Arquivo da tag: viagens

Mulheres que viajam sozinhas: histórias para conhecer e se inspirar

O hábito de viajar sozinha tem ganhando força entre as mulheres. Os números mostram que, ao longo dos anos, elas têm optado cada vez mais por se aventurar em viagens sem companhia.

Um levantamento feito pela empresa MaxMilhas, demonstra que entre os anos de 2019 e 2020 houve um aumento de 8% no número de mulheres que compraram voos sem acompanhante.

mulher turista praia viagem pixabay
Pixabay

Esse movimento é corroborado por uma pesquisa do Ministério do Turismo, que aponta que o porcentual de mulheres que desejam viajar sozinhas (17,8%) é maior do que o de homens que desejam fazer o mesmo (11,8%).

Porém, em comparação ao resto do mundo, esse índice ainda é baixo. Uma pesquisa realizada pela British Airways, batizada de (Don’t) Come Fly With Me, mostrou que, no mundo todo, 50% das mulheres estão optando por viajar sem acompanhante. Ou sejam, trata-se de um hábito mais recorrente mundo afora.

Porém, partir para uma viagem solo nem sempre é uma tarefa fácil para mulheres, o que acaba desencorajando muitas a fazê-lo. Ainda há muito receio, uma vez que explorar o mundo sozinha pode significar correr riscos, devido à cultura machista disseminada em muitos países do globo.

Para inspirar e incentivar quem deseja embarcar solo, separamos histórias de algumas mulheres com dicas que podem ser o empurrãozinho que faltava para tirar a viagem – seja curta ou longa – do papel.

Assédio e outras violências

A jornalista Kívia Costa, de 33 anos, tem o hábito de viajar sozinha e já conheceu 70 países. Para ela, uma das grandes preocupações da mulher que viaja sozinha é o assédio.

Kívia é uma das diversas viajantes que já sentiu na pele a dificuldade de transitar sozinha pelos lugares. “Sempre tem assédio. Na América Latina é particularmente preocupante, sobretudo no Caribe. No leste e centro da Europa o machismo também é bem forte”, afirma.

Processed with VSCO with  preset
Kívia Costa em frente ao Taj Mahal, na Índia, em 2015 | (Arquivo Pessoal)

A historiadora da arte, Laís Daflon, de 28 anos, relata que o assédio foi um problema em alguns dos destinos visitados. “Onde mais senti isso foi em Roma. Havia homens que puxavam assunto ou faziam algum comentário e, se eu ignorasse, continuavam falando e até me seguindo”, afirma a jovem, que já esteve em países como Tailândia, Camboja e Singapura.

“No Peru também ocorria bastante de ouvir cantadas insistentes na rua, mesmo estando em grupo”, completa.

Processed with VSCO with  preset
Laís Daflon em 2014 durante sua visita pela Caboja | (Arquivo Pessoal)

Já Patrícia Matos, tradutora e doutoranda em Comunicação, de 34 anos, teve uma experiência diferente: “nunca sofri assédio em nenhum local que visitei, só onde moro, no Rio de Janeiro”.

No entanto, para além do assédio, o machismo pode transparecer sob outras formas.

O sexismo por exemplo, pode se manifestar quando tentam impedir uma mulher de fazer algo, sem justificativa além do gênero ou quando há um entendimento de que a viajante não será capaz de fazer alguma atividade que um homem conseguiria.

Kívia diz que isso é uma realidade quando se está sozinha em outro lugar do mundo. “Muitos desconhecidos tentam me impedir de fazer algo porque aquilo ‘é perigoso para uma mulher’. Também há questionamentos constantes sobre onde está meu marido, meu namorado, meu pai… Enfim, onde está o homem”, afirma a jornalista.

Processed with VSCO with  preset
Kívia registrou muitos momentos de seu passeio pelo Deserto do Saara em 2014 | (Arquivo Pessoal)

Laís viveu experiência parecida. “Me perguntaram algumas vezes se meus pais tinham me deixado viajar, mas eu não precisava pedir a permissão deles. Talvez essa pergunta não fosse feita a um homem da minha família”, reflete.

Apesar de conseguir ter lidado bem com o machismo em viagens mundo afora, Patrícia ainda tem receio de viajar para alguns destinos específicos.

“A única coisa que realmente deixo de fazer por ser mulher e ainda não ter companhia é viajar para países reconhecidamente mais difíceis para mulheres, como o Marrocos, que é um sonho que tenho”, lamenta a tradutora.

