Arquivo da tag: suplementos

Pesquisa revela quais são as vitaminas mais recomendadas para os brasileiros

Levantamento da Vitamine-se mostra os suplementos alimentares essenciais na rotina de mais de 60 mil pessoas

Uma pesquisa realizada pela Vitamine-se, startup brasileira que oferece suplementos personalizados, mostrou quais são as vitaminas mais indicadas para os brasileiros. O levantamento foi realizado com uma base de 61 mil respostas do Quiz proprietário da plataforma da empresa e revelou que os 5 compostos mais recomendados são: magnésio quelato, ômega 3, triptofano, vitamina D3 e luteína.

Em 2020, 59% dos lares brasileiros possuíam pelo menos uma pessoa consumindo suplementos alimentares, segundo pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres (Abiad). Nesse sentido, o site da startup utiliza inteligência artificial e machine learning, aliado a experiência de nutricionistas para personalizar a experiência e recomendar os melhores nutrientes para o usuário — considerando o estilo de vida, objetivos e necessidades de cada pessoa.

“Normalmente, a busca por vitaminas e minerais se baseia em 2 pilares: saúde ou estética. Quando o nosso Quiz recomenda uma vitamina, ele se baseia nas principais preocupações da pessoa, visando o que ela quer resolver. Isso nos mostra que a maioria das pessoas está buscando um estilo de vida saudável, e a suplementação está muito relacionada a isso”, explica Thais Bonelly, Head de Nutrição na Vitamine-se.

E para que essas vitaminas servem? A nutricionista explica:

Foto: Jeltovski

Magnésio quelato: cerca de 60% do magnésio é encontrado nos ossos, enquanto o restante está nos chamados “tecidos moles” — músculos, veias e artérias, pele, articulações e órgãos. O magnésio está presente principalmente em alimentos integrais ou em suplementos. Sua maior funcionalidade é auxiliar no funcionamento neuromuscular e no equilíbrio dos eletrólitos, além de ajudar no metabolismo de proteínas, carboidratos, gorduras e a formação de dentes e ossos;

Ômega 3: segundo o Ministério da Saúde, o ômega 3 é considerado um alimento funcional, o que significa que seu consumo deve ser regulado na dieta. Rico em uma gordura saudável proveniente de peixes, o ômega 3 não é produzida pelo nosso corpo, mas é essencial para uma dieta balanceada. Auxilia na função cerebral e cardíaca;

Triptofano: 40% da população brasileira que sofre com algum transtorno do sono, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). A alta procura pelo triptofano se da por ele ser um aminoácido que ajuda na produção da serotonina, neurotransmissor associado ao sono e que também está diretamente relacionado à regulação do humor e ao controle do estresse. Nosso corpo não consegue produzi-lo, então é importante obter através de suplementação ou alimentos ricos;

Vitamina D3: auxilia na formação de ossos e dentes e também na manutenção de níveis de cálcio no sangue. Suplementar pode ajudar a normalizar os níveis de vitamina D em pessoas com deficiência. Além disso, auxilia no bom funcionamento do sistema imunológico, no processo de divisão celular e no funcionamento muscular;

Luteína: essencial para o bom funcionamento do organismo, a Luteína pode ser suplementada se não houver um consumo adequado através da alimentação. Ajuda na saúde da visão, previne o envelhecimento precoce da pele e contribui para a proteção da mesma contra luz UV, azul e radicais livres.

A falta de vitaminas traz diversos problemas para a saúde, pois elas ajudam a manter o equilíbrio de muitas funções corporais. E, para quem quiser descobrir quais as vitaminas mais indicadas, o Quiz da Vitamine-se está disponível clicando aqui.

Fonte: Vitamine-se

Você realmente precisa tomar suplemento de vitamina D? Menopausa pode ser uma razão

Anos atrás, os médicos estavam preocupados principalmente com a deficiência de vitamina D em crianças. Os alimentos foram fortificados com vitamina D para prevenir a doença óssea chamada de raquitismo. Sabe-se agora que o raquitismo foi apenas a ponta do iceberg – pessoas mais velhas também correm alto risco de deficiência de vitamina D.

De acordo com um estudo publicado na Age and Aging, revista médica oficial da Sociedade Britânica de Geriatria, a deficiência de vitamina D pode contribuir para a osteoporose, fraqueza muscular, fraturas de quadril, diabetes, câncer, doenças cardíacas, artrite e problemas de saúde geral.

Obter vitamina D apenas de fontes alimentares naturais (não fortificadas) é difícil, pois são poucos os alimentos que fornecem este nutriente. Para muitas pessoas, consumir alimentos enriquecidos ou se expor à luz solar é suficiente para manter um status saudável de vitamina D. No entanto, alguns grupos específicos podem precisar de vitamina D suplemento para atender às suas necessidades de forma adequada.

