Arquivo da tag: vegetariano

Receita de torta vegana de mortadela com legumes

Pensando em auxiliar as pessoas a escolher comidas gostosas e ricas em nutrientes, a Superbom apresenta uma receita de torta de mortadela ovolactovegetariana com legumes. A nutricionista Bruna Pavão, responsável pela criação da receita, pontua que entre os ingredientes está a couve-flor, verdura versátil de baixa caloria que pode ser utilizada em diversos pratos. “A couve-flor é uma boa fonte de potássio, magnésio, riboflavina e fibras”, informa.

Torta de Mortadela com Legumes

Ingredientes

Massa
2 e ½ xícaras (chá) de farinha de trigo
1 xícara (chá) de água
1 xícara (chá) de leite de soja
½ xícara (chá) de óleo vegetal
1 pitada de sal
1 colher (sopa) de fermento em pó

Recheio
1 xícara de Mortadela à Base de Ervilha Superbom cortada em cubinhos
2 colheres (sopa) de cebola picada
1 dente de alho picado
1 tomate picado
1 xícara (chá) de brócolis picado
1 xícara (chá) de couve flor picada
Sal a gosto

Montagem
VeganCheese Provolone Superbom ralado

Modo de Preparo

Massa
Em um liquidificador, bata bem todos os ingredientes. Reserve.

Recheio
Em uma frigideira, refogue o alho e a cebola. Depois, acrescente o tomate, o brócolis e a couve flor, refogando por 5 minutos. Desligue o fogo e junte com a mortadela. Reserve.

Montagem
Em uma travessa ou forma quadrada, espalhe uma camada da massa reservada. Por cima espalhe todo o recheio refogado. Em seguida, despeje o restante da massa. Polvilhe o VeganCheese provolone ralado e leve ao forno preaquecido (180ºC) por cerca de 30 minutos ou até dourar. Sirva.

torta veg.jpg

Rendimento: aproximadamente 14 pedaços
Tempo de Preparo: 35 minutos

Fonte: Superbom

No Dia Mundial do Rock, Vegan Point Tatuapé oferece delícias especiais

O restaurante vegano Vegan Point traz esta semana pratos e produtos inspirados na semana do rock. Vai ter comida boa, saudável, sem origem animal, para todos os gostos de rockeiros e não rockeiros, veganos e não-veganos.

Será mais uma vez um menu exclusivo, bem ogrovegano para satisfazer a todos com muito amor e rock’n’roll! Hoje, dia 13, será possível apreciar a deliciosa e tradicional feijoada no horário de almoço, que vai das 12 às 15 horas.

E, mais tarde, a partir das 18 horas, a lancheria estará aberta com os seguintes produtos exclusivos: Rock Black Lemonade, Rock ‘N’ Sandwich, Torta Dark ‘N’ roll, Pratos apimentados, Cervejas especiais, além de porções, bolos, sorvetes, trufas, shakes, cookies e outras comidinhas.

A comida é sempre preparada com ingredientes de alta qualidade, orgânicos, advindos de outros empreendedores veganos, já que a empresa preza pelo fomento e crescimento do comércio vegan e sua disseminação entre os meios gastronômicos.

O Vegan Point espera por todos: “Somos a revolução! Let´s rock!”.

vegan point 4vegan point 1vegan point 3vegan point 2

Vegan Point Tatuapé

O restaurante Vegan Point Tatuapé abriu suas portas em 2017 em uma sobreloja com apenas 12 lugares e uma equipe de sócios com muita vontade de crescer e surpreender. Exatamente um ano depois, o restaurante reabre em um lugar mais amplo com um cardápio bem mais variado, fruto de muitas pesquisas e disposição de oferecer uma alimentação gostosa, natureba e livre de proteína animal.

