PlantMade: alta gastronomia vegana no bairro de Higienópolis

No dia 14de maio de 2019 foi inaugurada no Brasil a primeira unidade do PlantMade, restaurante casual do chef Matthew Kenney, que vive na Califórnia, mas que espalha sua essência por mais de 25 estabelecimentos ao redor do mundo.  O PlantMade pertence a uma das 15 marcas do grupo MKC e iniciou operação no bairro de Higienopólis, em São Paulo na tradicional Praça Vilaboim.

A chegada da alta gastronomia vegana em terras brasileiras só é possível com o trabalho conjunto do casal Daniele e Fabio Zukerman, que construíram um hub de negócios da indústria plant based em busca de deixar um futuro mais sustentável e feliz para o planeta.

O objetivo do PlantMade é continuar seguindo os princípios da marca e valorizar a gastronomia de vanguarda com alimentos naturais, integrais, locais e sempre à base de vegetais. “Nos preocupamos em levar aos clientes um conceito de hospitalidade pensada exclusivamente para otimizar a experiência alimentar tradicional. Nosso menu faz bem para a saúde e para o planeta” diz Daniele.

O casal viu a saúde se transformar depois de adotar novos hábitos alimentares e defende as vantagens de uma consciência alimentar maior, uma vez que gastronomia, nutrição e arte devem caminhar juntas.

O restaurante surpreende com um diversificado cardápio com pratos para qualquer horário. Ele abre todos os dias da semana, do café da manhã ao jantar.

palnt madeplantmade 12

A Lasanha Raw e o Cacio e Pepe, duas das mais famosas criações da marca, estão presentes no menu, além de bolos, lanches rápidos, doces e produtos sazonais. Alguns itens feitos artesanalmente estão à venda no próprio empório do restaurante, como manteigas, queijos, pães, doces e geleias.

PlantMed: Praça Vilaboim, 111 – Higienópolis – Horário de atendimento: de segunda a domingo das 9h às 22h.

Abobrinha Recheada do Arabesco: fácil de fazer e muito saborosa

O Arabesco, tradicional restaurante árabe, situado em dois endereços (Paulista e Perdizes), disponibiliza um dos seus sucessos para fazer em casa. A Abobrinha Recheada, excelente pedida para a estação, além de deliciosa, é muito fácil de fazer. Confira a receita:

Abobrinha Recheada do Arabesco

Ingredientes:
6 abobrinhas médias
½ xícara (chá) de óleo de soja
400g de carne bovina moída
1 cenoura grande ralada
1 cebola média picada
2 dentes de alho amassados
2 ovos
1 xícara (chá) de mussarela picada
1 xícara (chá) de queijo ralado
Sal e salsinha a gosto

Modo de Preparo:
Refogue no óleo a carne, a cenoura e a cebola. Enquanto espera esfriar o refogado, cozinhe as abobrinhas cortadas ao meio no sentido do comprimento, até que um palito entre com facilidade na polpa. Cuidado para não cozinhá-las muito, já que vão ser gratinadas no forno. No refogado já frio, para que os ovos não cozinhem antes da hora, misture o alho, os ovos, a mussarela e a salsinha. Corrija o sal. Retire as sementes das abobrinhas com auxílio de uma colher, coloque o recheio, arrume em uma travessa refratária, cubra com queijo ralado e leve ao forno para gratinar.

abobrinha

Fonte: Arabesco

Pesquisa mostra perfil do doador e potencial de doação do segmento maturidade

A pesquisa quantitativa online “Doador brasileiro: potencial de doação no segmento maturidade”, conduzida pela Noz Pesquisa e Inteligência – em parceria com a Trackmob e Pitanga.Mob -, traz um panorama inédito do doador no país e destaca o potencial de doação representado pelos brasileiros com mais de 50 anos. A pesquisa – apresentada, hoje, no Festival da Associação Brasileira dos Captadores de Recursos – contou com 1.212 entrevistas feitas em São Paulo (capital, interior, região metropolitana e litoral); e nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul.

Entre os brasileiros, 29% realizam doações mensais; na faixa etária acima de 50 anos, 26% costumam doar, em média, mais de R$ 100 mensais; entre os mais jovens, o índice é de 17%. Doadores há mais de três anos, para 50% desses cidadãos maduros as ações individuais somadas podem mudar o mundo; 81% dos entrevistados acreditam que é muito importante a transparência na prestação de contas para as organizações sem fins lucrativos e institutos; e 74% destacam o comprometimento de proteger informações financeiras e pessoais dos doadores contra violações de dados. Quando o tema abarca as principais causas, as primeiras posições são ocupadas pelas temáticas crianças e jovens (44%); animais domésticos (32%); causas humanitárias (27%); fome e sem teto (26%) e saúde (23%).

