Uma Padoca Filosófica para Pinheiros

Novo espaço oferece pães de fermentação natural e outras delícias artesanais em ambiente que instiga o diálogo, a cultura e a troca

Um espaço que convida a pensar, sonhar, comer e amar. É assim que a nova Padoca Filosófica se define, com sua massa de fermentação natural que, assim como a filosofia, exige tempo e demanda paciência, e cujo cardápio se rende às leis da natureza, respeitando a sazonalidade dos insumos e se traduz em uma verdadeira curadoria cultural. Já em funcionamento, abre ao público entre terças e quintas, das 9h às 19h, sextas, das 9h às 22h e, aos finais de semana, das 8h às 22h.

Localizada na entrada de uma antiga vila na Rua Ferreira de Araújo, em Pinheiros, a novidade foi criada por Paulo Abbud e sua esposa Cláudia Belintani Abbud – que também são os proprietários do consagrado árabe Farabbud -, em parceria com o empresário Rodrigo Danezi.

O ambiente

Foto: Raphael Criscuolo

A Padoca se localiza numa charmosa casa, sendo a parte da frente de um complexo com o restaurante de cozinha mestiça Gael e uma unidade da premiada sorveteria Frida & Mina. Possui 38 lugares divididos em dois ambientes, entre uma varanda a céu aberto e um arejado salão com o balcão de pedidas.

Nas louças – e por todo o espaço -, os clientes encontrarão cor e minimalismo. Em cada xícara, prato, uniformes e mobília, vem estampada a frase de um grande pensador. A ideia dos sócios é convidar o cliente a ‘devorar os grandes’ – seja da literatura, do cinema ou das artes -, a fim de alimentar mais do que o corpo, mas sim a alma e o espírito. Todo o menu traz itens batizados com diversas referências culturais, que vão desde o nome dos pratos, até sugestões de livros e filmes, tudo sob a minuciosa curadoria de Claudia.

“Hoje em dia, muitas pessoas se sentam numa mesa e não conversam com sua companhia. Queremos com esse pequeno gesto instigar a oralidade, a troca e, claro, a partilha”, explica Claudia. O local também está aberto para receber lançamentos de livros, confrarias e clubes de leitura e cinema, como o ‘Clube de Cinema e Literatura da Padoca’ já ativo na casa.

O cardápio

Pensado para atender a quatro diferentes momentos – todas as receitas e combinações são da autoria de Claudia. O pão é um capítulo à parte, todos de fermentação natural, sem aditivos e com levain obtido com mel e farinhas de trigo francesas, sendo indicado inclusive para quem tem intolerância a glúten (exceto os celíacos) e, também, para os diabéticos.

Foto: Raphael Criscuolo
Fernanda Montenegro, tostada de abobrinha perfumada

Café da Manhã: para iniciar o dia, o foco está nos pães, que podem ser encontrados em diferentes versões como rústico, integral, croissant, baguete, brioche, sendo acompanhados por manteigas, geleias ou pelos ovos mexidos e omeletes. Não faltam iogurtes, cafés, chás e chocolates, mas o destaque fica para a seção de tostadas, batizadas com o nome de atrizes brasileiras como Fernanda Montenegro, tostada de abobrinha perfumada com ervas frescas e ricota de castanhas de caju cremosa com um leve toque de hortelã (R$ 26), ou Alice Braga, avocado temperado, coalhada, ovo perfeito e chips de guanciale (R$ 29).

 

Foto: Raphael Criscuolo
Feijuca

Almoço: diariamente são oferecidas duas opções de pratos principais a cada dia da semana, sendo uma vegana e todas acompanhadas por salada da casa. Dedicado à literatura, o menu divide os pratos em duas seções e sugere um livro em cada um deles. Os pratos comfort food ficam na seção batizada como Imortais da Academia, onde será possível degustar Feijuca da Padoca (feijão orgânico, lombo, paio e carne seca acompanhados de banana crocante envolta na farinha rústica da Padoca, vinagrete e caldinho na caneca, arroz soltinho e couve temperada – R$ 42) às quartas, e Machado de Assis (bacalhau confitado no azeite com cebolas translúcidas, farofa de migas crocantes com guanciale e arroz da casa – R$ 69) aos domingos. Já as opções veganas ficam na seção Prêmio Nobel de Literatura, com Pablo Neruda (salada Morna de quinoa com manga, gengibre, alho poró, salsão e abobrinha grelhada com pesto de castanhas – R$ 39) às terças, e Saramago (quibe de abóbora recheado com ricota de castanha, alho poró, ervilha torta e cenoura – R$ 39) às quintas.

