Bob’s anuncia Festival de Verão com milk-shakes e sorvetes especiais

A rede vai promover sobremesas personalizadas e o retorno do sabor de maracujá

Começou o Festival de Verão do Bob’s, que chega para refrescar o verão através de novidades especiais na categoria sorvetes e Milk-Shakes da marca.

O Festival de Verão promove o tradicional sabor morango, além de marcar a volta por tempo limitado de um sabor muito especial: maracujá. “O Bob´s é especialista em Milk-Shakes, tendo o Milk Shake original e inconfundível. O sabor Maracujá é um dos grandes favoritos do nosso público que sempre nos pede para trazê-lo de volta. É um sabor extremamente refrescante e é a cara do verão”, conta Raquel Paternesi, diretora de Marketing do Bob’s.

Além das versões em Milk-Shake, os sabores morango e maracujá estarão disponíveis nas versões Big Cascão, Sundae e Bob’s Max durante todo o festival.

Mas as novidades não param por aí. O Festival de Verão traz a opção de personalizar os Milk-Shakes e sobremesas: por apenas R$ 1,50 (preço sugerido), o consumidor pode adicionar toppings aos sorvetes. “Disponibilizamos a opção de adicionar calda de morango, calda de chocolate, chocolate com avelã, leite condensado e nosso consagrado crocante com uma proposta de deixar as sobremesas  do Bob’s do seu jeito!”, explica Raquel.

O Festival de Verão acontece em todos os pontos de venda do Bob’s espalhados pelo país, plataformas de delivery e no app Chama o Bob’s. Os Milk-Shakes sem toppings são comercializados pelos valores sugeridos de R$ 10,90 (300 ml), R$ 12,90 (500 ml), R$ 14,90 (700 ml) e no tamanho que só o Bob’s tem: 1 Litro de Milk-Shake por R$ 18,90. Quanto às sobremesas, os valores sugeridos são: R$ 5,50 para o Big Cascão, R$ 8,50 para o Sundae e R$ 9,90 para o Bob’s Max.

O que preciso eu saber sobre meu tipo de pele antes de comprar um creme anti-idade?

A maioria das tentativas frustradas de compra de creme anti-idade pode ser resolvida com a identificação do tipo de pele. O erro mais comum ainda é usar produtos com textura inadequada

Muitas pessoas apostam todas as fichas no cuidado skincare, o que é válido para ajudar a prevenir o envelhecimento da pele, mas tem efeito limitado quando os sinais já surgiram. “O melhor a fazer é buscar um dermatologista para uma avaliação da pele, que pode necessitar de procedimentos em consultório para um estímulo adequado de colágeno. E quando pensamos em prevenção, os cremes também funcionam melhor quando são prescritos por um médico, que vai entender a necessidade daquela pele”, explica a dermatologista Patrícia Mafra, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

“O erro mais comum em pacientes que compram produtos de prateleira sem indicação médica é com relação ao tipo de pele. A textura errada do produto pode fazer com que os resultados não sejam alcançados”, completa a médica.

Segundo a dermatologista, a pele é o maior órgão do corpo humano e desempenha diversas funções importantes, sendo a principal barreira de defesa do nosso corpo com o meio externo. “Esse é um dos motivos pelo qual a pele varia de características de acordo com a localização. Quando observamos a pele do rosto podemos perceber características bem específicas e quando mencionamos o tipo de pele, estamos falando da pele do rosto em relação à oleosidade. Daí podemos classificar basicamente em três tipos: normal, seca ou oleosa”, explica.

“Mas devemos lembrar que independentemente do tipo de pele, a região da zona T, que é a região central da face, apresenta um maior número de folículos e glândulas sebáceas. Por isso é uma região naturalmente mais oleosa ou menos seca, de acordo com o tipo de pele, quando comparamos com a parte lateral do rosto. Dessa forma, a pele também pode ser classificada como mista, com a zona T (testa, nariz e queixo) bem oleosa e o restante seco”, diz Patrícia.

Para identificar o tipo de pele devemos observar suas características e a forma como ela reage e fica ao longo do dia devido aos diferentes estímulos, como clima, alimentação etc. “A pele oleosa é mais espessa, aparenta os poros mais dilatados e fica mais úmida e brilhante ao longo do dia. Já, a pele mais seca é mais fina e costuma ser mais sensível. Tem um aspecto menos brilhante e tende a apresentar descamação. A pele normal é a que tem uma aparência mais bonita e saudável. Tem aspecto liso, aveludado, viçoso”, explica.