Essas são algumas das conclusões do mapeamento inédito Doador brasileiro: o potencial de doação no segmento maturidade, conduzida pela Noz Pesquisa e Inteligência em parceria com a Trackmob e Pitanga.Mob. Os dados foram apresentados no Festival de Captação da ABCR (Associação Brasileira de Captadores de Recursos), no dia 11 de junho.

Conduzida entre 17 de março e 25 de maio de 2019, a pesquisa Doador brasileiro: potencial de doação no segmento maturidade conta com 1.212 entrevistas – sendo 789 de pessoas com mais de 50 anos (65%); 5% dos entrevistados têm mais de 70 anos; 15% entre 60 e 69 anos; 45% entre 50 e 59 anos; 10% têm menos de 30 anos; 13% entre 30 e 39 anos; e 12% entre 40 e 49 anos. A pesquisa contou com 72% moradores da cidade de São Paulo; 9% na região metropolitana; 8% no interior e litoral; e 12% em cidades das regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul.

No perfil da amostra, 82% são mulheres; 53% são casados/união estável; 24% solteiros; 16% divorciados; e 7% viúvos. A análise da situação profissional mostra que 28% têm vínculo empregatício; 22% são consultores, autônomos ou freelancer; e 18% são empreendedores. Sobre a escolaridade, 43% têm ensino fundamental, médio ou superior incompleto; 37% ensino superior; 16% possuem pós-graduação; 5% mestrado e/ou doutorado. Na análise da renda, 28% têm renda até R$ 2.500; 27% estão na faixa entre R$ 2.501 e R$ 5 mil; 14% entre R$ 5.001 e R$ 7.500; 8% mais de R$ 12.501; 7% entre R$ 7.501 e R$ 10 mil; e 12% não possuem renda própria. A pesquisa quantitativa online contou com questionário de autopreenchimento voluntário, sem incentivo.

O recorte do mapeamento será um dos destaques do Festival ABCR. Com o temaO futuro da captação de recursos no Brasil do futuro, o evento acontece de 9 a 11 de junho, no Centro de Convenções Frei Caneca. No painel que trará a pesquisa, o recorte que foca no doador prateado contará com a presença de Juliana Vanin, fundadora da Noz e coordenadora da pesquisa; Marcelo Jambeiro, desenvolvedor de projetos de captação de alto impacto para doadores, captadores e recebedores (Trackmob); Flávia Lang, fundadora da Pitanga.Mob (empresa especializada em engajamento e mobilização de indivíduos); e Amanda Fazano, responsável pelo programa de Retenção, Relacionamento e Desenvolvimento de Doadores da ACNUR (agência da ONU para Refugiados).

Principais conclusões da pesquisa

Cenário: com os avanços na expectativa de vida e queda na taxa de fecundidade, as faixas etárias de brasileiros com mais de 50 anos são as que mais crescem. Em 2019, o país conta com 24,21% de brasileiros sêniores; em 2030 o índice será de 31,18%, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Um quarto da população com mais de 60 anos está conectada à internet; metade da força de trabalho terá mais de 50 anos em 2040, segundo o IPEA. Diante desse significativo percentual da população que é prateada, a pesquisa buscou entender quais as oportunidades de ampliar as doações entre os 50+.

patas e maos

Causas abraçadas pelos 50+: entre os entrevistados com mais de 50 anos, 44% afirmam que a principal causa defendida envolve crianças e jovens; seguida de 32% de animais domésticos (gatos e cachorros); 25% causas humanitárias; 26% fome e sem teto; 23% saúde; 19% educação; 18% conservação e proteção ambiental; 14% desenvolvimento comunitário; 11% paz e não violência; 11% arte e cultura; 9% direitos humanos (mulheres, LGBT, equidade racial); e 5% investem em iniciativas de pesquisa e política pública.

Segundo Juliana Vanin, coordenadora da pesquisa, interessante notar que a causa “crianças e jovens” ocupa o primeiro lugar no ranking entre os maduros e os com menos de 50 anos – assim como a causa de animais domésticos. Em contrapartida, a temática de direitos humanos ocupa 11ª posição entre os prateados e é sétima no ranking entre os mais jovens.