Bolo Diadorim
Bolo Tim Burton

Lanche da tarde: no meio do dia é possível degustar sem culpa as tortas e bolos da seção Comer, Rezar e Amar, como a Cheesecake de Frutas Vermelhas (R$15) ou o Bolo de Aipim com Coco (R$13), além dos salgados, sanduíches e quiches, que podem ser acompanhados pelos sucos, vitaminas, chás de infusões naturais e vários tipos de café.

Castelões à Tarantino

Jantar: a parte da noite é voltada para a paixão paulistana, a pizza. A seção no menu ganhou o nome A Máfia no Divã, com uma seleção de diretores e atores de filmes de gângsters e mafiosos memoráveis – assim como a massa de fermentação natural. Feita com farinha italiana, o resultado é leve e inesquecível. Entre as opções, Marguerita a Al Pacino (muçarela de búfala, parmesão, tomate cereja e manjericão – R$ 32), Berinjela a Scorsese (berinjela, queijo de cabra, mussarela, parmesão e manjericão – R$ 42) ou ainda a Castelões a Tarantino (calabresa artesanal cozida, mussarela e parmesão – R$ 38).

Foto: Raphael Criscuolo

Padoca Filosófica: Rua Ferreira de Araújo, 320 – Pinheiros – São Paulo-SP.Telefone: (11) 4305-0320. Horário de Funcionamento: terça a quinta, das 9h às 19h. Sextas, das 9h às 22h. Sábados e domingos: das 8h às 22h

 

Neurocientista lança Eita, um app para pessoas em estado de desespero

O aplicativo, que chega no Setembro Amarelo, foi criado a partir das vivências de Anaclaudia Zani Ramos em torno do seu próprio processo psicoterápico, em que teve que lidar com suicídios na sua família e com sua própria ideação suicida

Ela ainda era uma menina quando teve que lidar com um suicídio em sua família – não entendia, mas já sabia que algo ali estava errado. Ao longo dos anos, esse tema virou o cerne de suas questões e, ainda na adolescência, quando enfrentava ideações suicidas e maus pensamentos, Anaclaudia Zani Ramos foi levada a fazer um tratamento para um regime e lá descobriu, por meio do atendimento de uma psicóloga que, na verdade, o que ela tinha era depressão.

Essa história é o ponto de partida de Anaclaudia que, em seu próprio processo psicoterápico, vai buscar desde muito cedo respostas na neurociência para entender sua depressão hereditária e as mortes das mulheres de sua família. Essa jornada a levou às suas formações – 25 anos depois, Anaclaudia Zani Ramos é psicóloga e neurocientista, pesquisadora na área de Neurociência e Desenvolvimento Humano, e criadora de um método exclusivo de mensuração de resultados, o InLuc. Por meio do InLuc, Anaclaudia desenvolve, em cada atendimento que faz, um trabalho com a neurociência aplicada que, por meio de treinos mentais, ajuda as pessoas a promoverem mudanças significativas em suas vidas, trazendo resultados práticos e efetivos e mensuráveis.

tristeza-ansiedade-depressao

E agora Anaclaudia está lançando um aplicativo, também criado por ela, chamado EITA – Elevar a Inteligência a Treino de Autopercepção. O EITA, que chega em pleno Setembro Amarelo, é uma plataforma de treino de autopercepção que usa a inteligência de cada pessoa e que, a partir disto, auxilia quem estiver em situação de desespero, a fim de que não somatize suas emoções, adoecendo o corpo físico. “O EITA foi pensado para fazer a diferença no mundo a partir do universo de cada um”, conta Anaclaudia.

