Arquivo da tag: superbom

Dezembro terá última edição da “Superbom Aberta” de 2019

Fábrica de alimentos saudáveis abre as portas para oferta de produtos a preços promocionais

A “Superbom Aberta”, evento realizado pela empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, será realizada nos próximos dias 6 e 8 de dezembro. O objetivo é ofertar produtos da marca com descontos de até 50% em comparação com os pontos de venda. Ao todo, são mais de 175 de produtos do portfólio da marca disponíveis para compra.

Frango-Vegano-400g-Superbom.png

Entre os itens com desconto, destaque para o Frango Vegano em pedaços, com características idênticas às da carne animal, além de outras proteínas vegetais como o Burger Gourmet, Coxinha, Steak sabor peixe, Burger de Grão-de-bico, todos 100% plant-based.

superbom

De acordo com o diretor de marketing da empresa, David Oliveira, o evento é uma oportunidade para os consumidores encontrarem todo o portfólio da Superbom em único espaço, uma vez que queijos veganos, sucos integrais, snacks, granola, geleias e outros produtos também estarão disponíveis.

O evento ainda terá outras atrações gastronômicas como degustação dos itens Superbom e food truck com comidinhas veganas e vegetarianas.

A fábrica da Superbom está situada no Capão Redondo, em São Paulo. O evento ocorre no dia 6 de dezembro, sexta-feira, das 8 às 14 horas, e no dia 8, domingo, das 8 às 16 horas.

Serviço “Superbom Aberta”
Local: Rua Domingos Peixoto da Silva, 245 – Capão Redondo/ SP, próximo à estação de metrô Capão Redondo da linha lilás.
Data: 6 de dezembro
Horário: das 8h às 14h, e 8 de dezembro, das 8h às 16h
Estacionamento gratuito.

Óleo de coco: vilão ou mocinho?

Entenda como utilizar o produto para aproveitar todos os benefícios nutricionais

Popularmente conhecido por ajudar em dietas com foco na perda de peso, o óleo de coco traz muitas vantagens para a saúde que vão além do emagrecimento. Regulação do intestino e sensação de saciedade são alguns dos benefícios para o organismo.

“Porém, apesar dos benefícios, é importante que o alimento seja consumido com cuidado e faça parte de uma alimentação balanceada. Além disso, o óleo de coco extravirgem é o mais recomendado para a ingestão por ser o tipo que mais conserva seus nutrientes”, alerta Jessica Santos, nutricionista da Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis.

Confira abaixo outras vantagens do óleo de coco para a saúde:

oleo de coco

Fortalece a imunidade: o ácido láurico e cáprico presentes no alimento ajudam a regular o sistema imunológico, responsável pela defesa do organismo. “Por isso, o óleo de coco pode ser um aliado contra gripes e resfriados”, explica.

intestino figado corpo elionas2 pixabay

Regula o intestino: a boa gordura do óleo ajuda na digestão da comida e no trânsito intestinal, evitando a prisão de ventre e fazendo com que o organismo absorva melhor os nutrientes.

oleo de coco

Ajuda no emagrecimento: a especialista explica que na verdade o alimento é capaz de produzir uma sensação de saciedade no organismo, além de acelerar o metabolismo, fatores que podem auxiliar na perda de peso. Mas, é importante incluir o alimento em uma dieta balanceada e nutritiva, sempre sob orientação de um nutricionista se o objetivo for emagrecer.

oleo de coco pixabay
Pixabay

Controle do colesterol: óleo de coco pode contribuir para o aumento do colesterol bom, chamado de HDL. “Porém, pessoas que já possuem o nível de colesterol alto devem evitar seu uso porque o alimento também é rico em gorduras saturadas, que em excesso e a longo prazo elevam as chances de desenvolver doenças cardiovasculares”, argumenta.

A nutricionista da Superbom ainda aponta que o óleo de coco é muito versátil na cozinha e pode ser utilizado em receitas de pratos salgados ou doces. Assim como existem alimentos prontos que levam óleo de coco em sua composição, por isso são mais nutritivos do que outros.

Sugestão de produtos

Queijos veganos Superbom

queijos-veganos-press.jpg

Os queijos veganos da Superbom levam óleo de coco em sua fórmula, para deixar o produto mais nutritivo e com sabor mais suaves. Disponível nos sabores cheddar, prato, mussarela, provolone, parmesão e na versão gourmet brie, cheddar, parmesão e mussarela.