Os sinais e sintomas de deficiência de vitamina D incluem baixa imunidade, fadiga constante, dores musculares, perda óssea, cicatrização lenta, perda de cabelo, depressão e ansiedade. Se você não tem certeza se está em risco de deficiência de vitamina D, um exame de sangue específico, pedido pelo seu médico, apresentará o melhor resultado diagnóstico.

Os grupos a seguir estão entre aqueles com maior risco de deficiência de vitamina D.

Adultos com mais de 55 anos

O envelhecimento definitivamente tem suas vantagens: você está mais inteligente e confiante do que nunca e pode até estar desfrutando de uma vida tranquila de aposentadoria. Mas algumas pessoas podem se tornar menos ativas, tornando difícil passar tanto tempo ao ar livre e, consequentemente, obtendo menos vitamina D. Além disso, o envelhecimento da pele não permite sintetizar a vitamina D com a mesma eficiência. Então, a menos que você esteja tomando um suplemento diário de vitamina D, há uma boa chance das suas taxas ficarem aquém do nutriente vital.

Mulheres no pós-menopausa

As mudanças hormonais são responsáveis ​​pela maioria dos efeitos da menopausa, incluindo um risco aumentado de certas doenças e condições. Quando o estrogênio cai, o risco de osteoporose e doenças cardíacas aumenta – assim como a tendência a sofrer de sintomas como ondas de calor, mudanças de humor e secura vaginal. Para combater isso, vitaminas e suplementos podem ser um componente-chave dos cuidados de uma mulher durante e após a menopausa, mas o processo de decidir quais suplementos tomar requer um acompanhamento médico. Entre os complementos vitamínicos mais comumente indicados estão o cálcio, vital para a saúde óssea e especialmente importante durante a menopausa, quando a diminuição do estrogênio torna as mulheres propensas à osteoporose; e a vitamina D, que também ajuda na saúde óssea, na hipertensão, asma, alergias e possivelmente a prevenir câncer de mama.

Pessoas com exposição solar limitada

Se você trabalha em um ambiente fechado durante o dia todo, provavelmente não vê o sol. Por isso é improvável que as pessoas com ocupações que limitam a exposição ao sol obtenham vitamina D adequada da luz solar. Isso torna uma suplementação e uma dieta inteligente a chave para se manter saudável. O uso de protetor solar também limita a síntese de vitamina D a partir da luz solar. No entanto, como a extensão e a frequência do uso de filtro solar são desconhecidas, o papel que o protetor pode desempenhar na redução da síntese de vitamina D não é tão claro.

Adeptos de dietas veganas

StudioOne/Pixabay

Como a maioria dos alimentos que contêm naturalmente vitamina D são de origem animal, como salmão selvagem, queijo, gema de ovo e produtos fortificados (leite e iogurte), excluí-los da dieta pode levar a uma deficiência do nutriente. De fato, muitas formas de dietas limitantes, incluindo veganismo, algumas formas de vegetarianismo e pessoas com intolerância à lactose, estão associadas a taxas mais baixas de vitamina D.

Para suprir essa necessidade, outros produtos de origem vegetal podem ser incluídos na alimentação, como o leite de soja fortificado, tofu, cogumelo shitake. Embora estes alimentos tenham muito menos nutrientes do que as fontes animais, eles sempre ajudam. No caso de suplementação multivitamínica, compostos à base da microalga chlorella, podem ser a melhor opção vegana.

Pessoas com pele mais escura

Vários relatórios mostram níveis consistentemente mais baixos de vitamina D em pessoas de pele mais escura. Isso porque elas têm mais melanina em sua epiderme, a camada mais externa da pele, o que torna mais difícil para o corpo produzir vitamina D a partir da luz solar. Se você tem a pele mais escura, deve confiar em fontes alimentares do nutriente ou uma suplementação, em vez da luz solar, para atingir seu nível diário de vitamina D.

Portadores de doenças que limitam a absorção de gordura

Como a vitamina D é lipossolúvel, sua absorção depende da capacidade do intestino de absorver a gordura da dieta. A má absorção de gordura está associada a condições médicas que incluem algumas formas de doença hepática, fibrose cística, doença celíaca, doença de Crohn e colite ulcerativa. Além de ter um risco aumentado de deficiência de vitamina D, as pessoas com essas condições podem não comer certos alimentos, como laticínios (muitos dos quais são fortificados com vitamina D), ou comer apenas pequenas quantidades desses alimentos. Indivíduos que têm dificuldade em absorver a gordura da dieta podem, portanto, precisar de suplementação de vitamina D.

Pessoas com porcentagens de gordura corporal mais alta

Aqueles com níveis mais altos de gordura total e abdominal são mais propensos a ter níveis mais baixos de vitamina D. Embora a obesidade não afete a capacidade da pele de sintetizar vitamina D, maiores quantidades de gordura subcutânea a sequestra. Portanto, pessoas obesas podem precisar de maior ingestão de vitamina D para atingir bons níveis. Mas isso não significa que se você está acima do peso está destinado a ser deficiente, apenas o exame médico pode descobrir se a sua taxa de vitamina D está no limite normal.

