Arquivo da tag: verduras

Outono: conheça as frutas, verduras e legumes da estação

A estação, que é marcada por climas amenos e noites mais frias, traz diversas frutas para compor a alimentação; confira

É preciso ter atenção especial com a alimentação durante todo o ano, mas em algumas épocas, como outono, o organismo precisa de nutrientes diferenciados e alimentos que reforcem o sistema imunológico contra gripes e resfriados por conta das temperaturas mais baixas desta estação que é marcada por climas amenos e noites mais frias.

Para começar, a dica é eliminar a dieta monocromática e dar mais cor ao cardápio, incluindo frutas, verduras, legumes e evitando alimentos gordurosos, açucarados e ultraprocessados. Alimentos ultraprocessados, em sua maioria, apresentam muitos aditivos artificiais e uma quantidade muito alta de sódio que pode comprometer a saúde com o tempo.

O Quitanda, mercado de produtos frescos localizado na rua Mateus Grou, em Pinheiros, selecionou alguns alimentos para você incluir na sua compra semanal. O estabelecimento trabalha com um vasto hortifruti, incluindo uma área dedicada aos orgânicos. O cliente ainda encontra uma grande variedade de carnes, peixes, temperos gourmet, produtos de mercearia, veganos, pães, e itens de marca própria, como geleias, molhos, sucos e refeições congeladas.

Confira a seleção e veja o que incluir na sua compra semanal:

Abacate: a fruta é repleta de nutrientes, além de ter fibras, potássio, magnésio e vitaminas do complexo B, K e C, ideias para o bom funcionamento do organismo. O abacate também apresenta um aminoácido chamado triptofano que ajuda na produção de serotonina, responsável pela sensação de bem-estar no corpo.

Laranja: a fruta é rica em vitamina C, cálcio, fósforo e ferro que vai melhorar a imunidade. Os antioxidantes presentes ajudam a diminuir o colesterol, além de bloquear células cancerígenas. As fibras presentes também auxiliam na diminuição de problemas intestinais.

Foto: Ceeline/Pixabay

Caqui: é uma fruta excelente com doses de vitamina A, C e fibras. O caqui também sais minerais como cálcio, ferro e fósforo, magnésio, manganês e zinco. Em se tratando de saúde, ele é benéfico para a prevenção de doenças cardíacas, controle da pressão arterial, melhora o funcionamento do intestino e da imunidade.

Banana: muito comum em todo o Brasil, a fruta é um alimento rico em vitaminas do complexo B, como B1, B2, B6 e B12 que auxiliam diretamente no sistema nervoso. A presença de ferro estimula a produção de hemoglobina, sendo indicada para o combate de anemia.

Maçã: famosa por diminuir o índice glicêmico, a fruta é rica em fibras solúveis que eliminam impurezas pelo intestino. A florizina, substância encontrada na maçã, protege o fígado contra a ação dos radicais livres, incentivando que ele elimine toxinas e excesso de gordura.

Maracujá: protagonista em receitas como mousses, bolos, molhos, geleias, vinagretes e até farofas, o maracujá é repleto de nutrientes essenciais para a manutenção do organismo, como vitaminas do complexo B, cálcio, ferro, fósforo, sódio e potássio. A fruta também é conhecida por ter efeito calmante graças à ação de flavonoides e alcaloides que atuam no sistema nervoso central agindo como tranquilizantes, analgésicos e relaxantes musculares, o que também contribui para o combater a depressão, ansiedade e distúrbios do sono.

Inhame: o tubérculo tão popular em carboidratos de baixo índice glicêmico e fibras solúveis é uma excelente fonte de vitaminas do complexo B, como vitamina B6, vitamina B1, riboflavina, ácido fólico e niacina. Ele também apresenta potássio, ferro, cálcio, fósforo, magnésio e cobre que são minerais importantes para o organismo.

Gengibre: ingrediente sempre presente em chás e sucos, a especiaria ajuda a acelerar o metabolismo. Suas propriedades anti-inflamatórias e digestivas, melhoram a limpeza do intestino e a digestão de gorduras, o que facilita o trabalho do fígado.

Foto: Clara Sander/Pixabay

Espinafre: as folhas apresentam boas doses de ferro, cálcio, fósforo, potássio, magnésio, fibras, proteínas, carboidratos, além de vitaminas A, K e B2. O consumo regular contribui para a saúde dos olhos e pode prevenir doenças cardiovasculares. Para a absorção de todos os minerais, é recomendado ingerir a hortaliça com alimentos ricos em vitamina C, tais como laranja, abacaxi ou acerola.

Agrião: de sabor marcante, o agrião é rico em cálcio, ferro, potássio e vitaminas A e C. A vitamina C, aliás, atua na prevenção e combate de problemas respiratórios, resfriados e gripes graças a sua ação expectorante e descongestionante. O alimento pode ser consumido como salada e também usado como complemento em carnes refogadas, sopas e caldos.