Informações: Superbom

Dia Mundial do Veganismo: confira cinco mitos e verdades sobre o tema

Especialista esclarece principais dúvidas sobre o estilo de vida e hábito alimentar que exclui carnes e derivados de animais

Celebrado em várias partes do mundo, 1º de novembro é dedicado ao Dia Mundial do Veganismo, estilo de vida que exclui o consumo de qualquer produto de origem animal. Apesar do assunto estar em alta, com a manifestação inclusive de celebridades que estão, aos poucos, tirando carne animal da alimentação, ainda restam muitas dúvidas sobre o que é o veganismo.

Por isso, Jessica Santos, nutricionista da Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, explica alguns mitos sobre o assunto:

Adotar uma alimentação vegana pode ser mais saudável.

pad_thai_vegano

Verdade. Quando a substituição da carne é feita com sucesso dentro uma alimentação balanceada com a ingestão de verduras, grãos e leguminosas, esse hábito se traduz em uma melhora significativa, tanto da saúde física como emocional.

O veganismo se restringe apenas aos hábitos alimentares.

rato laboratoria teste_em_animais

Mito. “Ser vegano não está relacionado apenas com a alimentação, mas sim com um estilo de vida, que procura evitar o consumo de produtos ou marcas que envolvam a exploração de animais para a fabricação, sejam eles alimentícios ou não”, comenta a nutricionista da Superbom.

Ovolactovegetarianismo é diferente do veganismo.

farinha ovos receita
Fotos: FreeFoodPhotos

Verdade. Quando alguém se declara como ovolactovegetariano exclui proteína animal do cardápio, ou seja, não come nenhum tipo de carne, mas continua comendo ovos, laticínios e outros derivados dos animais. Já veganos excluem qualquer derivado de animal.

Plant-based e veganismo são iguais.

plantmade 12

Mito. Apesar de ambos excluírem carne ou derivados de animais do cardápio, a alimentação plant-based tem como princípio o consumo de produtos de origem vegetal, priorizando sua forma mais natural possível. Além da busca por uma alimentação saudável, quem segue uma dieta plant-based também procura melhorias quanto à qualidade de vida e ao meio ambiente.
Atletas amadores e profissionais não podem ser veganos.

Carl-Lewis-head-shot_mini-363x499
Carl Lewis é um atleta norte-americano, vegano, que ganhou dez medalhas olímpicas, nove delas de ouro

Mito. Não há nada que impeça praticantes de atividades físicas de adotarem uma alimentação livre de derivados de animais. Inclusive, atletas veganos podem ter mais energia e tempo de recuperação muscular menor. “Para quem busca excluir carne animal do próprio prato, adotar o consumo equilibrado de verduras, grãos, frutas e, principalmente, leguminosas, pode ser suficiente para suprir as necessidades de nutrientes que o organismo precisa”, conclui.

Sugestão de produtos para quem busca reduzir o consumo de carne

Superbom.jpg

O Burger Gourmet Vegan Superbom é semelhante ao de origem animal, porém feito à base de ervilha e saboroso, ideal para composição de lanches saborosos e nutritivos.

Superbom-para-press-manager

Outras opções de proteínas plant-based são: a minicoxinha vegana, a steak vegano sabor peixe e o frango vegano em pedaços. Todos feito à base de proteína da ervilha com características e sabor semelhantes dos produtos de origem animal.

Queijos veganos Superbom

queijos superbom.jpg

Queijos veganos da Superbom disponíveis nos sabores cheddar, prato, mussarela, provolone, parmesão e na versão gourmet brie, cheddar, parmesão e mussarela.

Fonte: Superbom

Outubro Rosa: alimentação x câncer de mama

Escolhas alimentares podem aumentar risco de desenvolvimento da doença

Há anos o mês de outubro é marcado pela campanha nacional de prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. O Instituto Nacional de Câncer (Inca) estima que em 2018 foram diagnosticados 59.700 novos casos da doença, sendo que 30% poderiam ser prevenidos com alimentação balanceada, atividade física, eliminação do consumo de bebidas alcoólicas e outros hábitos ligados a um estilo de vida saudável.

