Arquivo da tag: travesseiro

Sono Quality apresenta linha “Zero Bactéria” para colchões e travesseiros

Após meses de pesquisas e testes em laboratórios nacionais e internacionais, empresa espera aumentar as vendas em até 50% mais

Com 12 anos de mercado e uma das mais completas instalações e centros de pesquisa do Brasil, a Sono Quality lança uma linha de terapias para os colchões da marca: “Zero Bactéria”. O sistema de tratamento zero bactéria age por meio da aplicação de um desinfetante de superfície revolucionário, cujo ingrediente ativo é um antimicrobiano à base de organosilano, comprovadamente eficaz no controle de uma vasta gama de bactérias, vírus e até bolores. A empresa é a primeira indústria a trazer o produto para sua linha de produtos na América Latina.

Autorizado por laboratórios nacionais e internacionais, este Sistema de Tratamento extermina o DNA dos fungos, bactérias e ácaros. A formulação do Quaternário de Amônia de 6ª geração ajuda na prevenção ao coronavírus (Covid-19). A sua proteção é eficaz contra micro-organismos prejudiciais a saúde.

Os produtos Sono Quality tratados com o “Sistema Zero Bactéria”, são validados pela certificação da EPA (Agência de Microbiologia e Meio Ambiente dos Estados Unidos) e autorização de Anvisa sob registro nº, 3.5048.0002.001-5, além da Fifra (Lei de Compliance técnico de produtos autorizados na Europa).

Os estudos levaram meses para chegar a fase final, os testes em laboratórios foram encaminhados antes da pandemia do novo coronavírus assolar o país. “Em toda convenção da empresa, lançamos um produto ou nova terapia, nossa próxima convenção nacional seria dia 10 de julho em São Bernardo do Campo. Adiamos alguns dias o lançamento porque nosso evento foi reagendado para janeiro de 2021, quando lançaremos novas terapias. O Zero Bactéria veio para ajudar a população a combater vírus, bactérias e fungos”, explica Ricardo Eloi, CEO da marca.

dr bacteria colchao

No caso de micro-organismos e vírus envelopados, a solução atingiu a eficácia na mesma farmácia de coronavírus, como a Sars e Mers. Neste caso, com o mesmo invólucro de proteção à Covid-19 e por a solução estar sendo utilizada na China e Europa, há evidente eficácia a esta classe de coronavírus. Após aplicação, o produto se mantém no colchão por doze meses. Quem encabeça a campanha é um dos biomédicos mais respeitados do Brasil e que se tornou popular por mostrar a realidade das bactérias em todos os locais. Roberto Martins Figueiredo, conhecido como Dr. Bactéria, é o responsável por transmitir a novidade para imprensa, por meio das campanhas e filmes exibidos em todas as emissoras parceiras da empresa.

Depois de confeccionado, o produto é levado para uma câmara especial onde é aplicado o tratamento, depois de alguns minutos o colchão segue direto para embalagem final, para manter a eficácia.

Milhares de ácaros, bactérias e fungos são desenvolvidos diariamente. Segundo pesquisas o corpo humano elimina, por noite de sono, 200 ml de suor que vão para os travesseiros, colchão, etc. contribuindo, assim, para criação de colônias destes micro-organismos. Com a aplicação do “zero bactéria”, mesmo com a transpiração natural do corpo, os germes não se procriam ou se alojam nos matérias do colchão.

colchao zero bacteria

Todos os colchões da linha Sono Quality receberão aplicação do zero bactéria, assim como o travesseiro “Evolution”.

Informações: Sono Quality

Cinco passos para dormir bem no verão

Elevação das frequências cardíaca e respiratória atrapalham o descanso durante essa época do ano

Um sono de qualidade nem sempre é fácil quando os termômetros marcam altas temperaturas. As noites quentes dificultam a tarefa de dormir oito horas diárias e isso se deve, dentre diversos aspectos, à queda da melatonina – hormônio que induz à sonolência – relacionada à elevação da exposição solar. O resultado é irritabilidade e indisposição no dia seguinte.

Para evitar esses desconfortos, a Consultora do Sono da Duoflex, Renata Federighi, dá algumas orientações para recuperar a qualidade do sono nesse período do ano. “Pequenas mudanças na rotina já são suficientes para promover bem-estar e descanso completo”, explica a especialista.