Pepino: não é somente bom pele, ele é rico em vitamina C, B5, potássio, magnésio, folato, fibras e antioxidantes. Composto de 90% de água, o vegetal apresenta 24% de proteína que podem beneficiar os músculos.

Além desses dos alimentos acima, compõem a estação: abóbora, abobrinha brasileira, ameixa estrangeira, atemoia, batata-doce, berinjela, limão, caqui, cará, carambola, cebola, chuchu, cupuaçu, ervilha-torta, figo, graviola, jiló, kiwi, lima-da-pérsia, louro, mamão, mandioca, mandioquinha, mexerica, milho, pera, pinhão, pitaya, rabanete, salsa, tangerina, tomate e uva.

Fonte: Quitanda

Frutas, legumes e verduras que são mais baratos em março

É safra de abacate, goiaba, ameixa, repolho, escarola, rúcula, pepino, quiabo e tomate

O grupo alimentar dos hortifrútis ricos em vitaminas, minerais e fibras, que fazem muito bem para saúde, também protegem contra o aparecimento de diversas doenças. Consumir produtos da época como abacate, ameixa, goiaba, repolho, escarola, rúcula, pepino, quiabo e tomate proporcionam uma alimentação mais saudável, são mais baratos e nutricionalmente melhores.

Segundo, Glaucia Braggion, nutricionista e professora do curso de Nutrição da Faculdade Santa Marcelina, o fato de ser período da safra, garante maior oferta no mercado e faz com que os preços caiam. “Os vegetais quando estão no período de safra, geralmente apresentam valor nutricional mais rico, porque conseguem se desenvolver melhor e aproveitar ainda mais os nutrientes ofertados pelo solo, o que garante mais qualidade nutricional e exige menor utilização de adubos e fertilizantes para seu cultivo”, disse.

Confira abaixo algumas frutas, legumes e verduras da safra de março listados pela nutricionista:

Frutas

-Abacate é um alimento rico em energia, que provém das gorduras de boa qualidade como os ácidos graxo poli-insaturados e o ácido oleico (ômega 9) que proporcionam, além da saciedade, redução no risco de dislipidemia. Essa característica se deve ao perfil de lipídios (gorduras) da fruta que ajuda a manter bons níveis de colesterol (promove redução do LDL e aumento do HDL). Devido à característica sacietógena dos alimentos gordurosos (capacidade de aumentar saciedade), ele pode e deve ser indicado em dietas em que se pretende restrição calórica ou redução de peso uma vez que pequenas quantidades dessa fruta podem manter a fome controlada por mais tempo.

Silverstylus/Pixabay

Além disso, ele contém vitaminas (como a Vitamina C e a Vitamina E) que exercem papel antioxidante no organismo, auxiliando no controle do estresse oxidativo e prevenindo doenças crônicas. A Vitamina A presente no abacate tem função antioxidante e, também anti-inflamatória. O teor de fibras solúveis aliado a gordura da fruta ajuda o bom funcionamento do intestino, que é a porta de entrada de todos os nutrientes do organismo.

-Goiaba é uma fruta rica em fibras com baixo teor de calorias capaz de promover vários benefícios para o organismo. Devido ao seu elevado teor de fibras, a goiaba melhora da função do trato gastrointestinal, especialmente quando o intestino está ‘solto’. Por ser uma das frutas mais ricas em vitamina C, ela participa do processo do organismo de aumentar as defesas imunológicas, favorecendo a imunidade e reduzindo risco de infecções recorrentes.

Possui elevado teor de licopeno, especialmente a goiaba vermelha. O licopeno é um composto bioativo que atua em mecanismos que promovem menor risco cardiovascular e redução inclusive do risco de câncer de próstata. Esse composto bioativo também atua na saúde da pele e na proteção quanto ao estresse oxidativo causado pelo sol, protegendo a pele dos raios UV.

-Ameixa é uma fruta com sabor adocicado e muito rica em fibras e vitaminas, que atuam proporcionando efeitos benéficos para a saúde quando combinadas num contexto de dieta equilibrada. Seu elevado teor de fibras, celulose e pectina, auxilia o funcionamento intestinal promovendo efeito laxativo. Esse efeito é ainda mais intenso devido à presença de quantidades significativas de sorbitol e isatina, que são mais disponíveis na versão desidratada (ameixa seca). Essa ação na saúde intestinal promovida pelas fibras auxilia inclusive no controle do colesterol modulando sua absorção intestinal.

Foto: Max Straeten/Morguefile

O seu elevado teor de vitaminas do complexo B, vitamina A, C e K atuam no sistema imunológico, na proteção da pele, da visão e na manutenção da saúde óssea. Outra substância presente em quantidades relevantes na ameixa são as antocianinas, compostos bioativos que conferem a cor arroxeada à fruta e que exercem importante função antioxidante e anti-inflamatória, beneficiando a saúde cardiovascular e atuando na prevenção das doenças crônicas. Esses efeitos são potencializados pela presença de minerais como magnésio, potássio, ferro, zinco, cálcio e fósforo.