A neurocientista explica que a inteligência é uma habilidade de resolução de problemas, e que, por isso, e como outra habilidade qualquer, é fundamental treinála. “O EITA age de forma preventiva, uma vez que conseguimos prevenir doenças psicossomáticas através da autopercepção e da nossa resposta emocional a eventos que vivemos”, aponta a psicóloga. “A doença psicossomática acontece quando há desequilíbrio de emoções, gerando o adoecimento do corpo físico”, explica Anaclaudia.

Tecnologia aliada ao acolhimento

eita

O EITA chega justamente no Setembro Amarelo, como uma forma de ajudar a quem busca saídas. Por ser um aplicativo Web, é acessível em qualquer navegador e de fácil uso. Suas telas são intuitivas, e o usuário, que pode estar num momento de desespero, terá fácil compreensão dos comandos e botões.

O app tem interface intuitiva e o diferencial de não ter robôs na interação com os usuários. Todo o processo começa com a pergunta “Como você está se sentindo hoje?”, dando cinco opções de emoções básicas – feliz, triste, irritado, receoso e enojado. A partir da escolha de apenas uma emoção é que se inicia o diálogo com os facilitadores (psicólogos treinados por Anaclaudia para promoverem o atendimento inicial com o usuário). Esta primeira etapa treina cada um a nomear o que está sentindo. Isto é fundamental para que haja compressão daquilo que o afeta naquele dia ou momento.

Na sequência, o EITA pergunta “por que você está se sentindo assim?”, e abre uma caixa de diálogo para que cada pessoa possa, através da escrita, descrever com detalhes o que a levou a sentir aquela emoção. O objetivo é nomear o que sente, por meio do processo da escrita, administrando narrativa e percepção da emoção. Somente após duas horas é que um dos facilitadores irá responder. “Quando propomos a espera pela resposta, estamos treinando o controle da Ansiedade, e ansiedade nada mais é do que ansiar por algo, e essa espera precisa ter controle”, explica a Anaclaudia.

As conversas e interações acontecem sempre em ambiente seguro. Todos os dados e descrições de emoções permanecerão armazenados de forma segura e somente os facilitadores e a Anaclaudia terão acesso às informações. Com isso, eles poderão avaliar se o atendimento ajudou o usuário a lidar com a situação que ele estava passando. A partir dai, Anaclaudia conseguirá ter base para avaliar o andamento e o resultado.

O EITA oferecerá sete dias grátis de utilização para conhecer o aplicativo. Após esse prazo, haverá a cobrança, a partir da autorização prévia e via cartão de crédito, da utilização mensal, no valor promocional de lançamento de R$ 99,77, que dá direito a quatro soluções de problemas por mês, que se iniciam sempre a partir das escolhas das emoções, e finalizam quando o usuário sinaliza a compreensão do problema apresentado inicialmente. Para baixar o Eita, clique aqui.

Sobre Anaclaudia Zani Ramos

ana-editado-2

É pesquisadora na área de Neurociência e Desenvolvimento Humano há 25 anos, palestrante e escritora. Tem formação em Coaching pela International Association of Coaching Institutes-Europe.A partir de seu próprio processo psicoterápico contínuo, Anaclaudia tomou como desafio a busca pelo autoconhecimento, entendimento e aprimoramento pessoal. Durante o longo percurso, inserida num mundo de investigação do desenvolvimento humano, dedicou-se ao entendimento da complexidade do funcionamento cerebral, emocional e comportamental.

Por meio de estudos e pesquisa, criou o InLUC – método de mensuração de resultados criado por ela e que tem como objetivo promover a mudança de paradigmas, apresentando novos conhecimentos e significados sobre o comportamento humano a fim de que as pessoas possam olhar de uma forma diferente para as suas dificuldades diárias. O processo LUC foi inscrito no Internacional Congress of Applied Psychology em Paris e no V Congresso Latinoamericano – ULAPSE, Guatemala 2014. Anaclaudia também é fundadora da ONG Mães de Coração, em parceria com a APAE de Santo André (SP), e tem experiência na área de Gestão de Pessoas e Psicologia Jurídica Institucional junto à Delegacia da Mulher. Outra vertente que atua é na área de Sexualidade individual e conjugal sob o enfoque da Teoria Sistêmica e Processo LUC, dentro das metodologias criadas por ela.