A desconfiança de Patrícia tem razão de ser, de acordo com o site internacional sobre viagens Asher Fergusoon & Lyric. O veículo levantou dados de diversos países sobre desigualdade de gênero, a fim de enumerar destinos que seriam mais perigosos para as mulheres que viajam sozinhas. Na lista, o Marrocos aparece como a oitava pior nação para uma mulher visitar só.

A pesquisa leva em conta índices de feminicídio, ocorrências de estupros e a porcentagem de mulheres que se sentem confortáveis andando sozinhas na rua em seus próprios países.

Apesar de muitas mulheres temerem territórios mais longínquos, o Brasil figura na lista como segundo pior país do mundo para receber mulheres viajantes. O número, provavelmente é impulsionado pela taxa alarmante de feminicídio no país: a quinta maior do mundo, com uma média de 4,8 assassinatos para cada 100 mil mulheres, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Por outro lado, os países considerados mais seguros para mulheres que viajam sozinhas foram a Espanha, Singapura, Irlanda, Áustria e Suíça respectivamente.

Processed with VSCO with  preset
Patrícia em sua viagem pela Espanha, país que chegou a ser sua casa por alguns anos | (Arquivo Pessoal)

Por que viajar sozinha?

Para muitas mulheres, tomar a decisão de viajar sozinha é um processo complicado. Mas, para essas três viajantes, a escolha veio da forma mais tranquila possível.

Kívia, que realizou o desejo de dar a volta ao mundo entre 2013 e 2014, relembra que encarou todo o processo com naturalidade. “Era um sonho antigo e sempre via minha mãe viajando sozinha, achava isso muito normal”, afirma.

Laís decidiu voar sem companhia depois de acompanhar várias histórias de pessoas que viajavam sozinhas em fóruns virtuais. Porém, a jovem admite que essa escolha chocou algumas pessoas que conhecia.

“Ouvi muitas perguntas sobre minha coragem. As pessoas ficavam chocadas e diziam que nunca teriam a mesma coragem ou que achavam que não iriam gostar da experiência”, relembra.

Viajar sozinha pode garantir uma experiência enriquecedora. Além de ser mais fácil planejar a viagem – visto que não é preciso conciliar agendas e gostos para comprar a passagem aérea – a vivência do destino pode ser mais completa, pois é preciso estar mais atenta aos detalhes, se informar bem sobre o que fazer e como chegar.

Outros benefícios são a possibilidade de conhecer pessoas novas e o amadurecimento. Afinal, especialmente em viagens longas, é preciso tomar decisões e fazer acompanhamento do orçamento.

Patrícia tinha certeza de sua vontade de viajar sozinha desde cedo. “Nunca considerei viajar de outra forma. Valorizo muito minha independência e a minha liberdade, difícil pra mim é viajar com outras pessoas, ter que conciliar planos e expectativas”, afirma a tradutora.

Processed with VSCO with  preset
Na Espanha, Patrícia conheceu várias cidades como Sevilha, Granada, Madri, Salamanca e Barcelona | (Arquivo Pessoal)

Dicas para as viajantes solo

Além de escolher um destino que passe segurança, uma boa dica é procurar outras mulheres que já passaram por essa experiência, para conhecer um pouco mais sobre sua vivência.

Se for o caso de não conhecer ninguém pessoalmente, há fóruns digitais destinados para isso.

“Existem muitos grupos online para falar sobre o assunto, com dicas de hospedagem, indicações de lugares mais seguros, além de haver mulheres combinando de se encontrar em alguma cidade”, indica Laís.

Processed with VSCO with  preset
Laís conheceu o mar tailandês em 2015 | (Arquivo Pessoal)

Quando se opta por serviços como o Airbnb, por exemplo, um passo essencial é checar várias vezes as referências e avaliações sobre a hospedagem e o hóspede.

Se a mulher for viajar sozinha pela primeira vez e pretende se hospedar em um hostel, procurar locais que disponibilizem quartos exclusivamente femininos pode ser uma boa ideia. Eles costumam ser um pouco mais caros do que os mistos mas podem ajudar muito no sentimento de confiança da viajante.

Seguem outras dicas para viajar sozinha que podem ser bastante úteis:

aeroporto viagem mulher pixabay 2

Bagagem leve: como será preciso monitorar a mala a todo momento, inclusive indo com ela a locais como o banheiro, carregar muito peso pode atrapalhar bastante. Nesse caso, vale considerar levar a boa e velha mochila.

turista viagem desenho pixabay

Informação salva: logo ao chegar ao destino, vale checar com o hotel se há pontos da cidade perigosos para andar sozinha. Na rua, priorizar famílias, mulheres e funcionários de lojas e restaurantes ao pedir informação é mais seguro.

tech_neck mulher checando celular

Mantenha-se conectada: é essencial ter em mãos contatos de emergência e da embaixada, caso a viagem seja para outro país.