Legumes

-Tomate , apesar de ser uma fruta, é tratada como legume. Nutricionalmente muito rica, de baixo teor de calorias e de sabor adaptado perfeitamente ao paladar do brasileiro. Seu consumo é frequente seja cru, na salada, seja refogado nos alimentos, cozido na forma de molhos e até em produtos industrializados. É uma importante fonte de licopeno, um composto bioativo com função antioxidante e que é mais biodisponível na versão cozida do tomate (molhos, por exemplo) uma vez que o aquecimento melhora a absorção desse composto pelo organismo humano.

O licopeno, por sua função antioxidante, está associado à redução do risco de diversas condições patológicas decorrentes de processo inflamatório e do estresse oxidativo, entre elas destacamos o câncer de próstata, pulmão e estômago, a doença de Alzheimer, o diabetes (papel combinado do cromo presente no tomate), e as doenças cardiovasculares por participar do controle dos níveis de colesterol. Além do licopeno, o tomate contém várias vitaminas como A e C (envolvidas com a visão e o sistema imunológico), a vitamina K (envolvida com a saúde óssea) e vitaminas do complexo B.

Devido à presença de bioflavonoides e carotenoides, o tomate pode contribuir para redução de processos inflamatórios e aliviar dores. O Potássio presente em grande quantidade auxilia na regulação da pressão arterial também. Uma fruta completa e saborosa com versatilidade culinária e fácil acesso não pode faltar na dieta dos brasileiros.

-Pepino é um vegetal muito consumido na forma de saladas e que possui características nutricionais importantes. Por ser rico em água é capaz de ajudar na hidratação do organismo e exercer efeito diurético, auxiliando na redução da retenção hídrica. O pepino pode ser incluído em dietas de emagrecimento por possuir fibras e promover saciedade. Apesar de algumas pessoas apresentarem dificuldade de digerir esse vegetal, sua composição nutricional rica em fibras pode ajudar o funcionamento intestinal em algumas pessoas.

Possui boa quantidade de potássio que ajuda a regular a pressão arterial, além de flavonoides e lignanas, que compreendem compostos antioxidantes que atuam na prevenção de doenças inflamatórias e decorrentes de estresse oxidativo como câncer, doenças cardiovasculares e diabetes. Seu consumo pode ser feito na forma crua, em saladas ou batido em sucos, ou até mesmo em conserva. A única ressalva para a versão em conserva é ficar atento ao teor de sódio e açúcar adicionados na preparação que podem ser bastante elevados.

-Quiabo é um fruto de sabor peculiar e bastante polêmico quanto à sua aceitação ou não. Apesar de muito presente em pratos típicos de culinária regional, muita gente ainda tem preconceito por conta da chamada “baba”do quiabo. Trata-se de uma substância que contém mucilagem e aspecto denso, que atrapalha a característica sensorial do alimento. Mas, se preparado corretamente, pode ficar livre da baba e oferecer diversas vantagens como por exemplo: possuir uma boa quantidade de fibras alimentares, vitaminas A, B, C, E e K. Esses nutrientes cujos benefícios já foram descritos na descrição do tomate, por exemplo.

O ácido fólico presente no quiabo também chama atenção pelo seu potencial benefício na formação desenvolvimento do feto durante a gestação. Com relação aos minerais, no quiabo estão presentes em quantidades significativas o selênio, cálcio, manganês, potássio, zinco, magnésio e ferro, além de ácidos graxos essenciais para o organismo. O magnésio está intimamente ligado ao alívio de sintomas da depressão, de ansiedade e de estresse por reduzir a atividade do cortisol. É, ainda por cima, um alimento pouco calórico, sendo um ótimo aliado nas dietas de emagrecimento.

Verduras

As verduras, ou vegetais folhosos como a rúcula, escarola e repolho, estão presentes frequentemente na alimentação humana e são excelentes opções de alimentos que se encaixam em quase todos os tipos de dieta. Por serem ricos em fibras e água, participam da melhora da função intestinal. Embora sejam pobres em carboidratos, proteínas e lipídeos (os chamados macronutrientes que conferem energia e possuem calorias), as folhas possuem elevado teor de vitaminas, minerais e compostos bioativos que variam de acordo com a coloração e intensidade da cor desses vegetais.

Entre os vegetais crucíferos (como a rúcula, o repolho e até a escarola e o brócolis), a oferta de betacaroteno, vitamina C, vitamina K e minerais como o potássio, ferro, manganês, magnésio, zinco e cobre é abundante, conferindo a esses alimentos um ótimo potencial antioxidante e anti-inflamatório, que associado a diversos fitoquímicos presentes exercem papel anticancerígeno. Possuem também papel digestivo e de melhoria do trânsito intestinal pela presença abundante de fibras alimentares. Eles têm também propriedade diuréticas auxiliando o corpo na eliminação de toxinas.

A sugestão para estimular seu consumo é preparar saladas coloridas, diversificadas e temperadas com molhos caseiros saborosos que facilitam a aceitação. Sugestões de molhos com azeite temperado com limão e especiarias, molhos à base de iogurte desnatado ou até mesmo o tradicional vinagre, limão e sal tornam as saladas mais palatáveis e estimulam seu consumo.