Vegan Point: R. Cel. Luís Americano, 117 – Vila Azevedo, São Paulo – SP. Horário de funcionamento – segunda-feira e terça-feira: 11:30–15:00; quarta a sexta: 11:30–15:00, 18:00–23:00; sábado 11:30–23:00. Domingo: fechado

Receita vegetariana para comemorar o Dia da Pizza

Para comemorar o Dia da Pizza, aprenda a fazer a receita de uma pizza vegetariana prepara pelo chef Gabriel Oliveira, do Vila Seu Justino. Ela leva abobrinha, molho de tomate e pesto. Confira:

Pizza Vegetariana, do Vila Seu Justino

Ingredientes:

1 disco de pizza
300g abobrinha italiana cortada em rodelas bem finas
20g parmesão ralado

Para molho de tomate:
100g tomate italiano bem maduro
1 dente alho
20ml azeite extravirgem
Sal e pimenta do reino a gosto

Para molho pesto:
1 maço manjericão
1 dente alho
Parmesão ralado fino 30 gramas
Sal quanto bastar
Pimenta do Reino quanto bastar
Azeite extravirgem 100ml

Modo de preparo:

Molho sugo:
Ralar o tomate num ralador grosso. Numa frigideira adicionar o azeite, o alho inteiro descascado e levar ao fogo. Retirar o alho dourado e dispensar, apagar o fogo e adicionar o tomate ralado, sal e pimenta do reino a gosto.

Molho Pesto:
Num liquidificador adicionar o manjericão desfolhado, o dente de alho sem casca e o parmesão. Adicione azeite e bata rapidamente. Finalize com sal e pimenta do reino a gosto.

Montagem:
Preaquecer o forno a 280C. Dispor a massa em forma de pizza disco. Espalhar o molho de tomate deixando 1 dedo de borda e levar ao forno por 3 minutos. Dispor a abobrinha em rodelas finas sobre o molho de tomate formando um círculo. Distribuir o molho pesto sobre a pizza e salpicar parmesão. Levar ao forno por mais 5 minutos a 280ºC e finalizar com pétalas de manjericão.

Pizza Vegetariana_Vila Seu Justino_2 (2).jpg

Fonte: Vila Seu Justino

Libre proporciona inclusão alimentar com salgados sem glúten e lactose

Promover a inclusão alimentar, oferecendo alimentos saborosos e artesanais para consumidores que possuem alergias e restrições alimentares, é a proposta da Libre, empresa especializada na produção de salgados e doces isentos de glúten, lácteos e açúcares.

Desenvolvidos especialmente para celíacos, pessoas intolerantes à lactose e que não podem ingerir açúcares, alguns produtos Libre também podem ser consumidos por vegetarianos, veganos e consumidores que fazem dietas restritivas ou buscam uma alimentação saudável, evitando a ingestão desses ingredientes.

Hoje, estima-se que uma em cada três pessoas é alérgica a algum alimento e que no mundo, 1 bilhão de pessoas sofrem deste mal. A perspectiva é de que em 2050 este índice alcance 4 bilhões de alérgicos. Só no Brasil, a alergia alimentar atinge cerca de 6% das crianças e 3,5% dos adultos. Estima-se que hoje, são mais 2 milhões de brasileiros celíacos e cerca de 70% da população adulta possui algum tipo de intolerância à lactose.

Para atender a esses públicos, a Libre lança uma linha de Empadas elaboradas com uma massa supermacia, à base de farinha de arroz e fécula de mandioca, sem manteiga, que derrete na boca. Produzidas nas versões Palmito, Escarola e Frango. As Empadas Libre são recheadas com ingredientes naturais, como o frango, que leva o selo da Ecocert, garantindo que as aves foram criadas livres de hormônios e antibióticos.