Para ajudar a esclarecer como as escolhas alimentares atuam na prevenção do câncer de mama, Jéssica Santos, nutricionista da Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, responde abaixo dúvidas sobre o assunto:

A carne vermelha em excesso aumenta a chance de desenvolver o câncer de mama?

churrasco-kebab-carne

Sim, diferentes estudos realizados por instituições como Universidade de Harvard e Universidade de Leeds, da Inglaterra, apontam que o consumo excessivo de carne vermelha pode facilitar o desenvolvimento do câncer de mama. “Para quem deseja tirar o alimento do cardápio, sem perder o sabor e demais valores nutricionais, pode procurar por substitutos da carne à base de vegetais, como os feitos de proteína da ervilha ou de soja”, sugere.

Quais alimentos podem reduzir o risco da doença?

leguminosas

Ao adotar uma alimentação balanceada e rica em alimentos in natura como frutas, legumes, vegetais e cereais integrais, menor serão as chances de células cancerígenas se desenvolverem. Isso porque fibras alimentares e antioxidantes, encontrados em frutas, leguminosas e cereais, atuam diretamente na eliminação de toxinas do organismo que podem desencadear tumores.

A obesidade é um fator de risco?

obesidade
Foto: Xenia/Morguefile

Sim, por estar associada a péssimos hábitos alimentares a obesidade também representa outro fator de risco do câncer de mama. Além de estar relacionada com diabetes e hipertensão que podem dificultar o tratamento do câncer.

Consumo de bebidas alcoólicas também aumenta o risco do surgimento do câncer de mama?

mesa comida festa brinde

Sim, bebidas alcoólicas em geral quando consumidas regularmente podem ajudar no desenvolvimento de células cancerígenas.

“De uma forma geral, a longo prazo, uma alimentação saudável e pobre em gorduras saturadas, açúcar e alimentos ultraprocessados, além de ajudar a prevenir o câncer de mama, também contribui para reduzir agressividade da doença quando afeta a paciente”, argumenta.

Sugestão de produtos

Substitutos da carne à base de vegetais Superbom

Superbom-para-press-manager

A Superbom possui uma linha de proteínas 100% plant-based feitas a partir da proteína da ervilha, sem nenhum insumo de origem animal como a carne vermelha, associada ao desenvolvimento do câncer de mama.

Fonte: Superbom

 

 

Especialista elenca vantagens de ter uma dieta baseada em alimentos vegetais

Cada vez mais popular no Brasil, a dieta plant-based tem como principal foco o consumo de produtos de origem vegetal, priorizando sua forma mais original possível. Além da busca por uma alimentação saudável, é também um estilo de vida que busca melhorias quanto à qualidade de vida e ao meio ambiente.

Pensando nessa nova onda, Jéssica Santos, nutricionista da Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, lista os benefícios de adotar uma dieta plant-based:

Melhora do Sistema Imunológico

vegetais

Por ser baseada em vegetais, há uma grande quantidade de micronutrientes nesses alimentos, o que favorece muito as defesas do corpo contra as doenças infecciosas e crônicas, por exemplo. “Além disso, há uma grande redução do risco de câncer, ou até mesmo retardando os avanços da doença”, conta.

Redução do colesterol e glicose no sangue

vegetais jerzy gorecky
Foto: Jerzy Gorecki

Por falar em açúcar, o consumo de alimentos mais naturais é pobre em carboidratos simples e gorduras ruins para o corpo. Em 2017, um estudo da Universidade of Wisconsin (EUA), apontou que a alimentação à base de plantas está ligada à redução de todas as causas de mortalidade e risco diminuído de obesidade, diabetes tipo 2 e Doença Arterial Coronariana (DAH).

“Ter uma dieta plant-based garante uma maior qualidade de vida e reduz os riscos de doenças cardiovasculares, como a hipertensão, e outras disfunções hormonais, como a diabetes”, explica.

Longevidade

rachel-gorjestani ervilhas pixabay
Rachel Gorjestani/Pixabay

Uma boa notícia para quem se preocupa com qualidade de vida e a longo prazo: alimentos mais naturais desaceleram o envelhecimento. “Essa dieta é rica em antioxidantes que combatem os radicais livres, substâncias nocivas que as células produzem na queima de oxigênio. Eles são os principais responsáveis pela danificação da pele e também pelo surgimento de rugas”.