Indivíduos obesos que foram submetidos à cirurgia bariátrica também podem se tornar deficientes em vitamina D, pois parte do intestino delgado superior, onde a vitamina D é absorvida, é desviada.

Indivíduos que tomam determinados medicamentos

Pexels

Sim, os medicamentos podem ajudar a manter você saudável, mas isso não afasta os efeitos colaterais. Medicamentos corticoides, para perda de peso e outros para baixar o colesterol podem prejudicar o metabolismo da vitamina D. Se você tomar algum desses medicamentos, não deixe de consultar seu médico para descobrir a melhor maneira de atingir todas as suas marcas nutricionais desejáveis.

Se você for realmente deficiente em vitamina D, planeje ajustar sua dieta, caminhar ao ar livre ou tomar um complemento. Seu médico pode recomendar uma dose de suplemento e um plano de dieta ideal para você, com base nos resultados de seus exames de sangue individuais.

Veganismo: o risco das cápsulas de suplementos

Uma pesquisa inédita feita pelo Ibope e encomendada pelo Good Food Institute Brasil revelou que quase metade (47%) dos brasileiros reduziu o consumo de carne em 2020. Entretanto, adotar um estilo de vida saudável vai além de selecionar alimentos no almoço e no jantar: é importante ter cuidado também com as cápsulas dos medicamentos e suplementos ingeridos na dieta.
  
A maioria dessas cápsulas tem origem animal. Elas são feitas de gelatina, que é produzida com matéria-prima e proteínas de origem animal. Também chamadas de cápsulas duras, são derivadas do colágeno, extraído da pele e ossos de animais. Podem conter, ainda, plastificantes, corantes e conservantes.  

Como alternativa, vegetarianos e veganos têm apostado nas cápsulas com gelatina vegetal, a chamada ágar-ágar, extraída por meio do processo de fervura de algas vermelhas. É o caso da Curcuvegan, um suplemento alimentar 100% natural desenvolvido pela BenCaps à base de cúrcuma, uma planta com ação anti-inflamatória.

Suplementos veganos x mercado

As vantagens dos suplementos veganos vão desde o processo de produção das cápsulas. Segundo a empresa chinesa de serviços de informações Xinhua Silk Road, a cápsula de origem vegetal é considerada um produto superior por ser isento de aditivos químicos e por seu processo de produção contribuir menos com a poluição.

O suplemento vegano é elaborado a partir de compostos vegetais e são fundamentais para repor algumas vitaminas, minerais e proteínas. Afinal, até mesmo quem ingere carnes pode ter deficiências nutricionais devido ao estilo de vida agitado. A suplementação diária evita as deficiências nutricionais e repõe as necessidades. Dentre os benefícios dos suplementos veganos, estão a melhora da qualidade de vida, correção de deficiências nutricionais e o auxílio na saúde e na composição corporal.

Com a conscientização acerca da diferença de qualidade entre as cápsulas de origem vegetal e de origem animal, esse mercado deve crescer ainda mais e, assim, veganos se beneficiarão com mais opções de produtos de origem não animal.

Desafios para veganos   
  


Muitos não sabem, mas diversos itens que utilizamos no dia a dia têm origem animal, como é o caso das pastas de dentes, sacolinhas plásticas, pneus de carros e até mesmo shampoos. Este pode ser um desafio para quem optou pelo veganismo, e é justamente por isso que é muito importante pesquisarmos como os produtos são feitos.  
  
Depois que um animal é abatido, seus subprodutos são classificados em partes comestíveis e não comestíveis. Estas últimas são usadas em uma variedade de indústrias, incluindo cosméticos, tecidos, produtos farmacêuticos etc.  
  
Informações: Curcuvegan

Por que no outono os cabelos caem mais?

Não é só na natureza que outono é tempo de renovação. Na fisiologia humana isso também acontece, especialmente com os cabelos. Acordar e ver vários fios no travesseiro, perceber a enorme quantidade de cabelo que cai durante o banho ou simplesmente constatar os fios que caíram após pentear o cabelo são situações que assustam e tiram o sono de qualquer um.

Segundo Fabíola Cruz, bioquímica, é normal perder até 150 fios durante o dia, mas em épocas como outono, esse número aumenta para cerca de 600 fios por dia.

Com a chegada do outono/inverno, cai a incidência de luminosidade e as temperaturas ficam cada vez mais baixas. Com menos horas de sol as células produtoras de melanina produzem menos deste pigmento, diminuindo a cor e o brilho dos cabelos. Além disso, as pessoas tendem a se proteger do frio e acabam ficando mais dentro dos ambientes.

Foi com a busca incessante por complexos vitamínicos que apoiassem as mulheres, que Aryane Garcia desenvolveu, com biomédicas e nutricionistas, a Gliti Hair. O lançamento é um suplemento alimentar em cápsulas com fórmula ultraconcentrada de vitaminas e minerais que atuam diretamente na qualidade de vida e acentua resultados no tratamento para queda de cabelo, estímulo de colágeno e fortalecimento das unhas.