“Criamos a Libre para ajudar consumidores a se alimentar melhor, inclusive as pessoas que têm alguma restrição ao glúten e à lactose, para que elas encontrem esses produtos com mais facilidade e atender a demanda por esses alimentos que vem aumentando muito nos últimos anos. Queremos proporcionar a inclusão alimentar ao levar nossos produtos mais perto de todos, para que as pessoas tenham sempre uma opção sem alergênicos perto de casa ou do trabalho”, explica Calimério de Carvalho, diretor da empresa.

empada palmitomockup_empada_palmito_sem_fundo

Disponíveis em embalagens de 350g, as Empadas Libre são pré-assadas, ultracongeladas e de fácil preparo. Basta aquecer em forno convencional ou Airfryer a 18ºC por 15 minutos para que fiquem prontas.

mockup_empada_frango_sem_fundoempada_de_frango_libre_2

Ideais como opção de lanche, para uma refeição mais leve ou para festas, as Empadas Libre já estão disponíveis em empórios, lojas especializadas e em redes de varejo.

Informações: Libre

Confraria Gourmet: lugar de comida saudável

A chef Jennifer Kreibich, 31 anos, nasceu em Florianópolis, se formou em gastronomia pela UNISC em Santa Cruz do Sul e, depois de ter comandado um café durante um ano e meio, veio para São Paulo.

Por aqui trabalhou com catering, fez vários eventos sempre com sua proposta de comida saudável; assim como eram seus deliveries que fizeram tanto sucesso que a chef resolveu abrir, em 6 de novembro de 2018, o seu Confraria Gourmet.

Em uma esquina das ruas Herculano de Freitas e São Miguel no bairro da Bela Vista, Jennifer criou um ambiente aconchegante e intimista com 26 lugares, mesas com toalhas de rústicas, quadros na parede, porta talheres de juta, mesas na calçada, assim é Confraria Gourmet.

São sete meses levando para as mesas dos comensais pratos recheados de sabores, mas livre de glúten e lactose, um caminho que hoje é muito procurado e muito necessário por quem tem restrições alimentares ou procura uma alimentação mais saudável.

Uma reeducação alimentar é a proposta

“Os problemas do mundo giram em torno da alimentação” diz a chef, “Você muda a vida de uma pessoa por meio da comida, mas sem extremismos, tire tal alimento de sua vida e pronto! Não é assim. Você tem que buscar um substituto para isso, buscar um equilíbrio”.

Para ela, as indústrias são as principais causadoras de muitos problemas da humanidade: “As pessoas estão viciadas, em contrapartida, se o mundo virar 100% vegano, haverá um desiquilíbrio e impacto negativo para a economia”, ela reconhece.

feijoada vegana
Feijoada vegana
moqueca vegana
Moqueca vegana
nhoque vegano
Nhoque vegano
yakisoba com frango
Yakisoba com frango
petit gateau vegan
Petit gateau vegan

Na Confraria Gourmet é oferecida comida vegana, mas também pratos com uma fonte de proteína. A chef trabalha com carnes brancas, peixes e frangos orgânicos, No almoço o cardápio é executivo, no valor de R$ 34,00 e, à noite, serve à la carte. Além disso, há uma carta de vinhos, drinques e águas aromatizadas.

Fotos: reprodução Facebook

Confraria Gourmet: Rua Herculano de Freitas, 300 – Bela Vista – Horário de funcionamento – de terça-feira a domingo: almoço, das 11h30 às 15h. Jantar: das 19h às 22h

Santo Grão tem novidades vegetarianas, veganas, sobremesas e drinques

Reconhecido por seus cafés especiais, o Santo Grão também conta com um menu diferenciado para almoço e jantar, que ganhou novas receitas nas unidades dos Jardins e Itaim. Entre as novidades trazidas pela chef de criação Marcela Neily, há opções vegetarianas e veganas, sobremesas e drinques.

burrata.jpg

Como entrada, a dica é a “Burrata com figos caramelizados”, uma opção vegetariana com muçarela de búfala, figos caramelizados, tomates assados com ervas e tuille de pão naan (R$ 58).