É interessante notar que os entrevistados com menos de 50 anos disseram se interessar mais por causas de direitos humanos do que os acima de 50 anos que vivenciaram em sua grande maioria processos como o de redemocratização do país e luta por direitos, comenta Marcelo Jambeiro, executivo da Trackmob. “O interesse das pessoas com menos de 50 a causas ligadas aos direitos humanos me parece reflexo dos tempos atuais, porém, me intriga o apoio menor entre os acima de 50”, salienta.

celular redes sociais

Formas de apoio: a percepção de apoio efetivo às causas é feito por 68% dos entrevistados via doação de objetos, roupas e alimentos; 45% doam dinheiro; 41% realizam trabalhos voluntários; 38% participam de bazares ou compras produtos de organizações; 32% participam de rifas/bingos; 10% criam projetos; e 7% nunca ajudaram ou não lembram a forma de apoio. Quando perguntados sobre como divulgam as causas, 76% dos 50+ declaram que conversam com amigos, familiares ou pessoas próximas; 75% compartilhando informações nos grupos de WhatsApp; 74% no Facebook; 36% por e-mail; 31% por Instagram; e 16% em outras redes sociais. Apesar dos 45% citarem doação financeira como forma de apoio às causas, quando questionados se já realizaram doação financeira, 67% entre os entrevistados com menos de 50 anos afirmam que sim; entre os maduros o índice sobre para 74%.

mulher computador lendo

Informações sobre as causas: a indicação de amigos ou conhecidos é para 53% dos maduros a principal forma de tomar conhecimento sobre a causa; 43% apontam as redes sociais; 28% contatos telefônicos; 23% pela tevê; 14% em anúncios de jornais; 14% em WhatsApp; 13% em sites; e 13% são abordados nas ruas. Na análise da coordenadora da pesquisa, esse é um ponto relevante. “Entre os entrevistados com menos de 50 anos, a abordagem nas ruas é efetiva para 23% contra 13% dos maduros. Isso pode indicar que faltam captadores prateados para conversar com esse potencial doador de igual para igual”, analisa Flavia Lang, fundadora da Pitanga.Mob. A mala direta, instrumento tradicional, foi apontado por 8% dos entrevistados com menos de 50 anos e 11% dos 50+. Na última posição, o rádio com, respectivamente, 6% e 5%.

Segundo Flavia, a pesquisa mostra que 31% dos entrevistados com mais de 50 anos doam mensalmente e, mais da metade, também conduzem doações adicionais. Entre os entrevistados, 28% atualmente fazem doações pontuais, mas já fizeram mensais. “As organizações buscam aumentar a base de doadores recorrentes, pois isso garante a sustentabilidade e a previsibilidade da entrada do recurso. Temos um grande potencial de crescimento e, aliando à comunicação com uma boa jornada do doador, as organizações podem potencializar os recursos dos doadores atuais e dos novos”, afirma.

Frequência das doações: a pesquisa mostra que entre os com mais de 50 anos, 12% fazem doações mensais; 19% fazem mensais e pontuais; 28% já fizeram doações mensais e hoje somente pontuais; 29% nunca fizeram doações mensais; 12% não fazem nenhum tipo de doação financeira há mais de três anos. Entre os com menos de 50 anos, os índices são, respectivamente, 8%, 19%, 17%, 47% e 10%.

Motivos para não doar dinheiro: entre os 50+, os principais motivos apontados são a preferência em doar alimentos (34%); a falta de condições financeiras (28%); a preferência por realizar trabalhos voluntários (14%); o fato de não confiar em organizações que pedem doação em dinheiro (10%); não cultivar o hábito (4%); ter uma experiência negativa (3%); ninguém nunca pediu (2%); é complicado fazer doação em dinheiro ou não sei como fazer (1%); resolver problemas sociais é coisa do governo (1%); e nenhuma causa me sensibilizou (1%).

dinheiro

Principal motivo para doar dinheiro: entre os doadores pontuais e mensais encontram-se diferenças nos principais motivos apontados para doar. Um trabalho tangível e clareza na utilização do dinheiro é para 27% dos doadores mensais o principal motivo; entre os doadores pontuais, o índice é de 20%. Estar alinhado ao propósito pessoal é o motivo para 19% dos doadores mensais e 23% dos pontuais; a boa reputação da organização é motivo para 18% dos doares mensais e 14% dos pontuais. Entre os demais motivos, destaque para “quero que todas as pessoas tenham os mesmos direitos que eu” – 14% pontuais e 18% mensais –; porque alguém pediu e me motivou a saber mais sobre a organização/causa (8% pontuais e 4% mensais); e os dados alarmantes me chamaram a atenção (6% pontuais e 4% mensais). O fato de uma pessoa da família ou conhecido ter precisado de ajuda semelhante à atuação da organização foi apontado por 6% dos doares pontuais e 4% dos mensais. A facilidade em realizar a doação financeira é apontada por 2% de ambos. Entre os 50+ o principal motivo, 21% dos entrevistados, é o trabalho tangível e clareza da utilização do dinheiro. Além disso, destaque para a “boa reputação da organização” como drive de doação para 17% dos entrevistados 50+ contra 12% dos mais jovens.

