Arquivo da tag: vegano

Consumo de carne diminui durante a pandemia; saiba como substitui-la sem prejuízo nutricional

Nutricionista do Centro Especializado em Obesidade e Diabetes do Hospital Alemão Oswaldo Cruz dá dicas de como manter uma dieta saudável sem carne

Segundo pesquisa realizada pelo Ibope e coordenada pelo Good Food Institute Brasil, metade dos brasileiros reduziu o consumo de carne bovina, suína, aves e peixes em 2020. De acordo com Thaís Sarian, nutricionista do Centro Especializado em Obesidade e Diabetes do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, adotar uma rotina alimentar com menor consumo de carne promove vários benefícios para a saúde a longo prazo. “Podemos destacar, entre diversos benefícios, a melhora da saúde intestinal e a redução da ingestão de gorduras saturadas”, explica a especialista.

O hábito de reduzir o consumo de produtos de origem animal sem interrompê-lo completamente é chamado de flexitarianismo. Ainda de acordo com a pesquisa, das pessoas que diminuíram o consumo de carne, ao menos 47% substituíram a proteína animal por vegetais como legumes, verduras e grãos. Na análise da nutricionista, este é outro ponto positivo da substituição. “Quando ocorre o aumento da ingestão de alimentos vegetais, também aumenta a densidade nutricional dos alimentos e sua consequente ingestão de vitaminas, minerais, fibras e compostos bioativos”, explica Thaís.

O que não pode faltar no meu prato?

Para montar a refeição ideal sem carne, a especialista recomenda a seguinte proporção para um prato vegetariano saudável: 50% de legumes e verduras, 25% de fontes de proteínas vegetais (especialmente presentes no grupo do feijão, lentilha, ervilha, grão de bico, soja) e 25% de carboidratos (como o arroz integral, milho, batata, mandioca, entre outros). Para quem segue uma dieta ovolactovegetariana, a inclusão de ovos também é bem-vinda. Ter isso em mente é importante para não correr o risco de substituir a proteína animal por carboidratos mais pobres em nutrientes, uma tendência quando a transição de dieta é feita sem o devido acompanhamento profissional.

Outro risco na substituição da carne é optar por receitas e pratos que contenham grande quantidade de laticínios e derivados do leite, já que o consumo excessivo desses produtos eleva substancialmente a ingestão de gorduras saturadas. “Acontece com frequência da pessoa simplesmente excluir a carne e não mudar o restante da alimentação. Por isso é tão importante um bom planejamento alimentar. Já sabemos que dietas vegetarianas, quando bem planejadas, são saudáveis e nutricionalmente adequadas”, completa a especialista.

Miroro/Pixabay

Segundo pesquisa do Ibope Inteligência conduzida em abril de 2018, 14% da população brasileira se declara vegetariana. Uma opção de proteína tanto para vegetarianos, quanto flexitarianos dispostos a fazer a transição de dieta é a carne vegetal. O alerta da nutricionista é com relação à frequência de consumo do produto, já que a carne vegetal também é um alimento processado. “Na hora de comprar, uma dica é dar atenção à lista de ingredientes do produto e optar por aqueles que tenham menor quantidade de aditivos químicos, mas o ideal é que as refeições sejam preparadas em casa e com ingredientes naturais.”

Reposição de B12

Foto: Jeltovski

Quem pensa em adotar uma alimentação vegetariana estrita (onde não há consumo de alimentos de origem animal), não pode esquecer da vitamina B12, única vitamina que não se pode obter a partir de plantas. Além de ser importante para a formação das células vermelhas do sangue, ela também é necessária para o desenvolvimento e manutenção das funções do sistema nervoso. “Para repor esse nutriente, é necessário fazer a suplementação sempre com acompanhamento profissional, onde também é avaliado o estado de saúde geral do indivíduo”, finaliza a nutricionista.