Para saber mais sobre Anaclaudia Zani Ramos, acesse o perfil dela no Instagram  ou o canal no YouTube, com conteúdo sobre neurociência e sua aplicação, além de dicas e informações sobre saúde mental.

RK b KISS lança Jelly Lippies, gloss labial com vitamina E para lábios naturais e hidratados

A RK by KISS, marca do grupo KISS New York, lançou uma nova aliada aos cuidados com os lábios: os gloss labiais, Jelly Lippies.

Com efeito vinílico, são três opções que oferecem um acabamento mais firme, confortável e prático de usar tanto sozinho como por cima de outro batom. Além do acabamento, são formulados com Vitamina E, ativo que hidrata de maneira natural e protege contra radicais livres, evitando o envelhecimento precoce da pele.

Os novos gloss labiais da RK by KISS estão disponíveis nas versões: Clear, transparente; Mermaid: com leve tom rosado; e Love, com fundo mais avermelhado. Cada embalagem conta com 14ml de produto e um aplicador chanfrado acoplado à embalagem, o que torna a aplicação muito prática.

RK by KISS Jelly Lippies – 14ml – Preço sugerido ao consumidor: R$ 11,90

Fonte: RK by KISS–

SAC: (11) 2369-4004 | Instagram: @rkbykissbrasil 

Marcos Costa, maquiador oficial da Natura, dá dicas de uso do novo Batom Matte Powder

Lançamento de Natura Una, com tecnologia e inovação powder, oferece nove opções de cores

Acabamento matte, com a leveza de um batom em pó e pigmentação extrema. Essas são as principais características do Batom Matte Powder, lançamento de Natura UNA. Com nove opções de cores, o batom conta com a alta performance de UNA e o diferencial em textura, com acabamento nos lábios. As nove cores disponíveis são: marrom 2M E 4M; nude 4M; rose 4M, laranja; rouge 2M e 6M; violeta 6M; e vinho 4M.

Para Marcos Costa, maquiador oficial da marca, o batom é um acessório de embelezamento, mas, principalmente, de empoderamento. “Sendo o grande protagonista da maquiagem ou apenas um item para complementar a produção, o batom sempre dá confiança a quem está usando”, explica.

Para ele, o acessório deve ser usado sem medo e com diversão! Mas, para quem quer dicas para se aventurar nas cores, o maquiador indica o batom vermelho alaranjado para peles rosadas (cor Laranja N1); o batom rosa para peles amareladas (cor Rosê 4-m); vinho para peles pretas retintas (cor Violeta 6-m); e vermelho para todos os tons (cor Rouge 6-m). Porém, não existem regras para o uso do acessório.

O Batom Matte Powder é vegano e traz inovação e sofisticação. A alta pigmentação proporciona uniformidade da cor já na primeira aplicação, sem craquelar e nem ressecar os lábios. Além disso, proporciona sensação de hidratação, disfarça as marcas e linhas finas dos lábios e apresenta uma textura aveludada.

O lançamento conta também com a tecnologia de partículas naturais com a função de disfarçar as linhas finas e contribuir para uniformização dos lábios. O Batom Matte Powder é o único do mercado a ofertar a tecnologia e inovação powder.

O Batom Matte Powder de Natura UNA oferece um acabamento Matte sem peso com a leveza de um batom em pó e pigmentação extrema. Proporciona sensação de hidratação, disfarça as marcas e linhas finas dos lábios, tem uma textura cremosa e suave, acabamento aveludado, desliza confortavelmente, traz uniformidade da cor na primeira aplicação e não craquela nos lábios.

