Arquivo da tag: turismo

Ano sabático aos 50 pode ajudar a encontrar novos rumos, mas é preciso planejamento

Muitos sonham em tirar um ano sabático para refletirem, desacelerarem, aprenderem e voltarem revigorados e fortes, para continuar ou dar uma grande virada na vida. O comum é passar esse período, que não precisa ser necessariamente de um ano, em outro país ou cidade, mas isso não é algo obrigatório. O importante é mesmo dar um tempo.

O termo sabático tem origem na palavra hebraica shabat que significa repousar. Na antiguidade, de sete em sete anos, celebrava-se o ano sabático, um período de repouso para as pessoas e para a terra, durante o qual não se podia semear nem colher. No ano sabático ocorria o perdão das dívidas. A intenção era que as pessoas não ficassem pobres. Além disso, também significava a libertação de quem trabalhasse como escravo para pagar seus débitos.

“Um ano sabático é o plano de muitas pessoas que almejam ter um período para o autoconhecimento, um momento para o desafio de lidar com o novo, desfrutar e desconstruir modelos mentais que muitas vezes só pesam, porém não agregam”, afirma a psicóloga clínica Sirlene Ferreira. “A pessoa sente a necessidade de se permitir um momento de introspecção, de elaborar algo, ter contato com novas culturas, com pessoas e lugares desconhecidos”, completa.

Para a psicóloga, as pessoas voltam, sim, modificadas e empolgadas com a experiência, e que vale a pena passar por ela: “Pode ser um excelente momento para simplesmente recarregar as energias, ou até mesmo pensar em novos projetos. Porém, o ano sabático requer elaboração, planejamento, disposição e baixa expectativa”, conclui.

E, a cada dia, mais pessoas que estão chegando aos 50 resolvem dar este repouso, seja na vida profissional ou pessoal. Confira alguns depoimentos:

Causa animal

silvana no canadá 5.jpgsilvana no canadá.jpg

Silvana Andrade, 55 anos, mora em São Paulo, fundadora e presidente da Anda (Agência de Notícias de Direitos Animais), divorciada, sem filhos, São Paulo: “O período que tirei não foi programado, ele ocorreu por conta da morte da minha cachorrinha, Nina, que inspirou a criação da Anda. Aliás, ela mudou minha vida em 180º, pois me tornei ativista e vegana por ela. Então, quando Nina morreu senti uma tristeza profunda e percebi que precisava fazer algo. Três semanas depois, comprei um intercambio, havia completado 50 anos em fevereiro e, em março, deixei o site aos cuidados de outras pessoas e fui para o Canadá para aprender inglês. Para isso, vendi carro e alguns bens para me sustentar por lá, o curso já estava pago. Minha intenção era fazer coisas diferentes para quebrar a dor que sentia. Mudou minha vida completamente, após vivenciar tudo o que passei. Fiquei mais tempo do que imaginava, ia para passar seis meses e fiquei três anos, só voltava em dezembro para cá, passava os meses que lá são mais frios aqui e depois voltava. Continuei na direção do site, mas em um ritmo bem menor, poucas horas por dia. Descansei, mas continuei o ativismo pelos animais. Hoje sou uma cidadã do mundo, tenho amigos em todos os lugares, fiz palestras lá e nos EUA, e essa mudança ampliou muito minhas perspectivas e meu trabalho dentro da causa animal. Eu me sinto renovada e muito jovem aos 55 anos, acho que é muito importante, em algum momento da vida, parar, refletir e ver o que se pode mudar, é recompensador. Resolvi fazer o intercambio aos 50 e foi fabuloso, do ponto de vista emocional, me fortaleci. Você também conhece e vivencia outras culturas e volta melhor. Tirando questões muito particulares, de forma geral, sou melhor e mais feliz por ter vivenciado esse período fora do país”.

Uma nova missão

MARCIA OLANDIM 2MARCIA OLANDIM 1

Márcia Olandim Spinola, 54 anos, mora em Belo Horizonte (MG), foi professora e hoje é missionária MPC (Mocidade para Cristo), divorciada, três filhos: “Sempre gostei de fazer coisas diferentes, e passava por um divórcio conturbado, daí resolvi dar uma parada, li sobre ano sabático em um site e achei interessante. Tinha 48 anos quando fui e fiz 49 lá. Queria fazer algo novo, descansar e começar outro ciclo. Eu me preparei primeiro lendo e estudando, tinha um emprego muito bom, era coordenadora em uma escola e tinha três filhos adultos. Pedi demissão e me preparei financeiramente. O dinheiro teria de dar pra viagem e para manter a casa aqui. Emocionalmente, me preparei também para ficar longe, mas tenho um jeito meio livre e tranquilo. Sou extrovertida, corajosa, esta parte foi fácil. Fui para Naples, na Flórida, Estados Unidos. Pesquisei sobre a cidade, cultura e tal. Conhecia os EUA como turista e havia um casal conhecido que me recebeu com muito carinho. Minha intenção era sair do país, fazer algo novo, conhecer gente e ter um tempo livre para servir as pessoas. Você tem de ir com o coração aberto e curtir. Trabalhei em uma revista de negócios que seria publicada no Brasil colaborando nos textos; fui organizer na casa de uma acumuladora; morei na casa de uma colombiana e estudei inglês em um college. Mudou tudo na minha vida, tomei gosto de servir as pessoas. Voltei e fui trabalhar em uma escola, mas pedi demissão depois de uns meses e me tornei missionária. Falo do amor de Deus por meio de Jesus. Faço capelania escolar, servimos professores, alunos, famílias. Levo projetos sociais, aconselhamento, conto histórias com valores para crianças. Valeu muito à pena, tenho vontade de fazer de novo. Aconselho, mas precisa pesquisar, não tomar decisão na emoção, e se planejar, pois você fica longe da família, da zona de conforto. Esse período mudou toda minha perspectiva de vida, e de pessoas próximas a mim, meu filho mais novo foi para lá com 20 anos me visitar, e não voltou. Já os outros dois ficaram mais independentes. A Bíblia diz para ampliar suas tendas, olhar mais longe. Não penso na minha idade, vejo jovens sem ânimo, com medo de viver, com a cabeça tão engessada. Parecem ter mais de 100 anos. Minha cabeça é muito jovem, mas gosto da maturidade porque coisas que me faziam sofrer aos 30, não me atingem mais. Curto de forma vibrante, sei quem sou e qual meu propósito na Terra, convivo bem com o envelhecer, estou bem comigo, cheia de vigor e faço planos como se tivesse 20 anos”.