Fonte: Faculdade Santa Marcelina

Novembro: frutas, legumes e verduras de época bons para a alimentação

Confira os benefícios em consumir alimentos da safra do mês com a nutricionista Adriana Stavro

As frutas da estação geralmente são mais frescas, mais saborosas e mais nutritivas. Quando comemos alimentos da maneira que a natureza planejou, desfrutamos não apenas de um melhor sabor, como também dos ingredientes adequados às necessidades do corpo com aquela época do ano, como frutas de verão com alto teor de líquidos. Além disso, costumam ter o melhor preço, o que significa que é possível comer de forma saudável sem prejudicar seu orçamento.

Frutas e vegetais são fonte de vitaminas e minerais. Com todos os seus sabores únicos e interessantes, os alimentos vegetais permitem criatividade na cozinha. Experimente sabores fortes como cebola, azeitona e pimentão, ou opções mais suaves, como berinjela e cenoura. Sabores doces abacaxi, manga, ou pêssego são ótimas, enquanto maracujá e laranjas são mais azedos.

Ricos em fibras, baixos em calorias e gordura, e com muitos nutrientes que protegem de inúmeras doenças como diabetes tipo 2, derrame, doença cardíaca, hipertensão, câncer entre muitas outras.

Fonte: Adriana Stavro é nutricionista funcional e fitoterapeuta. Especialista em Doenças Crônicas não Transmissíveis – Mestre do Nascimento a Adolescência pelo Centro Universitário São Camilo.

Safra do mês de outubro: nutricionista lista quais os alimentos saudáveis

Frutas e vegetais (FV) estão disponíveis durante o ano todo, mas você sabia que cada estação tem sua própria lista de frutas e vegetais?

Consumir alimentos da safra tem muitos benefícios dentre eles:

=São mais abundantes, portanto, custam menos.
=Comprar sazonalmente, garantirá o consumo de variedade, o que o ajudará a ter uma alimentação balanceada.
=Recebem menos pesticidas porque estão dentro do seu ciclo natural de cultivo
=São mais saborosos e nutritivos
=Têm aroma mais acentuado

Confira os alimentos da safra de outubro

Frutas

-Abacaxis são deliciosos, com poucas calorias e ricos em nutrientes e antioxidantes.

-Acerola é fonte de vitamina C e minerais importantes

-Banana-nanica: mais doce e muito aromática. É mais rica em potássio de todas as variedades de banana.

-Banana prata: não é tão doce quanto a maioria das outras bananas. É a variedade mais consumida no Brasil. Assim como a banana-maçã, é importante fonte de manganês além do potássio.

Foto: Giovanni42/Pixabay

-Cajus são ricos em fibras e gorduras saudáveis. Eles também contêm vitaminas e minerais benéficos à saúde

-Mangas contêm alto nível de vitamina C, fibras e pectina tornando-se uma fruta perfeita que ajuda no controle do alto nível de colesterol

-Caqui é uma fruta de clima tropical, e por isso é cultivado em praticamente todo o país. É uma excelente fonte de vitaminas C e E que, ambas auxiliam na defesa e no bom funcionamento do organismo. Além disso, possui um elevado teor de fibras, o que contribui para o bom funcionamento do intestino.

Pixabay

-Jabuticaba: fonte de fito químicos que ajudam a prevenir o câncer, ótimo para a saúde do fígado e previne o envelhecimento.

-Laranja lima é uma fruta para bebês e gestantes. É muito recomendada por ser menos ácida e com vitamina C em abundância, possuindo ainda antioxidantes e características com ação anti-inflamatória.

Legumes

-Alcachofra, aspargo, berinjela, beterraba, ervilha, fava, pepino, tomate caqui.

Verduras

-Almeirão, catalonha, cebolinha, coentro, espinafre, hortelã, mostarda.

É importante comer verduras e legumes pois estes alimentos fornecem nutrientes vitais para a saúde e manutenção do corpo:

-São naturalmente pobres em gordura e calorias e sem colesterol.

-Os vegetais são fontes de vitaminas e minerais.

-Dieta rica em verduras e legumes pode reduzir o risco de várias doenças, dentre elas, problemas cardíacas, derrame, diabetes, hipertensão e muitas outras.

Pescados:

Foto: Tarasov/Pixabay

Atum, bonito, corvina, lambari, linguado, pintado, robalo, salmão, tilápia.

O peixe é uma excelente fonte de proteína de alta qualidade. As espécies gordurosas também contêm ácidos graxos ômega-3 saudáveis para o coração e outros benefícios, incluindo proteção da visão e melhora da saúde mental. Além disso é fácil de preparar e muito gostoso.

