabalho, no hotel, entre outros. Ela coloca à disposição consultas médicas, fonoaudiológicas, fisioterapêuticas, nutricionais, além de exames domiciliares, equipamentos hospitalares, serviços de remoção (ambulâncias com estrutura para APH – atendimento pré-hospitalar), aplicação de medicamentos, serviços de enfermagem e de cuidadores.

A simplicidade e rapidez para acessar a Easy Care Saúde são diferenciais importantes. Por meio do aplicativo (App Store e Google Play) e portal, o interessado aciona o atendimento qualificado e personalizado da empresa. O sistema é inteligente e se utiliza da ferramenta de geolocalização para acionar o perfil de profissional de saúde solicitado que estiver mais próximo de onde o paciente se encontra.

No caso das consultas com clínicos, pediatras e geriatras, a grande vantagem do profissional ir até onde o paciente se encontra está na personalização. Ele não terá de disputar a atenção do médico com os demais pacientes que estão na sala de espera de seu consultório, por exemplo. As consultas são mais dedicadas, remetendo ao conceito do “médico da família”.

O conforto e comodidade para o paciente também são fatores de destaque. “Imagine um idoso na família, um avô, uma mãe, uma tia, que precise de um atendimento médico, mas não tem como se locomover e, naquele momento, você não tem tempo para levá-lo ao à consulta. Ninguém terá de se deslocar até o Pronto Socorro do hospital mais próximo para que o idoso seja examinado por um clínico geral. O médico é quem irá ao encontro dele para examiná-lo, prescrever os medicamentos necessários ou aconselhar a remoção para um hospital, se for um caso mais grave”, exemplifica Tatiana Giatti, diretora de Marketing da Easy Care Saúde.

Além disso, outra facilidade e segurança proporcionada pelo sistema da EasyCare Saúde está na questão da rastreabilidade de todo o processo. “Via aplicativo, você poderá acompanhar todo o atendimento. Vai saber a que horas o médico chegou, quanto tempo durou a consulta, qual foi o diagnóstico e assim por diante”, completa Tatiana.

Os serviços da Easy Care Saúde estão disponíveis por meio de agendamento ou chamada emergencial. A equipe está preparada para atender seus pacientes 24 horas por dia, sete dias por semana, com rapidez e praticidade, onde quer que eles estejam.

A startup realiza atualmente 10 mil atendimentos/mês, tanto para pessoas físicas quanto para operadoras de saúde, além de cuidar de 650 pacientes que estão em tratamento constante. É o equivalente a ter 650 leitos ocupados, só que em endereços e cidades diferentes, em todo o território nacional.

slider-home-video.jpg

A diversificação e capilaridade só são possíveis porque a empresa já foi inaugurada sob um forte sistema de gestão, composto pelo tripé processos, pessoas e tecnologia de ponta. Esta última é responsável por proporcionar o acompanhamento remoto – via mobile ou pelo computador – de cada caso, tanto por parte da equipe de gestores da Easy Care Saúde como pelos clientes. A empresa ainda fornece, sempre que necessário, assistência total no pós-atendimento, caso ocorra algum tipo de complicação no quadro do paciente ou surja alguma dúvida em relação ao tratamento.

Além disso, a relação custo benefício dos serviços prestados pela Easy Care Saúde é outro grande diferencial: preços justos atrelados a um tratamento diferenciado e realizado por profissionais da saúde altamente especializados e comprometidos com a melhora e o bem-estar dos pacientes. Desde o início do desenvolvimento da plataforma, houve toda uma preocupação em criar uma ferramenta de comunicação humanizada em todas as etapas do atendimento.

Informações: Easy Care