Ser e não só fazer

DENISE NA ISLANDIA DE BIKEDENISE EM LONDRES

Denise Alves, 52 anos, mora em São Paulo, Engenheira Química de formação, atuou como executiva em marketing, inovação e sustentabilidade por mais de 20 anos, casada, sem filhos: “Saí da Universidade e fui direto trabalhar, primeiro na Unilever (7 anos) e, depois, na Natura (14 anos). Achei que já tinha vivido dentro das paredes e das salas de reuniões por muito tempo. Precisava respirar outros ares, transitar em novos ambientes, ter um tempo livre para pensar na vida, desenvolver outras habilidades. Acredito que para nos desenvolvermos temos que nos colocar em posições diferentes, de desconforto, e o sabático pode possibilitar isso. Tinha 48 anos na época e a proximidade dos 50 pesou por um lado. Tive dúvidas do tipo: será que ao voltar vou ter meu emprego ainda ou será que vou me adaptar novamente ao mundo executivo? Por outro lado, meus anos de estrada me possibilitaram ter uma boa reserva financeira. O fato de não ter filhos também ajudou. Meu chefe na época é o atual presidente da Natura. Quando da minha avaliação de desempenho, no começo de 2014, conversamos, coloquei meu desejo de fazer um sabático no ano seguinte, combinamos quais deveriam ser minhas entregas até lá e acordamos os prazos. A Natura já tinha uma política permitindo o período sabático, de no máximo dois anos, e vários funcionários já haviam saído. Portanto, não era um “big deal”. Financeiramente, foram minhas economias que me permitiram sair tranquila. Fiz todos os cálculos de quanto gastaria em dois anos. Mas, entramos em uma supercrise em 2015 e a desvalorização do real foi tremenda, quase furou todos os meus planos. A intenção, primeiramente, era fazer um mestrado. Cheguei a ser aprovada, mas na hora de pagar a primeira anuidade da escola, a libra estava mais de 6 reais. Havia saído no pior período possível, no começo de 2015, quando o real começou a desvalorizar. Daí, achei que não valia a pena. Fui com minha esposa para Londres, morei lá um ano, estudei inglês, depois viajei pela Europa. Compramos duas bicicletas dobráveis e por todas as cidades andávamos só de bike. Fomos aos países escandinavos, depois um mês na Islândia, de lá para o sul da França, onde aluguei uma casa por um mês e percorremos a região de carro. Sabático é para ser e não só fazer. Na volta, mudou tudo na minha vida, saí da Natura e montei minha própria consultoria. Fui Diretora de Sustentabilidade da Natura por 4 anos e esta bagagem me permitiu montar a GOM, minha própria consultoria em sustentabilidade, juntamente com a Touch Branding e a Touch Green, uma extensão da Touch Branding, especializada em posicionar marcas de um ponto de vista social e/ou ambiental. Valeu muito à pena. Acho que é superimportante dar “rebooting na máquina” de tempos em tempos. Quem tem mais de 50, hoje em dia, passou por tantas mudanças que hoje está superescolado (não confundir com descolado). Quando entrei na Unilever, como trainee em 1993, havia só um microcomputador para todos os trainees. Não tinha mail! Não havia internet, nem Google, nem celular. Dependendo de quando a pessoa nasceu, nem consegue imaginar um mundo assim. O ideal era ser engenheiro, médico ou advogado. O sonho dos pais era que entrássemos no Banco do Brasil, na Petrobrás ou em algum emprego público. Imagine o quanto minha geração já teve que se adaptar nestes últimos 26 anos e como estamos escolados. Esperei na fila do orelhão para ligar para a mãe, hoje é só pegar o celular. Viajava reservando hotel em Budapeste, por telefone, sem saber ao certo o que ia encontrar lá. Hoje, é só entrar no Booking, no Airbnb, pronto, tudo resolvido. Nós, os cinquentões, tivemos o privilégio de ter vivido e estarmos vivendo todas essas mudanças. Para mim, é um privilégio. A mudança me faz correr atrás, me faz ficar esperta, me faz crescer. Por outro lado, nem todo mundo gosta de tanta mudança e quem não for se atualizando ou já perdeu ou vai perder o bonde em breve, porque a tecnologia está promovendo mudanças exponenciais, em todos os aspectos da nossa vida. As relações estão mudando, o trabalho está mudando, os valores estão mudando, enfim tudo. E a uma velocidade surreal. Mas também como temos referências, pra gente algumas coisas são bem chatas! Só para deixar claro que não é tudo cor de rosa, achava mais legal o tempo que íamos aos museus e não tinha fila para tirar self ao lado da obra de arte. Que não tinha nenhum ‘mané’ atendendo o celular no meio do filme! E outras coisinhas aqui ou ali. Mas isso é tão pequeno comparado à quantidade de coisas legais que existem hoje. Em suma, ter 50 é muito bom, se você tem consciência de tudo isso”.

Como planejar uma viagem de férias com pouco dinheiro

Especialistas explicam como reduzir gastos, evitar dívidas e investir para multiplicar recursos e garantir o passeio

Para muitas pessoas o maior desafio na hora de planejar as férias é a situação financeira. Por mais que que pareça difícil, é possível planejar a tão sonhada viagem com pouco dinheiro. Antes de tudo, é importante definir quais são as prioridades e entender o que cabe no seu bolso.

Para ajudar a concretizar esse objetivo, especialistas da Magnetis, primeira fintech de gestão de investimentos fundada no Brasil, separou os principais passos desta jornada.