Fonte: Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Receita de Muffin de Banana com Aveia Vegano

A receita é do chef Rodrigo Albano

Este Muffin de Banana com Aveia é inexplicável. Fácil de ser preparado, leva poucos ingredientes, é muito versátil e uma ótima opção para lanches, café da manhã ou doce saudável. É vegano e sem glúten. Um dos grandes protagonistas dessa receita é a bebida Caju+Para da A Tal da Castanha, elaborada apenas com apenas três ingredientes: água, amêndoa de castanha-de-caju orgânica e castanha-do-pará. A receita é uma sugestão do chef Rodrigo Albano.

Muffin de Banana com Aveia

Ingredientes:
• 1 banana grande (aproximadamente 110g), bem madura;
• ¼ de xícara de pasta de castanha ou amendoim;
• ½ colher (chá) de fermento químico em pó;
• ¼ de colher (chá) de sal;
• 1 xícara de Caju+Pará da A Tal da Castanha;
• 1 xícara de aveia em flocos grossos ou farinha;
• ⅓ de xícara de castanhas da A Tal da Castanha;
• 2 colheres (sopa) de açúcar de coco ou adoçante (opcional).

Modo de preparo:
Prequeça o forno a 180 ºC e unte 10 fôrmas de muffins. Reserve. Em um recipiente, amasse uma banana bem madura até virar um purê. Adicione, então, a pasta de castanhas, o fermento em pó, o sal e o leite vegetal da A Tal da Castanha e misture bem até que fique bem homogêneo. Em seguida, incorpore a aveia (ou farinha) em flocos grossos e as castanhas. Misture. Distribua a massa igualmente em 10 forminhas de muffins reservadas. Leve para assar por aproximadamente 20 minutos, ou até que os muffins fiquem firmes e dourados. Espere esfriar por alguns minutos antes de desenformar e servir.

Fonte: A Tal da Castanha

Açougue Vegano transforma sobremesa favorita do público em Ovo de Páscoa

Rede cria Ovo de Páscoa Vegano para ser apreciado de colher

Reconhecida por trabalhar com receitas exclusivas e 100% veganas, a rede de franquias Açougue Vegano transformou uma das sobremesas favoritas do seu público consumidor em um Ovo de Páscoa (100g).

Preparado com chocolate amargo e recheado com brownie, a guloseima leva uma cremosa calda de chocolate coberta de granulado. Para ser apreciado de colher, o Ovo de Páscoa Vegano pode ser encomendado e entregue por delivery, em qualquer uma das lojas da rede por apenas R$ 35,90.

Para saber a unidade mais próxima é só acessar o site.

Intensidade e sofisticação: Eudora apresenta nova coleção de maquiagem Glam Intensific

Explorando a tendência internacional dos tons neutros e terrosos quentes e o glamour dos acabamentos metalizados, o lançamento conta com uma nova paleta de sombras, batom líquido e esmaltes

No Brasil, março marca a chegada do Outono, trazendo consigo o fim das altas temperaturas veranis. Prometendo prolongar as ondas de calor com uma dose extra de elegância, Eudora, do Grupo Boticário, apresenta a coleção Glam Intensific, inspirada pelo requinte moderno dos metais, especialmente o bronze, e pela calidez dos tons terrosos.

Com uma formulação internacional, cores altamente pigmentadas na primeira passada e embalagem exclusiva, o lançamento conta com a Eudora Glam Palette Intensific (de R$ 129,99 por R$ 109,99, 16.5g), que possui 15 tons intensos com cinco acabamentos diferentes: matte, matte brilho, cintilante, superbrilho e multifuncional. Sua composição versátil, que também possui sombras que podem ser usadas nos olhos e no rosto, possibilita a criação de múltiplas combinações poderosas para diversas ocasiões. A paleta é arrematada por um design tridimensional metálico que garante uma experiência luxuosa completa por um preço acessível, além de possuir fórmula vegana e cruelty free.

Para completar o visual sofisticado, a novidade acompanha uma nova cor do batom líquido Glam Matte Blur Segunda Pele (de R$ 44,99 por R$ 31,99, 5.5ml), Rose Intensific. O item une o conforto do primer e a alta pigmentação do batom matte. Sua fórmula conta com ácido hialurônico, Tecnologia Blur e efeito segunda pele que não resseca, não repuxa e não craquela os lábios durante o uso.