“No outono, há também um aumento da temperatura da água do chuveiro e isso promove alterações tanto na estrutura dos fios de cabelos como no couro cabeludo. Os cabelos se tornam mais frágeis e quebradiços e a couro cabeludo fica mais oleoso”, completa Fabíola.

cabelo queda

A queda dos fios é parte natural do ciclo de vida dos cabelos, que tem fases de crescimento. Mulheres com cabelos longos percebem com mais frequência esse fenômeno, mas os homens também sofrem com a perda dos fios. Muitas mulheres, inclusive, ficam com receio de lavar o cabelo com a mesma frequência com medo de aumentar a queda dos fios. “Lavar os cabelos continua sendo muito importante nesse período. E isso, aliado a uma suplementação de nutricosmético regular, auxilia o nascimento de novos fios”, afirma Aryane.

Conheça Gliti Hair

Em sua composição, Gliti Hair conta com biotina, ou vitamina B7, muito importante para o metabolismo, e que atua na formação e fortalecimento de unhas, pele e cabelos. Utilizando hidratos de carbono e síntese de ácidos graxos, a Biotina ajuda a absorver todas as vitaminas do Gliti Hair corretamente, sem exageros e na medida que o corpo precisa.

Além da biotina, há um complexo vitamínico que soma as vitaminas A, B, C, D e E e que ajuda a equilibrar os efeitos positivos em seu organismo. A Vitamina A é responsável pela renovação celular e criação de novas fibras de colágeno na pele. Já o complexo de vitaminas B é cheio de ativos que aumentam a resistência natural e controlam a pele oleosa.

A Vitamina C é o mais poderoso antioxidante, combate o envelhecimento, ajuda a clarear, iluminar e estimular a produção de colágeno. Vitamina D faz seus dias mais felizes, pois é importante para todo o organismo. Vitamina E é fundamental, pois potencializa a hidratação do corpo.

GLITI-HAIR

Por último, a soma de ferro, selênio e zinco finalizam o nutricosmético. O ferro é fundamental, produz a hemoglobina que transporta o oxigênio para as células. Ótimo para quem precisa de uma forcinha extra na rotina. Zinco faz a proteção celular e a síntese da dopamina e da serotonina. Selênio atua em enzimas que diminuem o estresse oxidativo do cérebro, prevenindo o envelhecimento e colaborando na eliminação de toxinas.

Gliti Hair – Preço: R$ 99.90

Informações: Gliti

Conheça os benefícios da spirulina, a “alga azul”

Fonte de nutrientes e proteínas, ela diminui os níveis de colesterol e auxilia no funcionamento do metabolismo

Popularmente conhecida como a “alga azul”, a spirulina é, na realidade, uma cianobactéria, rica em nutrientes e que é capaz de realizar a fotossíntese. Seus inúmeros benefícios vão do auxílio no tratamento da osteoporose até à prevenção do envelhecimento precoce. Além disso, é um importante aliado no processo de emagrecimento, nutrição e saciedade do corpo.

Eleita pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como “alimento do milênio,” por conter mais de 50 nutrientes fundamentais ao organismo, a spirulina traz grandes vantagens para quem incluí-la em uma dieta balanceada. Ela é rica em proteína, aminoácidos, vitamina A (dez vezes mais que qualquer alimento), vitamina do complexo B, vitamina E, minerais e ácidos fenólicos.

A nutricionista Ellen D’arc, da Bio Mundo , rede de lojas que busca promover saúde e bem-estar por meio de produtos saudáveis, explica os benefícios do suplemento no dia a dia. “O consumo recomendável diário fica entre 500mg duas vezes ao dia, dependendo da necessidade de cada um. Já quem busca consumir o produto são desde atletas até pessoas que buscam melhorar a qualidade de vida”, explica.

Abundante em proteína

spirulina

Indicada até mesmo como complemento alimentar para atletas, a spirulina é composta de até 70% de proteínas. “A abundância desse componente é essencial para o organismo, visto que o nosso corpo não consegue produzi-lo sozinho e só o obtém por meio da própria nutrição. Pode ser uma grande parceira para quem está introduzindo uma alimentação restrita à carne”, destaca a especialista.

Parceira do coração

coracao

Querida pelos cardiologistas, a spirulina previne e reduz os níveis de LDL – colesterol ruim ao corpo – através de seus ácidos graxos. “Ela atua na dilatação dos vasos sanguíneos e na diminuição da pressão arterial”, explica Ellen.

Poderoso anti-idade e anti-inflamatório

mulher-rosto

A spirulina combate os radicais livres por meio da sua grande quantidade de antioxidantes, além de vitaminas B1 e E, dos minerais, magnésio, ferro, manganês e betacaroteno, presentes em menor quantidade em frutas e legumes. Esses componentes estimulam na renovação da pele, cabelo e unha; além de auxiliarem na recuperação de processos inflamatórios e prevenir doenças degenerativas.