A consultora destaca cinco dicas para deixar as noites mais agradáveis durante o clima quente. Confira:

Atente-se às condições do ambiente

janela quarto.jpg

Um lugar arejado e fresco é ideal para o momento de repouso. Ar-condicionado e umidificadores podem ser grandes aliados, a temperatura adequada para estimular o sono é entre 21°C e 24°C. Outra alternativa viável é o ventilador. “Ligar o ventilador em cima do corpo não é o mais recomendado, uma vez que provoca o ressecamento das mucosas e comprometem a respiração. Direcionar o vento para as janelas é uma opção mais inteligente porque auxilia na expulsão do ar quente”, sugere.

Opte por uma alimentação leve

mulher frutas alimentos FreeGreatPicture 3

Alguns hábitos alimentares noturnos aumentam a chance da insônia aparecer, como as refeições pesadas e gordurosas, cafeína, carnes em grande quantidade e consumo de álcool. O indicado é ter uma alimentação leve e que facilite a digestão. Frutas, legumes e verduras são sempre uma boa pedida. “E não se esqueça da água. Hidratação é fundamental para regular a temperatura corpórea. Outra recomendação é fazer a última refeição três horas antes de se deitar”, pontua a especialista.

Um banho refrescante pode ajudar

banho mulher 2

Por mais que a água gelada seja tentadora em dias quentes, o efeito de uma chuveirada muito fria trará resultados opostos ao que se espera. Isso porque na tentativa de manter os 36°C, o corpo aumentará a própria temperatura. “Uma ducha levemente morna, além de aliviar a tensão, evitará o efeito rebote”, comenta Renata. Já na escolha da roupa de dormir, tecidos de algodão ou linho são as melhores opções, pois facilitam a transpiração.

Evite alguns hábitos

mulher celular cama

Fazer exercícios físicos ou ficar no celular são exemplos simples de atividades que, quando feitas perto do momento de deitar, tornam-se inimigas do bom repouso. Eles mantêm o metabolismo e o cérebro ativados, enquanto deveriam relaxar. A falta de um horário regular para dormir e acordar também pode atrapalhar o sono. “Criar e manter uma rotina é eficiente para dormir tranquilamente sem deixar de fazer todas as tarefas diárias. O corpo também se habitua aos horários, o que facilita o processo de adormecer também no verão”, acrescenta.

Bons travesseiros e colchão são fundamentais

dormir sono cama mulher

Mesmo seguindo todos os passos anteriores, sem uma cama confortável é impossível ter uma noite bem dormida. “A escolha de um colchão adequado, que mantenha a coluna alinhada, e um travesseiro que acomode e dê o suporte necessário para a cabeça é indispensável”. Lençóis e fronhas devem seguir a mesma linha dos pijamas e serem feitos de tecidos leves e finos. Manter a saúde do travesseiro é essencial para ter boas noites de sono. O ideal é sempre arejá-lo e ventilá-lo, sempre protegido por uma fronha e sob luz indireta (nunca diretamente ao sol). “Também é aconselhável o uso de uma capa impermeável, para evitar que o suor e outras secreções migrem para o travesseiro e sirvam de alimento para os ácaros, ocasionando um aumento da sua proliferação”, finaliza a consultora.

Fonte: Duoflex

Como melhorar a qualidade do sono na primavera

A primavera chegou, a estação mais florida do ano traz consigo climas mais amenos e mais luz do sol durante os dias. Porém, nessa época do ano nem tudo são flores. É muito comum que a qualidade do sono sofra com intensificação da incidência de alergias, causadas pelo aumento do processo de polinização, além do tempo que o corpo demora para se adaptar ao novo ciclo vigília-sono.

Segundo a consultora do sono da Duoflex, Renata Federighi, espirros, obstrução nasal, coriza, lacrimejamento ou coceira no nariz e na garganta são alguns dos principais sintomas que podem acabar prejudicando o sono do indivíduo. “A alergia é uma reação exagerada do organismo diante do contato com agressores ambientais, como por exemplo, o pólen, ácaros, fungos e bactérias”, explica a especialista.

mulher campo primavera.jpg

Mas como evitar esses problemas da estação e curtir a primavera com muita disposição e sem perder a noite de sono? A consultora alerta para alguns cuidados simples que podem ajudar a evitar esses males, mas que poucas pessoas se atentam, como a troca regular dos travesseiros.