Para onde ir?

aeroporto viagem mulher pixabay 2

Definir o destino tem grande influência na organização financeira, porque dependendo da distância, a viagem pode ficar bem mais cara. Por isso, é preciso avaliar o que é mais importante: conhecer outro país? Ir a um local em que se possa aproveitar programas ao ar livre? Conhecer culturas diferentes? Todos esses fatores terão influência na decisão sobre o destino da sua viagem.

Muitas pessoas sonham em viajar para o exterior, mas devido a cotação da moeda local, principalmente na Europa, essas viagens tendem a sair mais caras, sendo necessário um orçamento maior.

Se o objetivo for viajar e gastar menos, vale repensar o destino. O Brasil tem ótimas opções e para todos os gostos, com alternativas muito interessantes em relação ao custo total. Além da moeda ser a mesma, os voos domésticos tendem a custar menos dependendo do local escolhido. Mas se você não abre mão de sair do país, na América do Sul existem destinos interessantes, com preço mais baixo do que outros locais turísticos, e vai te permitir gastar menos.

Quanto tempo de viagem?

quarto de hotel 2

Na hora de planejar também é importante pensar em quanto tempo deseja passar no local, sabendo que quanto mais dias fora de casa, maior o custo final. O preço de hospedagem, alimentação, compras e assim por diante, que podem gerar um custo maior, têm que ser avaliados.

Alguns desses quesitos podem ser driblados com pacotes de viagem, que incluem estadia, passagens, alimentação, e outros serviços. Na maioria das vezes pode sair mais barato contar com uma operadora de viagens do que escolher cada detalhe por conta própria.

Pesquisar o valor das passagens com meses de antecedência pode te dar um grande desconto. Além de promoções, a possibilidade de ter mais tempo para pagar até a viagem garante uma preocupação a menos. O mesmo vale para hospedagem, já que pacotes com descontos podem ser encontrados meses antes do que quando se fecha tudo em cima da hora.

Além disso, sempre confira quais serviços estão incluídos na hospedagem. Existem hotéis que oferecem café da manhã durante a estadia, o que já representa uma economia. Outros têm parceria para descontos em passeios e traslados gratuitos do aeroporto para o local, veja qual se encaixa melhor no seu plano de viagem, afinal, avaliar o custo benefício é fundamental quando se tem pouco dinheiro.

Só leve o que for essencial

mulher no aeroporto

O excesso de bagagem é outro fator que merece atenção, então leve somente o necessário. Esse é um custo extra que é fácil de ser evitado, lembrando que diversos viajantes têm o costume de comprar muitos itens durante a viagem, é justamente nesse momento que se perde o controle do peso das bagagens e, se o intuito é justamente gastar pouco, não faz sentido cair na tentação da compra compulsiva. Pense sempre em economizar.

Economize antes da viagem

calculadora cartões

Não existe fórmula mágica para ter dinheiro para viajar: é preciso poupar uma quantia se deseja atingir esse objetivo. Abrir mão de hábitos que custam caro e fazer uma reserva financeira para a viagem é crucial. É importante encarar os planos de férias como qualquer outra meta financeira, como fazer algum curso, adquirir aposentadoria, comprar a casa própria, e assim por diante.

Algumas dicas simples são:

=Reduzir gastos com lazer;
=Pesquisar dados antes de fazer qualquer compra;
=Não gastar mais do que ganha;
=Economizar por alguns meses antes da viagem;
=Comprar à vista sempre que puder;
=Evitar dívidas;
=Investir para ter suas economias multiplicadas;
=É possível, sim, viajar com pouco dinheiro, tudo depende de um bom planejamento e um pouco de força de vontade na economia.

Sobre a Magnetis

Magnetis é a primeira fintech de gestão de investimentos fundada no Brasil. Desde 2015, ajuda as pessoas a atingir suas metas de vida por meio de investimentos mais inteligentes. Com algoritmos que escolhem as melhores carteiras e um time de consultores sempre à disposição, já montou mais de 230 mil planos de investimento para ajudar as pessoas a investir no que importa. A empresa foi vencedora do prêmio Fintech Awards Latam em 2017, na categoria modelo de negócios. É parceira da GPS Investimentos, subsidiária do grupo suíço Julius Baer e maior gestora independente de patrimônio de alta renda no Brasil, e da Easynvest, corretora de valores com mais de 50 anos de atuação no mercado.

 

Dez programas para aproximar e esquentar o romance no inverno

Psicóloga especialista em relacionamentos lista programas para casais românticos realizarem neste período

Apesar de algumas baixas na temperatura, apenas a região Sul do país parece de fato encarar o inverno no Brasil. Por isso, falar em uma programação romântica para os casais aproveitarem a estação mais fria do ano pode não ser exatamente o que pensam aqueles que estão no Norte e Nordeste, por exemplo. Para quem pretende fazer uma programação especial para este período, algumas dicas preparadas pelo site Amor&Classe são interessantes para esquentar o clima entre casais.

O site, que é especializado em romantismo com foco na aproximação de pessoas que querem encontrar ou conquistar um grande amor, listou dez planos para melhor aproveitar o inverno. As dicas ajudarão os românticos a agendar – desde um primeiro encontro até um fim de semana para engatar ou reativar o relacionamento – programas cheios de romance. O objetivo é fazer os casais utilizarem este que é um dos melhores períodos do ano para fazer o quê? Namorar.

Para jamais esquecer que o romance vale a pena, a psicóloga Iris de Souza, especialista em relacionamentos e consultora do Amor&Classe, listou algumas dicas de programas que saem muito mais barato quando feitos por um casal. As dicas são para um final de semana super-romântico.

A ideia é oferecer opções para que os pombinhos sintam-se cheios de energia e tenham um inverno inesquecível. Além disso, as dicas são uma forma de resgatar o romantismo que, em tempos de correria e individualismo, parece ter sido esquecido. Para retomar o carinho e a intimidade entre os casais algumas opções de programas são conhecidas, mas fazem, segundo a especialista, “um bem danado” para a relação.