fajita vegana

Para o prato principal ou até um lanche de final de tarde, destaque às “Fajitas veganas” feitas a partir de inspirações mexicanas com vegetais assados, aioli vegano, cogumelo Portobello, avocado, salsa picante e acompanhamento de tortilhas de trigo. Há como acrescentar ovo poché – nesse caso, a receita deixa de ser vegana e vira vegetariana (R$ 39).

dupla sem culpa.jpg

Para adoçar, há duas novas criações de sobremesas. A “Dupla Sem Culpa”, criada para aqueles que estão em uma pegada fitness, acompanha dois bolinhos: um de matcha com cacau de néctar de coco e castanha de caju e outro de caramelo salgado, cacau, ameixa e maple (R$ 28). Outra pedida de sobremesa é o “Minipudim de maracujá” com calda de frutas vermelhas (R$ 17).

rosé fizz

Como as novidades não se limitaram ao cardápio de comidas, há duas novas opções refrescantes na carta de drinques. Para os amantes de gin, a pedida é o “Rosé Fizz”, que leva gin rosé, Chandon rosé, tônica, morango e manjericão (R$ 43).

E para completar, o “Royal Tea Aperol” com Aperol, chá preto, tônica e laranja desidratada (R$ 35). Se preferir bebidas sem álcool vale apostar na outra novidade da rede Nubu Living Drink, Kombucha nos sabores gengibre com chá verde, morango com hibisco ou maçã verde com cardamomo (R$ 15).

Santo Grão
Jardins: Rua Oscar Freire, 413 – Cerqueira César – São Paulo – Horário de funcionamento: segunda, das 9h às 24h. Terça a quinta, das 7h30 às 24h. Sextas e sábados: das 7h30 à 1h30. Dominfo: das 7h30 às 24h.
Itaim: Rua Jeronimo da Veiga, 179 – Itaim Bibi – São Paulo – Horário de funcionamento: segunda, das 9h às 24h. Terça e quarta, das 7h30 à 1h. Quinta, Sexta e Sábado, das 7h30 às 2h. Domingo, das 7h30 às 24h.

Tradicional Festa Junina Vegana da VegNice na Vila Mariana com entrada gratuita

Um ano é muito tempo para esperar por esse delicioso e saudável evento, não é verdade?  Você tem ainda duas oportunidades para aproveitar o maior arraial vegano de São Paulo com os quitutes típicos da festividade mais amada do Brasil (versões vegana, claro); se deliciar com outras opções de salgados e doces (inclusive sem glúten), e bebidas; adquirir peças de artesanato e cosméticos também veganos; e levar para casa um bichinho de estimação da feira de adoção de pets resgatados.

Tem mais: entre 15 e 18 horas há aulas de culinária vegana (rápida e fácil) gratuitas e bingo em prol do Abrigo Felino Menina de Jacareí (SP). E a criançada poderá se divertir na área de recreação infantil, das 12 às 18 horas, gratuitamente. Quer mais notícias boas? A sexta edição da Festa Junina Vegana ocorre em local maior, para receber o público com mais conforto, e contará com um fraldário para maior   comodidade aos pais.

Você vai encontrar nos cerca de 40 expositores. Entre as diversas comidinhas juninas, tem bolinho caipira (patrimônio cultural imaterial de Jacareí); cuscuz; lanche Buraco Quente com jaca louca; pamonha; canjica e arroz doce feitos com leite de amêndoas; milho cozido; doce de abóbora; pé de moleque; maçã do amor; bolos (fubá / aipim / batata / milho) quentão e vinho quente.

Os visitantes também encontrarão outros pratos como hambúrguer; salgados em geral; iguarias orientais e mexicanas; churros; sorvetes etc. Tudo na versão vegana, ou seja, sem lactose, e com várias opções sem glúten. Destaques para a participação da recém inaugurada lanchonete Estação Vegana, com sua feijoada caprichada e coxinha de jaca VegNice; o restaurante Dom Vegano e o Doum Culinária Inclusiva. Os preços variam entre R$ 5,00 e R$ 25,00.