Ferro para o corpo

insonia cama mulher sono cansaço pixabay

Se comparado ao espinafre, a spirulina oferece mais que o dobro de ferro. O mineral é capaz de aliviar sintomas como dor de cabeça, cansaço e estresse por meio do aumento da oxigenação celular. “Claramente, a prevenção da anemia também é uma das vantagens, o ferro é fundamental para isso”, completa a nutricionista.

Cuidado de dentro para fora

spirulina alga azul pixabay
Pixabay

O sistema imunológico é fortalecido a partir da enorme quantidade de vitamina E e de Zinco que a spirulina fornece. O componente estimula a produção das chamadas “células T” – responsáveis pela identificação de invasores no organismo – e aminoácidos capazes de fazer renovação celular.

Auxilia no processo de emagrecimento

lipoaspiracao corpo barriga fita metrica

E até para quem busca diminuir os números na balança, a spirulina dá essa “mãozinha”. A sensação de saciedade, fornecida pela fenilanina, faz com se coma menos. O suplemento também favorece na limpeza e desintoxicação do organismo, já que sua ação depurativa acelera o metabolismo. “Uma pessoa com síndrome metabólica, por exemplo, pode se beneficiar da ação anti-inflamatória da alga, refletindo na diminuição do tecido adiposo” finaliza a especialista.

Fonte: Bio Mundo

Pele madura tem menor firmeza e hidratação, saiba como tratá-la

Além de tratamentos em clínica, cremes e cápsulas prescritas por dermatologistas melhoram a qualidade da pele madura, que sofre com deficiência natural de estrogênio

Na faixa etária dos 40 aos 50 anos, as rugas se acentuam e a pele começa a ficar marcada com “rugas em repouso”, a flacidez já está em um grau moderado e as queixas são de perda do contorno facial e formação do aspecto “buldogue” das bochechas caídas.

“Ocorre a diminuição dos coxins de gordura da face, a bochecha começa a murchar, então, além da consulta a um dermatologista, que poderá propor alguns tratamentos como toxina botulínica e estimuladores do colágeno, os cremes devem ser usados para melhorar a qualidade da pele, sua hidratação e a questão das manchas”, afirma a farmacêutica e diretora científica da Biotec Dermocosméticos, Mika Yamaguchi.

Mas sabe por que isso acontece? “O hormônio estrogênio aumenta a elasticidade, firmeza, produção de matriz extracelular e hidratação. Há uma deficiência natural desse hormônio após esse período, então isso contribui para a menor elasticidade, firmeza e hidratação da pele madura”, completa a especialista em dermo e nutricosméticos.

Além disso, outro tratamento que deve ser feito, segundo a farmacêutica, é o de manchas, justamente porque nessa idade elas podem ter várias origens, sejam hormonais, por exposição solar, poluentes ambientais, poluentes digitais, estresse, cigarro e o próprio envelhecimento sistêmico.

“As hormonais são as mais difíceis de serem tratadas, as demais com um bom tratamento tópico e oral e acompanhamento médico são passíveis de tratamentos; mas as manchas do melasma caracterizam uma doença crônica, em que é necessário um acompanhamento contínuo para controle”, diz a especialista.

Pensando nas necessidades da pele madura, Mika afirma que é necessário o uso de ativos que melhorem os seguintes parâmetros: reepitelização da epiderme, auto-hidratação, redensificação, luminosidade e combate à inflamação. Por isso ela sugere os seguintes tratamentos:

mulher meia idade creme

Reepitelização da epiderme: uso de cremes com os ativos Hyaxel e SWT-7, que vão hidratar a pele profundamente, ao mesmo tempo em que ajudam no preenchimento das células. “As cápsulas também devem ser usadas, com ativos como Exsynutriment e Bio-Arct, que juntos promoverão uma melhora da síntese de colágeno, com melhora da firmeza e do funcionamento celular”, afirma.

suplementos vitaminas Jeltovski
Foto: Jeltovski

Auto-hidratação: a farmacêutica sugere os ativos Hyaxel e Arct-Alg, que juntos melhorarão a hidratação natural da pele, triplicando a produção de energia das células da pele. As vitaminas orais indicadas são Exsynutriment (silício para melhorar a sustentação e a flacidez da pele) e In.Cell, que combina vários nutrientes para beneficiar a saúde da pele.

THERAPEUTIQUE FEMMEWOMAN  TAKING MEDICATION
FreeGreatPicture

Redensificação: a união de Scupltessence, Progeline e Densiskin em um mesmo creme promove o redesenho e rearquitetura facial, com efeito ‘Dermorelax’. Para ingestão oral, além de Exsynutriment e In.Cell, a farmacêutica sugere Glycoxil, um ingrediente que tem a capacidade de diminuir os malefícios do açúcar e carboidratos na pele.

gettyimages- mulher pele meia idade

Luminosidade: por meio da associação entre Superox C (aumenta produção de colágeno e ácido hialurônico), Silpearl (associação de silício biodisponível com nutrientes funcionais da pérola para restaurar a luminosidade e o equilíbrio hídrico da pele), Arct-Alg (triplica produção de energia celular) e Overnight Repair (poderoso defensor ambiental além de anti-idade e hidratante), o creme diminui o aspecto opaco da pele, melhorando seu brilho natural. Nas cápsulas, Mika sugere Glycoxil para evitar as manchas provenientes dos malefícios do açúcar e carboidratos, e Bio-Arct, antioxidante que triplica a produção energética, melhorando o aporte de nutrientes.