Com relação aos problemas de cada tipo de pele, a oleosa tende a ser mais acneica. “Por causa dos poros mais abertos, ela apresenta mais cravos e tendência a cistos, porém é uma pele mais resistente a rugas, devido a uma atividade acentuada das glândulas sebáceas”, destaca. “Já a pele seca está mais sujeita a um envelhecimento precoce. Como tende a ser mais fina e menos hidratada, ela sofre mais com a ação do sol, vento ou frio. O óleo funciona como um lubrificante que protege a pele.”

Atualmente, é possível encontrar uma variedade grande de hidratantes, produtos anti-idade e protetores. “A escolha do produto ideal varia muito com o tipo de pele. Para peles oleosas esses produtos devem ser livres de óleo, e ter toque seco ou matificante. Para peles secas esses produtos devem auxiliar na hidratação e conter ativos próprios para isso”, destaca a médica. “Um erro muito comum é o de pessoas com pele oleosa que usam cremes pesados no rosto. Isso tende a aumentar a oleosidade e pode piorar até a acne”, alerta a dermatologista.

O creme anti-idade também varia de acordo com o tipo de pele. “Em geral, a pele torna-se mais seca a partir dos 35 anos. As peles mais maduras pedem produtos que auxiliam na hidratação. Portanto, o veículo deve ser adequado para isso, seja em creme ou loção. Já as peles mais oleosas pedem produtos com toque mais seco, em veículos de gel ou sérum por exemplo”, lembra a médica.

Sobre as substâncias anti-idade, que são recomendadas a todos os tipos de pele e funcionam muito bem para ajudar a prevenir o envelhecimento, Patrícia cita o ácido hialurônico de baixo peso molecular, a Vitamina C, o ácido ferúlico e o resveratrol, além de alfa-hidroxiácidos (ácido glicólico), beta-hidroxiácidos (ácido salicílico) e retinoides sempre com orientação médica. “O ácido hialurônico de baixo peso molecular tem maior permeação e ajuda a hidratar; a Vitamina C, ácido ferúlico e resveratrol são excelentes anti-idades, agindo para proteger o colágeno e o DNA celular, além de eliminar os radicais livres aceleradores do envelhecimento precoce. E os ácidos e retinoides ajudam a melhorar o turn-over (renovação) celular, o que ajuda também a estimular colágeno”, finaliza a médica.

Fonte: Patrícia Mafra é dermatologista, membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Graduada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais (FCM-MG), com estágio em Dermatologia pelo Grupo Santa Casa e acompanhamento do Serviço de Ginecologia e Sexologia do Hospital Mater Dei.

YSL Beauté Rouge Pur Couture The Slim Velvet Radical: batom semimatte aveludado

Inspirado na subversiva grife de alta costura e seu amor pelo icônico tecido de veludo, a novidade é altamente pigmentada, enriquecida com óleos essenciais e garante cobertura total sem comprometer o conforto nos lábios

A coleção Rouge Pur Couture, da grife francesa Yves Saint Laurent Beauté, apresenta o novo integrante da linha, o batom Rouge Pur Couture The Slim Velvet Radical. Assim como o Rouge Pur Couture The Slim, a novidade traz alta pigmentação, cobertura total em uma única aplicação, bala quadrada e tem como o diferencial o acabamento ultra confortável semi matte ultra aveludado.

Pensado para as mulheres modernas e ousadas, que querem traçar seus próprios caminhos e ultrapassar limites, Rouge Pur Couture The Slim Velvet Radical foi inspirado no tecido de veludo garantindo um acabamento semi matte ultra aveludado. Além de proporcionar cobertura altamente pigmentada, sua fórmula enriquecida com 3 vezes mais óleos essenciais realça a beleza dos lábios sem abrir mão do conforto graças à sua cremosidade, facilitando a aplicação que pode ser feita em único movimento com o bastão do batom em um formato quadrado.

Dessa vez em uma embalagem em metal preto com a logo da marca em dourado, o batom Rouge Pur Couture The Slim Velvet Radical, de Yves Saint Laurent Beauté,está disponível em 06 cores: Nº21 – Rouge Paradoxe; Nº28 – True Chili; Nº302 – Brown No Way Back; Nº303 – Rose Incitement; Nº 306 – Red Urge e Nº309 – Fatal Carmin, e pode ser encontrada com exclusividade nas lojas físicas e e-commerce da Sephora com preço sugerido de 199 reais.

Onde encontrar: SAC: 0800 727 5626 – Instagram: @yslbeauty

Amore Milho lança milk-shake de sorvete de milho com seleção de coberturas especiais

Após poucos meses da abertura das primeiras lojas da rede Amore Milho, a marca percebeu que seus clientes estavam sentindo a necessidade de uma sobremesa própria, algo que tivesse sua assinatura e autenticidade. Com isso, a nutricionista da rede Amore Milho logo desenvolveu uma receita denominada “dos deuses”, o milk-shake de sorvete de milho. A novidade pode ficar ainda melhor ao ser combinada com cobertura de Ovomaltine ou leite Ninho ou, o match perfeito, com coco ralado.

O CEO da marca, Paulo Conrad, ressaltou que esta é a primeira linha da rede e que pensam, mais para frente, em criar outros novos produtos para complementar a família Amore Milho. “Estamos de olho nas novidades do mercado. Nossa rede é reconhecida pela qualidade dos produtos e inovação”, acrescenta Conrad.

A unidade do milk-shake será comercializada no valor de R$ 10,90.

Informações: Amore Milho

Frutas podem ser aliadas no combate ao diabetes

Pera e pêssego são exemplos de alimentos que ajudam a minimizar efeitos da doença, que atinge cerca de 12 milhões de brasileiros; Renata Guirau, nutricionista do Oba Hortifruti, ensina receitas que garantem uma nutrição saudável sem alterar os níveis de açúcar no sangue

O diabetes é uma das doenças crônicas que mais acometem as pessoas ao redor do mundo na atualidade – e no Brasil não é diferente. No País, segundo censo do IBGE de 2010, cerca de 6% da população é portadora desse mal, ou mais de 12 milhões de pessoas. As causas do diabetes estão associadas a alguns fatores, como ela ser autoimune, e devido à hereditariedade – no tipo 1. Mas, 90% da população sofre com o tipo 2 da doença, que é causada principalmente, por maus hábitos, como sedentarismo, má alimentação, excesso de peso e estresse. Por isso, atividades físicas constantes e nutrição saudável são fundamentais para prevenir e, quando o diabetes já se manifestou, controlá-lo para manter uma vida totalmente normal.

O próximo dia 14 de novembro é o Dia Nacional de Combate ao Diabetes e, inspirada nesta data, a nutricionista da Rede Oba Hortifruti, Renata Guirau, ensina duas receitas contendo pera e pêssego. Mas, e a frutose presente nesses alimentos? Renata explica que, ao contrário do que se pensa, “todas as frutas podem ser consumidas, porém existem maneiras mais interessantes para esse consumo”, assegura. “Na forma de sobremesa nas principais refeições (almoço e jantar), geralmente as frutas vão interferir menos no aumento da glicemia, quando comparado com o consumo no meio da tarde, de forma isolada, por exemplo”, explica Renata.

Já para o consumo das frutas entre as refeições menores ou para serem consumidas sozinhas, as melhores são as que contêm menor teor de carboidratos, como abacate, coco, morango, kiwi, maracujá e as frutas vermelhas.

Outra sugestão dada pela nutricionista é misturar a fruta com uma fonte de gordura (como a pasta de amendoim, sementes ou castanhas e nozes), ou de proteína (como iogurte, queijo, leite). “Isso porque a mistura da fruta, que é fonte de carboidrato, com esses nutrientes favorece oscilações de glicemia menos bruscas. Claro que a quantidade é sempre importante, pois mesmo as frutas, quando em excesso, podem fazer mal à saúde”, afirma.

Benefícios da pera e do pêssego

Pezibear/Pixabay

No caso da pera, uma das estrelas da receita especificada abaixo – assim como outras que se come com casca, como a maçã, a goiaba, a ameixa etc – é uma boa opção para quem precisa fazer um controle mais rigoroso da glicemia. “Isso porque as fibras contidas nos vegetais em geral e em grande quantidade nas cascas das frutas ajudam a melhorar o índice glicêmico dos alimentos e, consequentemente, seu impacto na glicemia de quem os consome”, diz Renata.

No caso do pêssego, assim como a pera, é uma fruta que pode ser consumida com casca, mantendo o teor de fibras mais alto. O ideal é que seja consumido junto com uma fonte de proteína ou gordura ou como sobremesa no almoço e jantar. O seu sabor doce pode ajudar a saciar a vontade de comer sobremesas, sem que seja necessária a ingestão de alimentos com açúcar adicionado. “O ideal é que seja consumido in natura, já que o pêssego em calda é rico em açúcar e causa grandes oscilações na glicemia de pessoas com diagnóstico de diabetes” recomenda a nutricionista.

Erros e mitos sobre o diabetes

Renata acredita que é preciso desmistificar alguns pontos acerca da doença, especialmente um erro muito frequente, que é a não aferição da glicemia, pois a pessoa, por “achismo”, crê que, devido ao sintoma apresentado, adivinha se o nível glicêmico está alto ou baixo. “Muito paciente erra nessa avaliação e acaba tendo um pior controle da glicemia ao longo do tratamento”, observa a nutricionista.

Em relação aos mitos, Renata lista alguns que levam as pessoas a, muitas vezes, não ingerir nada de açúcar como forma de prevenção da doença. “Não consumir nada de açúcar ao longo da vida previne diabetes? Isso não é verdade, já que a origem pode ser autoimune e tem uma forte influência genética. Porém, é claro que um bom estilo de vida ajuda muito a reduzir a incidência, sobretudo do diabetes tipo 2”, esclarece.

Outro mito em torno do diabetes é que o consumo de açúcar é proibido. “A ideia é que o consumo seja realmente bem esporádico, mas isso não impede que pacientes com bom controle da doença participem de refeições contendo açúcar, desde que tudo seja avaliado e adaptado pelo nutricionista que acompanha o paciente”, revela.

Por fim, um hábito muito bastante popular é a substituição de todos os alimentos pela versão diet, como garantia de que essa modalidade de alimentos é saudável. “Não é! Muitos alimentos, mesmo não contendo açúcar, podem fazer mal à saúde por serem ultraprocessados e, portanto, mesmo os alimentos dietéticos devem ser consumidos com moderação”, alerta.

Assim, para incorporar um pouco mais de saúde às refeições, a nutricionista criou duas receitas com pera e pêssego que são fáceis de fazer, rápidas, saudáveis e com baixíssimo teor de açúcar. Delicie-se:

Salada com pera e queijo

Ingredientes
2 xícaras de alface roxa fatiada
2 xícaras de alface crespa fatiada
1 pera fatiada
½ xícara de queijo (brie, gorgonzola)
½ xícara de castanhas (nozes, amêndoas)

Modo de fazer:
Monte a salada, acomodando primeiro as folhas e finalizando com a pera, o queijo e as amêndoas. Tempere com o molho da receita abaixo.

Molho

Ingredientes
2 colheres de sopa de vinagre
2 colheres de sopa de azeite
2 colheres de sopa de água
Sal a gosto

Pêssego cozido com canela e manjericão

Ingredientes
1 xícara de água
2 colheres de suco de limão
1 pedaço de canela em pau
3 pêssegos médios, cortados ao meio e sem caroço
½ xícara de folhas de manjericão frescas picadas

Modo de preparo
Em uma panela, misture a água, o limão e a canela. Leve para ferver, em fogo baixo, mexendo sempre. Adicione os pêssegos, tampe a panela e deixe cozinhando por cerca de 15 a 20 minutos. Retire do fogo e adicione o manjericão ao pêssego cozido com o caldo. Deixe descansando por mais 15 minutos, com a panela tampada.

Fonte: Oba Hortifruti

A evolução no uso do canabidiol em doenças do cérebro

Marcelo Valadares, neurocirurgião da Unicamp e do Hospital Albert Einstein, explica os benefícios do medicamento para tratar dores crônicas e insônia

Há alguns anos, as leis que permitem o uso do canabidiol (CBD) para fins medicinais vêm avançando no Brasil. Desde dezembro de 2019, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou a regulamentação de produtos à base de cannabis sob prescrição médica. Em julho deste ano, inclusive, o primeiro extrato de canabidiol desenvolvido no país chegou às farmácias. Entretanto, os estudos mundiais acerca do derivado da maconha como tratamento, apesar de polêmicos, são muito mais antigos; seu uso na medicina, aliás, é estudado em inúmeras especialidades, como a neurologia.

Porém, há muita publicidade em torno do CBD, além de dúvidas sobre como ele pode, de fato, ajuda no tratamento de doenças diversas. Para falar sobre o uso do canabidiol e seus benefícios no tratamento de algumas doenças neurológicas, Marcelo Valadares, neurocirurgião, médico do Hospital Israelita Albert Einstein (SP) e pesquisador da Disciplina de Neurocirurgia da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), elencou alguns temas que costumam gerar dúvidas.

Há hipóteses de que os efeitos do CBD podem auxiliar na redução de inflamações no cérebro
O Dr. Marcelo Valadares explica que parece haver evidência, de acordo com alguns estudos, de que a substância pode auxiliar no tratamento de pacientes com transtornos e doenças neurológicas. Nessas pesquisas, há evidências de que o principal efeito do CBD no cérebro é a redução de inflamação, que está relacionada a doenças como Alzheimer, ansiedade, depressão e epilepsia, entre outras.

O canabidiol é um tratamento viável para dores crônicas
Um estudo da The Health Effects of Cannabis and Cannabinoides, nos Estados Unidos, revelou que o alívio de dores crônicas é a condição mais comum citada pelos pacientes em relação ao uso do CBD medicinal. Estudos também mostram a presença de receptores canabinoides na medula espinhal, no sistema límbico, que é regulador das emoções, no hipocampo, na medula espinhal e no hipocampo, relacionado às memórias. Segundo o neurocirurgião, o uso do canabidiol em pacientes com dor crônica intensa mostra benefícios significativos, pois a cannabis tem ação direta no mecanismo central de dor. Valadares, inclusive, já teve relatos de bons resultados entre seus pacientes. “É um valioso recurso quando as primeiras linhas de tratamento não se mostram benéficas ou apresentam efeitos colaterais indesejáveis”, ressalta.

No Brasil, o uso de medicamentos à base de CBD para dores neuropáticas é permitido, mas esse não é um tratamento tão acessível
No país, os medicamentos à base de canabinoides podem ser indicados para tratamentos de dores neuropáticas crônicas, porém com uma receita especial e preenchimento de um formulário pelo médico responsável. É importante lembrar que os medicamentos são de alto custo e difícil acesso.

O CBD pode ser um complemento no tratamento para a dor de pacientes com Parkinson?
Estudos mostraram melhorias na qualidade de vida de pacientes com a Doença de Parkinson. Entretanto, há controvérsias em relação às melhorias nas funções motoras. O médico, especialista em tratamento de doenças neurodegenerativas, afirma que alguns estudos mostram evidências, mas ainda são preliminares. Entretanto, o neurocirurgião afirma que é possível considerar o canabidiol para casos de dor crônica relacionada à Doença de Parkinson.

Pesquisas sobre o uso de CBD para retardar a progressão do Alzheimer são promissoras
Valadares explica que há, ainda, estudos sobre o uso da cannabis medicinal para o tratamento de pacientes com Alzheimer. De acordo com o médico, há limitações medicamentosas tanto para minimizar os sintomas, quanto para retardar a progressão do Alzheimer neste momento, o que enfatiza a necessidade de desenvolver mais pesquisas e viabilizar novas opções de tratamento. “Na literatura, estas pesquisas mostram-se promissoras, mas são necessárias mais avaliações acerca do tema “, diz o médico.

No caso da epilepsia, o canabidiol pode ser um substituto dos medicamentos tradicionais
Casos de epilepsia, muitas vezes, são de difícil controle, como explica o neurocirurgião Marcelo Valadares. Um trabalho publicado no periódico médico The New England Journal of Medicine com pacientes que possuem a síndrome de Dravet, mostra que a média de crises convulsivas por mês diminuiu de 12 para 6 após o uso da solução oral de canabidiol. Valadares enfatiza, ainda, que existem evidências sólidas especialmente no caso de crianças.

Em quadros de insônia, o canabidiol é recomendado?
Pesquisas apontam que os canabinoides são bem-sucedidos na melhora da qualidade do sono em geral e podem ser uma alternativa aos tradicionais medicamentos usados para dormir que podem gerar dependência e uma série de efeitos colaterais. Inclusive, o uso da cannabis tem sido estudado em pacientes com Estresse Pós-Traumático que sofrem com distúrbios do sono.

Fonte: Marcelo Valadares é médico neurocirurgião e pesquisador da Disciplina de Neurocirurgia da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp e do Hospital Albert Einstein. Seu enfoque de trabalho é voltado às cirurgias de neuromodulação cerebral em distúrbios do movimento, cirurgias menos invasivas de coluna (cirurgia endoscópica da coluna), além de procedimentos que envolvem dor na coluna, dor neurológica cerebral e outros tipos de dor. Fundador e diretor do Grupo de Tratamento de Dor de Campinas, que possui uma equipe multidisciplinar formada por médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos e educadores físicos.

Mercearia do Conde celebra 30 anos com Festival Mulheres à Mesa

Comandado por mulheres desde a sua inauguração, a Mercearia do Conde comemora com muito orgulho seus 30 anos de história. Para isso, a restauratrice Maddalena Stasi convidou grandes chefs mulheres da cidade para elaborar as receitas em um festival exclusivo batizado de Mulheres à Mesa. Participam do festejo a chef Giovanna Grossi; do restaurante Animus; Chef Viviane Gonçalves do restaurante Chef Vivi e a confeiteira Carole Crema. “Escolhemos a dedo as nossas convidadas que criaram pratos especiais para celebrarmos juntos esta trajetória de 30 anos!” completa Maddalena.

O menu especial é composto por entrada, 2 pratos principais e sobremesa, que podem ser pedidos individualmente. A entrada é um Gaspacho de melancia com crispy de presunto cru (R$ 34), elaborada pela chef Giovanna Grossi. O menu conta também com uma opção vegetariana da Chef Vivi Gonçalves, a Polenta crocante assada com tomate italiano tostado, salsa de ervas da horta e lascas de queijo tulha (R$ 74). Maddalena Stasi contribui para o menu com mais um prato principal, a Pescada cambucu grelhada com mini lulas, emulsão de feijão manteiguinha e baby rúcula ao molho de três limões (siciliano, taiti e cravo) (R$88). Fechando o cardápio, uma deliciosa sobremesa com assinatura de Carole Crema – o Bolo de coco com compota de frutas frescas e especiarias (R$ 31).

Todas as chefs tem muita sintonia com a Mercearia do Conde. A chef Giovanna Grossi é um dos nomes mais promissores dessa nova geração, foi a primeira mulher brasileira a chegar às finais mundiais do Bocuse D’or em Lyon, e com apenas 29 anos – coincidentemente a mesma idade que Maddalena abriu a casa – já tem muita história boa para compartilhar. Cosmopolita, a Chef Vivi passou por Londres, foi premiada com seu restaurante na China e traz em sua essência a sustentabilidade e o aproveitamento total dos ingredientes, um conceito que a Mercearia do Conde sempre priorizou. Os doces afetivos de Carole Crema remetem à criação dos pratos do cardápio que sempre levaram em conta as receitas de família.

Muita história

A história da Mercearia do Conde começa em 1991 como um empório de bairro, no coração do jardim Paulistano, vendendo queijos, vinhos, cereais a granel, pães e uma série de produtos especiais. Com as vendas aumentando, a mercearia inclui algumas receitas de pratos que faziam sucesso nas reuniões de família das sociais como o vatapá levinho, uma frigideira de bacalhau de comer rezando, o cuscuz paulista molhadinho… A clientela foi crescendo e pedindo mais. No espaço que tinham, meio no improviso, colocaram duas mesinhas e um menu bem enxuto com dois ou três pratos apenas. Logo foram descobertas pelo público, aumentaram o menu, os funcionários e até ganharam uma estrela no antigo Guia Quatro Rodas – um dos mais importantes da década de 90.

No início, a casa virou ponto de encontro de publicitários e aquela esquina de cores vibrantes ficou conhecida pelo grande bochicho que causava. Naquela época, todos procuravam novidades que ninguém oferecia até então, como suco de mexerica. Depois do suco de mexerica, uma série de tendências e sucessos foram criados na cozinha da Mercearia do Conde, como o nhoque de mandioquinha e a salada de cuscuz marroquino com frango e especiarias. Outros pratos mais simples, porém deliciosos, como as Tortas altas com bastante recheio de frango ou cenoura com ementhal, uma massa fininha e muita salada acompanhando também começaram a ganhar destaque e estão até hoje no cardápio. Além disso a casa vendia objetos e artesanatos da própria decoração do restaurante, tendência que se mantém viva e dinâmica até hoje.

O objetivo da marca sempre foi juntar, misturar e combinar sabores e culinárias diferentes sem perder as raízes brasileiras. Por isso, até hoje, é classificada como uma cozinha variada e tem pratos com influências tailandesas, indianas e italianas, misturadas com receitas e ingredientes regionais. Muitas receitas eram trazidas dos encontros familiares e das conversas com os tios de Maddalena – Caloca Fernandes – um dos maiores pesquisadores da alimentação brasileira – e Betina Orrico, uma das idealizadoras da Cozinha de Cláudia (a revista).

Durante esses 30 anos, a Mercearia do Conde foi palco para muitos primeiros encontros – é incrível o número de casais que contam que começaram suas histórias na Mercearia! -, aniversários e histórias afetivas de famílias e amigos. Por isso, a casa lançou também um concurso de histórias e fotografias que contam um pouco desses 30 anos de existência.

Pioneira, a marca abriu caminho para que outros restaurantes como Mani, Evvai e Basilicata Trattoria se instalassem por lá, tornando essa região um dos polos gastronômicos da cidade.

O Festival Mulheres à Mesa vai até o dia 24 de dezembro.