“Os cuidados com a conservação do travesseiro são essenciais no combate a esses parasitas, pois, mesmo que o travesseiro apresente uma aparência perfeita, ele pode estar cheio de ácaros. Com o tempo, o produto acumula micro-organismos em seu interior que se alimentam das secreções que eliminamos durante o sono, como saliva, cerume, lágrimas, coriza, seborreia, suor e pele morta. Além de secreções artificiais, como cosméticos, perfumes, tinturas e maquiagem”, esclarece.

Para evitar as crises, é importante manter alguns cuidados com o travesseiro. “É importante que o produto seja trocado a cada dois anos. Além disso, é indicado arejar e ventilar o travesseiro, diariamente, protegido sempre por uma fronha e sob luz indireta. Não expô-lo ao sol é importante, já que o calor contribui para um ambiente de proliferação de ácaros em seu interior, além de oxidar e amarelar sua superfície. Caso o travesseiro seja lavável, também é recomendada a sua higienização a cada 6 meses, seguindo as instruções que estão no encarte e na etiqueta do produto. A lavagem deve ser feita apenas se puder garantir a sua secagem completa. Estas medidas irão proteger a sua saúde, além de aumentar a durabilidade do travesseiro”, recomenda a consultora.

travesseiro duoflex.png

Além disso, a manutenção da boa postura durante o sono é outro ponto que a especialista destaca para a melhoria do sono. “É sempre importante manter a coluna alinhada, a fim de gerar maior acomodação e evitar os microdespertares noturnos. Para quem se deita de lado, posição mais recomendada para a melhoria da respiração e o alinhamento postural, a dica é utilizar um travesseiro para a cabeça, em altura suficiente para preencher a distância que existe entre a cabeça e o colchão, e outro entre os joelhos, que deverão estar semiflexionados”, completa Renata.

Fonte: Duoflex

Dia dos Namorados: dormir de conchinha é gostoso, mas faz bem?

Conheça as vantagens e desvantagens que a posição dos apaixonados oferece ao casal

Dormir de conchinha é considerada uma das posições preferidas dos casais. Faz as pessoas se sentirem acolhidas e seguras. A sensação é que ambos os corpos estão mais próximos e a união causa bem-estar, ainda mais no friozinho.

Dividir a cama com outra pessoa exige certos cuidados para que seja realmente relaxante e para que não comprometa a qualidade do sono do casal. “Noites maldormidas podem ser um gatilho para doenças cardiovasculares, diabetes, depressão e envelhecimento precoce”, explica Renata Federighi, Consultora do Sono da Duoflex.

Vantagens

casal dormindo buzzfuse

Pesquisadores comprovam que essa posição tem consequências bastante benéficas para o nosso organismo, especialmente em relação aos hormônios. Um estudo da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, revelou que dormir de conchinha com o parceiro diminui o nível de cortisol no sangue, hormônio responsável pelo estresse. A razão, segundo eles, é porque, ao dormir com alguém, a pessoa se sente mais segura e protegida e o corpo não vê a necessidade dessa substância para lhe deixar atento.

Ao mesmo tempo, a posição estimula a produção de ocitocina, o mesmo hormônio liberado durante o sexo. “Esse segundo proporciona uma grande sensação de relaxamento, além de combater inflamações e ajudar no bom funcionamento do sistema digestivo”, complementa Renata. Outro benefício apontado por especialistas é que dormir de conchinha, mesmo que apenas no início da noite, contribui de modo positivo para a intimidade do casal.

Desvantagens

Quando o assunto é postura, é importante se atentar a essa posição pois ela pode causar formigamento e dores no braço e na coluna. “Quem fica atrás tende a colocar o braço por baixo do parceiro. Essa pressão afeta o nervo radial e depois de um período causa dormência e dor. O formigamento é sinal de má circulação sanguínea, por exemplo, e a exposição a longo prazo pode causar lesão no músculo do membro”, explica Renata. A tentativa de deixar o braço acima da cabeça também não é a solução, pois tenciona o ombro e o pescoço, e também pode causar dores. Utilizar travesseiros ou rolos entre as pernas pode ajudar a aliviar a pressão em algumas juntas.

Para quem fica na frente, a posição também pode causar alguns males. Com a cabeça apoiada no braço do companheiro, o pescoço não fica reto como deveria e isso pode implicar em alguns problemas de coluna ou dores. Nesse caso, a recomendação é apoiar a cabeça direto no travesseiro e não no braço do parceiro.