Atividades paralelas

A Festa Junina Vegnice também oferece diversas práticas gratuitas para adultos e crianças, todos os sábados e domingos. Das 15 às 18 horas, quem quiser aprender alguns “segredinhos” da gastronomia vegana poderá participar das aulas que ensinarão a preparar diferentes tipos de leites vegetais, hambúrguer de grãos e docinhos; já aqueles que gostam de bingo, terão a oportunidade de brincar (R$2,00/cartela), ganhar prêmios e ainda ajudar o Abrigo Animal Felino Menina de Jacareí (SP), pois toda a renda arrecadada nessa ação será destinada à entidade.

E as crianças de 1 a 10 anos poderão se divertir na piscina de bolinha e cama elástica, das 12 às 18 horas. Será que seu bichinho de estimação estará te esperando no evento? Se você tiver intenção de adotar um animal resgatado, precisa levar um documento oficial com foto, passar por entrevista e assinar um termo de responsabilidade pelo pet adotado.

manteiga_vegana rama jonassabonetes_veganos - rama jonascosmA_C_ticos_veganos_ rama jonas

“A Festa Junina Vegana abre o portão e o coração a todos, veganos e não veganos. Tudo está sendo preparado com muito carinho, pois esse evento, alegre, informal e de qualidade é a ocasião perfeita para que as pessoas que não adotam o estilo de vida vegano experimentem novos sabores e descubram que alguns pratos ficam ainda mais gostosos sem ingredientes de origem animal. Ah, e ainda tem outros produtos, como os cosméticos, que não precisam da exploração animal para serem eficientes”, destaca Gopi Priscila, da VegNice.

festa vegana.jpg

Festa Junina VegNice
Datas: 22 e 23 / 29 e 30 de junho
Horário: das 12 às 21h
Endereço: Rua Dr. José de Queiroz Aranha, 92 (pertinho do metrô Ana Rosa)
Entrada gratuita
Organização: VegNice Eventos Veganos & Ações Solidárias

Segunda sem Carne: cresce simpatizantes e opções nos cardápios dos restaurantes

O movimento “Segunda Sem Carne”, lançado pela Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB), que convida a população para evitar a ingestão de proteína animal uma vez por semana, atingiu a marca recorde de 67 milhões de refeições à base de vegetais só no ano 2018. A campanha brasileira é considerada a maior do mundo, segundo a entidade, e tem como objetivo incentivar essa substituição pelo bem da saúde das pessoas, animais e do meio ambiente. Conquistando cada vez mais adeptos, redes de alimentação saudável vem mostrando que dá para começar a semana sem carne com opções deliciosas.

fricasse
Fricassê de carne de jaca com requeijão vegano

Na Mr. Fit, por exemplo, é possível experimentar iguarias como o fricassê de carne de jaca com requeijão vegano, a feijoada vegana com legumes grelhados ou até mesmo a famosa moqueca de banana da terra. Além disso, a rede tem sobremesas como o brigadeiro e o beijinho de biomassa.

wrap
Wrap Árabe Falafel

Outra rede que investiu em variedade de pratos para começar a semana sem carne é a Boali, que traz uma seleção de ingredientes frescos para o cliente criar sua própria salada, além de diversas opções de molhos e sementes, como linhaça, chia, entre outros. O wrap Árabe Falafel, feito de bolinhos de grão-de-bico, tomate, pepino, cebola roxa, hortelã e molho árabe, é sucesso da casa e uma ótima pedida para quem quer se integrar a onda do vegetarianismo.

A rede Mr. Fit nasceu com a proposta de oferecer uma alimentação e com muito sabor, preparada de forma rápida e a um preço acessível. A empresária Camila Miglhorini, com dificuldade de encontrar uma comida rápida e com qualidade em um mundo repleto de produtos artificiais e refinados, criou o Mr. Fit na cidade de Paulínia, interior de São Paulo, em 2013. Pioneira em fast-food saudável no Brasil, a rede oferece refeições e sanduíches saudáveis, como estrogonofe de biomassa de banana. Está presente em mais de 14 estados no país, além-implantação em países como EUA.