Fonte: Adriana Stavro é Nutricionista Mestre pelo Centro Universitário São Camilo. Especialista em Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT) pelo Hospital Israelita Albert Einstein, Pós-graduada em Nutrição funcional pela VP e em Fitoterapia pela Courses4U

Continental Shopping tem Feira de Orgânicos

Produtos selecionados podem ser conferidos toda quarta-feira e sábado

O Continental Shopping, em parceria com a Reflorestando a Vida, promove a feira de produtos orgânicos. A iniciativa é uma forma de trazer opções de alimentos mais saudáveis e livres de agrotóxicos para os moradores da região.

A feira de produtos orgânicos acontece todas as quartas-feiras e sábados, das 10h às 15:30h no piso Boulevard. No local é disponibilizada uma variedade de frutas, verduras e legumes que vão transformar a alimentação dos clientes.

Para a comodidade de quem deseja receber os pedidos em casa é possível realizar encomendas pelo WhatsApp (11) 95894-3877 e solicitar o delivery dos produtos.

Feira Orgânica – Continental Shopping
Data: Quarta-feira e sábado, das 10h às 15:30h
Local: Piso Boulevard
Endereço: Avenida Leão Machado, 100 – Jaguaré – São Paulo – SP
Contato: (11) 95894-3877
Mais informações: (11) 4040-4981

Outono: conheça frutas, verduras e legumes da estação

A vitamina C presente nos alimentos da época fortalecem o sistema imunológico contra gripes e resfriados

É preciso ter atenção especial com a alimentação durante todo o ano, mas em algumas épocas, como outono, o organismo precisa de nutrientes diferenciados e alimentos que fortalecem o sistema imunológico contra gripes e resfriados por conta das temperaturas mais baixas. Uma forma de atingir esse objetivo é investir em alimentos da estação com a presença de vitamina C, que vão aumentar as defesas do corpo. Além dos benefícios para a saúde, o cliente ganha em qualidade e sabor, já que os alimentos quando colhidos no auge de sua produção têm um gosto mais acentuado.

A Boa Terra selecionou alguns alimentos da estação de outono para você incluir na sua dispensa, confira:

Silverstylus/Pixabay

Abacate: a fruta é repleta de nutrientes, além de ter fibras, potássio, magnésio e vitaminas do complexo B, K e C, ideias para o bom funcionamento do organismo. O abacate também apresenta um aminoácido chamado triptofano que ajuda na produção de serotonina, responsável pela sensação de bem-estar no corpo.

Laranja: é rica em vitamina C, cálcio, fósforo e ferro que vai melhorar a imunidade. Os antioxidantes presentes ajudam a diminuir o colesterol, além de bloquear células cancerígenas. As fibras presentes também auxiliam na diminuição de problemas intestinais.

Banana: muito comum em todo o Brasil, é um alimento rico em vitaminas do complexo B, como B1, B2, B6 e B12 que auxiliam diretamente no sistema nervoso. A presença de ferro estimula a produção de hemoglobina, sendo indicada para o combate de anemia.

Maçã: famosa por diminuir o índice glicêmico, a fruta é rica em fibras solúveis que eliminam impurezas pelo intestino. A florizina, substância encontrada na maçã, protege o fígado contra a ação dos radicais livres, incentivando que ele elimine toxinas e excesso de gordura.

Shutterbug75/Pixabay

Limão: o suco da fruta já é conhecido por suas propriedades alcalinas e digestivas, que facilitam a desintoxicação do organismo. O limão também é rico em vitamina C e minerais como cálcio, ferro e magnésio que são importantes para a manutenção da saúde.

Gengibre: ingrediente sempre presente em chás e sucos, a especiaria ajuda a acelerar o metabolismo. Suas propriedades anti-inflamatórias e digestivas, melhoram a limpeza do intestino e a digestão de gorduras, o que facilita o trabalho do fígado.

Espinafre: as folhas apresentam boas doses de ferro, cálcio, fósforo, potássio, magnésio, fibras, proteínas, carboidratos, além de vitaminas A, K e B2. O consumo regular contribui para a saúde dos olhos e pode prevenir doenças cardiovasculares. Para a absorção de todos os minerais, é recomendado ingerir a hortaliça com alimentos ricos em vitamina C, tais como laranja, abacaxi ou acerola.

Agrião: de sabor marcante, o agrião é rico em cálcio, ferro, potássio e vitaminas A e C. A vitamina C, aliás, atua na prevenção e combate de problemas respiratórios, resfriados e gripes graças a sua ação expectorante e descongestionante. O alimento pode ser consumido como salada e também usado como complemento em carnes refogadas, sopas e caldos.

Pepino: o pepino não é somente bom para a pele, ele é rico em vitamina C, B5, potássio, magnésio, folato, fibras e antioxidantes. Composto de 90% de água, o vegetal apresenta 24% de proteína que podem beneficiar os músculos.

Além desses alimentos acima, compõem a estação: abóbora, abobrinha brasileira, ameixa estrangeira, atemoia, batata-doce, beringela, canjica, caqui, cará, carambola, cebola, chuchu, cupuaçu, ervilha-torta, figo, graviola, inhame, jiló, kiwi, lima-da-pérsia, louro, mamão, mandioca, mandioquinha, mexerica, milho, pera, pinhão, pitaya, rabanete, salsa, tangerina, tomate e uva.