GettyImages remedios pilulas suplementos.jpg
Getty Images

Combate à inflamação: para tratar a pele inflamada, Mika sugere Pro Barrier Repair e Connect Cell, que vão minimizar os efeitos da inflamação, além de restabelecer a comunicação celular. Para as cápsulas, além de Glycoxil e Bio-Arct, é indicada a suplementação de FC Oral, um modulador inflamatório, com efeito antioxidante e hidratante.

Mika lembra que, antes de qualquer tratamento, é necessário consultar um médico para personalizar as fórmulas de acordo com a necessidade do paciente.

Fonte: Biotec Dermocosméticos–  SAC: 0800-7706160

Hidratação não é só beber água: entenda o papel dos eletrólitos

Cansaço, dificuldade de concentração, dores de cabeça e até fome podem ser sinais de desidratação, que pode ser evitada com eletrólitos e vitaminas

hydrolift--9-of-26-

Dor de cabeça, cansaço, irritabilidade e constipação? Pode ser desidratação! Apesar de nem sempre relacionados à desidratação, esses sintomas e outros, como pele seca, sensação de fome e dificuldade de irritação, são sinais frequentes de uma hidratação ineficiente. E não são poucas as pessoas com esse problema: segundo um estudo da US National Library of Medicine, cerca de 20% a 30% dos adultos estão desidratados.

Mas, como evitar a desidratação? Geralmente, pressupõe-se que se hidratar é apenas tomar água e suprir a quantidade perdida. Afinal, a água ajuda no transporte e distribuição de vitaminas, minerais, glicose, oxigênio e outros nutrientes para todas as células do organismo. Entretanto, como o nosso corpo não produz água, precisamos repô-la diariamente de maneira eficaz, em um processo de hidratação.

Porém, a hidratação só é eficiente quando essa água tem a capacidade de entrar nas células, e para isso precisamos da presença harmônica dos eletrólitos. Para entender melhor o processo de hidratação em que a água “penetra” as células, precisamos lembrar das aulas de química, quando aprendemos sobre os solutos e os solventes. Solutos são substâncias dissolvidas em um solvente, sendo a água considerada o solvente universal.

Então, onde quer que a água vá no nosso organismo, ela ajuda no transporte e distribuição dos solutos do corpo. Assim, a água leva vitaminas e minerais para todas as células e também transporta e elimina as toxinas do corpo – e essa ação é ainda mais potencializada com o consumo de eletrólitos.

Segundo a médica Elisa Urban, da Essential Nutrition, “os eletrólitos são sais que atuam como condutores de eletricidade, ajudando na hidratação eficiente, que só ocorre quando a água tem a capacidade de entrar nas células entregando nutrientes essenciais e mantendo o organismo em constante equilíbrio”. Por isso, a presença harmônica de alguns eletrólitos, como sódio, potássio, cálcio, magnésio, fósforo e cloro torna-se fundamental para o bom funcionamento do organismo. Já a sua carência afeta os sistemas nervosos central e periférico.

Eletrólitos em ação

hydrolift--25-of-26-

A presença de doses adequadas de eletrólitos no corpo é importante não só para a hidratação, mas para conduzir a “eletricidade do corpo”. A presença harmônica de certos eletrólitos como o sódio (Na+), o potássio (K+), o magnésio (Mg++), o cálcio (Ca++) e o cloro (Cl-) passa a ser fundamental para o bom funcionamento do organismo, e podemos entender por que a carência de eletrólitos gera tantos sintomas no sistema nervoso central e periférico.

Afinal, os tecidos musculares e os neurônios são considerados tecidos elétricos no corpo, ativados por atividade elétrica que é transportada através dos eletrólitos. Segundo publicações científicas, a deficiência de cálcio, por exemplo, pode resultar em cãibras musculares. Já o magnésio e fósforo são essenciais nos processos energéticos; e o cloro é extremamente importante na regulação da pressão osmótica e junto com sódio promove o balanço dos fluídos corporais.

Repondo eletrólitos: a importância da suplementação

hydrolift--16-of-26-

A opção de repor eletrólitos via suplementos pode trazer maior variedade e equilíbrio de minerais de acordo com a necessidade do corpo. O que se deve evitar é o consumo de suplementos com pouca variedade de eletrólitos ou que contenham corantes ou adoçantes artificiais.

Uma opção é Hydrolift, da Essential Nutrition, composto de sódio, potássio, magnésio, fósforo, cloro, cálcio, zinco, cromo, manganês, selênio, molibdênio, vitamina C, adoçante natural stevia e aroma natural de tangerina, ou seja, contém todos os micronutrientes essenciais para a recuperação do organismo desidratado.