“Não dá pra ser ingênua e é sempre bom estar atenta, mas deixar de viajar por medo definitivamente não é a solução”, afirma Patrícia, que lança mão de aplicativos e grupos digitais, como o ‘Couchsurfing das Minas’, para buscar hospedagem entre mulheres. “Tem mais gente boa do que ruim no mundo e durante minhas viagens sempre fui muito bem acolhida por todos”, conclui otimista.

É possível manter uma boa alimentação durante uma viagem?

Quem nunca saiu de uma dieta durante uma viagem? A nutróloga Marcella Garcez explica que manter-se regrado não é tão difícil como parece

Viajar e conhecer novos lugares é uma ótima experiência, muito pelo fato de nos desligarmos um pouco da nossa rotina habitual. Porém, essa mudança de rotina geralmente afeta bastante a nossa alimentação, pois, quando estamos viajando, acabamos optando por refeições fora de casa – muitas vezes através de alimentos de caloria vazia.

“É possível, sim, manter uma alimentação regrada durante uma viagem, mas é preciso organização prévia e força de vontade”, afirma Marcella Garcez, médica nutróloga e professora da Associação Brasileira de Nutrologia.

A dificuldade já começa no local de embarque. “Muitas vezes não temos boas opções para ingerir alimentos saudáveis nos aeroportos e rodoviárias. A saída é se programar antes: compre snacks saudáveis, barrinhas, leve frutas e prepare lanches naturais para levar com você durante o percurso. Dessa forma você garante lanches leves e saudáveis, com o bônus de gastar menos dinheiro”, destaca.

Uma vez que já estamos no local da viagem, não é tão difícil como parece. Marcella sugere não pular nenhuma das grandes refeições (café da manhã, almoço e jantar), nem as realizar muito distante do horário habitual, pois isso faz com que a rotina se perca, nos deixando mais suscetíveis a sair do foco.

café da manhã viagem.jpg

“Ao acordar, faça um café da manhã reforçado, com frutas, ovos ou iogurte, cereais, aveia etc. Evite pães brancos, bolos e biscoitos. “Não saia de casa ou do hotel sem estar bem alimentado, pois a fome virá quando estiver na rua, e as opções diversas que a rua oferece pode acabar te seduzindo”, alerta.

prato-comida

Quanto ao almoço e ao jantar, o ideal é preparar a própria refeição. Como nem sempre é possível – e nem mesmo desejável –, nesse caso dê preferência a restaurantes que possuem opções saudáveis e nutritivas. “Escolha alimentos naturais, incluindo os molhos, temperos e bebidas. Ainda que seja tentador, não exagere na sobremesa”, sugere a especialista.

Durante os passeios, evite comer petiscos de ambulantes, pois não se sabe a procedência do alimento e ninguém quer correr o risco de passar mal durante uma viagem, não é? Recorrer aos fast-foods? Nem pensar.

praia comida

“Para esse tipo de passeio, a dica é a mesma do local de embarque: prepare previamente o que for consumir. Lanches naturais são sempre uma ótima opção, pois matam a fome de maneira saudável. Uma visita a mercados que vendem alimentos frescos locais sempre é um bom programa e uma oportunidade para se abastecer de snacks saudáveis e frutas para os passeios. E não se esqueça de se hidratar bastante, preferencialmente tomando água”, ressalta.

Por fim, a pergunta que não quer calar: não posso comer nada fora da dieta? A nutróloga esclarece: “Pode. Tudo é uma questão de equilíbrio. É claro que, muitas vezes, em uma viagem, queremos conhecer a cultura local e seus pratos típicos e isso deve ser incentivado. Só não vale exagerar e comer ‘errado’ em todos os dias da viagem, pois dessa forma a dieta vai por água abaixo, além do fato que a má alimentação prejudica a nossa saúde”, finaliza

Fonte: Marcella Garcez é médica Nutróloga, Mestre em Ciências da Saúde pela Escola de Medicina da PUCPR, Diretora da Associação Brasileira de Nutrologia e Docente do Curso Nacional de Nutrologia da Abran. A médica é Membro da Câmara Técnica de Nutrologia do CRMPR, Coordenadora da Liga Acadêmica de Nutrologia do Paraná e Pesquisadora em Suplementos Alimentares no Serviço de Nutrologia do Hospital do Servidor Público de São Paulo.