Abaixo, a nutricionista faz uma seleção de alimentos plant-based da Superbom que podem ser incluídos na dieta à base de vegetais por serem livres de insumos de origem animal, além de serem livres de conservantes e corantes artificiais:

Burger-Gourmet.jpg

Burger Gourmet Vegan Superbom é semelhante ao de origem animal, porém feito à base de ervilha e saboroso, ideal para composição de lanches saborosos e nutritivos.

Superbom-para-press-manager.jpg

Outras opções de proteínas plant-based são: a minicoxinha vegana, a steak vegano sabor peixe e o frango vegano em pedaços. Todos feito à base de proteína da ervilha com características e sabor semelhantes dos produtos de origem animal.

Informações: Superbom

Cinco perguntas sobre alimentação e doenças sistêmicas

Nutricionista responde dúvidas sobre formas de prevenir doenças sistêmicas com o auxílio da alimentação

Aos poucos os brasileiros estão tendo maior consciência sobre os benefícios que uma alimentação balanceada traz para a saúde, contribuindo na prevenção e controle de doenças que afetam todo o organismo como diabetes, hipertensão e problemas cardiovasculares.

Porém, de acordo com Cyntia Maureen, nutricionista e consultora da Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, ainda há muitas dúvidas sobre como escolher diariamente alimentos que ajudam a manter a saúde. Para ajudar a esclarecer o assunto, a nutricionista responde abaixo algumas perguntas:

O que significa adotar uma alimentação equilibrada no dia a dia?

alimentação-saciedade
Foto: Shutterstock

Diariamente, cada indivíduo precisa ingerir uma determinada quantidade de nutrientes para manter o bom funcionamento do corpo. Por isso, reduzir ou aumentar a quantidade de alimento ingerido, pular refeições ou adotar dietas sem acompanhamento do nutricionista nem sempre é sinônimo de saúde. “Uma alimentação equilibrada deve se basear em alimentos minimamente processados, ou seja, quanto mais natural melhor. A qualidade dos alimentos e sua variedade também são pontos de grande relevância. Se trata ainda de consumir as refeições em horários regulares e de forma moderada”, explica.

Quais são os vilões responsáveis pelo desenvolvimento de doenças sistêmicas?

açúcar

Sal, açúcar e óleos em excesso continuam sendo prejudiciais à saúde a curto e longo prazo. A nutricionista explica que o problema dessas substâncias no organismo está em consumi-los em uma quantidade exacerbada. Em alimentos industrializados, por exemplo, não é necessário adoçar produtos que já são adoçados. No caso dos óleos de girassol, de milho e outros utilizados em receitas também é importante dosar a quantidade colocada, optando sempre que possível por assar os alimentos a fritá-los. Em muitas preparações, o uso de óleos pode até ser dispensado. Temperos prontos também merecem atenção porque normalmente já vem com muito sódio em sua composição, devendo ser evitados quando falamos em uma alimentação saudável.

Existe alguma refeição mais importante que a outra?

20170822_00_alimentacao_prato_comida1
Foto: Visual Hunt/CC

Não. Todas as refeições do dia têm sua importância para a saúde, se obedecida a ingestão de nutrientes necessários em cada uma. No café da manhã, por exemplo, é importante incluir cereais integrais, frutas ou sucos (raramente) e castanhas, porque são alimentos com fontes de energia, vitaminas e fibras alimentares que quebrarão o jejum de uma noite inteira preparando o corpo para as atividades iniciais do dia. Já no almoço, o prato também deve conter nutrientes como proteínas, carboidratos, vitaminas e gorduras boas, porém, em quantidades moderadas, apenas para completar a necessidade energética do dia. O jantar pode seguir a mesma regra do almoço, porém em menor quantidade, devendo esta ser a refeição mais leve do dia.

Por que manter uma rotina na alimentação?

cafe da manhã relogio pixabay

Comer regularmente, em horários pré-estabelecidos, ajuda o cérebro a se acostumar com o momento certo de comer, garantindo maior saciedade em todas as refeições e evitando o consumo de doces, biscoitos e salgadinhos, fontes de açúcar e sódio em excesso. “Além disso, comer em horários desregrados prejudica o metabolismo dos nutrientes”, pontua.