Passeio na neve

casal neve passeio pixabay
Pixabay

Que tal um passeio na neve com a pessoa da sua vida? Tudo que precisa para realizá-lo é encontrar uma paisagem de neve. Lá poderá brincar de fazer bolas de neve e atirar um no outro, montar um boneco de neve ou esquiar… sempre ao lado um do outro. Neste período de inverno, as montanhas de alguns países no continente sul-americano estão cobertas de neve e formam um ambiente incrível para passar ótimos e inesquecíveis momentos. “Além das brincadeiras, a viagem pode ser uma forma de aumentar a intimidade e aproximação, especialmente se a relação estiver patinando”, afirma a psicóloga do Amor&Classe.

Patinação no gelo

skimountainpark-189
Infelizmente no Brasil o inverno é incapaz de congelar lagos, portanto, fazer uma patinação no gelo só mesmo nas pistas montadas especialmente para tal representação. Mesmo assim, oferecer um programa do tipo patinação no gelo pode ser bastante legal e diferente, se os dois se prontificarem a cair juntos ou percorrer o caminho se equilibrando e ajudando um ao outro para não rolarem gelo (ou corpo) abaixo. Numa paisagem de inverno nevado, como ocorre em países vizinhos como Chile e Argentina, apreciar as belezas das montanhas seria a melhor localização para este plano romântico e gelado. No entanto, uma pista de patinação artificial no centro da cidade também servirá para desfrutar de um encontro romântico com o(a) parceiro(a). “É um programa perfeito para quem está se conhecendo ou para quem quer se divertir a qualquer momento ao lado de quem ama”, ressalta Iris de Souza.

Tarde relaxante em casa

casal na banheira.jpg

De máscaras faciais nutritivas a banhos de espuma: relaxe em casa com um spa pessoal . Encha o banho de água quente, coloque uma cápsula de banho perfumado e vão ambos para a banheira. Tem algo melhor que isso? Relaxamento e erotismo são garantidos em partes iguais e é o plano perfeito para muitos casais, porque não? “É um momento de entrega e aproximação, que satisfaz o corpo e a mente e diz quem somos no relacionamento”, destaca a consultora do Amor&Classe.

Filminho no Data Show

lareira inverno casal
Aproveite a programação em casa e crie opções, como a de ver um filme com apoio de um data show. “Escolha as películas de acordo com o que os dois gostam e claro saiba dividir: uma hora o filme e o gênero de um e outra hora o filme e gênero que o outro gosta”, lembra a psicóloga especializada em relacionamentos do site Amor&Classe. Assim ambos ficam felizes e curtem estar juntos e aquecidos embaixo de um cobertor na sala ou na cama, depende de onde ficará o aparelho que vai transformar a parede em um verdadeiro cinema. Além disso, o local tem de ser o melhor para os acompanhamentos: um chá ou chocolate quente, um lanche, uma pipoca quente. As dicas são sempre escolher entre uma comédia romântica, um clássico ou um thriller que faz seu cabelo ficar em pé. O requisito mais importante para uma noite de cinema com um final feliz é dividir o sofá entre os dois. Para quem é casado não há nada mais romântico que ver a um filme em casa com os filhos.

Videogame

698-09143857
Masterlife

Não importa qual é o jogo, mas sim se divertir em conjunto. Pode ser no videogame ou qualquer outro jogo de mesa. Uma noite de jogos em casa é uma ótima opção para passar as noites frias de inverno acompanhadas. “Os jogos também são sempre divertidos e aproximam as pessoas, não é diferente para o casal que além de se divertir pode conhecer-se mais um ao outro, especialmente em começo de relacionamento”, destaca Iris. Se já é um relacionamento duradouro, um passeio no frio também pode ser interessante ao final dos games.

Escalada

escalada equador pixabay

Se ambos forem mais radicais uma sessão de escalada é um ótimo plano para casais, especialmente se estiverem procurando uma dose de adrenalina e aventura. “Supõe-se que se ambos estão realizando a escalada juntos, pelo menos um deles tem alguma experiência e, portanto, será de fundamental importância para auxiliar o outro, ou seja, troca de confiança e entrega”, afirma a consultora do Amor&Classe. Se não, há outras opções a considerar, como cursos ou instrutores para ajudá-los na primeira vez. Então, divirtam-se! Entre uma paradinha e outra na subida, façam um lanchinho e aproveitem para aquela champanhe comemorativa do primeiro passeio às alturas. Lá em cima, nas montanhas, pode fazer um piquenique e quem sabe algo mais. É relaxante e confirma a relação entre o casal. Nas opções, para quem gosta de escalar montanhas, estão os pequenos hotéis rurais que podem oferecer ótimas comidas e quartos para se desconectar dos centros urbanos e das loucuras do dia a dia, prestando mais atenção um ao outro. Vale a pena!

Sessão de spa

casal na sauna.jpg
É claro que duas pessoas que vão juntas à sauna têm muito pouco ou nenhum segredo entre si. Seminu e sem disfarce, este plano fará a abordagem aumentar, não apenas emocionalmente, mas também fisicamente. Encontre uma experiência relaxante para dois em qualquer spa em sua cidade ou surpreenda-o com aquele nas montanhas em uma região fria e afastada das badalações turísticas para que tenham total privacidade. Assim, a sauna pode ser um detalhe apenas se vier acompanhada de uma massagem durante ou ao final, com uma ducha à vontade para os dois. “Tenha certeza que além de relaxante, ambos vão adorar”, aponta a psicóloga.

Uma ópera ou balé

balé casal bailarinos pixabay
pixabv

O teatro sugere uma noite romântica para o casal curtir e compartilhar. Trata-se de uma forma de perceber os gostos culturais um do outro. Além disso serve também para ter muitas boas conversas sobre o enredo das histórias ou mesmo o significado das passagens seja das cenas ou das músicas e canções entoadas. “O casal se conhece melhor quando troca informações e opina sobre coisas que curtem juntos”, afirma Iris de Souza. O balé também pode ser uma ótima opção para compartilhar um momento especial e que muito contribui para a aproximação de um casal.