Seis dicas para se economizar com viagens

Kayak separou as melhores dicas para ajudar os viajantes a economizarem desde o planejamento da viagem

Economia é um dos fatores mais importantes para a maioria dos viajantes. Seja com a escolha do destino, seja com o voo, seja com as diárias do hotel, economizar já está na lista de prioridades na hora de planejar uma viagem. Por este motivo, o Kayak, maior ferramenta de buscas de viagens do mundo, separou essas dicas que vão auxiliar nessa tarefa. 

dreamstime trabalho mesa notebook mulher 2

  1. Antecedência: em relação às passagens aéreas, acompanhar a evolução dos preços com cerca de seis meses de antecedência é importante para saber quando as passagens estão mais baratas. “O histórico do Kayak revela que a antecedência ideal para se comprar passagens nacionais é de um mês; para internacionais, de 3 ou 4 meses. Comprando com essa antecedência, os viajantes podem garantir uma economia de até 15-25% no valor das passagens”, afirma Eduardo Fleury, Country Manager do Kayak no Brasil.

mulher no aeroporto

  1. Dia/Horário de Voo: evitar “horários de pico” de voos também é uma dica importante: ir em um sábado e voltar em uma segunda em vez de ir sexta e voltar num domingo, por exemplo, pode garantir uma boa economia, já que voos com maior demanda são mais caros. Para os que têm tempo e disponibilidade, optar por um voo com escalas também reduz o preço da passagem e pode até proporcionar a oportunidade de se conhecer um novo destino aproveitando o stopover que hoje muitas companhias aéreas disponibilizam.

hotel

  1. Hotel: em relação a hotelaria, é preciso atentar para a data da viagem. Para um feriado em uma sexta-feira, por exemplo, o viajante pode ir na quinta-feira à noite ou na sexta-feira de manhã. Viajando na quinta-feira, pagará uma diária adicional de hotel e mal aproveitará o destino, pois já chegará para dormir. Indo na sexta-feira de manhã, economiza uma diária, sem prejudicar muito o roteiro de viagem. Também é importante lembrar que hotéis com perfil mais corporativo são mais caros durante a semana, em que a demanda é maior, e hotéis de lazer têm diárias mais caras aos finais de semana.

aeroporto viagem mulher pixabay 2

  1. Escolha de destinos: considerar destinos nacionais interessantes ao invés de destinos estrangeiros pode ser uma opção para famílias com um orçamento mais restrito. Este ano tivemos muitos feriados, o que faz com que muitas famílias prefiram pulverizar o orçamento em várias viagens menores em vez de guardá-lo para uma maior no final do ano. “Em função da alta do dólar, instabilidade do câmbio e desvalorização do real, os viajantes têm dado preferência para viagens pelo Brasil e pela América Latina, opções menos dolarizadas e mais em conta”, completa Eduardo Fleury.

campo bahia hotel

  1. Pacotes: escolher passeios e refeições na hora ou montar um roteiro prévio dificilmente apresentarão uma diferença significativa no preço da viagem. Neste caso, a diferença está mais no perfil do viajante: há os que preferem pacotes e opções pré-definidas por um operador, por exemplo, e os que preferem personalizar todos os detalhes da viagem de acordo com as próprias preferências. Essa customização vem sendo cada vez mais possibilitada pela tecnologia, mas não há fórmula certa de como viajar neste sentido.

kaiak.png

  1. Ferramentas: além do site e do aplicativo (disponível para Android e iOS) que já facilitam a primeira busca pelas melhores opções de voo, hospedagem, aluguel de carros e pacotes completos de viagem, o Kayak possui também algumas ferramentas que podem ajudar os viajantes a economizar, de uma forma intuitiva e organizada. O Explore mapeia voos de ida e volta para todos os principais destinos do mundo a partir do orçamento do viajante. Já no site, basta fazer uma pesquisa de voo que a função Previsão de Preços (no canto superior esquerdo) mostra um gráfico com a mensagem “Compre” ou “Observe”, assim o viajante pode aproveitar a oportunidade ou esperar o preço diminuir. Quando o destino for escolhido, o viajante pode ativar o Alerta de Preços, que envia avisos sobre as oscilações de preços de passagens e informa usuários sobre a melhor data para compra-las – quando os preços estão mais baixos.

 

Animal de estimação requer cuidados especiais no verão

Especialista dá dicas sobre hidratação, banhos, tosa e vacinação durante a estação mais quente do ano

Não há dúvida que a chegada das estações mais quentes do ano altera a rotina das pessoas. Com os animais de estimação, a situação não é diferente. Cães e gatos, os preferidos entre as famílias brasileiras, também necessitam de cuidados especiais para manter a disposição, higiene e saúde em dia durante a primavera e, principalmente, o verão.