Como começar a ter uma alimentação mais equilibrada?

maça fita metrica peso

A especialista esclarece que caso a pessoa esteja acima do peso e já apresente sinais de glicose, colesterol alto ou qualquer outro sintoma é essencial procurar ajuda médica para ter a orientação correta. “Porém, para a população geral, deve-se levar em conta que a prevenção é de grande importância para o nosso bem-estar. Faça substituições progressivas. Troque os produtos alimentares por opções mais saudáveis aos poucos, permitindo que o organismo se adapte ao novo hábito alimentar. Esteja atento aos sinais que o seu corpo emite e procure o auxílio médico quando necessário para manter a saúde em dia”, conclui.

Sugestão de produtos

Linha de proteínas à base de ervilha – Superbom

superbo,.jpg

A linha de proteínas congeladas e resfriadas da Superbom é saborosa e ótima opção para compor o prato do almoço ou jantar. São 10 opções ovolactovegetarinas, como linguiças, salsichas, mortadelas, mini empanados, hambúrgueres e o Filé de Frango em pedaços, e 3 produtos para o público vegano: Mini Empanado multigrãos sabor legumes, Burguer de quinoa e Steak multigrãos sabor legumes.

Sucos Integrais – Superbom

sucos.jpg

Sem conservantes, corantes artificiais ou aditivos químicos, os sucos integrais Superbom são excelentes opções para compor o café da manhã porque ainda são fontes de energia e vitaminas, trazendo benefícios à saúde.

Fonte: Superbom

Cinco benefícios das frutas vermelhas

Especialista fala sobre as propriedades desses alimentos e elenca as vantagens de inclui-los na dieta

Amora, morango, framboesa, mirtilo e cereja. Além dos tons avermelhados e o sabor marcante, essas frutas têm em comum algumas propriedades nutritivas como vitaminas, minerais e fitoquímicos, que desempenham funções antioxidantes para organismo, fortalecendo o sistema imunológico.

Também conhecidas como berries, essas frutas podem fazer parte das refeições diárias por meio de receitas, sucos, geleias ou in natura, trazendo benefícios para a saúde e praticidade para o dia a dia. Cyntia Maureen, nutricionista e consultora da Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, lista cinco benefícios das frutas vermelhas:

Beneficiam a visão

frutas vermelhas
Foto: Max Straeten

Por terem grandes quantidades de vitamina C, fósforo, cálcio e vitaminas do complexo B, as frutas vermelhas são aliadas à saúde dos olhos, melhorando a capacidade visual diurna e noturna.

Têm ação anticancerígena e desintoxicante

frutas-vermelhas

Essas frutas são ricas em antocianinas, substância responsável pela coloração avermelhada/arroxeada desses alimentos, que combatem a inflamação e a ação dos radicais livres, sendo, portanto, anticancerígenas e antioxidantes. “Elas proporcionam maior proteção aos órgãos e aos tecidos do corpo, retardando a temida ação do tempo sobre todas as células, como as da pele, por exemplo“, conta.

São ricas em fibras

frutas vermelhas skyangel

A grande quantidade de fibras presente nas berries é ótima para quem procura melhorar o trabalho do sistema digestório. “É bom lembrar que além de beneficiar o intestino, as fibras são aliadas de quem quer reduzir os níveis de colesterol e glicose no sangue”, destaca.

Aumentam a saciedade

frutas vermelhas pixabay
Mais uma vez as fibras desses alimentos caem no gosto de quem quer ficar em dia com a balança. A alta quantidade da substância nas frutas vermelhas dá uma sensação de maior saciedade quando elas são ingeridas, diminuindo a vontade por doces ou snacks pouco saudáveis nos intervalos das refeições principais.

Combatem a anemia

frutas vermelhas

Frutas desse grupo quando consumidas com algum alimento rico em ferro, auxiliam e promovem uma maior absorção do mineral no organismo. “Por apresentarem bastante vitamina C, que facilita a assimilação do ferro no corpo, são ideais para quem sofre de anemia ou ainda para quem quer evitá-la”, pontua.

Sugestão de produtos

Geleias

geleia superbom

As geleias da Superbom são saborosas e ricas em nutrientes como vitaminas D, E, ferro e cálcio, opção ideal para rechear pães e torradas. Disponíveis nos sabores: morango com chia, amora, frutas vermelhas com chia, e uva.

Suco Antiox

Suco-Antiox-1L

Suco 100% fruta com misto de maçã, blueberry, cranberry, romã e cenoura roxa, frutas com alto poder antioxidante. São diversos flavonoides e polifenóis que auxiliam na prevenção do envelhecimento celular causado pela oxidação natural do organismo.

Fonte: Superbom

Confira: benefícios das frutas típicas do outono e uma receita de smoothie

Goiaba, maçã e maracujá estão entre as frutas da estação e rendem muitas receitas nutritivas

Com a chegada do outono, alguns frutos também entram em alta e podem ser a estrela principal de receitas saborosas e funcionais. Segundo Cyntia Maureen, nutricionista e consultora da Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, frutas como maçã, goiaba e abacate são versáteis e podem ser bem aproveitadas em pratos doces ou salgados.

Abaixo, a profissional elenca outras frutas típicas do outono e sugere uma receita de smoothie de goiaba com banana:

GOIABA

Goiaba: a variedade da fruta vermelha é conhecida pelo doce de goiabada, que harmoniza perfeitamente com queijos e bolos. Entretanto, é possível encontrar ainda em geleias, sucos, molhos e outras sobremesas derivadas da goiaba, que é excelente para auxiliar na redução dos triglicérides e colesterol ruim (LDL), atua na prevenção de câncer e melhora da imunidade.

maionese de abacate california avocado commission
Foto: California Avocado Comission

Abacate: saladas, cremes, vitaminas e sobremesas são algumas opções de receitas para fazer com o abacate. A fruta é rica em gorduras boas e pode contribuir para melhora do sistema circulatório, controle nos níveis de colesterol no sangue e melhora do sono.

maracujá arica farca pixabay

Maracujá: além de produzir efeito calmante no organismo, é fonte de vitaminas do complexo B, que atuam na manutenção da saúde da pele, cabelos e olhos. “Além do suco e do chá, é possível fazer bolos, mousses e coberturas de maracujá. O sabor azedo e a cor amarela da fruta combinam com cremes doces e claros”, sugere.

caquis

Caqui: a profissional indica que a fruta é perfeita para receitas de pavês, mousses e pudins, mas seu consumo in natura permite que sua ação antioxidante no organismo seja amplamente aproveitada.

maçã

Maçã: entre os muitos benefícios da fruta está o fortalecimento da região da garganta, atuando na prevenção e combate de tosses, rouquidão e demais incômodos. “A maçã é um fruto muito acessível, por isso é as opções de pratos são muitas, indo de sucos a tortas, muffins e chips da fruta”, conclui.

Receita Superbom: Smoothie de goiaba com banana

smoothi gioaba

Ingredientes
1 xícara (chá) de suco de goiaba Superbom
Meia xícara (chá) de água filtrada
1 banana gelada
3 pedras de gelo

Modo de preparo
Em um liquidificador, bata bem todos os ingredientes. Sirva gelado.

Rendimento: 2 porções

Tempo de preparo: 10 minutos

Sugestões de produtos

geleia de goiaba

Geleia de Goiaba 100% fruta – Superbom: rica em vitaminas D e E, além dos sais minerais de ferro e cálcio. Sem adição de corantes e aromas artificiais.

suco de maça

Suco de maçã 100% fruta – Superbom: natural, fonte de fibras e vitamina C, sem adição de açúcares e conservantes naturais.

suco maracuja

Suco de Maracujá Frutt’s – Superbom: rico em vitamina C, importante nutriente para o sistema imunológico. Sem conservantes ou corantes artificiais.

chips maçã

Frutt’s Kroc de Maçã – Superbom: chips de maçã 100% natural, sem adição de açúcar e fritura, de baixo teor calórico e rico em minerais como potássio.

Fonte: Superbom

Receita prática Superbom: Wrap Integral

Mesmo no outono, é importante manter hábitos saudáveis de alimentação para que o corpo consiga realizar todas as atividades sem incômodo e mal-estar. Por isso, a Superbom traz como sugestão uma receita rápida e fácil de fazer: Wrap Integral com recheio de patê e mortadela ovolactovegetariana.