Como escolher o travesseiro e o colchão da casa

02_Spoon_Sleep-Positions-for-Couples-and-What-They-Reveal-About-Your-Relationship_iStock_43052798_LARGE-760x506

Para que o casal consiga dormir bem, independentemente da posição, é essencial escolher corretamente os travesseiros e o colchão. No caso dos colchões, o ideal é que os dois estejam juntos para experimentar a sensação de conforto do colchão. Se o casal tiver grande diferença no biótipo de um para o outro, é importante considerar a maior estatura e peso para escolher o colchão de comprimento e densidade adequados.

No caso de grande diferença de peso, é indicado comprar um colchão com molas ensacadas individualmente, pois não provocam ruídos, garantem maior estabilidade e a mínima transferência de movimentos de um lado para outro. Assim, se um dos dois se virar na cama, o outro não irá sentir e não terá o seu sono interrompido.

Já no caso dos travesseiros, o modelo deve ser escolhido de acordo com às necessidades de cada um, levando em conta a posição em que dorme, o biótipo e, claro, o gosto pessoal. É apenas indispensável que o item preencha o espaço entre a cabeça e o colchão e proporcione alinhamento da coluna cervical com o tronco.

A espuma, por exemplo, é uma preferência de cada pessoa, e existem diversos tipos no mercado. Para quem gosta de maciez, a espuma Nasa é indicada. Automoldável e termossensível, o material se molda ao contorno do corpo, diminui a pressão e acompanha a temperatura corporal, oferecendo maior conforto térmico. Já para quem aprecia maior sustentação para a cabeça e um sono mais fresquinho, uma boa opção é a espuma de látex, extraído da seringueira. Moldada com furinhos, que facilitam a respiração e a ventilação, é ideal para pessoas que transpiram muito durante a noite.

O tipo de cama também pode influenciar na escolha do travesseiro. Se a cama for king size, por exemplo, o casal pode optar por modelos para fronha 50cmx90cm, que não deixarão lacunas entre o casal ou nas laterais, aumentando a sensação de conforto durante a noite. Já em uma casa de casal convencional, os travesseiros podem ter o padrão para fronha 50cmx70 cm.

Fonte: Duoflex

Travesseiro ideal: isso existe?

Especialista da Duoflex explica os detalhes sobre escolha e conservação do produto

A conquista de uma boa noite de sono pode depender de diversos fatores, desde alimentação balanceada à qualidade de colchões e travesseiro. Mas será que existe um travesseiro ideal para todos os tipos de pessoa? De acordo com a consultora do Sono da Duoflex, Renata Federighi, o que existe é um travesseiro que se adapta melhor às necessidades de cada um. Pensando nisso, a especialista separou algumas dicas para quem quer aprender a escolher e conservar esse importante parceiro do sono.

Há três pontos fundamentais para levar em conta na hora da escolha de um travesseiro: a posição em que você dorme, seu biótipo e, claro, o gosto pessoal. Sobre os primeiros pontos, a especialista explica: “O produto deve preencher o espaço entre a cabeça e o colchão e proporcionar alinhamento da coluna cervical com o tronco. Em termos práticos, significa que ao deitar de lado, o pescoço deve formar um ângulo de 90º com o ombro”.

Questões pessoais, por outro lado, interferem em pontos como o toque e suporte da espuma – macia, média ou firme; formato – tradicional ou anatômico; conforto térmico; proteção antiácaro, dentre outros. “Uma pessoa alérgica dá maior atenção à proteção, enquanto alguém que produz muito suor prioriza o frescor do travesseiro”, comenta. “São detalhes que fazem toda a diferença na hora de dormir. Lembrando que uma noite de sono ruim pode gerar alteração no humor, extremo cansaço, agitação ou até mesmo problemas de circulação e cardíacos, a longo prazo”, completa a especialista.

mulher domindo cama sono c_scott pixabay
Foto: C_Scott/Pìxabay

Outro ponto importante de atenção é o prazo de validade dos travesseiros. Sim, isso existe! Um travesseiro produzido em espuma especial de alta qualidade pode durar anos, porém, por se tratar de um produto de uso diário, acaba acumulando umidade, gordura, suor e outras secreções, o que facilita a proliferação de ácaros. “O ideal é realizar a troca dos travesseiros a cada dois anos”, alerta Renata.

É claro que pode haver higienização caseira, mas é preciso ter cuidado também com esses processos. “Manter um travesseiro em exposição direta ao sol pode elevar a temperatura de sua espuma de maneira exagerada, deixando o ambiente ainda mais propício à proliferação de bactérias. O ideal é arejar o travesseiro em luz indireta, protegido por uma fronha”, conclui a consultora.