O primeiro cuidado que deve ser tomado durante as estações mais quentes do ano faz referência ao modo como os animais se alimentam. Segundo a médica veterinária da Esalpet, Anne Karine Romanel, os bichos de estimação precisam de uma alimentação leve e de muita água. “Os animais sentem tanto ou até mais calor que os seres humanos. Em casa ou durante viagens, cães, gatos e outros bichinhos devem ter água à vontade, comida fresca e espaços para se abrigarem do sol forte”, explica.

Além disso, a veterinária destaca a importância de estar com a vacina contra a raiva e vermífugos em dia. “Nesse período mais quente, os animais são levados para passeios em parques, regiões litorâneas, grama e mato, além do contato com pessoas diferentes do convívio diário. Por esse motivo, é importante que ele esteja com a saúde em dia”, diz, lembrando que o ideal é que as pessoas evitem passear com seus pets entre 10 da manhã e 5 da tarde, horário de sol mais intenso e prejudicial à saúde do animal e do próprio dono.

Higiene redobrada

Anne Karine reforça, também, que os cuidados com higiene de cães e gatos devem ser redobrados nas estações mais quentes, isso inclui a utilização de xampus antipulgas. “A quantidade de banhos semanais pode aumentar. Duas vezes é o ideal, além da tosa no caso de bichos mais peludos. Isso aumenta a sensação de conforto para o animal”, garante a veterinária da Esalpet. Por fim, ela ressalta a importância de levar o pet para uma consulta com o veterinário antes de grandes deslocamentos e viagens.

Confira os principais cuidados com animais de estimação durante o calor:

ringo agua fonte

– Em casa ou durante viagens, cães, gatos e outros animais devem ter água à vontade, comida fresca e espaços para se abrigarem do sol forte;

vacina gato cityofchicago.org
Foto: Cityofchicago

– As vacinas contra a raiva e os vermífugos precisam estar em dia;

mulher cachorro bicicleta
– Evite passear com seus pets entre 10 da manhã e 5 da tarde;

cachorro pequeno tomando banho
– Para banho, utilize xampus antipulgas;

pets verão (2) cachorro na grama quintal
– A tosa é indicada para os bichos mais peludos durante as estações mais quentes;

veterinario-gato-1-770x490
– Leve seu animal de estimação para uma consulta com o veterinário antes de viagens longas.

Fonte: Esalpet

Como viajar com o pet sem estresse?

Confira dicas para aproveitar as férias garantindo o bem-estar e conforto dos pets

As férias de julho chegaram e muitas famílias irão viajar. Porém, vários tutores ficam em dúvida sobre qual a melhor forma de preparar os pets para o passeio. Pesquisas indicam que mais de 10% dos cães apresentam desconforto durante longos trajetos de carro. Entre as reações mais comuns estão sintomas como respiração ofegante, salivação excessiva, tremores e vômitos

Ações como manter o animal em local ventilado e fazer pequenas pausas durante o trajeto podem ajudar a minimizar esses incômodos. No dia da viagem, o indicado é fornecer uma alimentação leve e não restringir a água. “As paradas para as necessidades fisiológicas e pequenas caminhadas devem acontecer de duas em duas horas”, explica a médica-veterinária e Gerente de Produtos da Unidade Pets da Ceva Saúde Animal, Priscila Brabec

Outra dica importante é nunca deixar o pet sozinho no carro. “O calor e ambientes quentes ou situações de estresse podem aumentar a temperatura do corporal do cão”, conta Priscila.

cachorro no carro segurança hiperzoo

Acostumar o animal com o carro alguns dias antes da viagem pode fazer toda a diferença e ajudar no controle da ansiedade, agitação e medo. “O ideal é que o tutor leve o cão para passeios de curta distância, assim ele irá se acostumar com o veículo e ficará menos receoso no dia da viagem. Durante o treinamento e transportes, indicamos o uso do Adaptil, um análogo sintético do odor materno canino, que auxilia na adaptação dos cães em situações​ adversa​s do dia a dia, trazendo a sensação de segurança, conforto e bem-estar no ambiente”, afirma a veterinária.

Adaptil auxilia na adaptação dos cães em situações adversas do dia a dia. O tutor pode borrifar o produto na caixa de transporte e no veículo. Alguns minutos após a aplicação, pode começar o treinamento colocando o cão sentado no veículo enquanto ele está desligado. Na sequência, o ideal é recompensar e brincar com o animal para que o carro seja associado a coisas boas. O passo seguinte é incentivá-lo a entrar no carro com o motor em funcionamento, usando novamente recompensas na forma de brinquedos, elogios e petiscos”, explica.

viagem carro cachorro menina.jpg

As sessões de treino devem ser curtas para permitir que o animal se sinta à vontade e se acostume com o ambiente. “O treinamento somado ao uso do Adaptil irá permitir que a viagem se torne confortável para o pet e para todos os membros da família”, finaliza Priscila.

Fonte: Ceva Saúde Animal

Beleza prática: miniaturas para viagens

No verão a maioria das pessoas deixa o cuidado com a pele de lado para aproveitar as férias, mas a luz solar pode causar queimaduras, envelhecimento precoce, danos oculares, debilidade do sistema imune, reações fotoalérgicas e fototóxicas, inclusive câncer de pele.

Kosmein, marca de dermocosméticos à base de biorrestituintes fabricada pela RTK Indústria, apresenta cinco produtos para o rosto da sua linha de hidratação profunda e prevenção de sinais do tempo, a RLMT2.

Kosmein_LinhaFacialMini_RLMT2_Média

Esses produtos são: Sabonete Espuma Cremosa (55ml) que garante limpeza, frescor e sedosidade; Água Demaquilante (60ml) que promove a eliminação total de resíduos; Creme Esfoliante (15g) que estimula a esfoliação sem agressão à pele; Loção Tônica (60 ml) com sua propriedade calmante que hidrata a pele dando a sensação de bem-estar e maciez; e o Creme Restaurador (15g), que aumenta a maciez, hidratação, firmeza, viço e luminosidade da pele, além de diminuir em mais de 9,1% a redução média de rugas faciais, se utilizado por 28 dias consecutivos.

Toda a hidratação que você precisa dentro de uma nécessaire compacta para te acompanhar em todos os caminhos, trazendo o cuidado que sua pele merece de uma forma prática e eficiente, para você poder se cuidar em qualquer lugar nesse verão.

Sobre a linha RLMT2

Rica em agentes umectantes e condicionantes, a linha RLMT2 tem fórmula exclusiva Advanced Moisture Complex®, potente agente hidratante, composto por vitaminas A e E, enriquecido com extratos de Aloe Vera, que proporciona maior sensação de frescor e bem-estar. O efeito multiprotetor de seus componentes promove uma hidratação mais intensa, firmeza, elasticidade e vitalidade. Indicada para todos os tipos de pele, a linha previne os sinais do tempo e atenua linhas de expressão e rugas.

A linha também é formada de produtos para o corpo: sabonete (90g) e hidratante (240ml), este último submetido às pesquisas do Medcin – Instituto da Pele, que constatou o fortalecimento da barreira cutânea, evitando a perda de água através da pele. O estudo foi realizado por meio de ensaios clínicos (com a avaliação médica especializada) e de estudos instrumentais, com o uso de tecnologia de ponta em pesquisa de performance. Nessa pesquisa foram demonstrados: redução nos aspectos de descamação (73%) e melhora na textura da pele (67%). Além disso, em 80% dos voluntários, se comprovou a diminuição do ressecamento da pele e a sensação de repuxamento.

Kit facial miniatura RLMT2

Minikit Facial* composto por:

Loção Tônica – 60ml
Água Demaquilante – 60 ml
Sabonete Espuma Cremosa – 55 ml
Creme Esfoliante – 15g
Creme restaurador – 15g

Preço sugerido (Kit): R$ 80,00
*Não vendido separadamente.

Informações: Kosmein – SAC 61 3380-3131

Como levar o seu animal de estimação com segurança no carro

Chegou a temporada de férias e as festas de final de ano estão próximas. Isso significa que é a hora de pegar a estrada, visitar os entes queridos, ou curtir uma viagem legal com a família. E, para muitas pessoas, o animal de estimação também faz parte da família e não pode ficar de fora desses momentos tão divertidos.

Aí vem a dúvida: como levar o seu companheiro peludo com segurança em uma viagem de carro? Essa é uma preocupação muito pertinente. Mesmo assim, muita gente não percebe o perigo que viajar com o seu pet desprotegido pode representar.

De acordo com a diretora da Consumer Reports – uma organização sem fins lucrativos de proteção ao consumidor norte-americano, que realiza avaliações e testes em produtos e bens de consumo -, a especialista em automóveis Jennifer Stockburger alerta: “Durante um acidente, ou se você tiver que pisar no freio de repente, o seu animal de estimação pode se transformar em um projétil, se não estiver seguro. Além disso, um animal solto no carro pode acabar distraindo o motorista e reduzindo a sua atenção aos perigos da estrada”.

PET

Como levar o seu animal de estimação com segurança na estrada?

Assim como as pessoas devem sempre usar o cinto de segurança para viajar com mais tranquilidade, o seu animalzinho também precisa estar bem seguro dentro do automóvel. No caso de algum imprevisto, se o seu pet estiver solto no carro, ele pode acabar causando lesões graves, tanto em outros passageiros quando no próprio bichinho.

Para aumentar a segurança de todos, quando é preciso dirigir com algum animal a bordo do carro, a Isofix Brasil acaba de lançar o Isofix Pet, um cinto para transporte de pets que é um acessório que traz uma maior segurança para o pet, garantindo que ele não seja arremessado em freadas bruscas ou nas curvas mais acentuadas.

Com uma trava de fixação adaptada ao sistema de ancoragem isofix/latch, o Isofix Pet é feito com materiais de alta qualidade, o que garante a ele uma constituição forte, durável e confiável. Com comprimento ajustável e muito fácil de usar, este cinto de segurança para pets é a opção mais segura para garantir uma viagem tranquila com o seu melhor amigo.

32742-recomenda-se-que-o-transporte-seja-feito-em-caixas-casinhas-ou-em-cadeiras-adequadas-com-cinto-de-seguranca-tulio-sabino

Ele pode ser usado em qualquer carro que tenha disponível o padrão internacional de fixação isofix. É importante ressaltar que, para evitar possíveis enforcamentos, o cinto de segurança Isofix Pet deve ser usado somente em coleiras do tipo peitoral. Além disso, para garantir ainda mais estabilidade e segurança, podem ser usados dois cintos ao mesmo tempo, permitindo um verdadeiro ancoramento do animal, afim de impedir deslocamentos laterais.

Informações: Isofix Brasil

 

Saiba como viajar com seu animal de estimação

É necessário providenciar com antecedência a documentação do animal

Para quem vai sair de férias e quer levar seu animalzinho de estimação é importante planejar cuidadosamente o transporte. As regras variam para viagens nacionais e internacionais. No caso das internacionais, as normas mudam também de país para país.

Os animais podem ser responsáveis pela transmissão de doenças que afetam até mesmo os humanos e podem transportar, também, parasitas eventualmente presentes em determinado país e causar danos em outra realidade sanitária. “Há uma preocupação muito grande com a saúde da população e dos animais, tanto a brasileira, quanto a dos países de destino dessas viagens”, explica o auditor fiscal federal agropecuário Oscar Rosa, que atua no posto Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro) do Aeroporto de Brasília.

Para as viagens nacionais, basta o atestado sanitário, emitido pelo veterinário do animal garantindo o bom estado de saúde e a carteira de vacinação antirrábica atualizada. As companhias aéreas fazem exigências específicas sobre o tamanho e material utilizado na caixa de transporte do animal.

Dog sitting in his transporter

Quando a viagem é para o exterior as exigências são maiores e determinadas pelas autoridades dos países de destino.

Os países que compõem o Mercosul admitem o trânsito de animais com o Passaporte para Cães e Gatos. O documento é expedido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), deve estar devidamente atualizado e legalizado pelo auditor fiscal federal agropecuário médico veterinário e precisa conter todos os dados do animal, bem como das vacinas aplicadas. É necessário que o animal tenha um microchip de identificação. Para saber todos os detalhes para obtenção do passaporte, clique aqui. O documento é válido apenas para cães e gatos.

Para os países que compõem a União Europeia o dono vai precisar implantar o microchip e, em seguida, vacinar o animal contra raiva. Trinta dias depois da vacinação, deve procurar um veterinário e solicitar um exame de sorologia a ser enviado para o único laboratório credenciado a fazer esse tipo de exame no Brasil, que fica em São Paulo.

Melanie Wynne gato no avião

Passados 90 dias da coleta do sangue para a sorologia o dono deve procurar um dos postos do Vigiagro com o laudo da sorologia, atestado sanitário e carteira de vacinação atualizada, e solicitar a emissão do Certificado Veterinário Internacional (CVI). “O processo todo pode levar até 120 dias. É indispensável que os proprietários se organizem com antecedência para a viagem”, ressalta Rosa.

O Japão é outro exemplo de país que exige a sorologia para emissão do CVI. Nesse caso, o prazo mínimo é de 180 dias entre a sorologia e a entrada do animal em território japonês. Além disso, é necessário comunicar as autoridades sanitárias locais com 40 dias de antecedência da viagem.