Cozinhando juntos

casal
Um jantar especial para por fogo no relacionamento? Então, para quem quer esquentar um pouco mais a relação no inverno a dica é a cozinha para preparar um jantar romântico. “Estar na cozinha e preparar o jantar em conjunto é ótimo para amenizar o estresse do dia a dia”, ressalta a psicóloga do Amor&Classe, pois permite a troca de experiências comuns entre o casal de forma que possam reconhecer os dotes de um e de outro, culinariamente falando, é claro. Nem mesmo o melhor chef restauranter colocaria tanto amor que o casal, cozinhando um para o outro. E ao final degustar o que for preparado amplifica o clima de intimidade e inspiração. Claro que a receita pode aproveitar as dicas de alimentos afrodisíacos e assim colocar um pouco mais de pimenta ou fogo na relação.

Degustação de vinhos

Casal degustando vinhos em casa típica, Alentejo_Crédito - Divulgação Turismo do Alentejo
Pode parecer cafona e careta, mas saber quais são os próximos seminários de degustação de vinhos ou mesmo apresentação das safras pode ser interessante e atrativo para ambos, mesmo quando para ela ou para ele a bebida não seja lá muito conhecida ou apreciada. Mas o ambiente e a possibilidade de obter uma boa oferta no local dos seminários ou mesmo on-line de experiências para dois pode ser super agradável e diferente. Uma degustação de vinhos pode ser um plano perfeito para os dias frios, especialmente se for um daqueles dias ou noites que não dá para fazer nada fora de casa ou no ambiente exterior. Se um dos parceiros for ousado, algumas curiosidades sobre a bebida pode transformar o programa em uma atividade cultural de extremo bom gosto e romântica demais para ser esquecida na semana seguinte. Conhecer a gastronomia da área ou simplesmente aprender mais sobre a enologia nunca é demais. Com certeza ir a uma degustação gera boas fotos e recordações que serão uma razão para fazer tudo novamente em outras oportunidades e em momentos distintos do relacionamento. “Quem oferecer se dará muito bem ao final. As curiosidades sobre o vinho causam boa impressão, aproximam e dão mais intimidade ao casal”, complementa a consultora do site de relacionamentos.

Fonte: Amor&Classe

Aprenda a fazer o drinque do bar mais badalado de Miami

‘What you left behind’ é refrescante e ideal para climas tropicais

what_you_left_behind____2
Miami já tem o seu hot spot: o Irma’s bar, localizado nos jardins do icônico hotel W South Beach. O empreendimento traz uma história de renovação. Isso porque no local onde funciona atualmente, antes existia uma árvore imensa que caiu durante a passagem do furacão Irma, que atingiu a cidade em 2018. Passado o susto, eles tiveram a ideia de aproveitar partes da madeira para fazer a estrutura e criar um ambiente cool e ainda sustentável.

O bar já virou um dos principais points de Miami, principalmente pelo seu clima praiano e carta de drinques exclusivos. Um dos carros chefe da casa é o ‘What you left behind’. Feito com vodca, uvas, limão e açúcar, ele é ideal para climas tropicais, como o do Brasil.

What you left behind

what_you_left_behind

Ingredientes
Cerca de 12 uvas, preferencialmente roxas e sem caroço
50ml de Campari
25 ml de Belvedere
150 ml de limão
soda
açúcar demerara

Modo de preparo:
Em coqueteleira, coloque 8 uvas, o açúcar e amasse. Em seguida, coloque o Campari, a vodca, o suco de limão e o gelo. Faça o shake e coe, coloque em um high glass com gelo. Finalize com soda e coloque o restante da uva no copo para enfeitar.

w_hotel_9_14_2018_0008

Fonte: Irma’s Bar – Hotel W South Beach – Collins Avenue, 2201, Miami Beach

Fazenda Santa Vitória dedica junho às festas caipiras

Junho chegou e, com ele, as comemorações de Santo Antônio (15.06), São João (24.06) e São Pedro (29.06). A fazenda Santa Vitória, localizada em Queluz, no interior de São Paulo, abre suas portas para receber seus convidados com uma verdadeira celebração junina durante todos os finais de semana do mês (dias 7, 8 e 9; 14, 15 e 16; 21, 22 e 23 e 28, 29 e 30). Haverá extensa programação, com direito a comidas típicas, quadrilhas e fogueira para comemorar o festejo popular.

O pacote para os finais de semana já inclui a festa caipira, programada para acontecer nas noites de sábado. O evento é um dos mais importantes, pois é um momento de confraternização entre os funcionários, colaboradores e moradores da fazenda produtiva e os seus hóspedes. Ao todo, cerca de 100 pessoas – entre adultos e crianças – se reúnem para o festejo caipira. Na gastronomia da festa típica, farão parte: pipoca, arroz doce, caldinhos e milho cozido, entre outros.

faz santa vitoria 2faz santa vitoria 23fazenda santa vitoria 2faz santa vitoriafazenda santa vitoria 1faz santa vitoria arroz doce

Acomodações

A fazenda tem seis suítes coloniais na sede centenária, que levam os nomes de Araucária, Cedro, Jacarandá, Manacá, Paineira, Quaresmeira, e Ipê. Uma outra está pronta para receber famílias (um casal com até três crianças), com quartos conjugados com camas de casal e solteiro, banheiro compartilhado, espaço e todo o aconchego das suítes da sede. Além dessas, há quatro suítes quintal (com decoração contemporânea, dedicadas exclusivamente a casais), chamadas de Flamboyant, Aroeira, Mulungu e Sibipiruna. Todas possuem quintal privativo, com rede e espreguiçadeira em contato direto com a natureza. Por fim, as duas casas nas montanhas.

Afastadas da sede, contrastam com o estilo colonial, aliando privacidade e modernidade. Foram projetadas para proporcionar uma experiência única de hospedagem. Cada unidade (chamadas Bem-te-vi e Sabiá) possui duas suítes completas, ampla sala, fogão a lenha, cozinha de apoio e varanda com uma vista para a serra. Exclusivo para um ou dois casais ou um casal e um adulto em cada casa – não são recomendadas a idosos e crianças..

Sobre a Fazenda

Propriedade centenária, a fazenda Santa Vitória une o charme de uma herdade ao conforto da atualidade, além de ser um destino romântico, de ecoturismo e de quem gosta de pedalar. Aberta em 2016, posiciona-se como uma fazenda produtiva em que é possível se hospedar. É um lugar para se desconectar das tecnologias, pois não há televisão nem internet nos quartos, apenas uma sala de TV na sede, onde também tem um ponto de wi-fi.

Entre as atividades, há passeios a cavalo, salão de jogos, piscina, sauna à lenha, caldário, bicicletas e quadra de tênis. Plantações, pastos, florestas e um riacho formam a moldura ideal para um momento a dois ou em família, saboreando a rica gastronomia da região do Vale do Paraíba. Recebidos como amigos, os hóspedes desfrutam de momentos de aconchego e tranquilidade em contato com a natureza. As suítes da sede, quintal e as casas da montanha comportam até 30 pessoas por vez.

O projeto de revitalização do lugar e abertura das novas áreas é assinado pela arquiteta Fernanda Sarkis. É possível chegar à fazenda de carro (pela via Dutra) ou de helicóptero (há um heliponto credenciado pela ANAC dentro da propriedade).

Festa Caipira na Fazenda Santa Vitória: pacotes para duas pessoas a partir de R$ 2.800 (pensão completa)

Fazenda Santa Vitória: Rodovia João Batista Melo Souza, km 5 – Queluz, SP – Tel.: (12) 3147-1563 (atendimento em horário comercial). WhatsApp: (12) 99784-2568 ou e-mail: reservas@fazendasantavitoria.com.br.

Dia dos Namorados: adie comemoração e aproveite para viajar no feriado economizando

Confira 5 destinos por menos de 700 reais para curtir o feriado

Neste ano, o Dia dos Namorados será em uma quarta-feira, data difícil para fazer uma comemoração superespecial, principalmente, se você quer fugir das filas geradas por uma das datas mais importantes para o comércio no Brasil. Segundo a economista da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), Marcela Kawauti, a data movimentou R$ 15,6 bilhões no varejo em 2018. Sendo que 18% dos consumidores optou por investir em um jantar.

Então, por que não adiar a comemoração para a semana seguinte e fazer uma deliciosa viagem em casal no feriado do dia 20 de junho (quinta-feira)? Ainda dá tempo de planejar a viagem economizando.

Uma dica para começar a se planejar é ficar de olho nos pontos e milhas disponíveis no cartão de crédito e no valor das passagens para o destino ideal. Disponível para iOS e Android, o aplicativo Oktoplus reúne em uma única plataforma todos os programas de fidelidade e possibilita a busca pelas melhores passagens aéreas entre os mais diversos destinos. O usuário só precisa vincular os programas em que está cadastrado e o app disponibiliza as informações de saldo, extrato e pontos a expirar em um único dashboard.

Confira abaixo algumas cotações de destinos no Brasil para curtir o feriado gastando até 700 reais nas passagens, com voo saindo de São Paulo:

*cotações realizadas no dia 20/05. Saída de São Paulo no dia 19/06 e volta no dia 24/06 para dois adultos, em classe econômica

galeria-curitiba-jardim-botanico-credito-thinkstock-450063907
Thinkstock

Curitiba: a partir de 11.500 pontos ou R$ 142,80

drinque - rio de janeiro

Rio de Janeiro: a partir de 12.550 pontos ou R$ 293,80

Vitrais-da-Catedral-de-Brasília -Foto-Breno-Laprovítera-e-Jarbas-Jr-3
Vitrais da Catedral de Brasília Foto de Breno Laprovítera e Jarbas Jr.

Brasília: a partir de 18.000 pontos ou R$ 306,80

A-Catedral-Metropolitana-de-Vitória capixaba da gema
Catedral Metropolitana de Vitótia – Foto: Capixaba da Gema

Vitória: a partir de 18.000 pontos ou R$ 417,28

florianopolis - prefeitura
Foto: Prefeitura de Florianópolis

Florianópolis: a partir de 33.000 pontos ou R$ 650,80

Fonte: Oktoplus

Páscoa na Serra Gaúcha: vinícola harmoniza trufas e vinhos

É impossível negar que o período de Páscoa desperta nosso paladar para apreciar diferentes tipos de chocolate – e, no que depender da Cooperativa Vinícola Garibaldi, esses sabores chegarão a outro patamar. Isso porque a atração Taça & Trufa oferecida no complexo enoturístico, em Garibaldi, apresenta aos visitantes da Serra gaúcha surpreendentes harmonizações entre chocolates artesanais e vinhos e espumantes premiados.

A experiência enogastronômica dura cerca de 45 minutos, incluindo três espumantes e dois vinhos, cada qual combinado a uma variedade do doce feito à base de chocolate e com recheios saborizados. Bebida intensa e complexa, com os fatores de paladar e aromas bem marcantes, o vinho se combina com as diferentes escalas de intensidade do chocolate: a parceria entre os dois é empírica e passional.

As sugestões são: vinho Chardonnay e trufa de maracujá; espumante Prosecco e trufa de laranja; espumante Rosé Pinot Noir e trufa de cereja; vinho tinto seco e trufa de chocolate meio amargo; espumante Moscatel e Trufa champanhe.

É necessário realizar agendamento para os horários: 10h, 13h30min ou 15h30min (de segunda-feira a sábado) ou 10h30min e 13h (domingos e feriados). A experiência custa R$ 35,00 por pessoa.

Roteiros de imersão

Além do Taça & Trufa, a Cooperativa disponibiliza o projeto Desperte seus Sentidos, uma degustação às cegas que ocorre no interior de uma pipa de 100 mil litros anexa à cave Acordes, que também dá nome aos produtos ícone da marca. Por aqui, o turista é desafiado a explorar seus sentidos em uma experiência apaixonante, e claro, com muito vinho e espumante. São três modalidades com duração aproximada de 50 minutos cada (preços sob consulta).

Outros atrativos são a Degustação de Produtos Premiados, que ocorre no wine bar localizado no complexo enoturístico, e Uma História para degustar – visita guiada gratuita entre pipas e tanques. Para que a experiência seja mais marcante, a dica é participar da visita e combinar pelo menos uma das degustações temáticas, conhecendo o mundo dos vinhos de modo diferenciado.

garibaldi.jpg

Atrações no complexo enoturístico da Cooperativa Vinícola Garibaldi
Endereço: Avenida Independência, 845 – Garibaldi (RS)
Horário de atendimento ao público: de segunda-feira a sábado, das 9h às 17h; nos domingos e feriados, das 10h às 15h
Horários do Taça & Trufa: 10h, 13h30min ou 15h30min (segunda-feira a sábado) ou 10h30min e 13h (domingos e feriados)
Duração: 45 minutos
Quanto: R$ 35,00 (Taça & Trufa) – demais atrações sob consulta
Informações e agendamento: (54) 3464.8104 | turismo@vinicolagaribaldi.coop.br

Seis dicas para se economizar com viagens

Kayak separou as melhores dicas para ajudar os viajantes a economizarem desde o planejamento da viagem

Economia é um dos fatores mais importantes para a maioria dos viajantes. Seja com a escolha do destino, seja com o voo, seja com as diárias do hotel, economizar já está na lista de prioridades na hora de planejar uma viagem. Por este motivo, o Kayak, maior ferramenta de buscas de viagens do mundo, separou essas dicas que vão auxiliar nessa tarefa. 

dreamstime trabalho mesa notebook mulher 2

  1. Antecedência: em relação às passagens aéreas, acompanhar a evolução dos preços com cerca de seis meses de antecedência é importante para saber quando as passagens estão mais baratas. “O histórico do Kayak revela que a antecedência ideal para se comprar passagens nacionais é de um mês; para internacionais, de 3 ou 4 meses. Comprando com essa antecedência, os viajantes podem garantir uma economia de até 15-25% no valor das passagens”, afirma Eduardo Fleury, Country Manager do Kayak no Brasil.

mulher no aeroporto

  1. Dia/Horário de Voo: evitar “horários de pico” de voos também é uma dica importante: ir em um sábado e voltar em uma segunda em vez de ir sexta e voltar num domingo, por exemplo, pode garantir uma boa economia, já que voos com maior demanda são mais caros. Para os que têm tempo e disponibilidade, optar por um voo com escalas também reduz o preço da passagem e pode até proporcionar a oportunidade de se conhecer um novo destino aproveitando o stopover que hoje muitas companhias aéreas disponibilizam.

hotel

  1. Hotel: em relação a hotelaria, é preciso atentar para a data da viagem. Para um feriado em uma sexta-feira, por exemplo, o viajante pode ir na quinta-feira à noite ou na sexta-feira de manhã. Viajando na quinta-feira, pagará uma diária adicional de hotel e mal aproveitará o destino, pois já chegará para dormir. Indo na sexta-feira de manhã, economiza uma diária, sem prejudicar muito o roteiro de viagem. Também é importante lembrar que hotéis com perfil mais corporativo são mais caros durante a semana, em que a demanda é maior, e hotéis de lazer têm diárias mais caras aos finais de semana.

aeroporto viagem mulher pixabay 2

  1. Escolha de destinos: considerar destinos nacionais interessantes ao invés de destinos estrangeiros pode ser uma opção para famílias com um orçamento mais restrito. Este ano tivemos muitos feriados, o que faz com que muitas famílias prefiram pulverizar o orçamento em várias viagens menores em vez de guardá-lo para uma maior no final do ano. “Em função da alta do dólar, instabilidade do câmbio e desvalorização do real, os viajantes têm dado preferência para viagens pelo Brasil e pela América Latina, opções menos dolarizadas e mais em conta”, completa Eduardo Fleury.

campo bahia hotel

  1. Pacotes: escolher passeios e refeições na hora ou montar um roteiro prévio dificilmente apresentarão uma diferença significativa no preço da viagem. Neste caso, a diferença está mais no perfil do viajante: há os que preferem pacotes e opções pré-definidas por um operador, por exemplo, e os que preferem personalizar todos os detalhes da viagem de acordo com as próprias preferências. Essa customização vem sendo cada vez mais possibilitada pela tecnologia, mas não há fórmula certa de como viajar neste sentido.

kaiak.png

  1. Ferramentas: além do site e do aplicativo (disponível para Android e iOS) que já facilitam a primeira busca pelas melhores opções de voo, hospedagem, aluguel de carros e pacotes completos de viagem, o Kayak possui também algumas ferramentas que podem ajudar os viajantes a economizar, de uma forma intuitiva e organizada. O Explore mapeia voos de ida e volta para todos os principais destinos do mundo a partir do orçamento do viajante. Já no site, basta fazer uma pesquisa de voo que a função Previsão de Preços (no canto superior esquerdo) mostra um gráfico com a mensagem “Compre” ou “Observe”, assim o viajante pode aproveitar a oportunidade ou esperar o preço diminuir. Quando o destino for escolhido, o viajante pode ativar o Alerta de Preços, que envia avisos sobre as oscilações de preços de passagens e informa usuários sobre a melhor data para compra-las – quando os preços estão mais baixos.

 

Carnaval: destinos a uma hora de São Paulo, especiais para quem gosta de vinho

Quem mora em São Paulo e não tem viagem marcada para o feriado ou não gosta de Carnaval, pode desfrutar de lugares com clima bucólico próximos da Capital

As pessoas que planejam passar o Carnaval em São Paulo podem aproveitar para conhecer destinos bucólicos a uma hora da Capital. Cercadas pelo verde, com opções gastronômicas e atividades para toda a família, as cidades de Jundiaí e São Roque são sugestões de passeios ‘bate e volta’ ou para aproveitar o feriado todo.