“Entre os doadores, os itens considerados mais importantes para uma organização sem fins lucrativos, ONG ou instituição de caridade são a transparência na prestação de contas (81%) e proteger informações financeiras e doadores contra violações de dados (74%)”, avalia Juliana.

Valor médio doado & modalidade: entre as modalidades preferidas pelos doadores pontuais, 52% dos maduros optam por dinheiro; 32% por boleto bancário; 25% transferência bancária, TED ou DOC; 12% cartão de crédito; 11% débito em conta. Entre os doadores mensais, 78% realizaram doações nos últimos 12 meses; o valor médio pontual foi de R$ 475 no período. “A pesquisa aponta que o potencial de doação dos prateados não está condicionada diretamente à renda, mas ao engajamento e aderência às causas”, avalia a coordenadora da pesquisa.

Sobre a Noz Pesquisa e Inteligência

Ateliê de pesquisa e inteligência de negócios, o trabalho desenvolvido pela Noz é baseado em ouvir, observar e integrar para entender desejos e comportamentos humanos que se tornam insumos para a construção de novas ideias. Por meio de metodologias de inteligência de mercado e pesquisas, atua em todo ciclo de negócio de empresas. A empresa foi fundada por Juliana Vanin, Especialista em estratégia empresarial, pesquisa, análise de mercado e concorrência. Há mais de 14 anos atua na área de Inteligência de Negócios, Planejamento Estratégico e Financeiro. A executiva é Economista formada pela Universidade de São Paulo (USP); pós-graduada em Finanças pelo Insper; moderadora de discussões em grupo certificada pela ABEP.

Sobre a Pitanga.Mob

Especializada em captação de recursos de indivíduos – visa o crescimento das organizações com custos por doador mais acessíveis. A empresa acredita no poder das pessoas para mudar o mundo, ou seja, trabalha para engajar e mobilizar pessoas a contribuírem com as causas que mais se importam e, com isso, fazerem a diferença. Fundada em 2018 por Flavia Lang Revkolevsky, profissional com mais de 20 anos de experiência na área de mobilização de recursos e engajamento, a Pitanga.Mob está antenada com o mundo de hoje, oferecendo soluções e programas baseados nas melhores opções de crescimento e a melhor otimização do seu investimento – ou seja, maior impacto possível com a verba disponível e pagamento atrelado a resultados.

Sobre a Trackmob

Ecossistema financeiro para impactar e conectar pessoas que queiram um mundo melhor, a Trackmob oferece soluções de ponta a ponta para todo o processo de doação – do momento em que o doador conhece a causa até a organização aplicar o dinheiro em uma ação social. Por meio de um conjunto de soluções de SaaS (Software as a Service), BI (Business Intelligence) e serviços financeiros, cria uma experiência de doação incrível, que estimula as pessoas a doarem mais, com mais frequência e por mais tempo. Já foram processados mais de R$ 100 milhões em doações de pessoas físicas destinados a diferentes tipos de causas, ONGs e projetos sócio ambientais. Dessa quantia, R$ 40 milhões foram processados somente em 2018. Isto representa mais de 400 mil doadores individuais cadastrados em nossa base e mais de 500 mil doações individuais realizadas.

Pesquisa Mary Kay mostra impacto de antioxidantes e vitamina C na saúde da pele

Mary Kay apresenta descobertas de dois estudos de pesquisa na Reunião Anual de Dermatologistas Latino Americanos e no 77º Encontro Anual da Sociedade de Dermatologia Investigativa

Mary Kay Inc, empresa global de beleza e líder em inovação em cuidados com a pele, continua apoiando a beleza e as comunidades científicas com a sua participação em duas conferências mundiais de dermatologia recentemente. Mary Kay participou da renomada Reunião Anual de Dermatologistas Latino Americanos (RADLA) durante os dias 4 a 7 de maio, em Buenos Aires, na Argentina, onde apresentou as descobertas dos efeitos da poluição na saúde da pele.

A empresa também foi patrocinadora do 77º Encontro Anual da Sociedade de Dermatologia Investigativa (SID, na sigla em inglês) em Chicago, de 8 a 11 de maio, onde divulgou as mais recentes pesquisas sobre como cinco extratos de frutas conhecidos por conter vitamina C agem para melhorar a aparência da pele.

Durante a 37ª conferência, os principais especialistas em cuidados com a pele do mundo todo se reuniram para explorar diversos tópicos, incluindo o impacto dos fatores ambientais externos que agridem a saúde da pele. Mary Kay apresentou a pesquisa com foco nas preocupações com a pele relacionadas às partículas de exaustão do diesel (PED) no meio ambiente.

rosto poluição

A exposição contínua às PEDs provoca o aumento dos radicais livres nas células da pele, podendo basicamente impactar os sinais prematuros de envelhecimento, como as manchas escuras e o aspecto opaco. A Mary Kay também apresentou as descobertas sobre um complexo antioxidante que pode ajudar a retardar os sinais de envelhecimento relacionados com os efeitos nocivos da PED. Esta tecnologia inovadora, presente na linha Mary Kay de cuidados com a pele TimeWise Miracle Set 3D, com patente pendente, oferece um poderosa rotina contra os radicais livres, utilizando uma abordagem exclusiva e tridimensional para combater o envelhecimento da pele.

“Os cientistas da Mary Kay passaram anos pesquisando inovadores ingredientes para desenvolver a nova coleção de cuidados com a pele que combate os radicais livres e ajuda a retardar a manifestação dos sinais precoces de envelhecimento decorrentes dos inevitáveis estressores ambientais e de estilo de vida, como a exaustão dos automóveis e a poluição do ar”, disse Lucy Gildea, Cientista Chefe da Mary Kay Inc.

Ao participar da conferência da SID, Tiffany Carle, cientista chefe adjunta da Mary Kay, apresentou as novas informações coletadas, quando analisou um sérum contendo cinco extratos de frutas ricos em vitamina C e seus efeitos na pele. Como parte deste estudo, pesquisadores da Mary Kay trataram um tecido artificial com este sérum e utilizaram uma abordagem genômica para entender como o sérum afetava a pele.

Esta avaliação genômica revelou o envolvimento de quatro principais classes de genes importantes para a firmeza da pele. Ainda, o estudo mostrou que o tratamento com sérum aumentava a produção de proteínas da matriz dérmica e das lamininas que dão firmeza à pele. Este estudo confirma como o sérum funciona para ajudar a melhorar a aparência da flacidez e textura da pele.

A equipe de pesquisa e desenvolvimento da Mary Kay é formada por destacados cientistas com doutorado e outros diplomas avançados em diversas disciplinas: biologia da pele, biologia celular, química, bioquímica etc. Esta equipe de cientistas está dedicada a conduzir pesquisas de ponta e compartilhar as descobertas importantes relacionadas à saúde da pele com as comunidades científicas e de beleza como um todo.

“Nossa equipe de Pesquisa e Desenvolvimento está comprometida com o desenvolvimento tecnológico de nossos produtos para que possamos ajudar a melhorar a saúde da pele e tornar todas as mulheres mais confiantes com suas aparências”, disse Lucy. “A participação em eventos como Radla e SID nos permite aprender e compartilhar importantes pesquisas para que continuemos gerando benefícios significativos e excelentes produtos para os consumidores”.

360667_879455_506011_unl_gb_123_miracleset3d_lifestylebathroom_2.jpg

Todos os anos, a Mary Kay realiza centenas de milhares de testes científicos em produtos e ingredientes para garantir os mais elevados padrões de segurança, qualidade e desempenho. A Mary Kay detém mais de 1.500 patentes de produtos, tecnologias e designs de embalagens em seu portfólio global. Recentemente, a empresa anunciou a abertura de um novo centro de pesquisa, desenvolvimento e fabricação no valor de mais de 100 milhões de dólares, em Lewisville, no Texas.

Fonte: Mary Kay

theBalm lança paletas de sombras “What’s The Tea”, com duas opções de primer

As versões Hot Tea e Ice Tea permitem “infusões” com dois primers – nude e preto – multiplicando as nove cores iniciais para 27 opções de tons

Nenhum segredo resiste a uma xícara quente de chá ou um copo gelado de uma refrescante infusão… Ainda mais quando é saboreada na companhia de amigos. Para celebrar esse momento de cumplicidade e troca de “informações privilegiadas”, a theBalm lança a coleção de paletas “What’s the Tea?”, nas versões Hot Tea e Ice Tea.

As nove doces cores iniciais se transformam em 27 novos tons com as duas opções de primers – nude e preto – que também fazem parte das paletas.

WTT-Hot-1_1400x1400.jpg

A “What’s the Tea?” Hot Tea traz cores quentes que favorecem a criação de looks bronzeados com um toque de raios de sol. Para equilibrar os tons tórridos, as sombras são infundidas com camomila. As pequeninas flores amarelas de pétalas brancas são conhecidas por acalmar a pele e os ânimos.

WTT-Iced-1_1400x1400

Já a “What’s the Tea?” Ice Tea foi calculadamente criada com tons frios. Infundida com flores de hibisco, suas cores trazem características marcantes com um toque refrescante. Os mates assumem uma vibração feminina sutil e os cintilantes surpreendem pelos contrastes.

Vale frisar a possibilidade de “manipulação” dos primers nude e preto com as nove opções de cores. Se as sombras ultrapigmentas e triplamente moídas da theBalm já proporcionam um efeito impactante, imagine potencializadas. O nude fixa e traz mais intensidade. Já o preto traz a dramaticidade perfeita para a noite e makes marcantes. Além disso, elas podem ser usadas secas ou úmidas, são livres de parabenos e talco e não são testadas em animais.

What’s the Tea?” Hot Tea: R$ 229,00
What’s the Tea?” Ice Tea: R$ 229,00

Informações: theBalm

Própolis é poderosa aliada no inverno

Com a chegada do inverno e dos dias mais frios do ano, quem se faz presente são as gripes e resfriados – a Organização Mundial da Saúde (OMS) calcula que em todos os anos, cerca de 5 a 10% dos adultos e de 20 a 30% das crianças sejam infectados pelo vírus influenza, responsável pela gripe.

Um passo importante no combate às doenças respiratórias é a prevenção. Muitas pessoas preferem evitar a automedicação e procuram por métodos e soluções naturais que auxiliam no fortalecimento do sistema imunológico. Você sabia que a própolis é um poderoso aliado à imunidade do nosso corpo? A Apis Flora separou cinco propriedades que mostram como a própolis é benéfica para a saúde:

shutterstock células ciencia tratamento
Shutterstock

Fortalece o sistema imunológico: a própolis regula a resposta imunológica, de modo que o sistema imunológico fica fortalecido. Suas substâncias promovem maior ativação das células de defesa e reguladoras, favorecendo o reconhecimento e a destruição dos micróbios por meio de citocinas.

microbiota intestino SII

Ação antibacteriana: popularmente conhecido como um antibiótico natural, uma das grandes vantagens do seu uso em relação aos medicamentos alopáticos é que a própolis destrói bactérias nocivas e preserva as benéficas; um exemplo disso são as bactérias da flora intestinal.

radicais-livres

Protege contra os efeitos danosos dos radicais livres: além de ser antioxidante evitando a formação de radicais livres, a própolis bloqueia a ação danosa destes sobre as células saudáveis. Ainda, a própolis preserva a ação da vitamina C, um potente antioxidante antienvelhecimento.

queimadura mão
Foto: Justaboutskin

Função cicatrizante e regeneradora dos tecidos: a presença de flavonoides e aminoácidos, considerados regeneradores dos tecidos, torna a própolis eficaz no tratamento de dermatites, feridas, úlceras e queimaduras.

“Uma excelente alternativa durante este período do ano, quando gripes e resfriados são comuns, é o consumo de produtos à base de própolis. A substância é uma grande aliada para o equilíbrio do sistema imunológico e conta com diversas atuações benéficas para o corpo”, afirma Andresa Berretta, Gerente de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da Apis Flora.

propomax-zeropropomax-30ml

A linha Propomax da Apis Flora conta com duas versões de produtos à base do extrato de própolis. O Propomax, primeiro extrato de própolis 100% verde e sem álcool brasileiro, e o Propomax Zero Spray, que combina as propriedades da própolis verde e menta, num produto diferenciado que não contém mel e nem qualquer tipo de açúcar (indicado para diabéticos e pessoas que desejam controlar a glicemia).

Informações: Apis Flora

Forno de Minas lança cookies congelados para o varejo

São duas opções de sabores: chocolate com gotas de chocolate ou baunilha com gotas de chocolate; o preparo é rápido e fácil

É crocante por fora e macio por dentro. A cada mordida é possível sentir as gotas de chocolate. Sim. O famoso cookie, tradicional nos Estados Unidos, é o mais recente lançamento da Forno de Minas.

A tradicional indústria de alimentos congelados no Brasil, reconhecida pela qualidade e praticidade dos seus produtos, apresenta duas opções de sabores: chocolate com gotas de chocolate e baunilha com gotas de chocolate.

O produto, que conquistou os paladares nos canais de food service, chegam, agora, nos melhores supermercados do país. Dentre os diferenciais dos cookies Forno de Minas estão: sabor, qualidade, recheio macio e massa crocante, a praticidade e agilidade de preparo, uma vez que vão direto do freezer para o forno e ficam prontos em até 10 minutos.

Além disso, a Forno de Minas utiliza gotas de chocolate meio amargo de alta qualidade que confere doçura na medida certa. “Derrete junto com a massa, mas continua visível e traz um gosto destacado na mordida. Afinal, são quase 20% de gotas de chocolate!”, explica a diretora de Marketing, Valéria Favaretto.

Para que os consumidores possam ter um cookie perfeito e saboroso em casa, a indústria investiu em uma embalagem que reforça o modo de preparo, que é simples e rápido.

cookie baunilha

 

imagem_release_1670230cookie choco

 

imagem_release_1670226.jpgOs cookies podem ser encontrados ao lado do Pão de Queijo Forno de Minas e/ou no freezer de sobremesas

Informações: Forno de Minas

Café da manhã e o impacto na saúde

Para algumas pessoas, não tomar o café da manhã pode até ser natural e não trazer nenhum malefício. Porém, pular essa refeição influencia diretamente em como o organismo vai funcionar no resto do dia.

Um estudo europeu recente constatou que pessoas que iniciavam a rotina com o café da manhã e permaneciam seguindo esse hábito tinham menos marcadores inflamatórios no organismo, quando comparados com pessoas que não mantinham a frequência das três principais refeições do dia (café da manhã, almoço e jantar).

Para desmistificar o que devemos ou não consumir ao amanhecer, a nutricionista do Oba Hortifruti, Renata Guirau, responde às dúvidas mais escutadas no consultório.

Porque essa refeição é tão importante?

Enquanto você dorme e descansa, o seu corpo continua trabalhando para garantir as funções básicas: respirar, manter a circulação e os órgãos em funcionamento, e também construir novas células e queimar gordura. Isso acontece por cerca de 8 horas sem que o seu organismo receba qualquer tipo de “combustível”.

Ao acordar, precisamos repor toda a energia usada pelo corpo durante o sono, para que possamos dar início as atividades do dia a dia. Por isso, a necessidade de quebrar o tempo de jejum com um bom café da manhã.

“Além de dar esse empurrãozinho para o nosso metabolismo, uma refeição matinal com boa qualidade de nutrientes favorece o controle da fome e da saciedade durante o dia, o que, a longo prazo, também contribui para o controle do peso”, explica Renata Guirau.

O que precisamos ter à mesa para um bom café da manhã?

Café da manhã e o impacto na saúde (1)
Segundo Renata, uma refeição matinal de qualidade deve conter diferentes grupos alimentares: uma fonte proteica (como leite, queijo, iogurte ou ovos), uma fonte de carboidrato complexo (pães integrais, granola, mandioca e batata doce) e uma fonte vegetal. “Geralmente consumimos frutas no café da manhã, mas, nada impede de utilizarmos vegetais diversos como espinafre, tomate, couve e até mesmo cogumelos”, completa Renata.

O pãozinho francês com café estão liberados?

pão to go 1
“O pão é um tipo de carboidrato, e, a principal função dos carboidratos é fornecer energia para o corpo. Mas, existe uma diferença entre os carboidratos simples, que é o caso do pão, e os complexos, que são os indicados”, explica a nutricionista.

Os carboidratos simples são absorvidos rapidamente pelo corpo, e fornecem energia imediata. Mas, fazem com que você sinta fome logo após comer, e aumentam as taxas de glicose no sangue, principalmente pela manhã, como apontou um outro estudo.

Exemplos de carboidratos simples são: açúcar refinado (presente em bolachas, compotas e geleias, e usado para adoçar chás e cafés), e fontes de farinha branca, como pão francês.

Já os carboidratos complexos, fornecem energia de qualidade, pois são digeridos lentamente e causam aumentos graduais da glicemia, fazendo com que o corpo se sinta saciado por mais tempo. Esses alimentos também são mais nutritivos e possuem mais vitaminas, minerais e fibras. Sendo assim, se consumidos com moderação, pão francês integral e café sem açúcar podem estar presentes no cardápio da manhã.

O que acontece quando não comemos no café da manhã?

prato

Ficar sem comer de manhã é uma prática comum entre as pessoas, mas não é um hábito tão inocente quanto parece: pular a primeira refeição pode aumentar os níveis de alguns hormônios que estão relacionados ao estresse e mau humor, além de favorecer o maior consumo calórico no resto do dia, principalmente de alimentos ricos em carboidratos refinados, que, como explicado anteriormente, não são a melhor opção.

Para quem acorda sem apetite, a indicação da nutricionista é simplesmente esperar a fome aparecer. “O ideal é esperar a fome chegar para começar a se alimentar, mesmo que isso aconteça horas após acordar. Mas, ao sentir essa necessidade, devemos sempre fazer boas escolhas, independente do horário”.

Para finalizar, Renata Guirau indica 10 combinações diferentes para um café da manhã saudável e nutritivo:

VITAMINA_REVITALIZANTE_-_baixa161116_121459

1. Vitamina de frutas: leite + aveia + banana e mamão papaia
2. Mingau de aveia: leite + aveia + banana picada
3. Ovos mexidos + fruta com aveia
4. Mandioca cozida + queijo coalho grelhado + fruta
5. Pão integral com queijo + fruta

Café da manhã e o impacto na saúde (2)
6. Iogurte + granola + fruta
7. Tapioca com queijo + fruta
8. Crepioca com banana e canela
9. Torrada com geleia sem açúcar + leite
10. Pão integral com ovos mexidos + fruta

Fonte: Oba Hortifruti

Nova carta de drinques do Kharina leva assinatura do bartender Igor Bispo

A rede de restaurantes Kharina estreia a partir desta semana uma nova carta de drinks com a assinatura do renomado bartender Igor Bispo. As criações de Igor Bispo utilizam os melhores ingredientes da coquetelaria mundial, como a icônica marca MONIN, e têm preço fixo de R$ 25.

“A ideia foi criar coquetéis realmente gostosos, com sabores familiares e em uma formatação moderna, trazendo inovação para o menu do Kharina. Como bom curitibano, tenho uma memória afetiva com a rede e foi uma experiência única ser convidado para assinar a nova carta de drinks”, conta Igor Bispo.

Ao todo são quatro novos drinks estreando no cardápio, em um mix de coquetéis refrescantes que aliam tradição e modernidade. As novidades podem ser degustadas nas cinco unidades do Kharina em Curitiba localizadas nos bairros Batel, Água Verde, Cabral, Centro Cívico e Jardim Botânico, e também em Santo André (SP).

Confira as novidades:

Flamingo

flamingo

Gin Amazzoni, xarope Monin sabor toranja e água tônica.

Hawaii Sunset

hawaii sunset

Vodka Smirnoff, xarope Monin sabor coco, suco de abacaxi e limão espremido.

Ginger Berry

ginger berry

Vodka Smirnoff, purê Monin sabor framboesa, xarope Monin sabor gengibre, água com gás e limão espremido.

Gin Tônica Tradicional

gin tonica

Gin Amazzoni e água tônica.

Grupo Kharina

Curitiba – Unidade Batel: R. Benjamin Lins, 851
Curitiba –  Unidade Cabral: R. Dep. Joaquim José Pedrosa, 13
Curitiba – Unidade Água Verde: R. Silveira Neto, 40
Curitiba – Unidade Jardim Botânico: Av. Prefeito Omar Sabbag, 365
Curitiba – Unidade All Day: Rua Heitor Stockler França, 396 – Centro Cívico
SP – Unidade Santo André: Shopping ABC – Av. Pereira Barreto, 42, Vila Gilda

Segunda-feira tem cardápio vegano no Bistrô do Paço

O Bistrô do Paço traz uma novidade em seu cardápio: toda segunda-feira os clientes encontram uma opção vegana diferente e cheia de sabor. Os apaixonados por esta gastronomia se surpreenderão todas as segundas com as variedades e novidades que a casa oferece. E, já que a segunda-feira é um dia conhecido por recomeços de metas, essa é uma oportunidade para dar início a uma rotina de alimentação ainda mais saudável.

O charmoso ambiente, frequentado por trabalhadores da região central da cidade do Rio de Janeiro, é também, uma ótima opção de passeio, encontros e reuniões.

Tofu grelhado à moda Hanoi no Bistro do Paço.jpeg

Cardápio Vegano no Bistrô do Paço- Salada mista pequena: R$ 21,30. Prato vegano do dia a consultar.

Bistrô do Paço Praça 15 de Novembro, 48 – Centro – Rio de Janeiro. Horário de funcionamento: de 2ª a 6ª, das 11:30h às 19:30h, sábado e domingo, das 12h às 19h