Para países como Estados Unidos e Canadá basta levar o atestado sanitário sobre o bom estado de saúde do animal e os comprovantes de vacinação antirrábica até o posto da Vigilância Agropecuária Internacional para emissão do CVI. “Mas ainda assim é importante se organizar com antecedência para realizar a viagem. Recomendamos, ao menos, cinco dias antes da viagem para evitar qualquer contratempo”, acrescenta o auditor fiscal federal agropecuário.

Para que o animal retorne ao Brasil, é necessário um CVI emitido pelo país de procedência, comprovando a vacinação antirrábica e o tratamento contra parasitas. “Recomenda-se procurar a autoridade sanitária do país de procedência também com antecedência e, de posse da documentação necessária como cartões de vacina e atestado sanitário do animal, solicitar a emissão do certificado”, informa Rosa.

passaporte travelling-with-pets-pet-friendly-holidays

Se o bichinho de estimação for outro, para sair e regressar ao Brasil, é necessário entrar em contato com o Setor de Saúde Animal da Superintendência Federal de Agricultura do seu Estado, pois os procedimentos são específicos para cada espécie de animal e destino da viagem.

Para mais informações acesse o site clicando aqui, ou procure o posto de Vigiagro mais perto.

Fonte: Auditores Fiscais Federais Agropecuários

 

 

Wine.com.br comemora aniversário com mais de 60 viagens para os fãs de vinho

Vencedores e seus acompanhantes poderão conhecer os principais países produtores da bebida

Em celebração ao seu aniversário de nove anos, a Wine.com.br apresenta uma promoção para os consumidores neste mês de novembro. Serão sorteadas 65 viagens com direito a um acompanhante para cada vencedor. Entre os destinos estão oito países conhecidos pela qualidade e tradição na produção de vinhos: África do Sul, Argentina, Chile, Espanha, Estados Unidos, França, Itália e Portugal. Além de conhecer uma nova cultura e aproveitar férias inesperadas, os vencedores ainda farão tours guiados por vinícolas parceiras em cada destino.

Para gerar o número da sorte e participar da promoção os clientes precisam realizar uma compra acima de R$ 250,00 no mesmo pedido. A cada R$ 50,00 – nesta mesma compra – serão adicionados códigos extras, aumentando as chances de participação no sorteio. Os sócios Clube Wine ganham o dobro de números da sorte. Lembrando que a promoção é válida para compras realizadas no mês de novembro.

garrafas-home.png

“Temos muito a agradecer aos nossos consumidores. É graças a eles que hoje celebramos nove anos de mercado, com crescimento contínuo. O sorteio das viagens é uma forma que encontramos para comemorarmos juntos aos clientes essa data tão especial. Além disso é uma maneira de apresentarmos aos amantes do vinho alguns de nossos produtores parceiros mundo a fora”, comentou Rogério Salume, CEO da Wine.com.br.

23131752_1681979725157904_6989169914897107277_n

Os sorteios serão realizados pelo site nos dias 10, 17 e 24 de novembro e também no dia 1º de dezembro. Os vencedores terão o nome publicado no site da empresa e também receberão um comunicado por e-mail. Para mais informações basta acessar a página da promoção.

 

Promoção da Adria leva consumidores a embarcar na viagem dos sonhos

Estrelada pela atriz Giovanna Ewbank, a ação premiará ainda os consumidores de Torradas Adria com 120 cartões de compra de R$ 1 mil

A Adria traz a atriz Giovanna Ewbank para mostrar que a “viagem dos seus sonhos acontece nos detalhes”. É a promoção Torradas Adria, que premiará três sortudos que poderão arrumar as malas e escolher entre três destinos: Ásia/Oceania, América do Norte ou Europa, tudo isso com um acompanhante.

Para participar é fácil: compre três Torradas Adria e cadastre o cupom fiscal no site. Para ganhar mais um número da sorte tire uma foto com o tema “A vida acontece nos detalhes” e faça o upload no site da promoção.

Além de escolher o destino, os ganhadores decidirão todo o roteiro da viagem. A promoção é válida para São Paulo (capital), SP (interior), Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espirito Santo e Distrito Federal até 17 de dezembro.

Mas a promoção não acaba aí. Serão sorteados também 120 cartões de compra no valor de R$ 1 mil. São 10 premiados por semana.

Promoção_Torradas_Adria.jpg

Para ler o regulamento completo e ter mais informações, acesse o site da promoção.