É possível conciliar low carb e vegetarianismo

Os nutrientes necessários para manutenção da saúde do organismo devem ser buscados em boas fontes de proteínas e gorduras provenientes dos vegetais

É muito comum as pessoas atestarem que não é possível conciliar o vegetarianismo à estratégia alimentar low carb. Isto porque a prática se caracteriza por reduzir o consumo de carboidratos e por buscar as calorias necessárias para o corpo humano em proteínas, principalmente, as encontradas em produtos de origem animal.

Ao contrário da impressão corrente, a Associação Brasileira LowCarb (ABLC) afirma que é perfeitamente possível adaptar a estratégia low carb aos hábitos alimentares dos vegetarianos. Como no vegetarianismo é excluído total ou parcialmente um grupo de macronutrientes que provem aminoácidos e ácidos graxos essenciais à vida humana, a ABLC recomenda que, quem optar por adotar esta estratégia alimentar, seja num contexto low carb ou não, busque ajuda de um nutricionista e/ou profissional da área de saúde para que sua dieta seja adequada às suas necessidades.

Além de ser uma estratégia que restringe carboidratos, a low carb é uma prática alimentar que se baseia no consumo de alimentos naturais e na restrição de alimentos ultraprocessados. Então, se alguém deseja aderir à prática deve evitar açúcares, farináceos e o excesso de amido, que se transformam em glicose no sangue, levando ao aumento do hormônio insulina e, consequentemente, ao maior armazenamento de gordura no corpo.

Segundo o diretor-presidente da ABLC, José Carlos Souto, muitos vegetarianos quando iniciam a prática sem acompanhamento de um profissional de saúde tendem a optar por uma dieta baseada em pães, massas, bolos e batatas fritas, a fim de buscarem a energia necessária para o bom funcionamento do corpo, já que folhas verdes tais como couve, espinafre, alface, agrião e rúcula, não apresentam calorias significativas e, isoladamente, não conferem saciedade.

abacate

Com a proteína da carne banida de sua dieta, Souto esclarece que os vegetarianos devem ter como principal fonte de calorias, não os carboidratos refinados e industrializados, mas as boas gorduras, que podem ser encontradas em diversos produtos vegetais, como: frutas (abacates); oleaginosas (nozes, castanhas, macadâmias, amêndoas); laticínios (principalmente queijos e manteiga) e azeite de oliva e óleo de coco. Além disso, o aporte proteico adequado também deve ser garantido em uma dieta vegetariana bem formulada.

De acordo com o médico, ovos também são importantes aliados nessa estratégia alimentar, pois, além de serem excelente fonte de gordura, são ricos em proteína. “Para quem não apresenta problemas de digestibilidade e autoimunidade, comer feijões e lentilhas é recomendável, pois também colaboram no aporte de proteínas”, explica o diretor-presidente a ABLC.

beringela pixabay

Pessoas que aderiram à low carb e optaram por não consumir carnes podem achar que o vegetarianismo é incompatível com essa prática alimentar. Como dito, não é viável ter como base da alimentação humana somente folhas verdes. Conforme Souto, quando combinados a boas fontes de proteínas vegetais, os vegetais folhosos e, também, os vegetais de baixo amido (couve-flor, berinjela, brócolis, cenoura, cebola, alho etc.) são unanimidade em termos nutricionais, estando universalmente associados a bons desfechos de saúde em 100% dos estudos clínicos.