Em Jundiaí tem O Villa Brunholi – um complexo turístico e gastronômico, onde o visitante pode conhecer no museu do vinho, a história da plantação de uva da família italiana que dá nome ao lugar, e a adega com rótulos de vinhos e licores, além do gin e da Caipirinha Brunholi, todos produzidos no local.

Para as crianças, há brinquedoteca e mini fazenda com galinha, mini-horse, coelho e porco, onde os pequenos podem interagir com os ‘bichinhos’. Já o restaurante oferece café da manhã colonial, rodízios de massas e parmegiana, além de cardápio com diversos pratos, como carnes, aves e peixes.

Em São Roque, o centro gastronômico Vila Don Patto é destino certo para conhecer a culinária europeia, uma vez que dispõe de restaurantes italiano e português, choperia com influência belga e boulangerie (padaria com inspiração francesa) – tudo cercado por cenário rebuscado.

As opções de entretenimento incluem redário e playground. Há também espaço onde artesãos locais comercializam suas produções, enquanto no empório e adega o visitante pode levar para casa produtos como queijos, embutidos, compotas, biscoitos finos e diversos rótulos de vinho nacionais e importados.

Villa Brunholi

museu do vinho

Complexo turístico formado por adega, mini fazenda, brinquedoteca, restaurante e museu do vinho. A história do espaço começou em 1897, quando Antônio e Emma Brunholi chegaram da Itália e compraram uma propriedade no bairro de Caxambu em Jundiaí.

O lugar, que passou por muitas transformações desde então, também faz parte do desenvolvimento do turismo rural e do agronegócio. O espaço, além de ser uma opção para os turistas, faz a produção de vinhos de mesa, massas, licores, vinagre e caipirinha que leva o nome da família na marca.

Vila Don Patto

adega villa don patto

Em São Roque, o centro gastronômico conta com restaurantes italiano e português, choperia e cervejaria, boulangerie, cafeteria, sorveteria, pastifício, empório e adega. Para entreter toda a família, o espaço oferece playground e redário.

Cercado pela natureza, o local recebe eventos como corporativos e casamentos, além de dispor de comodidades como heliponto. Fundado em 2010 por Julio Patto, o objetivo inicial era reviver as origens portuguesas, porém, atualmente, também possui influências italianas.

Dicas para não descuidar das finanças no Carnaval

Muita gente conta os dias para a chegada do Carnaval e se divertir nos bloquinhos, mas há quem prefira aproveitar os dias de folga para viajar. No entanto, para isso é preciso colocar tudo na ponta do lápis e saber quanto será possível gastar com passagens, hospedagem, passeios e alimentação. Quando falta organização financeira, as contas podem sair do controle e se transformar em dívidas atrasadas que são uma verdadeira bola de neve.

Neste ano o Carnaval será nos dias 4 e 5 de março e ainda há tempo para se programar. Deixar de se divertir por estar sem dinheiro não é mais desculpa, pois existem fintechs que fazem empréstimos a partir de 200 reais de forma rápida, sem burocracia e 100% online, como é o caso da Ferratum. A startup libera o dinheiro na conta em até 24 horas permitindo curtir o Carnaval de forma organizada, sem apertos financeiros. Veja algumas dicas para aproveitar ao máximo o feriado mais aguardado do ano:

1 – Estabeleça um limite de gastos

calculadora cartões

Existe a velha máxima: ‘Nunca dê um passo maior do que as pernas’. Com dinheiro é a mesma coisa: não gaste mais do que tem. Crie uma planilha com os gastos mensais fixos como aluguel, condomínio, luz e até cartão de crédito e faça um controle mensal do que é possível diminuir e até cortar. Assim você saberá quanto sobra para gastar com lazer e se programa para não extrapolar com a viagem do Carnaval.

2 – Pesquise antes de fechar negócio

Precipitar-se comprando a primeira oferta que aparece nunca é um bom negócio para o bolso. Muitas vezes uma passagem pode sair pela metade do preço em outra companhia aérea ou em um horário com menor procura. Isso também vale para hotéis, hostels e pousadas. Deixar para comprar em cima da hora também não é boa ideia, pois tudo fica muito mais caro. O ideal é se planejar e comprar passagens e reservar hotel com antecedência de pelo menos dois meses.

3 – Aproveite para conhecer destinos menos badalados

paisagem5

No Carnaval e em outros feriados, as pessoas geralmente optam por viajar para cidades famosas pelas festas como Rio de Janeiro, Salvador, Olinda e Recife, o que encarece bastante o valor de passagens e hospedagem destes lugares. Mas em um país tão grande quanto o Brasil, existe um sem número de destinos interessantes e bem mais em conta para conhecer, basta procurar. Existem opções de locais para amantes da natureza, para quem quer curtir praia, se refugiar na montanha e até mesmo passear no shopping. O melhor de tudo é que será bem mais barato!

4 – Viaje com um grupo de amigos

Transporte, alimentação, gasolina, diária de hotel são apenas algumas das despesas que temos quando viajamos. Aproveite a animação do carnaval para convidar os seus amigos e familiares para a viagem. Neste caso, quanto mais pessoas viajarem, melhor, pois será mais economia para o seu bolso. Isso sem contar que a diversão será muito maior, não é mesmo?

5 – Curta os blocos e festas da sua cidade

carnaval-de-rua

Se você fez as contas e a viagem está fora de cogitação, aproveite as atrações de sua própria cidade. Muitas promovem festas e blocos que garantem a diversão em todos os dias de festa. Claro que ainda haverá gastos com drinques, fantasias, locomoção e uns lanches, mas no final sairá muito mais em conta do que viajar e o melhor: as finanças ficarão sob controle.

Sobre a Ferratum

Ferratum é uma fintech multinacional fundada em 2005 na Finlândia, foi uma das primeiras empresas no mundo a oferecer crédito online com tecnologia inovadora. No Brasil oferece uma plataforma 100% online para solicitar empréstimos de forma rápida e sem burocracia.