A coleção também traz dois novos tons do Esmalte Glam (de R$ 11,99 por R$ 9,99, 7ml), Preto Essencial e Branco Intensific, para adicionar um toque clássico ao look, com pigmentos cheios de cor e brilho. Sua composição 9 free e hipoalergênica possui longa duração e alta cobertura, é resistente a lascas, não forma bolinhas e não amassa, com pincel que facilita a aplicação de forma rápida e sem falhas.

Os itens Glam Intensific, que estão disponíveis em em edição limitada, podem ser adquiridos individualmente ou em um kit promocional (de R$ 174,98 por R$ 134,90) com paleta, batom e embalagem presenteável, uma excelente opção para comemorar o Dia das Mães.

Os produtos podem ser obtidos no e-commerce da marca e com a representante Eudora mais próxima.

Páscoa vegana: duas marcas que não utilizam açúcar, glúten e leite nos doces

Veganos, intolerantes ou alérgicos à lactose, essa dica é para vocês!

Se até bem pouco tempo atrás não existiam muitas opções de ovos de chocolate e outros doces para rechear a mesa dos veganos durante a Páscoa, hoje a situação é diferente e caprichada. Fábio Bibiano, da Xêro Confeitaria Criativa, criou um cardápio especial com ovos sem açúcar, glúten, lactose e tão deliciosos quanto os tradicionais que vão fazer a alegria de veganos, intolerantes ou alérgicos à lactose.

Já o Chef Thiago Medeiros elaborou a versão vegana da colomba pascal que é feita de pão artesanal com gotas de chocolate para o cardápio Brasilidades. Confira as novidades:

Ovo de Colher

Feito com casca de chocolate 63% cacau, recheada com 300g de brigadeiro cremoso à base de castanha-de-caju coberto com Nibs de Cacau – Preço: R$ 180,00 – 420g

Nibs de Cacau

Ovo de páscoa de chocolate 63% cacau, recheado com brigadeiro cremoso à base de castanha- de-caju coberto com Nibs de Cacau – Preço: R$ 220,00 – 650g

Lascas de Chocolate

Lascas de chocolate 63%, cacau, com granola artesanal, mix de nuts, coco e frutas secas – Preço: R$ 115,00 – 300g

Colomba Pascal

Além dessas delícias, o Chef Thiago Medeiros elaborou a versão vegana da colomba pascal que é feita de pão artesanal com gotas de chocolate para o cardápio Brasilidades, criado especialmente para enaltecer a biodiversidade brasileira, de norte a sul do país, por meio da escolha dos ingredientes típicos. Preço: R$ 99,00 por 1kg.

Brigadeiros

A versão do tradicional doce feito com cacau e também capim limão, com um toque mais refrescante e perfumado – Preço: R$ 6,20 a unidade com mínimo de seis por pedido

Os produtos da Xêro Confeitaria Criativa e do catálogo Brasilidades estão disponíveis nos aplicativos iFood, Rappi e Uber Eats. As encomendas também podem ser feitas por mensagens no WhatsApp no número (11) 5539-6111.

Os vários benefícios da dieta livre de proteína animal

Nutricionista da Superbom, empresa pioneira na produção de alimentos saudáveis, destaca os pontos positivos do consumo de alimentos plant-based

Em 20 de março passado, comemoramos o Dia Mundial Sem Carne, movimento que surgiu nos Estados Unidos, em 1985, por meio da ONG Farm Animal Rights Movement (FARM). O objetivo da celebração é a conscientização sobre os efeitos do consumo da carne para o meio ambiente, além de reforçar que é possível ter uma alimentação saborosa, abordando os benefícios de uma dieta sem alimentos de origem animal. Segundo a Global Data, empresa que atua no ramo de pesquisa e análise de dados, 70% da população mundial já está aderindo a esse estilo de vida.