Sugestões de produtos

Natural Látex

natural latex.jpg

Produzido em espuma de látex natural extraído da seringueira, o Natural Látex é composto por milhões de células abertas e centenas de furos, que permitem maior ventilação e evaporação e mantém o travesseiro sempre seco e fresquinho. Por ser altamente elástico, seu uso é recomendado para pessoas que necessitam de um travesseiro com maior sustentação para cabeça durante o sono e transpiram muito durante a noite.

Nasa

nasa.jpg

Macio e automoldável, o travesseiro Nasa adapta-se melhor ao contorno do corpo, oferecendo menor pressão e maior capacidade de absorção do peso da cabeça e do pescoço. Por ser termossensível, a espuma Nasa acompanha a temperatura corporal, proporcionando maior conforto térmico e uma agradável sensação de aconchego, sendo seu uso especialmente indicado para pessoas que apreciam travesseiros macios e confortáveis.

Gelflex Nasa

gelflex.jpg

O travesseiro Gelflex Nasa alia a suavidade e o conforto da espuma Nasa a uma manta de gel, proporcionando um toque ainda mais gostoso e fresquinho, sendo especialmente indicado para pessoas que apreciam o toque e a maciez do Nasa, porém não abrem mão de um travesseiro mais fresco.

Ventsoft

ventsoft.jpg

Ventsoft é produzido em espuma especial de poliuretano extra macia. Seu alto poder de ventilação, permite eliminar a umidade e a transpiração, retardando o aparecimento de odores desagradáveis ocasionados pelo suor. Com leveza e frescor incomparáveis, proporciona máximo prazer ao repouso e uma noite de sono agradável e relaxante, sendo especialmente indicado para pessoas que apreciam travesseiros extremamente macios e fofinhos.

Fonte: Duoflex

Startup cria travesseiro adaptável às diferentes formas de dormir

Analisando os comportamentos dos brasileiros, Zissou estrutura produto com camadas individuais para se moldar ao conforto de cada usuário

Ao estudar as preferências dos brasileiros na hora de dormir, a startup do sono Zissou, que trouxe para o país um novo modelo de comercialização de colchões com a tecnologia bed in a box, identificou que cada pessoa tem um jeito particular de utilizar seu travesseiro.

Diferentemente do colchão, em que há um padrão de conforto e suporte, o uso deste produto varia conforme seu consumidor – que decide a altura, nível de conforto, resposta, entre outros aspectos. Para isso, a empresa idealizou um conceito interativo: com três camadas independentes, o travesseiro Zissou é adaptável a todas as formas de dormir.

travesseiro 4travesseiros2

“Os estudos de linguagem corporal mostram que a nossa forma de dormir é tão diversa quanto o nosso comportamento. Por exemplo, quem dorme à direita, tende a ser uma pessoa entusiasmada e criativa. Já à esquerda, se demonstra mais sensível. Se a pessoa deita de barriga para baixo, tende a ser mais organizada e assumir as decisões em processos de liderança. Por isso, pensamos em um produto que englobasse a diversidade do sono”, explica Andreas Burmeister, co-fundador da Zissou.

O travesseiro Zissou é composto por uma capa de algodão com fibra siliconizada e três camadas de viscoelástico de memória responsiva, com formas e alturas diferentes. Dentro da capa é possível colocar até duas camadas, decididas por quem irá utilizar o produto. A camada adicional pode ser apoiada entre as pernas, utilizada como travesseiro extra por usuários que preferem dormir com um produto mais alto na cabeça ou até como travesseiro portátil para viagens de carro e avião.

“É um conforto que cada um define da sua maneira. Assim como o segmento de colchões, o mercado de travesseiros oferece inúmeras fórmulas e composições, mas sem explicar às pessoas as características e benefícios de cada um. Nós pensamos em um produto único e com versatilidade para que as pessoas possam experimentar e perceber as suas preferências ao dormir”, complementa Burmeister.

Concepção do travesseiro envolveu estudos e cocriação

Para a idealização do travesseiro, foram conduzidos diversos worshops focados no comportamento do consumidor. “Por meio deles que confirmamos as teorias de sono: descobrimos que cada pessoa tem uma conexão diferente com o produto que utiliza. Este público sente que seus modos de uso também são únicos, variando desde a quantidade de travesseiros na cama, as percepções de conforto e resposta, posições de preferência, até outros aspectos pessoais”, detalha Ilan Vasserman, cofundador da Zissou.