Para facilitar a semana e ter sempre alimentos fresquinhos na dispensa, A Boa Terra, empresa pioneira na produção e comercialização de produtos orgânicos, entrega cestas com frutas, verduras e legumes fresquinhos na porta de casa. O cliente ainda pode personalizar ou escolher a sugestão do sítio (R$ 36,00 a R$ 124,00) – assinaturas semanais custam de R$ 50,00 a R$ 163,00. As encomendas podem ser feitas diretamente no site.

Fonte: A Boa Terra

Quem come mais frutas, verduras e legumes por dia reduz risco de morte, aponta pesquisa

Quanto mais frutas e vegetais as pessoas comem, menor a probabilidade de morrerem, em qualquer idade

Segundo Mariela Silveira, médica diretora do Kurotel – Centro Contemporâneo de Saúde e Bem-Estar, um trabalho publicado na Journal o Epidemiology and Community Health em 2014 precisa ser aproveitado neste momento de pandemia da Covid-19 em todo o mundo. Pesquisadores da University College London estudaram 65.226 homens e mulheres acima de 35 anos de idade e os acompanharam durante sete anos e meio para avaliar o impacto da ingestão de frutas verduras e legumes ao dia na saúde.

Quem comia no mínimo três porções ao dia tinha 14% menos risco de mortalidade. Os que ingeriam pelo menos cinco frações tinham 29% menos, quem absorvia sete porções reduzia em 36% e quem alimentava-se mais do que sete quantidades de frutas, verduras ou legumes ao dia reduzia para 42% o risco de morte, incluindo doenças cardiovasculares e câncer. O ideal é que cada porção tenha o tamanho da palma da mão.

“Ou seja, quanto mais frutas e vegetais as pessoas comiam, menor a probabilidade de morrerem, em qualquer idade. Se este trabalho mostra que a mortalidade é reduzida comendo-se frutas, verduras e legumes, significa que o organismo se torna mais forte e a redução de doenças, bem como sua recuperação, também. Por isso esta é uma medida barata e de saúde pública”, comenta Mariela.

A alimentação é um item fundamental para a saúde. Somos o reflexo daquilo que comemos, pois cada célula do nosso corpo é formada a partir dos nutrientes que fornecemos ao organismo por meio da alimentação. A falta ou quantidade insuficiente de um único nutriente já é capaz de gerar consequências negativas ao organismo. Os alimentos são como remédios naturais.

Foto: Nicole Franzen

No verão, por exemplo, uma grande aliada da pele é a vitamina C, que tem ação antioxidante, protege dos raios UVA e UVB, preserva a firmeza, elasticidade e resistência da pele. Alguns alimentos ricos em vitamina C são as frutas cítricas (laranja, mexerica, limão), mamão papaia, morango, kiwi, melão, tomate, manga etc.

Também precisamos buscar a adequação dos níveis de vitamina D, por meio de orientação dietética, mudança dos hábitos de vida e suplementação, caso necessário. As duas principais fontes de vitamina D são a síntese pela pele, em resposta à exposição aos raios ultravioleta B, e as fontes dietéticas, que incluem peixes gordurosos, gema de ovo, óleo de fígado de bacalhau e alimentos fortificados.

Fonte: Kurotel

Restaurante Kiichi lança três versões de caldo japonês

Feitos com ingredientes saudáveis, são perfeitos para serem consumidos em qualquer horário do dia

O restaurante japonês Kiichi agora conta em seu menu versões do caldo japonês com lamen, idealizadas por José Brito, o Chef da casa. Agora, além do Caldo Japonês Tradicional, o restaurante Kiichi oferece o Caldo Japonês com molho à base de mostarda e Caldo Japonês com molho à base de pimenta. O prato, feito com legumes e verduras, além de muito saboroso, é bastante saudável e tem valor bem acessível.

Caldos-KIICHI-03Caldo-KIICHI-2

Todas as três opções são feitas com lamen, haddock, brócolis, cenoura, acelga, agrião, moyashi, ovo cozido e temperos como o katsuobushi, gengibre ralado e um leve toque de pimenta jalapeño. O chef também acrescenta outras variedades de legumes frescos do dia. O cliente pode escolher sua proteína preferida: filé mignon, lombo de porco, frango (R$ 35) ou camarão (R$ 45).

Os caldos japoneses e os demais pratos da casa, preparados com maestria pelo renomado Chef Brito, podem ser degustados presencialmente na unidade conceito nos jardins, que fica na alameda Lorena, 138 (11h às 17h)* ou por delivery (das 11h às 23h).

Caldos-KIICHI-06

O restaurante Kiichi informa que está seguindo todos os protocolos de prevenção à Covid-19 orientados pelo Ministério da Saúde.