Outro benefício dos eletrólitos prontos para consumo é a praticidade: em stickers, podem ser levados na bolsa e consumidos em qualquer lugar, seja no escritório ou no trânsito, demandando apenas uma garrafinha com água para o consumo. Em viagens ou passeios ao ar livre, com temperaturas altas, e durante a prática de exercícios, o consumo de eletrólitos é ainda mais indicado

Afinal, apenas para manter funções fisiológicas como respirar, ir ao banheiro e suar são perdidos até dois litros de água por dia, número que aumenta quando fatores como calor ou exercício físico são adicionados. Assim, os eletrólitos ou sais minerais são indispensáveis para o bom funcionamento das funções corporais, ajudando o organismo a se manter bem hidratado e a repor os minerais essenciais para as funções das células.

Informações: Essential Nutrition

Estudos apontam benefícios do ômega 3 nos sintomas da menopausa

Nutricionista explica a importância do suplemento neste período e como descobrir quando a suplementação é necessária pelo teste do ômega 3 da Vhita

Inchaços, irritação, ansiedade, falta de concentração, insônia, dores de cabeça e depressão são alguns dos sintomas da tensão pré-menstrual. Já na menopausa, sinais como ondas de calor, insônia, aumento de peso, redução da libido e irritabilidade podem se manifestar a partir dos 45 anos da mulher.

Um estudo publicado pelo Journal of Psychosomatic Obstetrics & Gynecology, em 2018, e realizado com 95 mulheres, entre 20 e 35 anos, divididas em dois grupos, constatou que as mulheres que foram submetidas ao consumo diário de 1g de ômega 3 conseguiram reduzir os desconfortos e sintomas pré-menstruais se comparado ao grupo que consumiu pílulas de placebo – sem efeito terapêutico.

suplemento omega  suplemento omega 3.png

Para a nutricionista Priscila Gontijo, Mestre em Ciências pela Unifesp e responsável técnica da Vhita, a suplementação promove equilíbrio ao metabolismo, o que melhora a produção de hormônios relacionados ao ciclo menstrual. “O suplemento atua diretamente na função metabólica e hormonal, benéfico na diminuição dos sintomas típicos da TPM”, explica.

Em outro estudo publicado pela revista científica Menopause indica que a terapia hormonal e o ômega 3 exercem efeitos antidepressivos. O alívio do estresse e da depressão, sintomas da menopausa, também foram observados em uma pesquisa realizada pela Universidade Laval, no Canadá. A redução de ondas de calor também foi apontada por especialistas como benefício da ingestão de ômega 3.

Suplementação adequada

suplemento omega 3

Priscila alerta que a quantidade e frequência ideal de consumo das cápsulas do suplemento de ômega 3 podem variar de acordo com a idade e necessidade de cada pessoa, e devem ser feitas apenas com acompanhamento médico ou de um nutricionista. “No entanto, quando falamos na frequência e eficácia do suplemento, para ajudar a reduzir os sintomas da menstruação e da menopausa, o consumo diário e prolongado de pelo menos 1g de EPA + DHA do suplemento é o mais indicado para garantir os efeitos esperados”, completa a nutricionista.

Saiba se a suplementação por ômega 3 é necessária respondendo o Teste da Vhita.

Sobre a Vhita

É uma startup com foco em democratizar a longevidade com suporte de diversos canais digitais para o compartilhamento gratuito de conhecimento científico, na missão de empoderar as pessoas na busca por informações que levem aos melhores produtos e, consequentemente, melhores soluções em saúde, estilo e qualidade de vida.

Super Ômega 3 com maior concentração de gorduras saudáveis

A Schraiber, empresa que fornece suplementos alimentares, phytocosméticos e insumos homeopáticos, lança mais um produto voltado para o bom funcionamento do organismo. Desta vez, a aposta são as cápsulas de Super Ômega 3 com maior concentração de EPA (ácido eicosapentaenoico) e DHA (ácido docosahexaenóico), gorduras saudáveis essenciais para manter a saúde e as funções cerebrais, além de melhorar os níveis de colesterol.

Apesar de ser muito importante para nossa saúde, o Ômega 3 – mais conhecido como óleo de peixe concentrado – não é produzido de forma natural pelo corpo e por isso deve ser ingerido por meio do consumo de alimentos, principalmente peixes e frutos do mar. Quando a ingestão do nutriente não é suficiente para manter o organismo, uma solução são as cápsulas.

Os suplementos nutricionais a base de Ômega 3 auxiliam a concentração, a aprendizagem, a memória e o humor, e ainda melhoram os índices de colesterol. Quando enriquecidos com EPA, passam a ter função anti-inflamatória, que são benéficas para a saúde do coração e acrescidas de DHA, possuem ação antioxidante, que previnem doenças degenerativas.