Mercearia do Conde – R. Joaquim Antunes, 217, Jardim Paulistano | Tel.: (11) 3081-7204

And Just Like That… traz as amigas de Sex and The City vivendo os dilemas dos 50 anos

Do produtor executivo Michael Patrick King, a série Max Original de dez episódios And Just Like That… estreia com dois episódios na quinta-feira, 9 de dezembro, na HBO Max. Os oito episódios seguintes terão estreia semanal toda quinta-feira.

A tão esperada produção Max Original representa um novo capítulo da inovadora série original da HBO Sex adn The City, do produtor executivo Michael Patrick King. And Just Like Thatacompanha “Carrie” (Sarah Jessica Parker), “Miranda” (Cynthia Nixon) e “Charlotte” (Kristin Davis) conforme elas caminham da complicada jornada da vida e dos relacionamentos aos 30 anos para a ainda mais complicada realidade da vida e amizades aos 50.

A série também inclui os talentos previamente anunciados: Sara Ramirez, Sarita Choudhury, Nicole Ari Parker, Karen Pittman, Chris Noth, Mario Cantone, David Eigenberg, Willie Garson e Evan Handler.

Clique aqui para assistir ao trailer oficial.

Essencial Palo Santo, a nova fragrância da Casa de Perfumaria do Brasil

A Natura reforça a excelência de sua marca prestige em mais uma combinação inédita com ingredientes da biodiversidade brasileira

A Casa de Perfumaria do Brasil apresenta duas novas fragrâncias de Essencial, marca prestige da Natura, que simboliza sofisticação e exuberância. Essencial reúne os ingredientes mais nobres da perfumaria mundial, combinados aos mais preciosos ingredientes da biodiversidade brasileira, a tradução do savoir faire.

Essencial Palo Santo traz o encontro inédito e precioso, repleto de intensidade, em fragrâncias que iluminam, dentro de nós, e que nos inspiram a acreditar no poder de realização de cada um.

A fragrância marcante e inconfundível, nas versões feminina e masculina, ganha forma no encontro da preciosidade do Palo Santo e a força do amendoado cumaru, tesouro da Amazônia. Considerada uma das madeiras mais perfumadas do mundo, com presença amadeirada e aromática, o Palo Santo é um grande destaque na perfumaria contemporânea mundial. Nativo da América do Sul, é utilizado para atrair prosperidade, abrir caminho para conquistas e celebrar desejos alcançados.

Preciosidade sustentável

O lançamento nasce da viabilidade de utilização do ingrediente de forma sustentável no desenvolvimento de fragrâncias. A Casa de Perfumaria do Brasil, em parceria com a Universidade Técnica Particular de Loja, desenvolveu um processo especial para a obtenção do óleo essencial do Palo Santo, não do tronco, mas do fruto, o que mantém a árvore em pé. O projeto foi mundialmente reconhecido pelo Programa das Nações Unidas por ser um “exemplo local de inovação exitosa que pode mudar o mundo para melhor”, contribuindo para a preservação da natureza e oferecendo uma alternativa de renda sustentável para as comunidades.

Já a mais perfumada das sementes, o cumaru é também conhecido como “baunilha amazônica”. Dotada de uma casca dura e escura, a semente transmite força e rusticidade, mas, quando aberta, revela sua natureza enigmática e inebriante. O óleo extraído da semente de cumaru exala uma fragrância intensa e adocicada, com lembrança de uma combinação entre baunilha, amêndoas, canela e cravo.

“Essencial Palo Santo é uma fragrância intensa e exuberante. Em sua versão feminina, a combinação da preciosidade do Palo Santo ao amendoado cumaru é envolta pelo jasmim, que proporciona sofisticação por meio de ingredientes que se conectam com uma saída luminosa e garantem o luxo das texturas amadeiradas. Na combinação masculina, unimos o Palo Santo e a semente de cumaru com as melhores madeiras da perfumaria, revelando seu aspecto misterioso e surpreendente”, explica Veronica Kato, perfumista exclusiva da Casa de Perfumaria do Brasil.

O poder de uma fragrância marcante é traduzido nas criações de Essencial. Por meio da marca, a Natura reinventa o melhor da perfumaria mundial através da criatividade e da riqueza do Brasil, combinando ingredientes icônicos da perfumaria mundial com as mais preciosas descobertas da biodiversidade brasileira.

Sobre os produtos:

Essencial Palo Santo Feminino (R$ 196,00)
Uma fragrância intensa e exuberante que traz a preciosidade do Palo Santo em uma combinação inédita do amendoado cumaru, envolto por especiarias e notas florais de jasmim e flor de laranjeira.

Essencial Palo Santo Masculino (R$ 196,00)
Uma fragrância intensa e exuberante que traz a preciosidade do Palo Santo em uma combinação inédita do amendoado cumaru, envolto por especiarias e notas marcantes de sândalo e cedro.

Os produtos da marca Natura podem ser adquiridos com as Consultoras, por meio do e-commerce, app Natura, nas lojas próprias ou nas franquias “Aqui tem Natura”.

Gel-creme para área dos olhos reduz olheiras, promove ação drenante e efeito tensor imediato

Idealizado pela Età Cosmetics, o Gel-Creme Lifting para Área dos Olhos pode promover redução instantânea de bolsas para atenuar o aspecto de cansaço e também conferir efeito tensor e preenchedor imediato para combater sinais do envelhecimento, além de ajudar a clarear olheiras e hidratar a pele

A pele da área dos olhos é a mais fina do nosso corpo, sendo assim extremamente suscetível aos danos que podem acelerar o surgimento de sinais da idade como rugas, linhas de expressão e flacidez. O aspecto envelhecido da região ainda é evidenciado pela presença de olheiras e bolsas, de forma que a genética e maus hábitos podem influenciar diretamente na presença desses sinais.

Felizmente, é possível prevenir e reverter essas alterações que surgem na área dos olhos por meio da utilização de cosméticos especificamente desenvolvidos para o tratamento da região, como é o caso do Gel-Creme Lifting para Área dos Olhos, lançamento da Età Cosmetics. O produto é um creme hidratante em gel que possui mecanismo de ação multifuncional para tratamento da área dos olhos, já que pode promover redução instantânea de bolsas através de sua ação drenante e conferir efeito tensor, preenchedor e lifting imediato para combater linhas e flacidez que surgem na região, além de auxiliar no clareamento de olheiras.

O efeito tensor e preenchedor proporcionado pelo produto pode ser notado após apenas 15 minutos da aplicação, podendo durar ao longo de todo o dia graças a presença de Exopolissacarídeo Marinho em sua composição. O Exopolissacarídeo Marinho age estimulando a síntese de colágeno e elastina na pele, assim aumentando a firmeza cutânea, redensificando a derme e promovendo preenchimento de rugas. Por ser formulado com Extrato de Algas Vermelhas, o Gel-Creme Lifting para Área dos Olhos também pode promover melhora imediata das bolsas e do aspecto cansado do olhar.

O Extrato de Algas Vermelhas é um ativo de efeito drenante que atua na diminuição das bolsas infraoculares, já que possui ação osmorreguladora, o que proporciona uma drenagem rápida do líquido acumulado na região. Além disso, o produto ainda conta com Taurina Vegetal, ativo energético e anti-fadiga capaz de controlar o estresse oxidativo e melhorar a hidratação da pele, e niacinamida, que possui ação clareadora, antissinais e anti-inflamatória, sendo especialmente eficaz no combate a olheiras de diversas causas.

De textura leve, o Gel-Creme Lifting para Área dos Olhos então pode ajudar a atenuar instantaneamente, e também de forma progressiva, os sinais de envelhecimento e de fadiga que surgem na região, além de também reforçar a reserva natural de água na epiderme para restaurar sua hidratação e assim tornar a pele da área dos olhos mais macia, elástica, firme e viçosa.

Indicado para todos os tipos de pele, o produto ainda é cruelty free, isto é, não é testado em animais, e é livre de parabenos e sulfatos. Quanto ao modo de uso, o Gel-Creme Lifting para Área dos Olhos deve ser aplicado duas vezes ao dia, de manhã e à noite, em todo o contorno dos olhos com o auxílio do bico aplicador de porcelana, sendo espalhado de maneira suave com os dedos, sempre de dentro para fora, até completa absorção. A associação com outros produtos da Età Cosmetics, como o Gel Complex Antioleosidade e o Gel-Creme Complex Antissinais, também é recomendada para potencialização dos resultados e tratamento global da pele.

Sobre a Età Cosmetics

Marca de dermocosméticos lançada em 2021 com o objetivo de mudar a percepção que temos sobre beleza e idade, trazendo ao mercado nacional cosméticos que aliam inovação, alta qualidade e eficácia com preços descomplicados. Criados para serem usados por qualquer pessoa, independentemente do gênero, cor e idade, os cosméticos da Età foram desenvolvidos com base em inúmeras pesquisas e estudos e possuem formulações e ativos exclusivos com eficácia cientificamente comprovada no tratamento e manutenção da saúde e beleza da pele.