Chef Brito

Após 11 anos no restaurante Nakombi, ao lado dos chefs internacionais, Ignácio Ito e Shigue Shimizu, José Brito inaugura o primeiro Kiichi em 2007 na Vila Olímpia. Em 2009, abre a segunda unidade, localizada na Alameda Lorena, que hoje é a unidade conceito. Na sequência vieram as unidades Vila Mariana e Morumbi e o aplicativo para delivery próprio da marca. Além do Kiichi, hoje é sócio do restaurante Kyuurai, em Santos. Seus parceiros são os empresários de sucesso; Paulo França, Marcos Ferreira e Mauricio Almeida.

Kiichi
Delivery: pedidos podem ser feitos por aplicativo próprio do Kiichi, disponível para IOS e Android, no site e pelo telefone 11 3051-3330 ou por IFood.
O horário do serviço de delivery nas quatro unidades: das 11h às 23h
-Kiichi Lorena: Alameda Lorena, 138, São Paulo – Tel: 11 3051-3330
-Kiichi Vila Olímpia- Tel: 11 3842-0440
-Kiichi Vila Mariana – Tel: 11 2577-2023
-Kiichi Morumbi: Tel: 11 3502-6702

*Horário de acordo com o Decreto publicado pela Prefeitura de São Paulo que estabelece que os bares e restaurantes podem funcionar por 6 horas diárias na fase 3 – Amarela do Plano São Paulo, que prevê a retomada econômica com a flexibilização gradual dos serviços.

Delivery de cestas orgânicas: veja onde fazer a sua encomenda em São Paulo

Confira a seleção de cinco lugares que trabalham com a entrega de frutas, verduras, legumes e produtos não perecíveis

Em época de isolamento social quando a recomendação é sair de casa em casos de extrema necessidade, precisamos ter alternativas saborosas para continuar mantendo uma alimentação mais saudável. A entrega de cestas orgânicas com frutas, verduras, legumes e produtos não perecíveis pode ser uma ótima alternativa para continuar mantendo a quarentena e, consequentemente, evitar novas contaminações. A seguir, você encontra algumas opções que podem ser entregues em São Paulo.

SABT-photoshoot-2

A Boa Terra (@aboaterra)
Perto de completar 40 anos, o Sítio A Boa Terra sempre fez sucesso por ser pioneiro na produção e entrega de produtos orgânicos na porta de casa. É possível solicitar a entrega pelo site ou por mensagem no WhatsApp de cestas com verduras, legumes, frutas, laticínios e até itens de mercearia, são mais de 250 opções. Além da produção orgânica própria, o lugar possui parceria com diversos produtores também orgânicos para deixar a cesta ainda mais completa. O cliente pode personalizar a sua entrega, optar por uma das sugestões de cestas da semana ou fazer uma assinatura. O Sítio A Boa Terra fica meio no caminho das cidades de Casa Branca e Itobi, no estado de São Paulo, próximo à divisa com Minas Gerais. As entregas ocorrem na grande São Paulo, Ribeirão Preto, Holambra, Vargem Grande do Sul, Casa Branca, São José do Rio Pardo e Itobi.
Informações: WhatsApp (19) 99169-7729 ou organico@aboaterra.com.br.

Raizs (@raizsorganicos)
É uma plataforma que comercializa produtos orgânicos cultivados por pequenos produtores. Pelo site, o cliente pode escolher o que mais agrada entre verduras, legumes, frutas, ovos, queijo, manteiga e produtos não perecíveis. É possível obter uma assinatura com entregas semanais ou quinzenais. A preferência por alimentos deve ser indicada no início da compra, já que as entregas são personalizadas e atendem o gosto particular de cada um, sempre respeitando o que colhido na semana pelas famílias que trabalham com a empresa. Informações no site.

Santa Julieta Bio (@sta_julieta_bio)
A Fazenda Santa Julieta produz incentiva a economia compartilhada, já que as entregas são planejadas para grupos de consumidores em determinados pontos da cidade e dias pré-acordados da semana. Entre os pontos de entrega estão o Restaurante Mocotó na Vila Medeiros às segundas e quintas-feiras; a Escola Quintal do João Menino na Vila Madalena às segundas-feiras; e a região da Vila Olímpia, às segundas também. Informações: e-mail no tanaepoca@stajulieta.bio ou no site.

sabt-site-fotos-6

Santa Adelaide Orgânicos (@santa_adelaide_organicos)
A Fazenda Santa Adelaide produz e oferece entregas semanais de cestas médias ou grandes com produtos frescos da estação. O lugar com 15 hectares produz em média 80 tipos de verduras e legumes no decorrer de um ano. Entre eles, destaque para o brócolis romanesco, couve-flor roxa e a beterraba amarela que, por serem orgânicas, oferecem um sabor impecável. Informações: santa.adelaide.organicos@gmail.com

Site dos Orgânicos
No Site dos Orgânicos, o cliente pode realizar uma assinatura mensal ou escolher entre oito tipos de cestas recheadas com legumes, verduras e frutas. Há também a opção de itens de mercearia, como sucos, grãos laticínios, ovos e carnes que podem deixar o cardápio ainda mais rico em vitaminas e nutrientes. As entregas acontecem às terças, quintas e sábados. Informações no site.