A Superbom, empresa pioneira na produção de alimentos saudáveis, possui um amplo portfólio focado em produtos para veganos e vegetarianos e é considerado um dos principais players do segmento. Desde 1925, ano em que a empresa foi criada, ela incentiva a cultura do estilo de vida saudável, a partir da ideia de que quem se alimenta melhor pode garantir mais qualidade de vida e longevidade.

Muitos se enganam acreditando que as carnes de origem animal não podem ser substituídas. Os benefícios são facilmente encontrados nas proteínas vegetais, como em leguminosas, vegetais crucíferos, cereais e oleaginosas. Cyntia Maureen, nutricionista e consultora da Superbom, destaca os benefícios dessa substituição.

“Quando falamos de leguminosas, o feijão vem rapidamente em nossa mente, mas temos também a ervilha, que é fonte de fibras, o grão-de-bico, um ótimo desintoxicante , e a lentilha, que possui 9% de proteína em sua composição. Tudo isso os torna ótimos aliados na alimentação”.

Mesmo com acesso a tantas informações sobre o assunto, muitos ainda ficam com receio sobre os benefícios deste hábito. Para auxiliar, Maureen lista alguns impactos positivos.

Saúde

De acordo com a nutricionista, na alimentação sem carnes, a sensação de indisposição e peso logo após as refeições, não existe. A digestão é mais leve quando o prato é composto pela combinação de vegetais, com os nutrientes necessários para o organismo.

Outro benefício é a diminuição do colesterol em até 35%, reduzindo assim o risco de desenvolver doenças cardíacas, além de ajudar na prevenção do câncer, diabetes, obesidade e outras doenças crônicas. A dieta de origem vegetal resulta em maior disposição, energia, saúde e bem-estar, diários.

Meio ambiente

Foto: Marion Wellmann/Pixabay

Segundo a universidade americana, Yale, o gado precisa de 28 vezes mais terra e 11 vezes mais água do que outros animais. “Além das vantagens para a saúde, quem é adepto de dietas livres de alimentos de origem animal preserva as fontes de produção de comida e água utilizadas na criação dos animais”, acrescenta Cyntia.

A frente do seu tempo, a Superbom busca sempre inovar, oferecendo diversas opções para facilitar o dia a dia de seus consumidores. “Estamos sempre antenados para transformar a alimentação das pessoas em um momento prazeroso, cheio de sabor e com muita consciência”, conclui a nutricionista.

Confira abaixo produtos da Superbom excelentes para o Dia Mundial sem Carne e para quem deseja fazer uma mudança no hábito alimentar:

Carne Vegetal

Carne vegetal moída à base de proteína de soja. É um prato preparado com ingredientes nobres e selecionados com garantia de qualidade.

Miniempanado Vegan sabor Legumes

Uma opção crocante, saborosa e saudável dos famosos mini empanados em uma versão multigrãos, super proteica e rica em vitaminas e minerais.

Steak Vegan Sabor Legumes

Uma opção crocante, saborosa e saudável dos famosos empanados, agora, na versão vegan. O Steak Vegan sabor Legumes da Superbom é uma ótima opção para qualquer refeição, além de rica nutricionalmente. Na versão multigrãos, à base de proteína de ervilha, é enriquecido com vitaminas A, B9 e B12, e dos minerais ferro e zinco.

Salsicha à Base de Ervilha

Excelente na elaboração de cachorro quente vegano, a salsicha à base de ervilha é versátil, podendo ser usada em muitas outras preparações.

Fonte: Superbom

Espírito Cacau lança linha artesanal de Ovos de Páscoa com Leite de Coco, Trufados e Recheados

Empresa capixaba oferece coleção gourmet com opções sem glúten e lactose em seu e-commerce e na nova loja da marca

A Espírito Cacau lança sua Coleção de Ovos de Páscoa Artesanais 100% naturais, elaborados com diferentes teores de cacau e várias opções de recheios para conquistar os apaixonados por chocolate. Entre os lançamentos que podem ser encontrados no e-commerce e na nova loja da marca, há ovos com cacau e leite de coco, trufados e de colher em embalagens coloridas e muito charmosas para quem quer presentear.

A principal novidade da marca para este ano são as opções veganas de Ovo de Chocolate ao Leite de Coco 42% e Ovo de Chocolate Branco ao Leite de Coco 33%. Sem glúten e lactose, eles têm 190g e custam R$ 55,00 cada. Outro lançamento é o Ovo Trufado de Chocolate ao Leite de Coco 33% com 270g (R$ 79,00).

Entre as linhas de Páscoa, a empresa capixaba criou a La Trufa composta por ovos de 270g recheados com cremes à base de frutas e castanhas.

Para quem é fã da dupla chocolate com cereja, o Trufado de Chocolate com Cereja ao Marrasquino 61% (R$ 79,00) é perfeito. Ele harmoniza a cremosidade do chocolate 61% Cacau com pedaços da fruta e um toque perfumado de licor.

Outra novidade é o Trufado de Chocolate com Caramelo e Castanha-do-Pará 61% (R$ 74,00)

Nessa linha, outros destaques são o Ovo Trufado de Chocolate com Avelã 44% (R$ 74,00), que combina o chocolate ao leite da marca com creme artesanal de avelãs e cacau, o Trufado de Leitinho e Ovomaltine 44% (R$ 74,00) e o Trufado de Chocolate com Ganache 61% (R$ 74,00).

Já os ovos com frutas secas levam chocolates com maior teor de cacau como o Trufado de Chocolate com Amendoim 70% (R$ 74,00), o Trufado de Chocolate com Castanha-de-Caju 55% (74,00) e o Trufado de Chocolate com Avelã 44% (R$ 74,00).

Para quem prefere os recheados, a Espírito Cacau tem o Ovo de Colher com Recheio de Pralinê de Avelãs 61% Cacau (R$ 85,00) e o Ovo de Colher Recheio Creme de Amendoim com Amendoim 44%. Com 350g eles vêm acompanhados com uma colher de chocolate.

Outra sugestão que reúne vários sabores é o Trio de Ovos de Colher com recheios de Amêndoas, Leitinho com Ovomaltine e Avelã 44% Cacau. Disponível em embalagem de 285g, esse trio delicioso também vem com colher de chocolate e custa R$ 87,00.

Outra tradição da marca são os Ovos de Chocolate com Nougat, ideais para um presente mais sofisticado e exclusivo. Com 190g, estão disponíveis nas versões 44% Cacau ao Leite e 61% Cacau em charmosas embalagens feitas com tecidos. Cada um sai por R$ 63,00.

Onde encontrar/informações: Espírito Cacau

Nutty Bavarian é opção de snack vegano; sabor pizza é novidade

Além de saudáveis, a rede conta com mais de 10 produtos no portfólio que não possui nada de origem animal

A rede de franquias Nutty Bavarian (aquela do cheirinho inconfundível), especializada em oleaginosas (a classe que contempla castanhas, amendoins, entre outras) e que conta com mais de cem quiosques espalhados pelo país, vem crescendo também no mercado vegano. A marca tem sido bastante procurada pelos adeptos aos snacks saudáveis, pois, em geral, as nuts são capazes de diminuir o colesterol, prevenir doenças cardiovasculares, o envelhecimento precoce, junto a outros benefícios também.

A Nutty Bavarian vende cerca de 40 toneladas de castanhas por mês. Desde o final de março de 2020, quando foi declarada a quarentena, a rede ampliou sua estratégia de vendas para o varejo e, hoje, já está nas prateleiras de varejistas como: Sam’s Club, Hirota, Mambo, Drogarias Iguatemi, Redes AM/PM, BR Mania, Select, St. Marchet, Carrefour, Drogaria Araújo e Farmácias São João. Nos últimos meses, a rede intensificou a sua atuação pelo delivery do iFood e pelo próprio e-commerce.

Os produtos são comercializados em pacotes zip, o que garante mais frescor e atende diversos aspectos nutricionais, por exemplo, serem ricos em fibras e em energia. “Nossas embalagens permitem que o lanchinho esteja na bolsa ou onde quer que a pessoa vá, seja na academia, trabalho ou em casa mesmo”, afirma Adriana Auriemo Miglorância, sócia fundadora da rede.