Batom Powder Natura UNA – Valor sugerido: R$ 48,90 (3,4g)

Onde encontrar: os produtos da marca Natura podem ser adquiridos com as consultoras, por meio do e-commerce, do app Natura, nas lojas próprias ou nas franquias “Aqui tem Natura”.

Brasil Cacau lança nova linha de cookies

Marca amplia portfólio na categoria de variedades com os cookies sabores chocolate, baunilha e integral

A Brasil Cacau apresenta um lançamento com produtos inigualáveis em sabor e crocância: os novos Cookies. Ideais para qualquer hora do dia, os Cookies atendem todos os tipos de gostos com três sabores: chocolate, baunilha e de integral. Todos eles vêm com o diferencial da base coberta com o delicioso chocolate que só a Brasil Cacau tem.

Além da crocância e gosto irresistíveis, o destaque dos itens fica por conta da base feita de chocolate. Os sabores baunilha e chocolate têm a base com chocolate ao leite e deliciosas gotas de chocolate. Já o cookie integral é feito com cacau, aveia e avelã, e base de chocolate meio amargo.

“Esta é a primeira vez que a Brasil Cacau inclui Cookies em seu portfólio. Eles vêm em diferentes versões que atraem consumidores distintos, com necessidades específicas, e são ideais para quem busca praticidade e sabor de verdade. Quem prova, não resiste mais”, destaca Maricy Porto, Diretora de Marketing do Grupo CRM.

Os lançamentos já podem ser encontrados no e-commerce da marca, aplicativos de entrega (Rappi, iFood, Uber Eats, James e Cornershop) ou lojas físicas que estão em operação de acordo com o procedimento de abertura de cada cidade, seguindo os protocolos de segurança e saúde.

Os três sabores vêm em embalagens ultra descoladas de 60 gramas e são a opção perfeita para autoconsumo. O pack com quatro unidades custa R$ 5,90.

Fonte: Brasil Cacau

Nutricionista aponta cinco falsos alimentos saudáveis que estão sabotando sua dieta

Ao tentar equilibrar a alimentação em busca da perda de peso, muitas pessoas acabam caindo na armadilha dos falsos saudáveis. Isso porque, muitos alimentos que parecem inofensivos, são ricos em gorduras ou substâncias químicas que aumentam a ingestão calórica e acabam dificultando o processo de emagrecimento.

A nutricionista Gabi Lodewijks, aponta que muitos deles são os produtos anunciados como light ou diet. “Uma boa dica é sempre olhar o rótulo. Essas nomenclaturas quase sempre são as responsáveis por gerar essa confusão. Nos refrigerantes lights, por exemplo, há grande teor de sódio. Já no chocolate diet, a quantidade de gordura é bem maior”, alerta.

Ainda que os falsos saudáveis existam, a nutricionista aponta que não é preciso apontá-los como vilões, podendo ser encaixados em uma dieta ou reeducação alimentar de acordo com o objetivo. “É a quantidade de consumo desses alimentos que vai ditar se eles vão atrapalhar ou não a perda de peso. O problema é que, ao pensar que são saudáveis, as pessoas tendem a consumi-los sem restrições”, alerta.

Confira os cinco alimentos que não são tão saudáveis quanto parecem:

Gelatina


Apesar de parecer uma alimentação leve, a gelatina não deixa de ser um alimento processado, que possui conservantes, corantes e açúcares em sua composição. Em crianças, o consumo exacerbado pode levar ao desenvolvimento de problemas gástricos e até alergia.

Barra de cereais

Stock Photo

Um dos lanches “fitness” mais rápidos adotados, não é tão nutricional assim. Esse snack, pode esconder gorduras e açúcares na composição, em especial os com cobertura de chocolate. Na hora de comprar, a nutricionista aponta que é preciso ter atenção ao rótulo. Cereais e oleaginosas devem ser os primeiros da lista. Para verificar os açúcares procure por nomes como xarope de glicose, glucose de milho, açúcar invertido ou maltodextrina. “Optar por um mix de frutas secas pode ser uma saída melhor para o lanchinho da tarde”, recomenda.

Granola


Caso o cliente não preste atenção em qual granola está comprando, pode cair em uma pegadinha e consumir mais açúcar do que gostaria. “Compre versões sem compostos cristalizados, além disso, a granola de boa procedência possui grãos e sementes em maior quantidade”, recomenda Gabi.

Pão integral


Por não haver legislação que regule quando de fato um alimento é integral ou não, muitos pães ditos integrais vêm com farinha branca em maior quantidade. “Quando for comprar, a farinha integral deve ser a primeira da lista, o que significa que é o ingrediente em maior quantidade no produto”.

Peito de peru

Foto: John Henrys

Mesmo pouco calórico quando em comparação com demais carnes, o peito de peru não deixa de ser um alimento embutido e, portanto, rico em sódio, corantes e conservantes. Duas fatias médias podem conter até 500 mg de sódio, 1/4 do valor diário recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Você sabe o que é DMRI?

Degeneração Macular Relacionada à Idade acomete a região central da retina é e considerada a principal causa de cegueira na terceira idade

Ter a sensação de que a escrita está borrada, perceber áreas sem visão dentro do campo de visão (escotomas), visualizar as linhas retas da paisagem – como laterais de construções e postes – tortas, são sinais que podem indicar a DMRI (Degeneração Macular Relacionada à Idade), doença que compromete a região central da retina (mácula) e é considerada a principal causa de cegueira na terceira idade.

A oftalmologista Keila Monteiro de Carvalho, Professora Titular de Oftalmologia da Unicamp, explica que a lesão se localiza na parte central da retina, fazendo com que as pessoas tenham que “olhar de lado” para enxergar. “Como grande parte da visão central é perdida, quem possui DMRI considera difícil realizar atividades diárias que exigem nitidez de visão, como ler, costurar e dirigir”, diz a especialista.

A seguir, Keila esclarece as principais dúvidas sobre a doença, sua prevenção e tratamento:

A partir de qual idade a DMRI se manifesta na pessoa?


Os primeiros sintomas costumam surgir após os 55 anos de idade, e sua prevalência avança com o aumento da idade.

Quais os principais sintomas da doença?


A pessoa pode começar a perceber um ponto escuro ou vazio no local de foco da visão; podem surgir áreas de escotomas (áreas sem visão dentro do campo de visão), ou espaços escuros e vazios que bloqueiam o campo de visão. Linhas verticais que se mostram distorcidas e linhas retas na paisagem, como os lados dos edifícios ou postes, que parecem tortas, e escrita parecendo borrada, oferecendo mais dificuldade no seguimento da leitura, são outros indícios do problema.

Quais são as formas de manifestação da DMRI?

AARP

A DMRI se classifica em dois tipos: a degeneração atrófica (seca) e a degeneração exsudativa (úmida). Na maior parte dos casos, o paciente apresenta a DMRI seca. Nela, a perda da visão é lenta e progressiva. Os pontos escuros e vazios no campo de visão são relativos e depois se tornam absolutos. A visão é mais estável e com menos deformação das imagens. A acuidade visual para letras separadas é melhor, mas torna-se pobre para leitura que exige seguimento visual. Para tanto é preciso muito treinamento visual e uso de letras ampliadas, mesmo com auxílio ópticos. Já a DMRI úmida é mais grave e atinge cerca de 15% dos pacientes. Ela se caracteriza pela presença de neovasos subretinianos que sangram, levando a uma perda da visão súbita, piorando após a absorção e cicatrização.

Como prevenir a DMRI?

Ivabalk/Pixabay

Manter o equilíbrio da saúde é fundamental. Uma alimentação equilibrada colabora para a saúde ocular como um todo. Deve-se consumir alimentos ricos em vitamina C (frutas cítricas, espinafre, rúcula, agrião tomate e pimentão), vitamina E (abacate, kiwi, castanhas, vegetais de folhas verdes e óleos vegetais, como oliva e girassol), betacarotenos (laranja, manga, pimentão amarelo, milho, brócolis, espinafre e ovos), ômega 3 (sardinha, salmão, nozes, semente de linhaça e kiwi), zinco (ostras, camarão, carnes boi, frango e peixe e grãos integrais) e luteína (laranja, tangerina, couve, espinafre, brócolis e milho). Por outro lado, o consumo de alimentos gordurosos deve ser evitado. O uso de óculos escuros sempre que se expor ao sol também é recomendado.

Como se trata a DMRI?


Como se trata de uma doença degenerativa, não há cura. Porém um pequeno número de pessoas com DMRI úmida, felizmente, pode receber tratamento a laser. Nesta terapia, o feixe de luz intensa passa através das lentes do olho, coagulando os vasos sanguíneos sangrantes no fundo dos olhos. Também pode ser utilizada a aplicação de injeções intraoculares de anti-VEGF (terapia com fator de crescimento endotelial antivascular). Muitas vezes são necessárias três ou mais injeções, sendo uma a cada mês, conforme a evolução do caso. Além disso, o uso de suplementos vitamínicos específicos também contribui favoravelmente no tratamento.

Também há indicação cirúrgica para a doença?


Pode ocorrer a necessidade de cirurgia chamada vitrectomia, nos casos em que ocorre o sangramento extenso para o vítreo (gelatina que preenche os olhos). Outras técnicas cirúrgicas são indicadas para a reabilitação visual, como a implantação de telescópio intraocular, que é feito em casos selecionados. Neste caso, a pessoa vai ficar com visão para longe no olho que recebe o telescópio, enquanto o outro será usado para perto.

Fonte: Keila Monteiro de Carvalho é médica oftalmologista, Professora Titular de Oftalmologia da Unicamp.

Semana do cliente: VinVino oferece desconto especial

A loja online concede 15% off em em vinhos nacionais e importados até domingo (20), com frete grátis para todo o Brasil

A VinVino loja online oferece 15% off e frete grátis para todo o Brasil em todos os rótulos nacionais e importados até domingo (20). A ação alusiva ao Dia do Cliente, comemorado ontem (15), é uma forma do e-commerce agradecer aos seus clientes pelo crescimento exponencial registrado nos últimos meses.

Para ter acesso ao desconto, basta digitar o cupom CLIENTEVV no site.

A VinVino tem como principais diferenciais a atenção ao cliente na hora da escolha dos rótulos para a compra, trazendo possibilidades de harmonizações e combinações específicas para datas comemorativas e momentos marcantes da vida das pessoas. A loja online possui as melhores condições de armazenamento e de higiene no momento de entrega dos produtos. Além disso, é reconhecida pela agilidade e pontualidade na entrega.

Informações: VinVino – é possível fazer sua compra via WhatsApp (41) 98725-6329. O frete é grátis para Curitiba e região.

Tradi participa de dois grandes festivais gastronômicos em setembro

O mês da primavera traz promoções para delivery e para os restaurantes

A hamburgueria Tradi participa de dois grandes eventos gastronômicos no mês de setembro. O primeiro deles é o Santander Food Delivery Series, no qual o cliente pode adquirir por R$ 60,00, apenas por meio de delivery via app ou iFood, o combo composto de Hambúrguer Parma (Hambúrguer blend Tradi 180g, mozzarela de búfala, rúcula baby, presunto Parma e tomate confit) uma porção de batatas fritas cobertas em fonduta de queijo e um Brownie exclusivo da casa.

Além disso, quem for a um dos três endereços da Tradi, localizados no Itaim, Vila Nova Conceição e Berrini, poderá conferir o menu exclusivo do Restaurant Week, o maior evento gastronômico da cidade, que está com edição especial, contando com todas recomendações e protocolos de higiene.

Por R$ 31,90 + R$ 1,00 de doação, o cliente pode optar por um Oráculo de 100g (Hambúrguer da casa, coberto por fusão cremosa de queijo cheddar inglês com pepperoni moído, servido em pão de hambúrguer artesanal branco) ou um Xisbeicon (Hambúrguer da casa 100g, queijo prato, bacon, maionese verde da casa servido no pão branco artesanal), acompanhado de uma porção de fritas.