Importante lembrar que, quanto mais colorida uma refeição, maior a variedade de nutrientes, vitaminas, minerais e fibras. Aplique isso à sua rotina sempre que possível para manter a saúde mais equilibrada.

Sobre A Boa Terra

fotos-cedo-SABT-3

O Sítio A Boa Terra é um dos pioneiros na agricultura orgânica no Brasil e na entrega de cestas orgânicas na porta de casa. Em 1981 os fundadores Joop e Tini seguiram o sonho de uma sociedade mais justa e uma agricultura também mais justa, mais em equilíbrio com a natureza, com o homem que produz e que se alimenta da terra. Tudo isso em uma época que a grande maioria das pessoas não sabia, nem nunca tinha ouvido falar o que era um alimento orgânico. Atualmente, centenas de famílias são atendidas por semana na grande São Paulo, Ribeirão Preto e algumas cidades mais próximas ao Sítio.

Conheça os tubérculos, verduras e legumes que estão na época

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo desenvolve, por meio da Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro), um trabalho de incentivo ao consumo de alimentos da época, os quais estão mais maduros, nutritivos e apresentam um melhor custo-benefício.

Saiba quais são os tubérculos, verduras e legumes que estão na época em maio:

batata doce szafirek
Foto: Szafirek/Morguefile

Batata-doce: possui um carboidrato complexo de baixo índice glicêmico, o que significa que sua absorção é mais lenta, ou seja, não eleva rapidamente os níveis de glicose no sangue. Dessa forma, fornece uma energia prolongada ao organismo, o que é bastante vantajoso, principalmente para praticantes de atividades físicas. Rica em fibras, ela também é fonte de ferro e potássio, além de conter vitaminas E, C e A.

leite_inhame

Cará e inhame: são tubérculos que, além de serem uma excelente fonte de energia, contêm proteínas e são ricos em fibras e minerais, como fósforo e potássio. Destacam-se ainda por apresentar vitaminas do complexo B. Alguns estudos apontam que o inhame é um alimento com diversas propriedades funcionais, podendo agir como antioxidante, anti-inflamatório, regulador hormonal e estimulante do sistema imunológico.

mandioca

Mandioca: é uma excelente fonte de carboidratos, rica em amido, tornando-se assim um alimento altamente energético, contendo ainda razoáveis quantidades de vitaminas do complexo B, cálcio, magnésio e fósforo. É um alimento muito reconhecido no Brasil por representar sua cultura, principalmente no Nordeste, e é usada como farinha, polvilho e tapioca, além de marcar presença em algumas preparações como baião de dois.

mandioquinha

Mandioquinha: é um alimento fonte de energia, por conter carboidratos. Apresenta alto teor de vitaminas do complexo B e vitamina C, o que auxilia no fortalecimento do sistema imune. Na culinária, tem grande versatilidade, podendo ser assada ou cozida e, ainda, utilizada em preparações como bolos, pães, caldos, entre outros.

alface pixabay
Pixabay

Alface: é cultivada no mundo inteiro e apresenta diversas variedades de folhas, cores, formas e texturas. É uma das verduras mais consumidas devido à suavidade no sabor. Entre as variedades mais comuns, encontram-se a alface-crespa e a alface-americana. Dentre os nutrientes mais abundantes neste vegetal, encontram-se o potássio, cálcio, fósforo e vitaminas do complexo B.

chicoria pixabay
Pixabay

Chicória: rica em antioxidantes, que combatem o envelhecimento precoce, a chicória ainda é rica em vitamina K e minerais como o zinco, que auxiliam no sistema imune.

espinafre

Espinafre: é uma verdura de cor verde-escura, muito rica em minerais como ferro, fósforo e cálcio e em vitamina A, além de apresentar algumas vitaminas do complexo B e uma grande quantidade de fibras, que são responsáveis por melhorar o trânsito intestinal. Dessa forma, seu consumo é bastante recomendado para idosos.

salada de repolho

Repolho: é bastante utilizado em saladas, refogados e assados. É rico em vitaminas no complexo B, vitaminas A e C, que auxiliam na saúde da visão e do sistema imune, respectivamente, além de ser fonte abundante de fibras, que ajudam no bom funcionamento intestinal.

abobora

Abóbora: é rica em betacaroteno, um precursor da vitamina A, importante antioxidante, que tem como função neutralizar radicais livres, prevenir doenças cardíacas e reforçar o sistema imunológico. Além disso, suas sementes são boas fontes de fibras; proteínas; vitaminas do complexo B; magnésio, que regula as contrações musculares; e ômega 3 e 9, ácidos graxos monoinsaturados, que ajudam a controlar os níveis de colesterol no sangue e previnem doenças cardiovasculares.

chuchu
Pixabay

Chuchu: é rico em água, ajuda na reposição de líquidos corporais, além de conter minerais como cálcio, que favorece a saúde dos ossos e dentes, e ferro, que atua no combate à anemia ferropriva.

Fonte: Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo