Spaghetti dei Mafiosi do Foglia Forneria traz pratos inspirados em grandes mafiosos

Quando Elliot Ness – o detetive que prendeu Al Capone, talvez o maior gangster da Máfia de todos os tempos – queria caçar seu desafeto, ele percorria as cantinas onde Capone e a turma da “Cosa Nostra” saboreavam seus spaghettis e festejavam os lucros fenomenais do contrabando e da contravenção.

Já Tony Soprano, personagem da premiada série “Os Sopranos”, entre a desova de um bandido e a perseguição implacável a seus inimigos e concorrentes, não abria mão das massas ao pomodoro preparadas pela bela esposa Carmela, saboreadas na tranquilidade do lar. É fato que nas mesas mafiosas, não pode faltar uma bela pasta, carnes e bebida farta.

Em filmes sobre a máfia, a cozinha italiana muitas vezes é pano de fundo de conversas sobre intrigas, planos de matança e táticas de guerrilha entre gangues inimigas. Ela é uma pausa necessária, tanto para os personagens quando para o espectador dar uma “respirada”, que traz aquele clima de tradição e família tão sagrado aos italianos, principalmente quando reunidos em torno de uma boa mesa, com um belo vinho. É por meio desse imaginário que o Foglia estreia o “Spaghetti dei Mafiosi”, um menu criado pelos Chef Franco e Lorenzo Ravioli, a partir de 26 de agosto, inspirado nestes grandes nomes da Máfia, e que vai até 30 de setembro, servido durante o jantar.

“É mais uma licença poética, e não afirmação convicta de que essas pessoas comiam exatamente esses pratos. Pelo nosso feeling, pensamos em cinco massas com a cara desses mafiosos, e nos deixamos levar pela imaginação”, comenta Franco Ravioli. Assim, o Spaghetti Al Capone é preparado com tomate fresco, alici italiano, alcaparras e azeitonas pretas (R$ 79,39). Frank Costello empresta seu nome ao spaghetti feito com camarão, parmesão, ao perfume de tartufo e pesto tradicional (R$ 108,39). Já o Spaghetti a Lucki Luciano vem com queijo stracchino, rúcula, mortadela italiana crocante e pangrattato (R$ 81,39). Salvatore Riina, por sua vez, chega à mesa com funghettini, pancetta defumada, alcachofrinhas e parmesão (R$ 83,39). Por fim, o Spaghetti Carlo Gambino, traz no molho tomatinho confitado, linguiça, creme de gorgonzola e manjericão (R$ 85,39)

Sobre o Foglia Forneria Artigianale

Recém-inaugurado no bairro da Vila Nova Conceição, o Foglia Forneria Artigianale é o novo empreendimento do restaurateur Marcelo Fernandes – nome por trás do Dom, Mercearia do Francês Attimo, Kinoshita Clos de Tapas e Tradi – em parceria com o empresário Sergio Degese – expert no ramo de luxo e bebidas, que esteve à frente durante doze anos da Moët Hennessy Brasil, do grupo LVMH. O nome Foglia – que significa folha em português – traduz a filosofia de leveza, presente nas massas – da pizza aos panini, e das pastas de grano duro aos pães artesanais – nos molhos e nas saladas que compõem o menu assinado pelo chef Franco Ravioli (58) e seu filho Lorenzo (19), vencedor do MasterChef Júnior (2015). Com uma ampla interpretação da cozinha italiana, o cardápio é dividido entre entradas para compartilhar, pizzas individuais de massa fina e borda aerada, massas, sobremesas e saladas.

Foglia Forneria Artigianale: Rua Domingos Fernandes, 548 – Vila Nova Conceição, São Paulo, SP – Horário de funcionamento – almoço: de segunda a sábado, das 12 às 15h, e aos domingos, das 12h às 16h. Jantar: de domingo a quinta, das 18h às 22h30 e sextas e sábados, das 18h às 23h.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s