De acordo com a nutricionista Bruna Pavão, responsável pela elaboração da receita, o wrap oferece diversos nutrientes, como carboidratos complexos, proteínas e gorduras boas, essenciais para a realização das atividades durante o dia. Assim, também é uma ótima opção para ser consumida antes das atividades físicas. Confira abaixo o passo a passo dessa receita:

Ingredientes
2 colheres (sopa) de shoyu light
½ xícara (chá) de cogumelo paris fatiado
100 g de tofu
2 fatias de wrap integral
1 embalagem de patê sabor champignon Superbom
4 fatias de Mortadela Superbom
Alface a gosto
1 cenoura pequena ralada
½ cebola roxa em rodelas

Modo de preparo
Em uma frigideira, aqueça rapidamente o shoyu e refogue o cogumelo e o tofu. Retire do fogo e reserve. Na mesma frigideira, aqueça o wrap integral por alguns segundos para ficar mais crocante. Retire da frigideira e faça a montagem do lanche. Primeiro, passe uma camada do patê Superbom. Em seguida, adicione a mortadela, a alface, a cenoura, a cebola, o cogumelo e o tofu refogados. Feche o wrap e sirva.

wrap integral.jpg

Tempo de preparo: 20 minutos.

Rendimento: 2 porções

Fonte: Superbom

Alimentos essenciais para a saúde da mulher

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher nutricionista elenca nutrientes benéficos para o organismo feminino

Infância, adolescência, adulta e 3ª idade. Em cada uma dessas fases da vida o organismo feminino tem necessidades nutricionais diferentes. Para auxiliar mulheres de diferentes idades que buscam uma alimentação balanceada, Cyntia Maureen, nutricionista e consultora da Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, explica em quais alimentos é possível encontrar os nutrientes essenciais para cada faixa etária.

Infância: depois do aleitamento materno exclusivo até seis meses de idade, conforme recomendado pelo Ministério da Saúde, as crianças precisam de alimentos que tenham, principalmente, ferro, zinco, vitaminas C, A e D. “O ferro, por exemplo, ajuda na formação do cérebro e suas funções neuromotoras. Enquanto as demais vitaminas ajudam na absorção do ferro, no fortalecimento do sistema imunológico e na saúde dos ossos, respectivamente”, esclarece. Frutas variadas, legumes, feijões, grão de bico e banho de sol são recomendados.

Adolescência: nesta fase, a especialista explica que os hábitos alimentares saudáveis devem incluir muitos alimentos que tenham vitaminas do complexo B, ferro e zinco, para reporem a possível perda de nutrientes com a menstruação e dar mais energia para as jovens durante as atividades. Os pais ainda devem ficar atentos para que elas não sigam dietas da moda na tentativa de imitar padrões de beleza da mídia, pois estas podem ser prejudiciais a saúde e desenvolvimento da adolescente. Logo, é importante basear a alimentação em alimentos de verdade, evitando fast foods e aumentando o consumos dos alimentos naturais e castanhas.

frutas vermelhas e roxas pixabay

Adulta: durante a vida adulta nutrientes como vitamina A, C e ácidos graxos essenciais, ou seja, que não são produzidos pelo organismo, são importantes porque regulam as variações hormonais, ansiedade e inchaço, considerados os sintomas mais comuns da TPM. Quanto mais colorida de vegetais e frutas, maior será a quantidade de antioxidantes ingeridos, favorecendo a saúde das células e evitando o envelhecimento precoce delas.

3ª idade: com a chegada da menopausa a mulher passa por muitas transformações hormonais e fica mais suscetível a desenvolvimento de problemas como câncer de mama e no sistema reprodutor. Por isso, é importante consumir alimentos ricos em isoflavona, substância com um efeito parecido ao estrogênio no organismo feminino, além da vitamina E, que ajuda a minimizar as ondas de calor típicas da menopausa.

Sugestão de produtos

Pratos prontos à base de proteína de soja – Superbom

enlatados.jpg

A linha de pratos veganos prontos da Superbom são feito à base de proteína da soja, grão rico em isoflavona, responsável por diminuir os sintomas da menopausa. Disponíveis nas versões: almôndegas ao sugo, medalhão ao molho madeira, molho bolonhesa, cubinhos ao molho mexicano, jardineira ao molho caseiro e escalope ao molho caseiro.

Geleias – Superbom

geleia superbom2geleia superbom1

As geleias da Superbom são ricas em vitaminas D, E e ferro, que contribuem para a saúde da mulher de diversas faixas etárias. Disponíveis nos sabores: damasco, goiaba, uva, morango com chia, amora e frutas vermelhas com chia.

Fonte: Superbom