As unidades da Tradi estão reabertas no almoço e no jantar, com todos os protocolos de higiene e segurança recomendados pelas autoridades. O horário de funcionamento varia de acordo com cada unidade e está da seguinte forma:

Tradi Vila Nova: Rua Diogo Jácome, 391, Vila Nova Conceição – São Paulo/SP – tel.: 11 2339-7107. Segunda a Sexta-Feira: das 12h às 15h e das 19h às 22h | Sábado e domingo: das 12h às 16h e das 18h às 22h.
Tradi Itaim: Rua Edson de Castro Pinto, 33, Vila Olímpia – São Paulo/SP – tel.: 11 2619-7566. Aberto ao público todos os dias, das 11h30 às 15h30 e das 18h às 22h. Delivery: das 11h30 às 22h.
Tradi Morumbi: Rua Joerg Bruder, 81, Santo Amaro – São Paulo/SP – tel.: 11 5181-0855. Aberto ao público: segunda a sexta-Feira, das 12h às 15h e das 19h às 22h | Sábado e Domingo: das 12h às 16h e das 18h às 22h. Delivery: domingo a quinta-feira das 11h30 às 22h30 | Sexta e sábado das 11h30 às 23h.

Delivery Lapa – Rua Clélia, 1805, Água Branca – São Paulo/SP. Das 11h30 às 22h.
Delivery Vila Nova – Rua Gararu, 118, Vila Nova Conceição – São Paulo/SP. Segunda-feira: das 11h45 às 15h e das 19h às 23h; terça a quinta-feira: das 11h45 às 23h; sexta-feira, sábado e domingo: das 11h45 às 23h.

Tradi – SAC (11) 5181-0855

 

Cultura do cancelamento digital reforça importância do Setembro Amarelo

A campanha de prevenção ao suicídio é um dos meios para conscientizar as pessoas e alertar que não existem dificuldades impossíveis

Em meio ao período de isolamento, a campanha de Setembro Amarelo ganhou ainda mais força, infelizmente agravaram-se os números de suicídios nos últimos meses, provavelmente causados pela pandemia. A quarentena já é motivo suficiente para encontrarmos neste ambiente sérias consequências à saúde mental.

E não só isso, a cultura do cancelamento dentro das redes sociais digitais também pode ser considerada umas das causas que levam as pessoas a cometerem o ato. A prática de cancelar alguém surgiu na internet, como uma forma de demonstrar que certas opiniões são inaceitáveis. Contudo, o cancelamento as vezes passa dos limites, acarretando em um número maior de pessoas buscando pela aprovação a todo custo.

Falar sobre a campanha se tornou ainda mais importante, visto que o Brasil já ocupa a oitava posição entre os países que mais cometem suicídios no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). O tema merece muita reflexão, uma vez que não existe uma única razão que explique as angústias e sofrimentos das pessoas que decidem pôr fim à própria vida.

“Existe um conjunto de fatores que podem levar uma pessoa a cometer o ato de suicídio, entre eles, a depressão e ansiedade que costumam ser consideradas ‘gatilhos’. Um outro motivo pode ser o sentimento que o cancelamento traz. Dentro das redes existe um grande medo de julgamentos, já que estamos constantemente buscando aprovação de outras pessoas”, afirma o Coordenador do Curso de Psicologia, do Centro Universitário Unimetrocamp, Professor José Anizio Marim.

“O cancelamento é perigoso, pessoas estão recebendo punições que não merecem, e isso acaba expandindo ainda mais os sentimento de ansiedade e depressão, podendo causar reflexões e mudanças de postura. Existe também a possibilidade de isso se tornar um estopim para um encadeamento de pensamentos negativos, que devem ser mais evidenciados neste Setembro Amarelo”, completa o professor.

O intuito do Setembro Amarelo é conscientizar o quanto a vida é importante, e alertar as pessoas de que não existem problemas ou dificuldades impossíveis. Além de dar informações, entender os motivos de cada pessoa, conversar e demonstrar empatia são passos fundamentais para impedir os pensamentos de querer terminar com a vida.

Fonte: Centro Universitário Unimetrocamp