Para completar o cardápio, em outubro do ano passado, a rede lançou a nuts no sabor pizza. A novidade leva amendoim, castanha-de-caju, orégano, tomate, azeite, alho, salsa e mostarda na receita e está disponível em todos os quiosques da rede, no e-commerce e por delivery no iFood.

Em 2020, a rede intensificou a abertura de quiosques em novos locais – fora de shopping centres e aeroportos, pontos tradicionalmente ocupados pela marca. Foram inaugurados quiosques no Parque do Ibirapuera, dentro da Telhanorte, da Petz e da Vestcasa. Agora, a rede acabou de inaugurar dois quiosques na Ciclovia da Marginal Pinheiros (na Ponte Cidade Universitária e outro entre a Cidade Jardim e a parada da Vila Olímpia), com planos de abrir mais um quiosque no local nas próximas semanas, além da primeira loja de rua da marca que será inaugurada no final de fevereiro.

Preço sugerido: Nuts Sabor Pizza a partir de R$ 20,00

The Body Shop aumenta a linha Tea Tree com novo hidratante facial

Coleção best seller da marca tem novidades

A The Body Shop, marca reconhecida mundialmente pela sustentabilidade, ativismo em prol da diversidade e ética, traz um lançamento para a sua linha mais vendida mundialmente – e aqui no Brasil também.

Os produtos Tea Tree, voltados para peles mistas e oleosas, contam com óleo de Tea Tree da comunidade do Quênia. Conhecido no país como melaleuca, o óleo possui propriedades purificantes, antibacterianas e cicatrizantes.

E a novidade vem para agregar o ritual de pele dos fãs desse cult-favorite: um hidratante facial matificante, ideal para peles oleosas. Chega do mito de que este tipo de pele não precisa de hidratação! O Hidratante Facial Tea Tree (R$ 79,90) conta com ação profunda por 24 horas, ajudando a equilibrar a produção natural de oleosidade da pele. Sua fórmula exclusiva é super leve e não oleosa, se espalha perfeitamente na pele.

Modo de usar: Aplique na ponta dos dedos uma quantidade do tamanho de uma ervilha e massageie suavemente no rosto e pescoço limpos, em movimentos para cima. Adequado para aplicações diurnas e noturnas.

Além disso, duas novas volumetrias da linha chegam às lojas The Body Shop. Os queridinhos Gel de Limpeza Facial (R$ 79,90) e Tônico de Limpeza Facial (R$ 89,90) aparecem nas versões de 400ml, perfeitas para quem faz uso diário dos produtos.

O ritual perfeito

Para completar o ritual perfeito de pele de Tea Tree, aposte em outros produtos da linha – que podem ser usados diariamente! O Sérum Facial Anti-imperfeições (R$ 119,10) tem absorção rápida e melhora a textura e oleosidade da pele. Ele pode ser aplicado na palma da mão e espalhado na pele.

Para ocasionais pontos de inflamação, o ideal é correr para o Óleo de Tea Tree (R$ 59,90). Com um algodão, aplique o óleo diretamente na espinha e em 48 horas o seu rosto estará uniforme. É um best-seller da The Body Shop: a cada 8 segundos um item é vendido no mundo!

A Máscara de Tratamento Noturno Tea Tree (R$ 119,90) proporciona refrescância, redução da oleosidade e minimiza as imperfeições da pele. Formulada com ácido salicílico e óleo de Tea Tree, esta máscara com textura em gel, deixará sua pele mais saudável e suave, com uma aparência renovada.

Informações: The Body Shop

Milk & Mellow lança hambúrgueres vegetarianos

Seguindo uma grande tendência do mercado da alimentação, a rede Milk & Mellow lançou seus primeiros itens veganos. São três lanches vegetais, dois deles receitas próprias, um à base de leguminosas e outro à base de tubérculos.

Para os lançamentos de hambúrguer vegetariano, além das receitas próprias e exclusivas, a marca trouxe parceiros conhecidos pela responsabilidade e tradição em produtos vegetais.