No Brasil, o Ministério da Saúde recomenda o consumo de 1000mg a 3000mg de Ômega 3 por dia, o que corresponde a ingestão de 2 cápsulas do Super Ômega 3.

Super-Omega-3

Informações: Schraiber

Beryllos lança campanha Semana da Mulher 2019

A Beryllos, rede de centros estéticos, lança ação com o tema “Representatividade Feminina”, com o objetivo de dialogar com todos os tipos de mulheres, afinal, as clientes não são todas iguais e, cada vez mais, elas querem ser representadas.

nutrii.png

Além de levantar essa bandeira importante, a marca também irá presentear as clientes. Entre os dias 8 a 16 de março, será realizada a Semana da Mulher. Neste período os produtos Beryllos (exceto as Máscaras Faciais) terão 20% de descontos.

Confira os produtos disponíveis:

Sérum Firmador Corporal

serum.png

É um produto nanotecnológico que reduz a flacidez, a celulite e o inchaço com apenas 30 dias de uso. Este dermocosmético pode ser utilizado na pele ou na roupa. É um cosmético têxtil inovador, e muito prático, ideal para aquelas pessoas que não têm tempo, ou que tem preguiça de usar o produto diariamente.

Loção Lipolítica

lipolitica.png

Contém ativos que proporcionam ação hidratante, antioxidante e lipolítica (quebra da gordura localizada). Sua formulação combina Óleo de Café Verde e Adipo-Trap (ingrediente ativo derivado do Sundew – Drosera Ramentacea – planta carnívora), proporcionando redução do acúmulo de gordura, efeito emagrecedor e remodelador, além de ter ação agressiva contra a celulite.

Sabonete de Hamamélis

sabonete hamamelis.png

Indicado para pessoas com pele oleosa e com tendência a acne, esse produto contém uma suave formulação com extrato de Hamamélis, um poderoso adstringente que mantém o equilíbrio da oleosidade da pele, limpando-a e protegendo-a profundamente.

Beauty Tea – Sabor Abacaxi (Diurético)

beauty tea.png

O Beauty Tea possui efeito diurético. É feito a base de Hibisco, Chá Preto e Chá Verde, que juntos auxiliam na redução da retenção de líquidos, acelera o metabolismo, otimiza a digestão e a quebra das moléculas de gordura, facilitando a eliminação por meio da urina. Além disso possui aromatizante idêntico ao natural de Abacaxi.

Beauty Tea – Sabor Tangerina (Emagrecedor)

tangerina.png

O Beauty Tea possui efeito emagrecedor. Sua formulação contém Hibisco, Chá de Pimenta e Chá Verde, que atuam no organismo acelerando o metabolismo fazendo com que o corpo trabalhe em conjunto para a eliminação da gordura. Juntos estes compostos servem para reduzir o apetite e dão mais energia para as atividades diárias. O Beauty Tea emagrecedor possui aromatizante idêntico ao natural de Tangerina.

Acne Dry

acne.png

É um Suplemento Mineral a base de Dolomita, que contém cálcio e magnésio, fundamentais para manutenção do corpo, promovendo saúde e bem-estar. Estes minerais agem diretamente na pele, penetrando nos poros e causando a desinflamação, melhorando o aspecto de espinhas e marcas de acne.

CeControl

cecontrol.png

Indicado para controle de celulite, o CeControl tem como formulação principal o Guaraná em pó que ajuda a diminuir o colesterol ruim e aumentar o colesterol bom, além de estimular a eliminação da gordura excessiva do corpo, o colágeno hidrolisado que melhora a firmeza da pele e a Vitamina C (ácido ascórbico) essencial para regeneração de tecidos, que auxilia também nos processos de cicatrização.

Body Thin

body thin.png

Com efeito Detox, o Body Thin é indicado para pessoas que desejam perder peso de forma saudável. Sua fórmula contém Clorela que é uma microalga de alto valor nutritivo que estimula o emagrecimento e ajuda a eliminar os metais pesados do organismo. Além disso, possui Spirulina com propriedades antioxidantes e diuréticas, lecitina de soja que combate o colesterol alto e estimula o metabolismo e a vitamina E, que promove equilíbrio hormonal e ajuda a manter a pele saudável.

Beauty Force

beauty force.png

O Beauty Force é um suplemento a base de Vitamina C, cobre, ferro, biotina, vitamina E, zinco, selênio, Vitamina B1, B2, B5, B6 e B12. Estes compostos proporcionam o fortalecimento das células do corpo responsáveis pela saúde e crescimento de cabelos e unhas. É o fim de fios e unhas fracos e quebradiços.

Nutri+

nutri.png

Elemento fundamental para quem deseja manter a pele e o corpo jovens e saudáveis, o Nutri+ é composto de Licopeno que retarda o envelhecimento das células e previne rugas, Vitamina E e C que respectivamente promovem o equilíbrio hormonal e combatem os radicais livres e o Selênio que é um mineral com alto poder antioxidante que ajuda a prevenir doenças como o câncer e o Alzheimer.

Informações: Beryllos