Frutas devem ser ingeridas com parcimônia

Enquanto hortaliças podem fazer parte basicamente de qualquer dieta, a ingestão de frutas deve estar de acordo com a necessidade de cada pessoa. O diretor-presidente da ABCL explica que se o objetivo não é a necessidade de controle de peso, o consumo de frutas sem restrições é uma opção.

blueberry mirtilo pixabay
Pixabay

“Se a pessoa precisa perder peso ou já tem resistência à insulina, glicose no sangue se alterando, mas não tem diabetes, é recomendado consumir frutas com moderação”, diz Souto. Neste caso, é melhor optar por frutas menos açucaradas. As campeãs nesse quesito são coco e abacates. As frutas vermelhas, tais como morango, mirtilo, framboesa e amora, também têm poucos açúcares e são boas opções. Outras, como ameixa, melão, pêssego, laranja, maçã, e mamão, contêm níveis moderados de açúcar e podem se adequar à dieta.

Entre as frutas contendo mais açúcares estão banana, figo, uva, manga, abacaxi e melancia. Caso não haja problemas de saúde, estas frutas podem ser consumidas, desde que tenha atenção às quantidades. Essas questões são individuais, e um nutricionista pode ajudar a calcular as porções adequadas, de acordo com as necessidades e objetivos de cada um. Para os adeptos de very low carb (VLC), essas frutas devem ser evitadas. A banana, por exemplo, é tão açucarada que equivale neste quesito a mais de 20 morangos.

Apesar de não serem proibidas em uma estratégia alimentar low carb, Souto destaca que frutas não são bons lanches para se fazer de estômago vazio. Isto porque os níveis de glicose no sangue podem se elevar rapidamente, ocasionando fome uma ou duas horas depois, assim que os níveis voltarem a baixar. Conforme o diretor-presidente da ABLC, a melhor opção de lanche numa estratégia low carb é aquela que une boa proteína e boa gordura.

Assim como em qualquer outra dieta, é possível conciliar a opção pessoal de restringir o consumo de produtos de origem animal, como no caso do vegetarianismo. Contudo, recomenda-se que haja acompanhamento de um nutricionista com experiência no assunto a fim de garantir que a estratégia seja corretamente formulada e bem-sucedida.

Fonte: ABLC

Receita de lasanha vegetariana com molho de ervas aromáticas

Os paladares transformam a cada dia e a tendência de evitar carnes e derivados dos pratos é cada vez maior. Pensando nisso, a Sacciali preparou uma receita com o Molho de Tomate de Ervas Aromáticas, temperado com alecrim, salsa, orégano e manjericão, para trazer mais sabor e novidades aos pratos dessa páscoa. Confira a receita:

Lasanha Vegetariana com Molho de Ervas Aromáticas Sacciali

Ingredientes para o pesto
300g de manjericão
½ xícara de pinoles ou outra noz da sua preferência
1 xícara de azeite
½ xícara de parmesão ralado
Sal e pimenta do reino a gosto

Ingredientes para o recheio
1kg de abobrinhas cortadas em cubos
5 tomates cortados em cubos
1 cebola grande cortada em cubos
Sal e pimenta do reino a gosto

Ingredientes para a montagem
450g de massa de lasanha
1 Molho de Tomate de Ervas Aromáticas Sacciali de 340g
3 xícaras de queijo mozzarella ralado
1 xícara de queijo parmesão ralado

Modo de Preparo

Pesto: em um liquidificador, triture o manjericão com os pinhões, sal e pimenta. Adicione o azeite aos poucos e, por último, misture o queijo e reserve o pesto para a montagem.

Recheio: em uma frigideira aquecida com azeite, refogue a cebola, até que murche. Acrescente as abobrinhas e refogue. Junte o tomate e cozinhe até que as abobrinhas estejam macias. Desligue o fogo e misture com o pesto.

Montagem: em uma assadeira, coloque 1 xícara de Molho de Tomate de Ervas Aromáticas Sacciali e espalhe. Monte as camadas espalhando a massa, o recheio e o queijo. Finalize as camadas e leve ao forno preaquecido a 180ºC por 45 minutos. Assim que pronta, deixe descansar por 5 minutos antes de servir.

lasanha vegetariana

 

molho.png

Fonte: Sacciali