A concepção do produto envolveu quatro etapas diferentes. A primeira foi a realização de workshops com diferentes públicos com o objetivo de entender o que compõe o sono perfeito para cada pessoa. Após os resultados, houve a mobilização de engenheiros de produto brasileiros e americanos para o desenvolvimento de protópitos.

Com diferentes composições desenvolvidas, foram realizados novos workshops, dessa vez voltados à experimentação e primeiras percepções, que auxiliaram na definição da composição ideal. Por fim o processo produtivo foi otimizado aplicando tecnologia e controle de qualidade.

travesseiro1

“Nós percebemos que analisar um travesseiro não é uma coisa imediata, exige tempo e identificação da pessoa com o produto. Por isso, decidimos oferecer 100 dias de experimentação, assim como fazemos para o Colchão Zissou. Se a pessoa não gostar, retiramos o produto e devolvemos o dinheiro. Nossa prioridade é oferecer uma experiência de sono única e inesquecível “, complementa Amit Eisler, cofundador da empresa.

infografico travesseiros

Os interessados poderão adquirir o travesseiro Zissou no site da marca ou na Casa Zissou, espaço conceito da marca localizado no bairro dos Jardins, em São Paulo.

Cuidados com a higiene da casa evitam problemas respiratórios

Quando as temperaturas caem e o ar se mantém seco, o sistema respiratório é agressivamente prejudicado, sobretudo em ambientes fechados. Uma das doenças mais frequentes nesses casos é a rinite alérgica. Segundo dados da Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (ASBAI), o principal alérgeno, no Brasil, é o ácaro da poeira domiciliar, responsável por cerca de 80% das alergias respiratórias.

A dúvida para muitas pessoas é, justamente, como evitar esse mal, principalmente em períodos de baixas temperaturas, como nas épocas de outono e inverno. Ricardo Monteiro, Gerente Operacional da rede Quality Lavanderia, indica algumas precauções simples no cuidado com o lar:

O principal local para começar a se precaver é com o quarto. Os colchões, travesseiros e almofadas devem ser devidamente higienizados e trocados a cada cinco anos. As cortinas precisam ser lavadas a cada seis meses, enquanto as roupas de cama podem ser trocadas uma vez por semana. Recomenda-se usar aspirador e pano úmido em vez de vassouras, que espalham o pó por todo o ambiente.

mulher limpeza tapete

No frio, os primeiros itens que saem dos armários após longos meses sem uso são os cobertores e edredons, nesse caso, ainda antes do uso, é indicado a higienização das peças. Com isso, retira-se o possível odor de mofo e mantém a peça mais apropriada para uso.

roupa de cama cobertor the sweethome

Com os tapetes, outro item muito usado nessas épocas, a higienização deve ocorrer a cada seis meses, pois acumula número elevado de fungos e bactérias. Cada tipo de material do tapete, seja corda, algodão ou seda, necessita de um método diferente na limpeza para evitar o desgaste dos fios e manter a durabilidade da peça. A manutenção pode ser feita semanalmente, com o aspirador de pó. Já, os tapetes de banheiro, por conta da umidade, devem ser lavados semanalmente.

quarto-pinterest

Com outros itens como poltronas, sofás e almofadas, tendem a acumular poeira, por isso devem ser higienizados adequadamente e com um período de tempo ideal, dessa forma, evita-se a proliferação de bactérias causadas pela poeira. As poltronas e sofás devem ser limpos, pelo menos, uma vez ao ano. Indica-se utilizar o aspirador de pó uma vez por mês para a manutenção. Já as capas das almofadas podem ser lavadas a cada dois meses. Se tiver pets em casa, deve-se usar o aspirador de pó duas vezes por semana em tapetes, por conta do acúmulo de pelos.

almofadas estampadas

“Dessa forma, com pequenos cuidados, é possível manter a casa devidamente higienizada e livre do ácaro causador das alergias respiratórias”, ressalta Monteiro.

Fonte: Quality Lavanderia

Zelo oferece descontos de até 55 % até 30 de novembro

A Zelo preparou uma seleção de produtos com descontos atrativos para deixar a casa ainda mais aconchegante. Os descontos chegarão até 55% e vão até o dia 30 de novembro, em todas as lojas da da marca e no e-commerce.