Os ingredientes da carne não são a única mudança nos novos hambúrgueres vegetarianos. A maionese é a tradicional artesanal da casa, mas em receita própria na versão vegana e sem nenhum ingrediente de origem animal.

Os queijos são de uma linha especial que, no lugar de soja, usa ervilha como base. Dessa forma, é totalmente livre de alergênicos. O pão também não contém ovos ou manteiga, completando o conceito do lanche completamente vegetal. Os componentes das receitas não contêm nenhum rastro animal. Além disso, os produtos veganos são feitos sem contaminação cruzada, ou seja, com chapa e utensílios exclusivos para os produtos.

A falta de ingredientes de origem animal não prejudica o sabor, pelo contrário: o hambúrguer vegetariano é macio e saboroso.

Alimentos de origem vegetal

Nos últimos anos, surgiram diversas foodtechs, como são chamadas startups no ramo da alimentação, voltadas para produzir carnes de origem vegetal. Hambúrgueres, salsichas, carne moída e outros produtos vegetarianos foram lançados no mercado.

A americana Beyond Meat abriu capital nos Estados Unidos no ano passado e hoje vale mais que o frigorífico brasileiro BRF. Ela chegou este ano ao Brasil, vendendo apenas em mercados de luxo.

Já a Impossible Foods, que nos Estados Unidos fornece para redes como Burger King, Cheesecake Factory e Hard Rock Café, é uma das empresas queridinhas do Vale do Silício, região de inovação e sede de empresas como Google e Apple no país. No ano passado, firmou parceria com o Burger King no Brasil para o lançamento do Impossible Whopper, a versão vegetal do sanduíche da rede.

A The Not Company, conhecida pela abreviação Not Co, já recebeu milhões de dólares em investimentos, inclusive contando com o aporte de Jeff Bezos, fundador e presidente da gigante varejista Amazon e homem mais rico do mundo. A startup chilena já lançou versões de maionese, leite e iogurte e abriu até um restaurante voltado para delivery em São Paulo, o Why Not.

O Brasil também conta com uma startup nesse ramo, a carioca Fazenda Futuro, que vende seus hambúrgueres em lanchonetes e mercados brasileiros.

Meio ambiente

À medida que o Brasil se consolida como um grande fornecedor de proteína animal, com um crescimento acumulado na produção de carne bovina estimada em 10,4% entre 2017 e 2021, também surgem alternativas para o consumo das proteínas. Em 2017, 323 milhões de toneladas de carne foram produzidas no mundo. O número deve chegar a 367 milhões de toneladas nos próximos dez anos.

Esses lançamentos são feitos pensando no crescente número de consumidores veganos e vegetarianos, mas também de olho em pessoas que querem intercalar o consumo de carne com opções de origem vegetal. Segundo a Sociedade Brasileira Vegetariana (SBV), reduzir o consumo de carne ajuda a diminuir o risco de diabetes, a controlar o peso e a diminuir o risco de infarto e outras doenças cardiovasculares.

A produção de carne é responsável por emitir gases de efeito estufa. Também exige uma grande quantidade de água: na média mundial, o volume de água necessário para produzir 1 kg de carne bovina é de 15,4 mil litros.

Para reduzir o impacto ambiental dessa produção, o Greenpeace realizou uma pesquisa e publicou um relatório recomendando a redução de 50% no consumo de carne e derivados até 2050.

O movimento Segunda Sem Carne incentiva tirar os alimentos de origem animal do cardápio por um dia na semana. Ao deixar de consumir 24g de ovos, 311g de carnes e 430ml de leite e derivados, uma pessoa pode deixar de emitir 14kg de gás carbônico, CO2, na atmosfera, o equivalente a 100km rodados em um carro comum. Também deixa de gastar 3.400 litros de água, cerca de 26 banhos de 15 minutos.

Pensando nesses consumidores e no bem do meio ambiente, a Milk & Mellow faz parte dessa tendência global e oferece seus novos hambúrgueres vegetarianos.

Informações: Milk & Mellow