Confira algumas opções:

Travesseiro Matelassê Zelo 0.50×0.70m – de: R$ 39,90 – por: R$ 19,90

326717_750755_travesseiro_matelassA__zelo_0.50x0.70m_1
Características:
– Medidas: 0.50×0.70m
– Tecido: 100% Poliéster
– Enchimento: 100% Poliéster
– Fibra Siliconizada

Jogo de Cama Zelo Select Maquinetado Hotel Casal – Percal 400 Fios – de: R$ 309,90 por: R$ 169,90

326717_750756_still__jogo_de_cama_zelo_select_maquinetado_hotel____branco
Produto confeccionado em tecido percal 400 fios, 100% algodão, fio penteado, toque macio e acetinado. Excepcional sensação de conforto e qualidade.
Características:
– Medidas: 2.20×2.50m
– 100% Algodão
– Tecido Maquinetado
– 4 peças

60% dos hóspedes de hotéis preferem travesseiros de camomila

Seis em cada dez hóspedes preferem dormir com travesseiros de camomila, mostra um levantamento feito pelo Sheraton São Paulo WTC Hotel. Em segundo lugar no ranking dos preferidos está o Suíço Longo e, em terceiro, o de lavanda. “A maioria dos clientes pede otravesseiro aromático de camomila. Em muitos casos, a escolha é motivada pela curiosidade”, explica a gerente de serviços Aline Passucci.

Dormir fora de casa pode ser uma missão complicada para muitas pessoas. Segundo Passucci, se adaptar a travesseiros diferentes do habitual pode não ser tão fácil quanto parece e até mais difícil do que em outra cama. É nesse momento que passar uma noite fora passa a ser uma preocupação. Pensando nisso, o Sheraton São Paulo WTC Hotel realiza pesquisas de qualidade e de mercado para escolher os melhores para compor o seu menu de travesseiros. Eles contêm elementos que ajudam a combater o estresse, as tensões musculares e até a insônia.

A ideia é agradar a gregos e troianos. para tanto, o gosto do cliente também é o que define a lista de dez modelos distintos. Se os hóspedes começarem a pedir um travesseiro que não compõem o menu, logo ele passa a fazer parte da lista.

No menu, as mais de dez opções diferentes são ofertadas pelo hotel sem custo adicional na estadia. Os travesseiros vão dos terapêuticos e relaxantes aos ortopédicos. E se o cliente ainda quiser optar por mais de um modelo? Sim, ele pode!. Passucci conta que já teve hóspede no Sheraton que chegou a pedir todos os tipos.

Para aqueles que ainda não se decidiram, essa é uma oportunidade que hotel oferece aos clientes para experimentarem diversos modelos até encontrarem o travesseiro ideal.

Ranking dos Travesseiros Preferidos

1° Lugar – Camomila
2° Lugar – Suíço Longo
3º Lugar – Lavanda

Veja os benefícios de cada um e escolha o seu travesseiro ideal:

Camomila: calmante. Combate a irritabilidade excessiva, dores de cabeça e tensões. Restaurador das forças e do equilíbrio orgânico.

Suíço Longo: possui enchimento com fibras siliconadas, exercendo a função de isolante térmico. Garante o toque macio e volume adaptável ao pescoço, joelhos e abdômen, oferecendo excelente conforto para gestantes.

Terapêutico: relaxa os músculos e alivia a cabeça, ombros e região cervical.

Látex Natural: com base de látex importado, seus componentes naturais possibilitam maior conforto.

Ortopédico: recomendado para gestantes e pessoas com problemas ortopédicos. Seu enchimento com fibras ocas e curtas corrigem as posições do corpo no momento do descanso.

Visco elástico: criado a partir de uma necessidade da NASA, a espuma visco elástica permite a posição ideal de descanso. Oferece maior capacidade de distribuição equalizada e máxima ausência de pressão sobre o corpo.

Espuma compacta: confortável. Assegura uma noite de sono tranquila.

Lavanda: as propriedades aromáticas da lavanda oferecem relaxamento e efeito calmante. Elas também ajudam a combater a insônia e o cansaço excessivo.

Baixo: com 5 cm de altura, ele é ideal para pessoas que dormem de barriga para cima, preenchendo o espaço entre a nuca e o colchão.

Bebê: tamanho e maciez adequados para repouso das crianças e bebês. É também um antiasfixiante.

Fonte: Sheraton São Paulo WTC